1. Spirit Fanfics >
  2. O (Não) Stalker - Jikook >
  3. Capítulo 012

História O (Não) Stalker - Jikook - Capítulo 13


Escrita por:


Notas do Autor


Olá, mais um capítulo da fic, espero que gostem e muito obrigada meu babys pelos apoio!

Me desculpem qualquer erro, mesmo revisando o capítulo, alguns erros as vezes passam despercebidos ^^

Muito obrigada de novo, e boa leitura!♡

Capítulo 13 - Capítulo 012


Fanfic / Fanfiction O (Não) Stalker - Jikook - Capítulo 13 - Capítulo 012

_ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _

Música recomendada: Wannabe - Itzy

Fanfic recomendada: A Uma Janela De Você. - Jikook

Dorama recomendado: Possessed

Escreva nos comentários qual é sua música, fanfic e dorama do momento/preferido, vou adorar ler!

_ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _



O (Não) Stalker

Capítulo 012



_Jungkook_

Hoje é domingo e eu estou simplesmente, em casa, jogado na minha cama, com um pote de sorvete de baunilha, e assistindo mais uma série yaoi preferida pela 4 vez no mês, isso pois, eu realmente sou um amante de BL e não tem nada para fazer além disso, então é o que me resta. Mas logo meu celular apita em uma mensagem e pauso a série.

_Pequeno<3_

—Jungkookie, será que você pode vir aqui em casa? Meus pais fizeram um almoço e querem te conhecer porque eu falo muito de você pra eles.

—Posso ir sim, Minnie. Estou sem nada para fazer mesmo.

—Ok, em 40 minutos em estou aí para te buscar!

—Não precisa ir Chim, eu mesmo posso ir, tenho que movimentar minha moto um pouco ㅋㅋㅋ

—Você tem uma moto e eu não sabia?

—Sou uma caixinha de surpresas, baby!

—Essa frase não foi nada sexy se vice acha que foi, kookie!ㅋㅋㅋ

—Deixa pra la então, em 40 minutos eu estou ai!

—Ok, estou na espera! Até daqui a pouco kookie♡

—Até♡

Desligo o celular com um sorriso bobo nos lábios, as vezes acho que estou sentindo uma leve atração por ele, mas não exatamente como é isso, eu somente me sinto bem perto dele e simplesmente tudo que ele faz me encanta, sinto meu coração palpitar rapidamente quando estou perto dele, isso desde quando éramos menores no dia do sanduíche. Mas esta ficando cada vez mais forte ultimamente, as vezes fico reparando em seu rosto quando e estamos conversando e, eu simplesmente fico olhando seus labios carnudos e vermelhos se movimentando, isso virou um vicio para mim e, chego na conclusão de que, eu estou apaixonado por um garoto que eu passei a vida inteira brigando e que me aproximei em menos de 2 meses de uma forma inusitada e aleatória, é...eu estou ferrado.

Dei um pulo da cama quando percebo que fiquei tempo demais pensando naquele sorriso que me deixa bobo, falta apenas 20 minutos para dar a hora que combinamos.

Vou até o banheiro e tomo um banho rápido, depois vou até o meu closet e pego uma roupa simples mas apresentável, não vou chegar parecendo um louco na frente dos pais do garoto que eu gosto, na real, nem eu sei porque agora eu classifiquei ele assim.

Me visto e peenteio meus cabelos negros sem muita delongas, passo um leve perfume e vou para o andar de baixo.

Minha familia não estava em casa, estavam em um lugar que desconheço e nem quero saber, deve ser coisa de velho.

Pego as chaves da minha moto que ja estava a um bom tempo na garagem. Vou até asma e coloco meu capacete, subo na moto e dou partida na mesma, após sair, fechei a garagem e fui o mais rapido que pude até o endereço que já conhecia.

Após alguns minutos, ciego em frente a cada grande, sorrio e tiro o capacete, indo em direção ao interfone do lado do grande portão, depois de alguns segundos que pressionei o botão, onço uma voz conhecida por mim.

—Jeon, é você?

—Não, é o Tobby!

—É Tommy seu idiota!

—Nossa, é assim que você me recebe em sua humilde residência?

—Para de reclamar, eu vou abrir o portão da garagem, guarda sua moto lá!

—Ok baby!

E assim foi feito, o portão se abre e eu entro com a moto, a colocando na garagem, que tem dois carros modernos e caros, um desses é o do Jimin.

Assim que guardo a moto na garagem, um ser me abraça por trás, com o cheiro que eu conheço a anos.

—Está 5 minutos atrasado, kookie!

—Desculpa Minnie... — Viro de frente para ele e dou um abraço no mesmo. Quando nós criamos essa intimidade em tão pouco tempo?

—Ok, vamos, meus pais estão te esperando! — Disse o menor se soltando do meu abraço.

—Mas, será que eles vão gostar de mim? Digo, eu sou o famoso garoto que implicava com você até uns 3 meses e do nada nós viramos melhores amigos?! — Falo meio hesitante e ele dá uma risada gostosa de se ouvir.

—Acho que não, nunca dividi meus assuntos escolares com meus pais, eles não sabem de você, eles não guardam rancor, e ultimamente eu venho falando muito de você que eles até enjoaram

! — Fala ele sorrindo mínimo e eu suspiro.

—Então vamos ver no que vai dar! — Falo e ele assente pegando em minha mão e me direcionando até a porta de entrada.

Ele abre a porta e damos de cara com os pais deles na grande sala assistindo um programa qualquer na TV gigante, Tudo na casa deles são grandes, até as portas. Eles nos encaram sorrindo e se levantam, Jimin fecha a porta e me puxa até seus pais, reparei na mãe de Jimin, e sorri grande, era a Kang min Hee!

—Mãe, pai, esse é Jeon Jungkook, meu amigo e Jungkookie, esse é meu pai e minha mãe! — Jimin fala sorrindo e nós nos curvamos em sinal de respeito, a mãe de Jimin abre um sorriso.

—Você é o filho do JungDae e da Yerin, não é? — A mais velha fala e eu assinto sorrindo.

—Sim, sou eu, e a senhora deve ser a Kang, a antiga amiga da minha mãe! — Falo e ela assente parecendo surpresa.

—Nossa, você cresceu tanto, lembro que quando estava grávida do Jimin eu te peguei no colo, você era recém nascido! — Ela fala sorrindo grande.

—Espera, então vocês se conhecem? — Jimin fala confuso.

—Sim, meu filho, Jungkook é filho de uma velha amiga minha! — Fala Min encarando seu filho. — E você tem noticias da Mahina? Fiquei sabendo que ela voltou com seu marido da Coréia a pouco tempo.

—Ah sim, ela esta passando esses meses la em casa. Qualquer dia você devia ir lá! — Falo e ela assente.

—Vou ir sim querido, pode ter certeza, estou com muitas saudades delas! — Ela fala. — Bom, já que você chegou, vamos ir comer, preparei kimchi, Jimin disse que é sua comida favorita!

—É sim senhora! — Falo sorrindo gentil.

—Oh, sem formalidades querido, apenas me chame de Min Hee ou só Hee! — Ela fala tocando meu ombro.

—Ok! — Falo e todos nós fomos em direção a cozinha, acho que Jimin percebeu que ainda segurava minha mão e a solta, o vi ficar um pouco corado, ele é muito fofo.

—Bom, fique a vontade, querido. Podem se servir! — Ela fala colocando um monte de coisas na mesa, pensei que era só kimchi.

E assim foi passando o tempo, eu só sabia rir das coisas que o pai de Jimin falava, ele era super legal e gentil, a mãe de Jimin a mesma coisa, e obviamente, conheci mais um pouco sobre o passado de Jimin, cheio de trapalhadas da parte dele, o mesmo só sabia ficar cada vez mais vermelho e escondendo seu rosto com suas mãos fofas, um momento muito divertido em família.












Notas Finais


Link da música no YouTube: https://youtu.be/fE2h3lGlOsk

Link da fanfic no Spirit: https://www.spiritfanfiction.com/historia/a-uma-janela-de-voce-17946234

Link do dorama no app Rakuten VIKI: https://www.viki.com/tv/29548c-possessed?utm_campaign=container_share&utm_source=unified&utm_medium=share_button_android&utm_term=29548c&utm_content=social-post

♡Gostaram do capítulo meus amores? Espero do fundo do meu coração que sim, ainda tem muitas surpresas que vocês vão saber nos próximos capítulos.♡

♡Então era só isso meus amores, até o próximo capítulo, um Beijo com B maiúsculo na bochecha de vocês, tchau!♡



Link do FMV da fanfic: https://youtu.be/giTkJxzW8tQ


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...