1. Spirit Fanfics >
  2. O Nascer do herói >
  3. Enchendo o saco

História O Nascer do herói - Capítulo 23


Escrita por: PH0209

Capítulo 23 - Enchendo o saco


Capítulo 23:


A.P. S. H


Guilherme e Tiago estão no meio da arena, Tiago coloca seu braço direito na horizontal e com a mão esquerda ele bate em seu aparelho tecnológico em seu braço, após isso Tiago soca o ar na direção de Guilherme e então o braço de Tiago começa a se esticar rapidamente, sua mão está esticada (Agora sim ele está esticando a mão de verdade) então Tiago acerta um soco em seu rosto, Guilherme sente a dor mas decide lutar na mão com ele, Tiago abaixa e faz um movimento de rasteira só que ele está longe de Guilherme, então Tiago estica sua perna e acerta Guilherme de longa distância, Guilherme cai já com raiva mas não transparecendo, Guilherme corre até Tiago e flutua pra pegar uma distância boa de Tiago, então Guilherme começa a cair e consegue cair acertando um soco em Tiago que cai no chão, mas Tiago não está satisfeito com o resultado da luta então ele mexe no aparelho em seu braço e ativa o modo defesa imparcial, por cima da pele dos seus braços e suas mãos nasce uma pele "Azul de prusia" Guilherme carrega um raio ômega e joga pra cima de Tiago que coloca o braço na frente e nada acontece, Guilherme quer testar a força deste braço, então Guilherme tenta cortar ou até destroncar um osso do braço de Tiago que olha pra Guilherme e pisca pra ele dizendo...


Tiago - Não vai me ferir!


Então Tiago estica suas mãos até Guilherme e puxa ele pra perto enquanto Guilherme tenta sair das mãos grossas e fortes de Tiago, Guilherme chuta Tiago que o solta, mas Tiago se recupera já vindo com um soco nas costas de Guilherme que é jogado no chão e rachando o chão, Guilherme cospe sangue e vê que a força que ele ganhou não é brincadeira, Guilherme levita Tiago e o joga do outro lado da arena...


Guilherme - Tá engraçadinho né? Hahahahaha vamo brincar então! 


Guilherme vai pra cima de Tiago que vai de encontro com ele também, enquanto isso no vestiário está Pedro, Ahadi e João....


Pedro - Tá emocionante, mas está difícil!

Ahadi - Não sei como não perdi ainda. 

João - Como assim?

Ahadi - Qual é a parte do "eu sou um garoto normal e não sei controlar bem meus poderes, você não entendeu?" 


João - Bom... Está aqui é pra aprender né?

Pedro - Sim... Um dia você será foda!

Ahadi - Você é foda e o João também... Eu não, eu só corro rápido e fico pouco intocável de vez em quando... 


Pedro - Não se esqueça que você desbloqueou o Kyokogan!


Ahadi - Verdade! Foi dahora ganhar aquela espada envolvida por raios!


Pedro - Raios... Olha quando acabar o torneio treinaremos juntos e aprenderemos Juntos, e eu vou te ensinar a fazer o Raitenn!


Ahadi - Sério?

Pedro - Sim.

Ahadi - Aí vou ficar forte mermo!

João - Ae Ahae... (Para de falar)

Pedro - Hahahahaha qual foi Jão, Ahae Hahahaha o nome dele é Ahadi!


João - Ha ha ha ha ha é né?! (Sem graça)

Pedro - Tu errou o nome dele? Hahahahahahahaha!

Ahadi - Isso que é irmão...

Ahadi - Irmão... Meu irmão, Pai, Mãe, porque aquilo foi acontecer?... Não importa, levanta a cabeça Ahadi, honra eles... Seja um herói! Seja um herói!  (Pensamento)


João - Merda... Quase falei... Minha missão ainda não foi comprida... Tenho que manter minha boca fechada até a hora certa, Micael? Nem sabia que esse era seu nome de verdade... Terá que nos explicar muita coisa ainda! (Pensamento)


Pedro - Iae Ahadi você tá bem?

Ahadi - Não muito... (Começando a chorar) 

Pedro - Ei, ei, ei, nem vem... Não começa a chorar, eu sei que isso tudo é novo pra você mas tem que tentar, não tem mais saída, você está aqui na academia você vai ter que exorcizar, matar, se machucar, você vai encontrar bichos tão feios que não vão deixar você dormir... Eu já passei por isso, mas um dia você se acostuma e eu estou aqui pra te ajudar com isso.


Ahadi - Muito obrigado mano... De coração mesmo, eu não sei me cuidar muito bem ainda e eu sempre fui uma pessoa que vivia nos braços da minha mãe e... Não estou pronto ainda pra viver sem conselhos, e querendo ou não a família faz falta, consegue entender?


Pedro - Sim... Minha mãe também era assim, minhas duas mães, uma das minhas mães morreu por um bandido que eu poderia ter detido mas não fiz! 


Ahadi - Minha mãe foi morta por um bandido também, eu morava em uma favela... Ela parecia um anjo.


João - Ihh Carai... Quer dizer... Porque concerteza ela não era um anjo né?! Sei lá o que tô falando... Vou tomar uma água! 


Ahadi - Ela não era um anjo hahaha eu acho hihi é só modo de dizer... O nome dela era também tão lindo... Ariely!


Pedro - Parece o nome do anjo feminino bíblico Ariel! O nome da minha mãe também era assim.


Ahadi - Cabelos pretos e longos!

Pedro - Branca e baixa!

Ahadi - Será que a gente não só tem o mesmo pai mas também a mesma mãe?


Pedro - Impossível, a minha morreu e a sua tava viva até um tempo depois que minha mãe já nem estava aqui mais!


Ahadi - Será que deus ou algum anjo levou ela pra outro lugar?


Pedro - Não né! Se tá com retardado na cabeça?

Ahadi - Será que deus existe mesmo? 

Pedro - Sim, acho que tudo depende de fé... Alguns acreditam outros não! Mas algo que é indiscutível é que o diabo existe mesmo... Temos que estar prontos para as maldades dele, isso nois sabemos porque passamos por isso!


Ahadi - Em falar em matar será que eu consigo?

Pedro - Nunca fez Isso né?

Ahadi - Não!

Pedro - Que bom, Já se machucou?

Ahadi - Já caí, mas não foi algo tão forte!

Pedro - Eu já tive minhas pernas quebradas, já tive elas arrancadas, já tive meus braços quebrados... Só estou inteiro hoje pelo poder de cura roubado que vem junto com o Hippeérion e com os olhos em minha mão!


Ahadi - Sobre o Hippeérion... Vocês se dão bem?

Pedro - Não, mas eu venço ele pelo cansaço.... Tem hora que ele só me cura só porque eu irrito ele.


Ahadi - hahahahah... Eu, eu nunca tive uma conversa com o Hiroshi... Na verdade tive uma só e foi nessa conversa que ele me "ressuscitou" e foi nessa mesma conversa que eu dei minha alma a ele.


Pedro - Sua alma é dele?

Ahadi - Sim.

Pedro - Isso é um problema, se você morrer... Você cairá nas chamas do inferno!


Ahadi - Aii!

Pedro - Ihh foi mal, não se preocupa... Vamos recuperar sua alma!


Ahadi - Eu nem sei o que dizer!

Pedro - Relaxa mano, eu vou te ajudar sempre!

Ahadi - Como o Hiroshi e o Hippeérion foram criados...


Pedro - Lúcifer é o demônio mais poderoso, ele gera força pra todos os outro na terra, quando ele foi trancado no inferno por deus e seus anjos, os bichos infernais e os Doomsaus foram perdendo a força, mas antes de ir embora ele roubou o poder de criação divina de deus e fez três seres humanos, jesus nomeou eles... O mais novo Mohatu, o do meio Hippeérion, e o mais velho Hiroshi, os três herdeiros da linhagem de sangue mais perto do mais poderoso demônio trancado no inferno ficaram a solta, jesus via bondade em todos exceto Hippeérion que tinha uma alma corrompida e era ganancioso, então Hippeérion fazia a mente de Hiroshi e Mohatu, deus havia abençoado os dois mas quando iria abençoar Hippeérion, lúcifer já estava implantando memórias em sua mente, na verdade lúcifer implantou essas memórias e sentimentos ruins em todos mas deus prendeu essas memórias, então Hiroshi e Mohatu estavam do bem até o dia que Hippeérion fez eles roubarem humanos na terra, então uma luta travada entre humanos e demônios, Hiroshi e Mohatu estavam recuando até lúcifer estalar o dedo do inferno e dizer na mente de Hiroshi que ele é o mais velho e não deve deixar seu irmão pra trás e o mandamento de deus foi claro não matar, e aí que Hiroshi se revolta e solta um rugido mesmo no corpo de um humano, esse rugido matou todos os aldeões e deus os expulsou do acesso livre dos céus mas Hippeérion estava morto e Hiroshi e Mohatu estavam sem saída, até que lúcifer os ofereceu ajuda em troca da alma deles, e eles seriam seus servos... Mas como eles não se lembravam que eram filhos de lúcifer toparam um trato com ele, lúcifer tomou as almas deles e reviveu Hippeérion, lúcifer desbloqueou as memórias deles e mostraram a eles que eles são seus filhos e então lúcifer jogou um feitiço neles que eles teriam um poder transmorfo, e por isso eles são leões.... Eles são do mau por que eles devem a lúcifer!


Ahadi - Hiroshi! Ele só é assim porque está sem escolha.


Pedro - Não é bem assim Ahadi, ele é do mau mesmo!


Ahadi - Não importa! Hiroshi eu prometo te libertar, e vou salvar sua alma!


Hiroshi - Grr! Não se preocupe com isso, não te pedi nada! (Rugido, voz grossa e séria)


Ahadi - Eu prometo pela minha vida! Não se esqueça dessa promessa okay?


Hiroshi - Pago pra ver!

Ahadi - Tá bom o mufasa da deep web!


Ahadi toca na mão de Pedro e os dois vão até a plateia e quando chegam lá, eles vêem que a luta de Guilherme acabou e quem está lutando é Diogo contra o André... 


Pedro - Quem ganhou na luta do Henrique?

Maia - Foi o Guilherme! 

Pedro - Nunca duvidei!


Diogo está chutando André que está no chão, então André segura o pé de Diogo e quebra o derrubando no chão, André estala os dedos e aparece um livro em sua mão, e então André corta o pé de Diogo com seu canivete e pega o sangue de Diogo, após isso André anda pra trás enquanto passa o dedo que está o sangue de Diogo no livro, então André fala...


André - Hahaha, seu sangue está em minhas mãos... Sangue da raça ruim!


Diogo - Não sabe falar algo sem falar bosta!

André - Aí que nojo, um preto fudido me dirigindo a palavra!


Diogo - Isso pode magoar algumas pessoas... Você sabe né? Isso que você faz é... (Interropido)


André - Porque você existe? Não quer se matar não? 


Diogo fica tenso, e começa a ficar cego de raiva mas a raiva se transforma em tristeza, Diogo olha pra baixo e para seus braços, ele olha para sua pele e então ele diz para André...


Diogo - Um dia acertaremos nossa conta, você não perde por esperar! (Voz fanha, tristeza)


André - Pode vim seu ser inferior!

Diogo - O que fazer se o mundo te coloca pra baixo, sem motivo pra existir.... Mesmo eu fazendo o bem! (Tristeza, pensamento)


André puxa o sangue de dentro do corpo de Diogo e faz uma estaca com o sangue dele, André joga a estaca de sangue no peito de Diogo que cai no chão acertado em cheio, enquanto seu rosto tem uma expressão paralisada de tristeza....


André - Sai vazado... Ganhei!

Daniel - André ganhou!

Diogo - Coff, Coff... Perdi a chance no torneio!

Daniel - Se levanta e vai para sala médica!

Diogo - Tá.


Continua...




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...