História O nascer do ódio e do amor - Capítulo 63


Escrita por: e FahKitsune

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Cora (Mills), David Nolan (Príncipe Encantado), Emma Swan, Henry Mills, Ingrid / Rainha da Neve / Sarah Fisher, Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Personagens Originais, Regina Mills (Rainha Malvada), Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Sr. Gold (Rumplestiltskin), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Emma Swan, Once Upon A Time, Regina Mills, Swan Queen, Swanmillsfamily, Swanqueen
Visualizações 293
Palavras 5.624
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Lemon, LGBT, Luta, Magia, Misticismo, Orange, Romance e Novela, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Jaja, uma bomba então vamos a este cap para nos encantar, pois o proximo teremos A BOMBA

Capítulo 63 - Quando a luz dos olhos seus e as luz dos olhos se encontram


Fanfic / Fanfiction O nascer do ódio e do amor - Capítulo 63 - Quando a luz dos olhos seus e as luz dos olhos se encontram

 

 

__ Eu expliquei para você que dizer as outras...ai tanto  faz...você entendeu certo? Vocês me explicaram me grudando no teto? -  Emma perguntou com raiva

 

__ Amor você é bem cabeça dura -  Regina se defendeu

 

__ Ei eu não sou cabeça dura, desculpa se de onde eu venho isso não existe -  A adolescente falou com raiva

 

__ E você vem de onde? - A morena mais nova perguntou

 

__ Do mundo real e não de uma história idiota de um livro infantil-  A loira respondeu com raiva fazendo a morena fechar a cara também

 

__ Pelo visto onde não se a educação também - A adolescente retrucou

 

__ Olha aqui princesa -  Emma adolescente falou carregando o sarcasmo quando chamou a morena de princesa -  De onde eu venho temos educação, mas a usamos com quem merece - Elas se encaram fazendo Emma e Regina se lembrarem da vez em que a loira cortou um galho da macieira da morena

 

__ Okay meninas nada de briga -  David falou vendo a forma em que as duas adolescentes se encaravam

 

__ Briga? Está mais para se pegarem aos beijos isso sim -  Zelena comentou fazendo as duas meninas ficarem vermelhas

 

__ Eu nunca tinha visto isso por este ângulo, mais agora que Zelena comentou eu me lembro de todas as vezes que Regina e Emma bateram de frente eu sempre achei que ia acabar em briga mais Zelena tem razão nunca foi raiva ou ódio -  Snow falou encarando a filha e a nora sorrindo

 

__ Acho que meu p...digo Rumple pode nos ajudar a resolver este problema -  Regina mudou de assunto, ela não queria falar de todas as vezes em que ela é Emma se encaravam desta forma ela se perdia no olhar da loira

 

__ Emma nos -  Snow tentou falar olhando para as duas versões da filha

 

__ Vamos nos falar depois - Emma a cortou Snow concordou -  Vamos-  Emma pegou minha mão para sairmos

 

__ Sis nos vemos mais tarde acho que vocês conseguem lidar com vocês mesma certo -  Olhei para Zelena apenas fiz que sim e saímos

 

__ O'Que é isto? Uma tentativa de alguma fada madrinha destrambelhada em fazer uma carruagem? - A versão da morena adolescente perguntou olhando para o fusca amarelo na sua frente, fazendo Emma bufar

 

__ Entre logo -  Emma falou entre os dentes

 

__ Emma não vai caber todos dentro desta lata de sardinha, vamos no meu carro -  Regina falou olhando para as menina e depois para o carro

__ Amor a Zel vai ficar com o seu carro, já que o da Ruby está na oficina hoje esqueceu? - Droga pensou a morena ao se lembrar que o carro da loba estava com um barulho e hoje ela o levou para oficina e tinham combinado de que ela e Zelena buscaria as crianças e a morena iria embora com Emma

 

__ Emma são quatro pessoas -  A morena apontou para as meninas que permanecia calada vendo o embate das mais velhas

 

__ São duas crianças, que ocupar apenas um lugar e somos magras então cabe todos, entre meninas -  Emma abriu a porta, as pequenas não desgrudaram as mãos entraram e ficaram juntinhas de mãos dadas, as adolescentes se olharam com as bochechas vermelhas ao constatar que ficariam coladas uma na outro, os estômagos parecia conter mil borboletas só de estarem ali uma do lado da outra, sentindo o cheiro de cada uma, Emma adolescente entrou primeiro, sendo seguido pela morena adolescente e como esperado elas ficaram encostadas uma na outra, ambas arfou quando seus braços se tocaram e sentiram o corpo inteiro se arrepia apenas pela aquele contado, se olharam rapidamente para virarem os rostos constrangidas, Regina entrou se sentando no banco do passageiro, Emma correu para o lado do motorista assim que entrou pegou a mão da morena dando um beijo nos dedos e na mão da morena que sorriu curiosamente pelo carinho recebido, as adolescentes mais uma vez se olharam mais no lugar de tentarem se afastar quando as mãos se encontraram não o fizeram, Emma adolescente passou timidamente o dedo mindinho do dedo da morena que ao sentir entrelaçou e assim permaneceu com aquele mínimo contado que fazia seus corações pularem do peito, o caminho até a loja do senhor das trevas foi feito em silêncio, Emma e Regina volta e meia olhava para suas versões e se olhavam mas nada diziam, quando Emma parou o fusca se olharam mais uma vez antes de descerem, as adolescentes desfizeram o contato

 

Emma pegou a mão da morena entrando dentro da loja, Emmazinha correu abraçando Regina por trás e se apertando contra ela, a menina não gostou da loja e o medo a fez corre para a morena se abraçando a ela, Regininha correu pedindo colo a Emma que sorriu com o olhar pidão da menina e dos bracinhos esticado da mesma forma em que sua filha faz quando quer colo, Emma se abaixou pegando a moreninha que logo escondeu seu rostinho no pescoço da loira, as adolescentes sem perceberem se aproximaram segurando as mãos uma da outra

 

__ Olá queridinhas -  Rumple apareceu já aguardando as suas visitas

Regina e nem Emma estranharam o fato dele já estar às esperando

 

__ P...Rumple viemos saber o'que nós fizemos para que isto -  Regina olhou para as garotas -  Acontecesse e como podemos resolver -  A morena falou direta

 

__ Vocês não fizeram nada que causasse isso, veja hoje é um dia especial, imaginem passado, presente e futuro em perfeito alinhamento? Agora imagine se em meio a este alinhamento dois serem com magia e destinados um ao outro fizessem a mesma pergunta? E no futuro ou no presente como é o caso a resposta a esta pergunta fosse finalmente respondida! Vejam o caminho para o tempo de cada uma é a obtenção da resposta perguntada pelo coração delas! Isso quer dizer que nem eu ou vocês podem fazer nada para as mandar de volta ao seu tempo, elas vão desaparecer quando suas respostas forem respondidas ou melhor sentidas -  Rumple respondeu sorrindo olhando para a moreninha nos braços da salvadora, achando graça como a morena independente da idade sempre vai se sentir protegida e amada pela a loira, olhou para Regina vendo a pequena agarrada a ela seu sorriso aumentou ainda mais, afinal só duas almas destinadas se reconheceria em qualquer circunstâncias

 

__ Mas e se o'que elas verem aqui mudar tudo -  Emma falou preocupada

 

__ Vejam vocês não se lembra disto certo -  Emma e Regina se olharam negando -  Mas isso já aconteceu afinal elas são vocês, o'que acontece é que vocês perderam algo e estarem aqui vão trazer de volta, isso é as respostas para as perguntas, elas precisam encontrar as respostas, e assim quando elas encontra oque procura irão parti -  Rumple respondeu às olhando

 

__ Vamos foi um dia cansativo e você precisam descalça -  Emma falou pegando a mão da morena se dirigindo a saída -  Obrigada Gold -  Ela falou arrumando a menina que estava em seu colo, Regina pegou a mão da loirinha que se escondia atrás de si

 

__ Obrigada p..Rumple -  O senhor das trevas apenas acenou sorrindo para a filha, e depois olhou para as adolescentes que seguia as mais velhas

 

__ Devo dizer que a vida nunca é monótona nesta cidade -  Bella comentou se aproximando do marido -  Por que não disse a elas? - Bella perguntou olhando para o marido

 

__ Se eu estive certo não posso interferir e corre o risco de mudar o passado, elas não me perdoaria, vou preparar as porções de esquecimento apesar de achar que não será necessário! - Ele olhou para a esposa sorrindo

 

__ Elas não deveria lembrar, quero dizer se isto faz parte do passado delas porque elas não se lembram? - Bella questionou se aconchegado ao marido

 

 

 

__ Se elas se lembrarem pode mudar as coisas, e isto traria dor a elas, e consequências -  Bella nada disse, ela sabia que o senhor das trevas estava certo, mudar o passado traria dor para elas

 

__ Emma acho que precisamos conversar antes de segui para casa -  Emma colocou a moreninha dentro do fusca, ajudou a loirinha a entrar, esperou as adolescentes entrarem, dando um sorriso para a morena antes de fechar a porta e corre para o lado do motorista

 

__ Vamos ao parque -  As pequenas logo se animaram, as adolescentes se olharam sabendo que a conversa seria com elas, Regina apenas concordou com a cabeça

 

As pequenas depois de entenderem algumas coisas começaram a brincar jogando pedrinhas no logo, às adolescentes ainda assimilava tudo que ouviram

 

__ Aqueles dois na delegacia são eles ne? - A loira perguntou olhando para Emma

 

__ Sim mas para não confundir as coisas é melhor isto ficar entre nós e não falar nada para ela -  Emma olhou para a menina loirinha que sorria segurando a mão da moreninha

 

__ Então eu sou mesmo filha da branca de neve com o príncipe encantado! Isto é loucura! - A adolescente ainda tentava assimilar tudo aquilo -  E vou me casar com a rainha má e ainda tenho filhos com ela! Jesus -  Ela falou ainda chocada imaginando que a qualquer momento iria acordar desse sonho maluco e ri de si própria por sonhar algo tão louco assim

 

__ Você não está sonhando, eu também demorei a acreditar em tudo isso, mas agora nada mais me surpreende -  Emma falou cutucando sua versão adolescente

 

__ Pelo menos você não descobriu que lançou uma maldição, se tornou má, seu pai morreu, tem uma irmã e sua mãe agora é boa e está casada com uma mulher, e tem filhos com a filha da sua inimiga que você é madrasta e vai se casar com sua neta -  A adolescente morena falou olhando para a loira -  Você deve me odiar por ter te afastado dos seus pais e por tentar matá los -  A morena desviou o olhar da loira envergonhada por tudo que aparentemente fez

 

__ Eu não te odeio -  A outra adolescente falou tocando no rosto da morena -  Pelo oque entendi meus pais foram quem me colocou dentro do guarda roupa me mandando para este mundo, então não foi você quem nos separou e sim eles não se culpe por algo que não é sua culpa, e quanto a querer matar meus pais se tem algo que aprendi é que tudo na vida tem um porquê -  Regina e Emma se olharam lembrando daquelas palavras já pronunciadas antes, as adolescentes perceberam o contato e que estavam sendo observadas Emma retirou a mão do rosto da morena rapidamente com o rosto vermelho assim como a morena, fazendo as mais velhas sorri do constrangimento das mais novas, ficaram no parque por mais tempo, as pequenas brincavam as adolescentes volta e meia se perdiam no olhar uma da outra Emma e Regina apesar da situação peculiar curtiram aquele momento com a loira a todo instante que percebia a versão mais nova da sua morena olhando a sua versão jovem sorria e provocava dizendo que a morena não resistia a seu charme independente da idade, na ida para casa Regina olhava para sua versão pequena em desaprovação

 

__ Oque foi amor? - Emma perguntou depois de ter ouvido umas três bufadas da morena ao seu lado

 

__ Eu estou todo suja tem ideia do que minha mãe vai falar? - A morena perguntou em desgosto

 

__ Regina Mills isso são modos de uma futura rainha se apresentar ou pior se comporta -  A morena adolescente falou imitando a mãe fazendo Emma e sua versão adolescente sorri e a pequena se encolher imaginando a bronca que irá levar por ter se sujando

 

Zelena foi até Ruby a pedindo para buscar as crianças e explicando a novidade para a morena que deu gargalhadas ao imaginar a cara da Emma ao ser pregada no teto, Zelena saiu do restaurante indo direto para casa, contou para a mãe e Ingrid tudo que estava acontecendo ficou surpresa por elas já está cientes da novidade pois Emily havia mostrado mais cedo, Zelena ficou em casa a espera das irmãs e das cunhadas

 

__ Nossa vocês moram aqui? - A loirinha perguntou olhando para a imensa casa

__ Nós moramos aqui -  Emma falou sorrindo abrindo a porta e pegando no ar o pequeno furacão que veio correndo para pular no colo da mãe

 

__ Bebê lembra que a mammy falou que não pode pular na mamãe porque se não machuca e neném que está na barriga dela -  Emma falou com todo carinho quando pegou  Emy

 

__ Faz dodói na mamãe e no bebê né mommy? - Emily perguntou se jogando para passar a mão na barriga da mãe

__ Isso mesmo meu amor - Emma falou depois do susto da filha se jogando o corpo para baixo -  Você ainda mata a mommy do coração pequena -  Emma falou sorrindo da travessura da filha

 

Emily deu um beijo estalado no rosto da loira depois grudando na mãe morena reivindicando colo

 

__ Oi amor, como foi sua manhã? - Regina pegou a filha no colo a enchendo de beijos

 

__ Eu tomei café com a vovó Didi e a vovó Cora, depois binquei!! Mamães? - Emily apontou para as adolescentes que olhava a menina achando a coisa mais fofo do mundo, Emma e Regina se olharam sem saber como responder

 

__ Sim coisinha fofa, somos suas mães mais bonitas e charmosas e não velhas -  A loira adolescente falou se aproximado junta da outra adolescente, Emily olhou para as mães depois para as adolescentes e pulou nas duas mais jovens às fazendo olhar em pânico

 

__ Não faça isso, você pode cair a quebrar a cabeça -  A adolescente morena falou fazendo Emma soltar uma gargalhada, e Emily sorri pulando no colo das duas, as menores sorriram para Emy, a moreninha correu se escondendo atrás da Emma quando ouviu os passos da mãe mesmo sem ter visto Cora o andado da mãe era mais que conhecido por ela Emma olhou para Regina sem entender

 

__ Mamãe... - Regina começou mas foi cortada pela mãe

 

__ Já sabemos das novidades -  Cora falou olhando para sua filha adolescente - Cadê seus modos Regina? - Cora perguntou ainda fitando a adolescente

 

__ Olá ma-mamãe - A adolescente gaguejou de nervosa, mais quando viu Cora sorri e a olhar carinhosamente olhou para Regina sem entender, a morena apenas sorriu de volta

 

__ Vem aqui - Cora chamou, a adolescente se aproximou com cautela e se surpreende quando a mãe a puxa  abraçando a pequena olhava a cena de lado ainda atrás da loira -  E você Regina saia daí agora e venha aqui -  Cora chamou vendo a cabeça da menina volta para trás da loira rapidamente -  Anda Regina sai já daí - A pequena se olhou e saiu de cabeça baixa segurando a mão, Cora olhou a moreninha com espanto

 

__ Regina Mills oque ouve com você? Minha filha ou melhor uma rainha não se apresenta desta maneira, Regina oque ouve com ela -  Cora de volta para a morena

 

__ Ela estava brincando e acabou se sujando-  Regina respondeu olhando para a moreninha que estava com os cabelos um pouco bagunçado, os sapatos brancos sujos por conta de tanta corre na grama do parque, o vestido estava com a barra suja pois a menina se aproximou na borda do lago quando a loirinha conseguiu pegar um patinho e elas foram o colocar na água a barra do vestido molhou e depois de tanto corre para e para cá, é realmente ela estava suja não em demasia mais suja com uma criança que se divertiu e brincou muito em um parque, mas Regina conhecendo a mãe como conhece o estado que sua versão mais nova estava seria considerado um ultraje

 

__ Brincando?  Por acaso ela brincava com selvagens? - Cora não acreditava que via a filha naquele estado lastimável

 

__ Ela não brincou com ninguém só comigo mesmo -  A loirinha falou sorrindo e pegando a mãozinha da moreninha

 

A loirinha não estava muito diferente da moreninha de fato ela estava até pior, os cabelos bagunçados, a calça jeans dela estava dobrada até as canelas e molhadas na parte debaixo, os sapatos estavam nas mãos e os pés descalços e sujos, os sapatos foram retirados quando a moreninha queria solta o patinha pois segundo ela ele estava com saudades da mamãe dele, mas ela não queria o soltar fora da água com medo dele se perder, então a loirinha tirou os sapatos dobrou as pernas da calça e entrou na borda do lago onde a água já batia, e foi um pouquinho além para colocar o patinho onde ele não se perderia, depois disso elas foram brincar correram, rolaram na grama, brincaram de esconde esconde, Emma fez aparecer uma bola onde elas correram até suar e cansar elas se divertiram para a loirinha aquele foi o melhor dia da sua vida, a moreninha também disse que nunca teve uma amiga e que a loirinha seria sua melhor amiga para o resto da vida e que aquele foi o dia mais legal de toda a sua vida, a moreninha sentiu medo da mãe fazer alguma coisa contra sua nova amiguinha, então ela levantou a cabeça mesmo com os olhinhos marejados

 

Cora viu a determinação no olhar da filha então se lembrou de algo a muito esquecido

 

Lembraça de Cora

 

"Papai eu me vi grande e eu morava em uma casa muito grande também, eu tinha uma irmã linda" - Cora que estava indo ao quarto da filha para a colocar na cama, ela se arrependeu de ter sido tão dura com a filha mais quando ela viu sua filha suja e com os cabelos bagunçado ela não aguentou e gritou com a menina, que dizia que algo tinha acontecido pulando de alegria nem se importando com a bronca da mãe, Cora a cortou não a deixando contar nada e a mandou ir para o quarto a colocando de castigo pelo resto do dia, proibiu Henry de vê la quando ele tentou protesta ela disse com todas as letras

 

" Ela é a minha filha e eu sei o'que é melhor para ela e se você quer continua na vida dela não se envolva na maneira que eu a educo" E assim ele nada disse, horas mais tarde ela o mandou ver se a pequena estava bem que iria depois para a colocar para dormir quando se aproximou ouviu o relato da filha para o pai

 

"Ela é linda papai tem os olhos da cor do céu e os cabelo alaranjado que nem quando o céu fica quando está ficando dia, e a mamãe era boazinha e não brigava comigo, e eu conheci minha melhor amiga ela é linda parece uma princesa, e tinha mais duas de mim papai e eu ia me casar e tinha um bebê na minha barriga, papai eu ia me casar com a minha amiguinha o'que me deixou muito feliz!!!! Há papai também tinha mais duas da minha amiga, papai foi tão legal a mamãe me amava e não brigava comigo toda hora, papai eu era a rainha e a minha amiga era a salvadora e também minha gar-guardiã porque eu era especial e tem gente mal tentando me pegar mais a minha melhor amiga e minha irmã me plotegia e a mamãe também papai....eu só fiquei triste porque o senhor não tavam lá e eu tinha outro papai mas eu não gosto dele papai e não quero ter outro papai eu não gosto daquele amigo da mamãe e não quero que ele seja meu papai...Papai promete não deixar de ser meu papai? "

 

Cora ficou estática na porta não era possível a filha ter sonhando com tudo isto, como ela sabia que Henry não era seu pai? Ou que ela era especial e que tinha guardiões? Como ela poderia saber que tinha uma irmã e a descrever exatamente da maneira que Zelena é? Isso não foi um sonho! Isto colocaria minha filha em perigo, e pior se isso cai no ouvido do Rumple ele pode ligar os pontos e além de descobrir que é pai da Regina também descobriria o'que ela é e oque ela representa! Eu não posso deixar isto acontecer! Regina é só uma criança não posso deixar minha filha corre mais perigo que já corre


 

Cora desceu rapidamente preparou uma poção de esquecimento com muito pesar pois isto deixaria sua filha triste e pior a filha voltaria a ver como má, mais sem isso sua preciosa filha correria perigo! Eu não posso perder meu bebê, eu não suportaria já basta ter sido obrigada a abandonar Zelena! Não posso perder mais uma filha, o pior se a filha cair na mão da legião e termina como sua irmã e sua sobrinha! Eu não posso permitir isso nunca, eu tenho que proteger meu bebê mesmo que seja contra ela mesma.

 

Cora preparou a mamadeira da filha, por mais que ela era contra a filha mamar na idade que tem era a única coisa que ela não brigava pois está era a maneira que ela se ligava a filha de quase cinco anos, onde ela a pegava no colo e cantava e ninava até a pequena dormi retirava a mamadeira da boca da filha que logo coloca o dedo na boca

 

Cora ficava ali horas velando o sono da filha, seu bebê seu precioso bebê, com ela desejava que pudesse ter suas duas preciosidades com ela, como ela desejava ser apenas uma pessoa comum e poder cuidar das filhas sem se preocupar que alguém pudesse as tirar dela.

 

Cora terminou de preparar a mamadeira da filha colocando a poção de esquecimento no leite e subiu com o coração apertado e a garganta fechado pelo choro contido, ouvir a voz animada e feliz da e saber que irá tirar esta alegria lhe cortava o coração o fazendo sangra, assim que abriu a porta a filha se calou e se encolheu na cama, com medo da bronca da mãe

 

"Henry saia"  Ela falou olhando para a filha, Henry deu um beijo de boa noite na filha

 

" Não faça isso Cora! Podemos a proteger! Não tire esta felicidade dela..." Ele pediu assim que se aproximou da Porta, ele já imaginava o'que tinha na mamadeira pois via o sofrimento no olhar da mulher a sua frente, ele a conhecia sabia como ela sofria toda vez que era obrigada a fazer a filha esconder o lado de luz e demonstrar apenas as trevas, ele teve que a amparar por muitas vezes todas as vezes que ela era muito dura com a menina ele não contestava sabia que além de não poder pois não era seu dever, sabia que era o melhor para a criança

 

" Você sabe que ela pode acabar falando sobre isso....eu não vou permitir que minha filha corra mais perigo ainda...é não é só ela isso colocar Zelena em perigo também...eu tenho que fazer por mais que me doa eu tenho que fazer" Cora olhava para a filha deitada a olhando com receio, Henry não ousou dizer nada saiu do quarto

 

Cora se aproxima da filha a trazendo para seu colo, sorriu ao ver os olhinhos da filha com aquele brilho que a muito tempo não aparecia mais

 

" Então você teve uma aventura por que no lugar da mamãe te contar uma história você não me conta tudo sobre sua aventura em outro reino"  Regina olhou para a mãe mesmo notando as diferenças das duas via o amor que as mesma te olhava então ela falou animada de sua aventura Cora sorria para a filha

 

"Mamãe ela tem um bebê na barriga, e a Zelena o chamava de pacotinho e a senhora também..." Cora se encantava com tudo que ouvia, e agradeceu silenciosamente por saber que sua filha não a odiava no futuro que suas filhas a perdoo por tudo, sentiu seu coração se aperta ao saber que sua filha nos iria se lembrar do quanto ela a amava e ama

 

"Mamãe eu não quero mais mamar na mamadeira e nem chupar dedo" Regina falou entregando a mamadeira intocada para a mãe

 

"Vamos fazer assim hoje você pode mamar e a partir de amanhã você não mama mais" Ela falou tentando fazer a filha mamar, Regina avaliou a proposta feita e sorriu pegando a mamadeira de volta

 

" Filha nunca se esqueça que a mamãe te ama muito e tudo que faço é para te manter segura" Cora falou antes da pequena colocar a mamadeira na boca.

 

"Eu te amo mamãe" Regina falou se apertando na mãe se sentindo amada é protegida no colo de Cora, pegou a mamadeira e a levou na boca olhando nos olhos da sua mãe se esquecendo de tudo que viveu em sua aventura mas não se esquecendo daqueles olhos verdes que ela amaria pelo resto da vida

 

Cora apertou a filha em seus braços cantando uma cantiga de ninar percebeu que mesmo depois da filha tomar a poção o brilho contínuo nos olhos da menina como se mesmo sem lembrar de tudo a filha guardou todo aquele amor dentro de si

 

Fim das memórias de Cora

 

Cora olhava para a filha se lembrado de tudo, toda a dor que ela guardou veio a tona sem controle se ajoelhou de frente a sua pequena não conseguindo segurar as emoções e nem queria, a pequena ao ver sua mãe chorando se apavora

 

__ Mamãe desculpa eu prometo não me suja mas..eu juro...não chora -  A pequena implorou entre as próprias lágrimas Cora puxou a pequena para seu braços -  Eu prometo mamãe não vou mais me sujar eu juro me perdoa.... - Ela falou se agarrando a mãe

 

Cora se levantou com a pequena no colo puxando Zelena e as outras duas versões de sua pequena as apertando em seus braços

 

Snow e David que não aguentaram de ansiedade e foram para a mansão olhava as versões da filha desejando o mesmo abraço, Emma se abaixa perto da sua versão pequena

 

__ Você lembra quando dissemos sobre nossos pais -  A loirinha balançou a cabeça -  Lembra que eu disse que eles sempre nos amaram...então aqueles dois ali são eles e sabe oque ele mais desejam no mundo inteiro? -  A pequena olha pra Snow e David negando com a cabeça -  Eles desejam poder te abraçar e dizer o quanto nos ama - Emma olha para a adolescente que ouvia atentamente todas as palavras da mais velha, a adolescente olha para o casal e timidamente vai de encontro a eles, a pequena pega na mão da mais velha olhando a mãe eo pai sorrindo e chorando abraçando a adolescente ela olha para Emma que entende o pedido mudo da loirinha e se juntam aquele abraço de reencontro, Ingrid sorria com Emy no colo

 

Depois de tanta emoção todos se sentam, Emma e Regina explica tudo que Rumple falou, Cora observa a filha pequena em como a menina está feliz, apesar de toda a loucura ela não deixa de observar o carinho e o cuidado que a loirinha tem com a pequena, a versão de sua filha estava para completar cinco anos já a loirinha estava com sete, às adolescentes também tinham idades diferentes Regina estava com 16 é Emma com 17 anos

 

Cora entendeu o'que o senhor das trevas disse muito mais que os outros pois ela sabia que não era apenas uma questão das meninas descobrirem algo, Cora sabia que tinha algo mais, algo que o Rumple não disse mais o'que seria? Ela se perguntava

 

__ Zelena as roupas da Robin acredito que dá nas meninas -  Cora olhou para as pequena Emma era maior que a neta pouca coisa, já Regina era menor mais caberia, já nas mais velhas podia usaria as roupas das suas duas versões por hoje amanhã compraria roupas para elas -  Senhorita Swan creia que tome banho sozinha certo -  A loirinha confirmou -  Venha bebê mamãe vai te dar banho para limpar esta sujeira -  Cora falou pegando a pequena no colo

 

__ Sis se você der banho nela será como se você estivesse se banhando, isso quer dizer que você não precisa tomar banho -  Zelena falou sorrindo fazendo Regina revirar os olhos -  ohhhhh que fofinho nenem no colinho da mamãe, neném que dedela -  Zelena começou a implicar apertando as bochechas da irmã e bagunçando o cabelo da morena que bufou e começou a dar tapas na mão da irmã mais velha

 

__ Deixar de ser boba Zelena, vamos bebê mamãe vai dar banhinho neste bebê fedorento -  Cora falou fazendo cócegas na barriguinha da moreninha que se contorcia no colo da mãe soltando uma sonora gargalhada, fazendo Emma também entra na implicação com a morena mais velha

__ Zelena eu vou arrancar seu coração e você senhorita Swan se continuar vai dormir no sofá -  Regina falou seria arrancando mais gargalhadas de todos, a morena fez careta quando Snow apertou as bochechas da sua versão mais nova fazendo a menina sorri, mais o pior foi quando Snow olho para a nora com um olhar travesso

 

__ Me dá um beijo regininha -  Snow falou mostrando a bochechas para a pequena -  Cora deixa que eu dou banho nela e auxílio Emma no dela pega apenas as roupas para elas -  Snow falou pegando a moreninha no colo e a enchendo de beijos fazendo Regina fica vermelha no mesmo instante

 

__ Não mesmo, a mamãe me dar banho -  Aí sim todos caíram na gargalhada -  Céus vocês são patéticos, digo a mamãe dá banho nela não em mim digo AI VOCÊS ENTENDERAM - Regina bufou de raiva

 

__ Calma meu amor, eu mesmo te dou banho mais tarde prometo -  Emma falou fazendo uma cara de séria fazendo Regina ficar ainda mais brava -  E vou logo dizendo o sofá não cabe nós duas então nada de me ameaçar já que nós sabemos que você não dorme sem minha ilustre presença -  Emma disse jogando o cabelo para trás convencida

 

__ Mas este bebê é muito manhoso mesmo além de não tomar banho sozinha também não dorme, só falta termos que colocar a fraldinha também, cuidado Emma vai acabar acordado toda molhada de xixi deste bebê aqui -  Zelena completou levando as mãos no cabelo da irmã e os bagunçando, fazendo a morena a encher de tapas

 

__ Vamos Snow - Cora disse sorrindo da bagunça da nora e da filha

 

__ Mamãe a senhor.... - Regina começou a protestar

 

__ Cresça Regina, Snow pode muito bem te dar banho-  Cora falou dando gargalhadas da cara de indignação da filha

 

Cora e Snow subiram deixando Emma, Zelena e David implicando com a morena, só pararam quando a porta foi aberta por Ruby, Henry e Robin

 

__ Oi mãe -  Henry deu um beijo em Emma, a questionar com o olhar ao perceber que a morena estava com cara de raiva -  Oi mamãe -  Ele se virou para a morena a abraçando e beijando -  A tia Ruby contou as novidades, nossa que irado, irmã do futuro mães do passado, depois disto nem imagina o'que mais pode acontecer, será que os próximos serão meus netos?  - O garoto perguntou zombeteiro e dando gargalhadas pela a cara da Regina

 

__ Se você quiser passar o resto da vida em uma torre trancado e com vários dragões te vigiando, então pode aparecer seus netos - A morena comentou seria

 

__ Garoto nem brinca com isso eu estou muito nova para ser avó quem dirá bisavó, mais mudando de assuntos,  Em e Ré este é Henry nosso filho mais velho, está coisinha fofa aqui é a Robin filha da Zelena e está dali -  Apontou para Ruby -  É nossa mascote de estimação Ruby -  Às adolescente não contém o sorriso

 

__ Melhor ser o mascote que o patinho feio da casa - Ruby rebateu cumprimentando as meninas e as abraçando -  Devo confessar Regina você vestida de princesinha com com essa carinha inocente é fofa e sex de mais, agora Emma você já dava pinta em, mais olha só se tanto vocês atual ou suas versões do passado ficam lindas juntas -  Ruby falou juntando as cabeças das duas adolescentes

 

__ Isto porque você não viu a fofura que é a versão infantil das duas, o melhor e elas não se desgrudarem pra nada, mas o'que é a cereja do bolo é a Snow lá em cima dando banho na Regina -  Zelena comentou fazendo Ruby e Henry arregalaram os olhos

 

__ Não acredito Emma! Sua mãe viu a Regina sem roupa primeiro que você? - Ruby perguntou fazendo uma expressão de puro choque -  E eu achando que Snow era santinha, apesar que pudera né Regina Mills coloca qualquer heteroxulidade em dúvida - Ruby falou arrancando gargalhadas de todos -  Pode falar Emms se esta morena aqui -  Mostrou mostrou a adolescente morena -  Não é a coisa mais linda que você já viu? E antes que você pense em mentir saiba que somos praticamente irmã e sei quando está mentindo -  Ruby falou olhando a menina que engoliu seco pelo o olhar da morena a sua frente, a adolescente olhou de canto para a outro adolescente que a olhava mordendo o lábio inferior tão linda pensou a loira

 

__ Eu...digo...ela...sabe..ela... - A adolescente estava vermelha e não sabia oque falar

 

Pov Emma adolescente

 

Eu não conseguia falar, e olhar para a Regina me causava algo que nunca sentir na vida, eu nunca me apaixonei

 


Notas Finais


Como eu disse tenho 3 cap escrito com este é o segundo
o terceiro teremos uma bomba

Quero teorias do que seria?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...