1. Spirit Fanfics >
  2. O nascimento do maior rei >
  3. Preparo

História O nascimento do maior rei - Capítulo 45


Escrita por:


Notas do Autor


e ai
estou aqui
com mais um capitulo
espero que gostem
e agora fiquem com o capitulo

Capítulo 45 - Preparo


Fanfic / Fanfiction O nascimento do maior rei - Capítulo 45 - Preparo

Fubuki e Amália estavam cobertos de ferimentos pelos seus corpos, com sangue escorrendo pelo chão, com os dois em poças dos seus próprios sangues, enquanto Rogers estava com a sua mão esquerda completamente vermelha, pelo sangue daqueles dois e o moicano lambeu a sua mão, bebendo o sangue.

Rogers – hm, o sangue de vocês e delicioso – diz tomando todo o sangue em sua mão, sorrindo e começando a rir – bem, eu gosto de brinca com a minha comida e vocês estão me divertido e muito sabiam – diz rindo, olhando para os dois.

Fubuki – Amália, você está bem? – pergunta olhando para a esverdeada, que estava completamente quieta e não disse uma única palavra – droga – diz se levantando com um pouco de dificuldade e olhou para o moicano, que estava rindo, enquanto bebia o sangue do izumi e da Amália que estava na mão dele – droga... parece que eu sozinho não vou dar conta dele... – diz apertando os seus punhos – “akuma, eu preciso da sua ajuda” – pensa rangendo os dentes, em te que pedir ajuda de novo para sua outra parte.

Rogers – bem, parece que você chegou ao seu limite – diz aparecendo na frente do izumi, que arregalou os olhos, olhando para o moicano – mais sabe estou cansando, então vamos acaba com isso – diz apontando a sua mão para o fubuki, criando uma esfera de raio no tamanho de uma bola de tênis e estava pronto para atira – morra!

Rogers atirou, mas do nada uma parede branca apareceu entre os dois e o raio foi chicoteado na direção do vampiro o acertando e o jogando para trás, criando uma grande cortina de fumaça. Fubuki se virou e viu o ren indo na sua direção.

Ren – fubuki... Amália – diz vendo os dois sangrando sem parar.

Fubuki – e ai, quando aprendeu a cria uma barreira que chicoteia os ataques de seus inimigos? – pergunta com um pouco de dificuldade, rindo sem graça.

Ren – idiota, não fale agora, você e a Amália estão acabados – diz ajudando os dois, quando do nada uma mão aparece segurando a cara do albino.

Encapuzado – você foi idiota em acha que o Rogers estaria sozinho – diz apertando a cabeça do ren e depois sua mão ficou em vermelho com chamas pulsando fazendo o ren e o fubuki, arregalarem os olhos – então morra! – diz se preparando para atira, mas ele apagou as chamas e virou o rosto para o lado – então acabou – diz cravando a cabeça do ren no chão e se virou começando a andar – Thomas – diz vendo o mesma parado com o Rogers do seu lado.

Thomas – nossa missão terminou! Vamos embora – diz olhando para o encapuzado e depois para o fubuki – esta na olha de voltamos – diz com os três sumindo em um pisca de olhos, na frente do izumi.

Fubuki – missão... – diz olhando para sua frente – M-mari... – diz antes de cai de cara no chão, ficando inconsciente – D-droga...

 

Alguns dias depois, na casa do izumi, em um quarto estava a mikado, tearju e oshizu cuidado do fubuki, Amália e do ren, que estavam inconscientes desde que foram encontrados feridos e quase mortos, mas por sorte eles foram encontrados pelo rito e as garotas que os levou rapidamente para a mikado.

Oshizu – mikado, eles vão acorda? – pergunta olhando para a ryoko e para a tearju.

Mikado – eles estão bem, mas parece que eles não vão acorda tão cedo – diz se levantando, saindo do quarto com a tear e a oshizu, indo para a sala de estar.

Chegando a sala de estar, elas viram o rito junto com a mikan, lala, momo, nana, yami, mea, nemesis, kyoka e run, todos preocupados com os estados daqueles três.

Run – mikado, o ren vai fica bem? – pergunta preocupada com o seu irmão.

Tearju – o ren esta bem, apenas esta dormindo – diz olhando para a esverdeada – assim como os outros.

Mikan – e quando você acha que eles vão acorda? – pergunta um pouco triste, por vê o fubuki sempre naquela cama inconsciente.

Mikado – eu não sei, quem fez isso com eles, mas eles atacaram os pontos mais fracos deles, por pouco eles não foram mortos – diz se sentando no sofá – se vocês não tivessem os levados na hora para mim, eles estariam mortos agora.

Rito – mais não mataram – diz pensativo – o que eles queriam aqui? e porque atacaram o fubuki, o ren e a Amália?

Tearju – acho que te a vê com a mari – diz com todos notando que a vampira não apareceu desde aquele dia.

Mea – agora que você falou, ela sumiu desde que o buki-onii-chan e os outros foram encontrados naquele estado.

Momo – o que será que aconteceu? – pergunta pensativa, com a mão no queixo.

Fubuki – eles levaram a mari – diz na porta olhando para todos, que se viraram e viram izumi, de pé com um pouco de dificuldade e ofegante, com uma de suas mãos em seu estomago.

Nana – buki – diz preocupada com o izumi o segurando – você esta bem?

Fubuki – um pouco – diz olhando para a rosada – eles eram mais forte que eu pensei.

Mikado – quem eram eles? – pergunta vendo a nana levando o fubuki até o sofá, onde os dois se sentaram.

Fubuki – eles eram vampiros – diz olhando para a mikado – parece que o pai da mari, mandou outros vampiros para vi busca-la – diz respirando fundo, com kyoka dando um copo de água para o izumi, que tomou – eu e Amália tentamos para-los, mas apenas um deles nos derrotou. Depois ren apareceu para tenta nos ajuda, quando o líder do bando apareceu e disse que a missão estava cumprida.

Nemesis – então eles foram embora e levaram a mari com eles – diz sentada do lado do izumi, que acenou com a cabeça – mais porque eles querem a mari agora? – pergunta com leve tom de curiosidade sobre essa parte.

Fubuki – eu não sei – diz pensativo – mais eu vou descobri – diz apertando os seus punhos.

Mikado – você vai fazer algo idiota, não vai?

Fubuki – talvez, mas não agora – diz se levantando e foi para a cozinha – eu vou descansa e me prepara para o que esta por vim – diz saindo da sala de estar, com uma expressão pensativa.

Mikan – vocês acham que ele esta bem? – pergunta preocupada com o fubuki.

Tearju – não, ele parece irritado por não pode fazer nada – diz olhando para a porta, que o fubuki entrou indo para a cozinha.

Mikado – acho que alguns de vocês deveriam fica aqui para fica de olho nele – diz olhando para o rito e as garotas.

Rito – eu vou fica – diz de braços cruzados – ele é meu amigo é como um irmão para mim, então vou ajuda-lo, por tudo que ele já fez por mim – diz olhando para a mikado.

Mikado – muito bem – diz olhando para o rito – oshizu, nemesis, kyoka, nana, como namoradas do fubuki, fiquem de olho nele para que ele não faça nada idiota – diz olhando para as quatro.

Mikan – e eu? – pergunta apontando para si mesma.

Mikado – seja o que for e algo perigoso e você não pode fica no meio disso, mikan – diz olhando para a yuuki.

Mikan – entendo – diz um pouco triste, com a Celine em seus braços, que ficou triste pela yuuki.

Tearju – entenda, mikan, você não pode ajuda muito – diz olhando para a yuuki – ainda mais contra esses vampiros.

Rito – elas tem razão, mikan – diz olhando para a sua irmã – não se preocupe, eu vou cuida do fubuki, para ele não fazer nada idiota – diz dando um sinal de joinha para a yuuki.

Mikan – conto com você, nii-san! – diz sorrindo para o yuuki.

Yami – yuuki rito, cuide do meu irmão, para ele não fazer nada idiota e se mata.

Rito – não se preocupe, yami.

Com isso, as garotas foram embora, ficando apenas a kyoka, nemesis, nana, oshizu e o rito que ficaram para poderem fica de olho no izumi, que agora estava na cozinha comendo uma pilha de pratos, o que surpreendeu eles que não esperavam que fubuki comeria tanto.

Fubuki – o que foi? – pergunta olhando para todos que estavam na porta da cozinha.

Kyoka – esta comendo para se recupera – diz olhando para os outros – fubuki, sempre faz isso quando se feri muito – diz olhando para os outros.

Nana – então isso é normal? – pergunta com uma gota, olhando para a kyoka.

Kyoka – sim, muito normal, então não se preocupem – diz olhando para o izumi que terminou de comer.

Fubuki – como estão a Amália e o ren? – pergunta tomando um pouco de chá.

 Oshizu – estão bem, sem sinais de estarem em riscos, mas por alguma razão eles não querem acorda – diz olhando para o izumi, que estava pensativo.

Fubuki – entendo – diz pensativo, terminado o chá fechando os seus olhos.

Nemesis – você não vai realmente fazer uma idiotice tão grande como essa de ir atrás da mari?

Fubuki – eu vou, mari e muito importante para mim – diz olhando para nemesis – se fosse com você ou com qualquer uma das minhas namoradas, eu iria atrás sem me importa comigo mesmo – diz apertando os seus punhos.

Nemesis – eu sei que você vai fazer isso, mas você sabe que apenas um deles acabou com você e o deixou em estado de quase morte – diz com o izumi ficando pensativo – e não sabe quantos vai encontra lá.

Fubuki – eu perdi, porque decidi luta incompleto – diz fechando os seus olhos, enquanto se levantava da cadeira – por isso, dessa vez lutarei com todo o meu poder – diz com matéria negra se reunindo do lado do izumi, se formando no akuma, que estava de joelhos – você está de acordo com isso, akuma? – pergunta ainda com os seus olhos fechados.

Akuma – sim, mari não merece o que esta acontecendo com ela, então eu vou ajuda-lo – diz de cabeça abaixa – e também não vou reclusa uma ordem direta!

Com isso, os dois se fundiram formando de volta a verdadeira forma do fubuki, que abriu os seus olhos e seus ferimentos estavam completamente fechados e curados.

Rito – você realmente vai fazer isso? – pergunta com fubuki acenando com a cabeça – sozinho?

Fubuki – eu não vou leva meus amigos em uma missão suicida – diz olhando para o yuuki – por isso eu vou sozinho, não quero vê meus amigos sendo feridos pelos meus erros.

Nana – você por acaso que morre? – pergunta irritada olhando o izumi.

Fubuki – melhor que vê meus amigos se machucando.

Nemesis – você é sempre muito negligente com a sua vida?

Fubuki – o que eu posso fazer...? se não me arriscar, posso perder alguma pessoa preciosa para mim e isso é...

Oshizu – de que adianta lutar para não perder alguém e esse alguém te perder? Não acha que é uma decisão muito egoísta de sua parte?

Fubuki – talvez, mas eu não posso abandona a mari – diz olhando para as suas namoradas.

Rito – a gente não vai deixa você ir sozinho – diz olhando para o izumi.

Nana – a gente sabe que você vai atrás dos vampiros...

Nemesis – é por isso, vamos com você – diz sorrindo, chocando o izumi.

Fubuki – vocês vão? – pergunta olhando paras as suas namoradas e para o rito.

Oshizu – nem todos – diz um pouco triste – apenas o que sabem luta vão com você, pessoas como eu vamos fica aqui rezando pela segurança de vocês – diz olhando para o izumi.

Fubuki – obrigado – diz sorrindo para eles – nós iremos quando ren e Amália acordarem, com certeza aqueles dois vão quere uma revanche com os vampiros – diz sorrindo com o rito e as garotas que concordaram com isso – quando estivemos prontos, nos reuniremos aqui – diz com todos acenando com a cabeça – dois dias e tudo que eu dou para eles acordarem e vocês devem se prepara.

Nana – parece uma boa para a gente.

Nemesis – então vamos está preparando para a luta – diz sorrindo – vamos massacra os vampiros.

Fubuki – vamos acaba com todos – diz com nemesis, sorrindo ainda mais – eles não vão parar enquanto ainda existi um único vampiro, então vamos extermina todos eles e resgata a mari.

Rito – de acordo – diz de olhos fechados – então temos que esta prontos para mata-los, não é? – pergunta abrindo os seus olhos.

Fubuki – você não precisa mata-los, rito – diz olhando para o yuki – você pode derrota-los, eu e minhas irmãs podemos mata-los, afinal e melhor que nos sujemos nossas mãos que já estão sujas de sangue do que você que tem as mãos limpas e sem nunca te tirado uma única forma de vida.

Rito – entendo – diz olhando para o izumi.

Fubuki – agora vamos nós prepara – diz olhando para todos, que acenaram com a cabeça.

 

Dois dias depois

Durante esse tempo, Amália e ren finalmente acordaram depois de um tempo e ficaram sabendo da inda para a luta contra os vampiros e eles disseram que vão se junta a essa guerra e começaram a se prepara para a guerra contra os vampiros e no fim do segundo dia de noite, na frente para a casa do izumi.

Fubuki não se separou desde que se fundiu novamente e agora estava na frente da sua casa, com os braços cruzados e os olhos fechados, pensativo com a Amália e a kyoka do seu lado. Os três estavam esperando pelos outros para eles irem para a guerra contra os vampiros.

Com o tempo, yami junto com a mea e a nemesis chegaram e olharam para o akuma, que olhou de volta para as suas irmãs e eles conversaram com uma troca de olhares e acenaram com a cabeça.

Fubuki – obrigado, por virem – diz sorrindo para as suas irmãs e a nemesis, por sua vez colocou as suas mãos sob as bochechas do izumi o puxando para um beijo que foi retribuído – continuemos com isso depois que voltamos – diz sussurrando para nemesis, que sorriu e deu um selinho no izumi, antes de ir para o lado da Amália – agora, falta o rito e o ren – diz olhando para o céu noturno.

Depois de um tempo, ren chegou com o rito, mas os dois não estavam sozinhos, atrás dos dois estavam a lala, nana e momo, com as três princesas em seus vestidos de deviluke.

Fubuki – porque vocês estão aqui? – pergunta olhando para as princesas.

Momo – você acho que eu ia deixa meu cunhado morre indo para uma guerra contra os vampiros – diz olhando para o izumi – claro que não.

Lala – sim, se vocês vão salva a mari, então eu vou com vocês – diz sorrindo.

Nana – e eu não vou deixa você ir para lá sozinho – diz de braços cruzados.

Fubuki – ah... tudo bem – diz suspirando – então vamos – diz se virando, com a sua nave aparecendo – merry – diz sorrindo olhando para a sua nave.

Kyoka – você a manteve aqui o tempo todo – diz olhando para a merry.

Amália – que saudades da merry – diz sorrindo.

Fubuki – vamos lá – diz indo para dentro da nave, com todos indo atrás dele.


Notas Finais


e ai
gostaram
eu espero que sim


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...