História O Negócio - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias One Direction
Personagens Louis Tomlinson
Tags 5sos, Cross-dresser, Larry, Niam, Niziam, Ziall, Ziam
Visualizações 16
Palavras 2.293
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpa a demora 😬
Espero que curtem
Good reading

Capítulo 4 - Encontros


Fanfic / Fanfiction O Negócio - Capítulo 4 - Encontros

A manhã começou cedo para dois dos moradores da mansão Payne. Liam foi o primeiro a levantar e depois de tomar um banho e se vestir acordou o menor que dormia tranquilamente enrolado nos cobertores, estava frio, nevava lá fora, e Liam adorava esse clima gelado, deixando assim seu quarto bem fresquinho durante o inverno.

Depois de admirar a beleza do seu garoto por um tempo, olha em seu relogio e constata que logo teria pais curiosos e um irmao preocupado em sua porta chamando por seu bebê. Niall precisava levantar.

- Baby, já está na hora. - ele senta-se ao seu lado e lhe deixa um beijo na cabeça. - Hora de levantar garotão. - Lhe deixa mais beijos na bochecha cheinha do menor. Niall sorri um pouco e se remexe na cama abrindo os olhos.

- Quer que eu te leve até seu quarto? - Liam acaricia os cabelos revoltos do loiro.

Niall balança a cabeça afirmando, se levanta e logo se aninha no colo do mais velho.

- Eu queria passar o dia hoje mimando você, mas como não vai ser possível eu compenso amanhã, prometo. - Deixa um beijo em sua testa. -
Vou te levar para seu quarto.

Niall acente novamente, já fechando os olhinhos de novo ao deitar a cabeça no ombro de Liam.

O mais velho esteve fora por uns dias, para cuidar de negócios, e só pode trocar poucas palavras com o menor no dia anterior, já que chegou e logo teve que sair para levar os garotos em seus "encontros".

Liam leva o menor até sua própria suíte para que o mesmo comece sua higiene matinal.

Enquanto Niall escova os dentes Liam não tira as mãos do loiro, mantendo-as a todo tempo em sua cintura ou ombros, e enquanto lbe deixa beijos em seu pescoco e cabelos os dois mantem o contato visual através do espelho, quando termina de escovar os dentes e secar o rosto, ele é virado com cuidado pelas mãos ágeis de Liam e posto sentado na pia, não se limita quando vê o menor concordando para o que ja sabia que liam queria, assim que tem a aprovação.do menor Liam inicia um beijo cheio de vontade, lento mas com paixão, com direto a suspiros de ambos. Niall mantém suas mãozinhas no peito de Liam que percorre suas mãos desde a cintura até a nuca do menor, tateando e tentando se controlar ao mesmo tempo.

Depois de um minuto assim eles já estão em um ritmo de beijo frenético. Liam passa a apertar mais seu garoto com as mãos, cabelos, pescoço, braços e cintura. Ele mal acredita na sorte que tem.

Niall abre mais as pernas e é puxado até ter seu quadril grudado ao de Liam, que passa sua duas mãos pelas costas do menor até chegar em sua bunda, apertando com ambas as mãos, fazendo o menor gemer alto entre o beijo molhado que trocam.

Mas quando Liam, levado pelo desejo, que está sentindo, tira suas mãos da bunda do menor e passa a tentar abrir seu pijama ele para o beijo e vê os olhinhos arregalados o observando.

Liam respira fundo e se afasta abaixando a cabeça, sabe que seu pequeno não está pronto para seguirem em frente. - Desculpa babe, Eu não tinha a intenção.

- Lee. . .

Ele levanta o olhar e vê seu garoto o chamando com a mãozinha, ele ainda estava sentado na pia e um sorrisinho no rosto. - Está tudo bem daddy, me abraça?

E ele é abraçado com força tendo seus cabelos beijados.

Ele sabe que pode confiar sua vida ao mais velho, ele queria muito estar preparado para dar seu corpo inteiro a Liam, mas ainda tem muito viva dentro de sua mente as lembranças daquele que lhe fez tanto mal, e se fechar os olhos ainda sente mãos sujas e lábios repugnantes em si.

*

O restante da manhã correu como deveria.

Liam conseguiu convencer Mike, Cal e Ash a não entrar no caminho de Niall e seus pais durante a manhã, e acabou tendo que levar café na cama para todos em troca.

Niall depois de pronto, vestindo jeans moletons e um casaco desnecessário, passa a manhã na companhia de seus pais, a cada olhar de reprovação do pai, Niall apertava sua chupeta no bolso do casaco.

No fim ele não consegue os tirar de casa, e seus pais ainda pedem um tour pela mansão, ficam admirados do tamanho da propriedade, e espantados quando descobrem que mais 5 jovens moram ali, além é claro do dono do lugar. Eles não entendem o porquê de tamanha generosidade do Sr. Payne.

O sr. Horam decide que seria de bom tom conversar com Liam, para acertarem um valor pelo quarto e alimento do menor, além da mesada que já estavam fornecendo ao loiro.

Depois de fugir de casa para morar com Louis, Louis e Liam logo arrumaram uma bolsa em uma escola muito conceituada em Londres e os Horam não tiveram coragem de tirar o menino da mesma, permitindo assim que ele ficasse com Louis, já que o Tomlinson é de confiança.

Mas apesar de terem ido à Londres durante esses três meses, várias vezes, desde que tudo aconteceu, essa era a primeira vez que visitavam a mansão, ficaram espantados com tudo, até com o quarto enorme que o garoto possuía.

Perto do meio dia Liam chega a pedido do menor por mensagens. Liam tem que insistir com o Sr. Horam que não quer dinheiro pelo quarto e pelos alimentos, mas somente depois de dizer que Louis já estava pagando as despesas do loiro eles ficam mais tranquilos e então saem para almoçar, levando Niall contrariado junto.

No fim, Greg não apareceu, e no começo da tarde os Horam foram embora.

Niall entra em casa correndo a procura de Liam, e quando o encontra em seu quarto pula em seu colo inspirando e espirando com força, como se por toda manhã estivesse prendendo o fôlego.

- Babe, está tudo bem agora, vai ficar tudo bem. . .

Ele se aconchega nos braços de Liam em baixo dos cobertores e após colocar a chupeta na boca e a sugar como se sua vida dependesse disso, nos braços do seu amado, depois de um tempo, o pequeno adormece.


*


Diario do Tommo

OMG, Que programa!

Meu Dom me fez gozar quatro vezes em uma única noite. 

Assim que cheguei nós conversamos por uma hora mais ou menos e depois de vários amaços e ele me explicar o que faria comigo naquela noite, partimos para a cama e iniciamos a cena.

Primeiro ele me despiu com os olhos depois suas mãos fizeram o trabalho, ainda sinto seu toque e sua língua em todo meu corpo.

Fui amarrado e levei 20 cintadas pelo meu atraso (deveria ter atrasado mais) enquanto ele usava vibradores em mim e quando gozei pela segunda vez ele me fodeu. Forte. Duro. Sem tirar as roupas, suas calças causando uma fricção dolorosa onde estava sensível pelas cintadas. Gozamos juntos, enquanto ele me fodia me prensando na cama gemendo alto em meu ouvido.

Depois de me soltar das amarras e me limpar, enquanto passava um óleo em minha bunda dolorida, ele achou que eu poderia gozar de novo e sem aviso passou a me foder com seus dedos longos, eu estava muito sensível e depois que ele me ergueu pelos quadris e voltou com forca seus dedos em mim enquanto apertava forte minhas bolas eu gozei pela quarta vez.

Acho que desmaiei nessa hora. 

Porque me lembro de estar flutuando e quando consegui abrir os olhos, dei de cara com seu sorriso convencido de covinhas e olhos verdes, e ele estava me largando na banheira em uma água morna deliciosa. 

Estou triste por ter me despedido de uma grande paixão como ele, fora meu primeiro homem, meu primeiro cliente e sucessivamente meu primeio Dom, podia dizer com certa certeza que fora sim um primeiro amor.

Porém estou certo que o verei de novo, assim como ele mesmo me garantiu pela manhã " Nós veremos em breve anjo". apesar de não fazer ideia de quem Johnny é, tenho vontade certeza que nossa conexão sempre fora recíproca.


____________________LOUIS


Louis fecha seu diario virtual e se deita. Já são uma da tarde, ele acaba de chegar e mesmo tendo dormido no hotel até ao meio dia continuava sonolento por ter dormido só as seis da manhã depois que Johnny deixou o hotel.


Só de pensar que teria que ir para faculdade as dezoito horas para uma palestra, lhe dava mais sono e assim adormeceu logo.


*


- Loulou. . . Louis. . .

Louis sente um beijo na sua bochecha e só ai resolveu dar sinais de vida. Já eram quatro da tarde e Louis precisava comer e se recompor pra ir à faculdade para uma palestra as seis da noite.

- Sai Ni, já vou levantar.

- Daddy disse agola.

- Manda o teu daddy ir se foder.

- Que feio Lou.

Louis se senta na cama coçando os olhos e então encara a figurinha em sua frente, uma fofura loura com olhos brilhantes e chupeta na boca. - Que porra Ni, porque você está fazendo isso, daddy, meu Deus, só pode ser um pesadelo.

- Eu amo ele Louis. - Diz ao tirar a chupeta da boca. 

- Não Ni, não ama, você não sabe nada sobre amor. Vocês não podem ficar juntos Niall, nem idade você tem para isso. - Louis bufa irritado.

- Louis por zeus, tenho 17 anos, não sou uma criança, apesar de parecer. - Ele sorri fraco mostrando a chupeta nas mãos, isso é escolha minha, minha vida quem decide sou eu. E eu quero o Liam, ele me quer, e vamos ficar juntos voce gostando ou não.

Ao terminar ele já está com vontade de chorar, queria muito a aprovação do seu amigo.

- Veremos.

- Para Louis!

Niall sente seus olhos arderem denunciando que esta prestes a chorar.

Louis o olha firme - Sem essa bebezão, não caio nesse seu joguinho de bebê chorão que quer ganhar tudo que deseja.

Liam apareceu na porta depois de escutar toda a conversa. - Louis se você fizer meu bebê chorar mais uma vez, vamos ter que rever nossa parceria nessa merda.

Liam pega Niall no colo e o mesmo solta um soluço devido ao choro silêncioso. - Fui claro? - Liam o encara com o maxilar cerrado.

- Cristalino! - Louis o da as costas se deitando novamente.

Liam da a volta e fecha a porta, indo para seu quarto consolar o menor.

Ele o deita na cama e lhe da vários beijos pelo rosto e pescoço e passa a lhe fazer leves cócegas na cintura.

Quando Niall já estava gargalhando Liam para e o olha com adoração. - Meu bem, eu me apaixonei por você assim que cruzou aquela porta lá em baixo atrás de Louis, e eu não posso mais viver sem você, eu sei que faz só alguns meses mais eu não suporto a ideia de alguém tirar você de mim, meu baby precioso. . . - Liam o da mais um beijo na ponta do nariz.

- Não fica mais preocupado com o Tommo, eu vou conversar com ele, explicar que não vou me aproveitar de você, nem sequer deixar que você saia magoado, ele tem medo de perder um de nós, que você seja tirado daqui contra sua vontade ou que eu seja preso por estar em um relacionamento com um menor, que no caso é um bebê grande muito lindo.

Niall sorri e põe a chupeta na boca, Liam encantado pelo seu baby não resiste a lhe encher de beijos pelo rosto e pescoço, fazendo cócegas e arrancando risadas engraçadas do seu garoto.


*


How, enfim desceu a dorminhoca.

Já se passava das cinco e Louis precisava estar na faculdade as seis da tarde. Todos estavam na mesa da cozinha tomando um chá com panquecas que Liam fez

- Ontem foi puxado Mike. - Louis bagunça os cabelos de Mike e vai até a cadeira que Liam estava sentado com Niall em seu colo, deixa um beijo nos cabelos tingidos do menor. - Desculpa te fazer chorar bebê, nunca mais me acorde eu viro um monstro quando estou com sono.

Niall sorri para Louis.

- Assim que eu gosto. - Liam fala para o moreno e recebe o dedo do meio em troca fazendo Liam rir alto. - Eu te amo!

Louis termina de por seu café quente na caneca de alumínio e pega uma panqueca com a mão livre. - Vai tomar no cú Liam. - Sai da cozinha rebolando com seus jeans estremamente justos.



*



- Merda! Porra . . . Caralho! - Louis olha o carro que saía fumaça do motor. - PORRA!

- Ei, ei, quanto palavrão!

Louis olha pra traz e vê um garoto se aproximando, ele volta a olhar para o carro de Ashton furioso e só pensa em palavrões no montento.

- Quem você pensa que é pra me dar lição de moral, eu hem, nem te conheço.

- Vamos mudar isso então, vou te levar pra onde você estava indo e depois cuidamos do seu carro.

- E quem você pensa que é pra me dar ordens? - Ele pela primeira vez Louis encara a figura do rapaz atrás de sí.

- Harry Styles, prazer. - ele estende a mão e Louis aceita, já com os olhos verdes e covinhas no sorriso do senhor mandão, monopolizando os pensamentos de Louis. Conhecia aquele rosto de covinhas e aqueles olhos verde de algum lugar. . . - Então, te levo pra onde?

- Na Universidade à duas quadras.

- Eu também estou indo pra lá, que coincidência!

- Sim, muita coincidência pra falar a verdade. . .

Louis tinha certeza. Ele conhecia aquele rosto uns 20 anos mais velho.

************************************



Notas Finais


Desculpe qualquer erro, eu nao revisei mesmo.

😘😘😘👇❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...