História O Neto de Dumbledore (Nico x Draco) - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter, Os Heróis do Olimpo, Percy Jackson & os Olimpianos
Personagens Alvo Dumbledore, Arthur Weasley, Blásio Zabini, Caronte, Draco Malfoy, Fred Weasley, Gina Weasley, Hades, Harry Potter, Hazel Levesque, Hermione Granger, Jason Grace, Leo Valdez, Minerva Mcgonagall, Molly Weasley, Narcissa Black Malfoy, Neville Longbottom, Nico di Angelo, Percy Jackson, Poseidon, Quíron, Rachel Elizabeth Dare, Remo Lupin, Reyna Avila Ramírez-Arellano, Ronald Weasley, Rúbeo Hagrid, Severo Snape, Tom Riddle Jr., Will Solace, Zeus
Tags Alvo, Neto, Nico, Percy Jackson, Sonserina
Visualizações 208
Palavras 1.152
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Fluffy, Hentai, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 15 - Você é Uma Fraude


Alvo On

Olho para minha mesa, estou preocupado. Eu só quero que meu neto seja feliz, mas está acontecendo uma briga em minha escola. À Grifinória quer Harry com Nico e à Sonserina o Nico com o Draco. Minha escola está virando um campo de Guerra, eu não posso deixar isso acontecer tenho que fazer algo sobre isso! Por isso chamei Severo, ele com certeza vai poder me ajudar.

- Mandou me chamar? - É ele quem entra pela porta, mostrei à ele à cadeira onde se senta. Eu gosto dê Severo, ele sempre tenta fazer a coisa certa, mas Snape não é uma pessoa boa. Mas pelo menos tenta ser, admito que o vejo como um filho.

- Sim, preciso de ajuda. Entendo que você é bom com história, por isso tem algum jeito de fazer essa guerra entre Draco e Harry acabar? - Severo suspirou, ele sempre gostou dê pesquisar sobre famílias dê Sangue-Puro, talvez saiba alguma coisa.

- Acho que não, Malfoys e Potters vem brigando por um Di Ângelo à gerações! Mas nenhum dos lados conseguiu, pelo menos até hoje. Na sua época, Charles Potter e Abraxas Malfoy brigavam por Antonella, mas você acabou com a briga conquistando ela. Acontece que isso não vai funcionar hoje. - É quando Severo levanta a cabeça - Tenho que ir deixaram algo na minha porta.

Logo depois vai embora, eu fico pensando no que fazer.

Mulher Misteriosa On

Olho para casa dele, eu venho o observando à muito tempo. Eu estou meio que apaixonada por ele, mas não sei se ele vai me querer. Severo Snape é lindo, ele sempre ajuda às pessoas da comunidade, à mais de um ano que tento chamá-lo para comer em minha casa. Mas em sempre fico envergonhada, por esse motivo escrevi uma carta! Vou deixar na porta dele, eu sei que Severo trabalha em Hogwarts, eu também teria estudado, mas não tenho magia diferente do resto da minha família. Eles me ignoram completamente, menos o meu irmão ele fala comigo periodicamente. Pensando neles, não vejo à hora de conhecer o meu sobrinho. Acontece que tenho que me concentrar no presente, vou até à porta da casa dele e por baixo passo à minha carta. Só espero que ele a receba!

Nico On

Ando pelos corredores, Draco está junto à mim. Nós estamos indo para DCAT, mas eu tenho a sensação que não vai acabar bem. Eu já odeio aquele sapo rosa, o ministério está interferindo na escola através dela. Tenho vontade de mandá-la para o Tártaro, mas infelizmente não posso porque meu Nonno ficaria bravo comigo. Seguro à mão de Draco, que à aperta com carinho. Estou ansioso para o Baile, mas não sei com agir sobre Potter também participando. Só queria ver ele queimar, mas não posso pois ele é o Escolhido. Não gosto dele estar obcecado por mim, tudo que eu quero é ter uma boa vida com Draco. Ele é muito importante para mim.

É quando chegamos na Sala de Aula, para minha raiva percebi que lugares são demarcados. Que raiva! Começo a procurar o meu, para minha sorte é ao lado de Draco, mas ao mesmo tempo estou entre ele e Harry. Essa aula vai ser um pesadelo, mas mesmo assim nos sentamos e logo depois o Potter aparece e também se senta. É então que à Vaca rosa aparece, acena para quadro falando.

- Bom dia Crianças! Níveis Portinaris Uns dê Magia, são provas conhecidas como Noms! Estudem e serão recompensados, deixem de estudar e às consequências podem ser Severas. - Com uma manejo da varinhas, vários livros começam a ser distribuídos - O ensino que receberam nessa disciplina, foi um tanto fragmentado. Mas vão ficar felizes em saber, que agora vão seguir um curso de Magia Defensiva cuidadosamente estruturado e aprovado pelo Ministério. - Foi então que eu falei.

- Mas aqui não diz nada sobre feitiços defensivos! - Eu estava fervendo, ela quer nos lançar no mundo sem nenhuma ajuda. Que tipo de professora é essa? Olho para Draco que também está confuso, mas não há nada que ele possa fazer.

- Não posso imaginar porque precisaria de feitiços defensivos na minha sala. - Foi então que Draco com um livro na mão olhou para ela, eu sei que era difícil para ele ir contra um professor, mas eu tinha deixado parecido comigo.

- Mas Senhora, não vamos usar magia? - À turma confirmou, todos estavam muito confuso com toda a situação. Eu particularmente não gostava do Sapo Rosa, ela me dá raiva. Sem falar que ela me olha como se eu fosse sujeira embaixo dê seus pés, e eu não sou isso! Sou Herói de Guerra, pelo amor dos deuses!

- Vocês iram aprender feitiços defensivos, dê um jeito seguro e sem riscos! - Do meu lado consegui ouvir Harry bufou, acho que ele também não concorda com ela. Pelo menos ele e Draco têm algo em comum, por mais mínimo que seja.

- Do que adianta? Se formos atacados, vai ser com certeza com riscos - Dolores se virou, andou pela sala, mas sempre olhando para mim com raiva. Mandei meu melhor olhar de morte, que fez ficar branca dê medo. Sorri adoro isso.

- Quem iria querer atacar crianças da sua idade? Mestiços nojentos, metade humanos e metade algo irracional? - Agora me levanto com raiva, quem ela pensa que é para me chamar dê nojento. Tenho vontade matar ela, transformá-la num fantasma e à condenar no Campos de Punição.

- Eu sou mestiço! Meu pai não é humano, mas tenho certeza que ele não é irracional! - Então ela me lançou aquele sorriso nojento, senti o à mão de Draco tocar à minha. Isso me deixa mais calmo, mas estou com muita raiva e com vontade comer à alma dela.

- Isso é uma Grande Mentira! Eu sei que houve boatos que seu pai é um Deus Grego, mas deuses não existem e você não passa de um fraude Senhor Di Ângelo. Detenção comigo amanhã depois da aula - Rosno para ela, mas invés de matá-la entro nas sombras para qualquer lugar.

Draco On

Depois que o Nico se foi, à dona rosa sorriu, mas eu não ia ficar aqui e não fazer nada. Olho para ela, penso em tudo que meu pai me ensinou. Lembro dê um papel que Nico me deu, ele prova que o pai do Nico é um deus.

- Senhora, você cometeu um erro! Segundo esse papel, escrito pelo mais alto senhor do Banco e autenticado pelo Ministério. Dizendo que Di Ângelo é sim filho dê um Deus, mas especificamente Hades! Peço licença para ir procurá-lo - Dolores pegou o documento e bufou, mas eu venci essa.

- Pode ir mas, ele ainda terá detenção, agora vamos continuar à aula 

Sai da Sala à última coisa que ouvi foi Potter e Dolores discutindo sobre Voldemort, e ele recebendo detenção.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...