História O noivo da minha irmã - ( Park Jimin ) - Capítulo 105


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, TWICE
Personagens Jimin, Rosé, Sana, V
Tags Jimin, Sana, Taehyung
Visualizações 640
Palavras 759
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem. Boa leitura ☺.

Capítulo 105 - Capítulo 104


Fanfic / Fanfiction O noivo da minha irmã - ( Park Jimin ) - Capítulo 105 - Capítulo 104

24/11/2017 - 03:45 da tarde ( Sexta-feira )

*Hospital*

( S/n ) P.O.V

Estou deitada na cama, enquanto o médico prepara tudo. Eu estou na consulta para fazer a ultrassonografia, já estou com cinco meses de gravidez, então eu já posso saber o sexo do bebê. 

Jimin está ao meu lado, segurando a minha mão. Ele está tão nervoso.

- Agora eu vou colocar esse gel na sua barriga. - o médico fala, assinto. Então, ele coloca o gel na minha barriga, é geladinho. - Bom, agora já podemos começar a ver o pequenino ou pequenina que está ai dentro. - ele sorrir e começa a passar um pequeno aparelho na minha barriga. Jimin e eu olhamos para a tela do monitor. - Aqui é a cabeça. - ele aponta para a tela. - O coração. - e um barulhinho de batimentos cardíacos ecoa pela sala. Sorrio.

Olho para Jimin e ele está concentrado, olhando para a tela, uma lágrima solitária desce pelo seu rosto. Aperto a sua mão, ele me olha e sorrir.

- Olha só. - o médico chama a nossa atenção. - Vocês terão uma pequenina.

- Uma menina?. - sorrio.

- Sim. Meus parabéns. - ele sorrir, encarando nós dois. Ele guarda o aparelho. - Você pode ir se limpar e se vestir. - assinto. Jimin me ajuda a descer da cama, eu vou até a outra sala para poder me limpar e me vestir.

Saiu da sala. O médico explica algumas coisas para nós dois e depois saímos da sala.

Saímos do hospital. Andamos até o carro, Jimin abre a porta para mim e depois da a volta para poder entrar. Ele liga o carro e logo saímos dali.

- Eu vou ser pai de uma garotinha. - ele chama a minha atenção. - Eu já percebi que vou ter muito trabalho.

- Porque?. - arqueio a sobrancelha. 

- Porque se ela for bonita igual a mãe, os garotos não vão deixar ela em paz. - acabo rindo disso que ele falou.

- Que papai ciumento.

- Sou mesmo. Eu tenho que proteger as duas mulheres mais importantes da minha vida. - ele me olha e sorrir, logo voltando a olhar para a frente.

( S/n ) P.O.V

09/12/2017 - 02:20 da tarde ( Sábado )

*Igreja*

Jimin P.O.V

Hoje é o grande dia. O dia do meu casamento com a ( S/n ).

Eu estou tão nervoso.

Todos os meus amigos e parentes estão aqui, assim como os dela.

Céus, o nervosismo tomou conta de mim.

- Jimin, fica calmo ou você vai acabar quebrando os seus dedos se continuar estralando eles assim. - Jin se aproxima.

- Eu não consigo. - encaro ele. - Eu estou nervoso.

- Vai dar tudo certo. - ele coloca a mão no meu ombro, suspiro e assinto.

- Hyung. - Jungkook se aproxima. - Ela chegou. - ele sorrir, encaro Jin e ele sorrir. Me posiciono no meu devido lugar.

A melodia calma do piano ecoa por toda a igreja, olho para a porta e minha pequena entra acompanhada do Senhor Hyun. Ela olha para mim e sorrir. Ela está linda, a barriguinha grande. Por deus, ela está maravilhosa.

Eles se aproximam do altar, cumprimento Senhor Hyun e pego na mão da minha pequena, dando um rápido selinho nela. Ficamos de frente para o padre e logo ele começa o seu discurso.

Depois de falar, ele pede para que fiquemos um de frente para o outro.

- Park Jimin, você aceita ( S/n ) como sua legítima esposa, para ama-la e respeita-la, na saúde e na doença, até que a morte os separe?.

- Sim. - sorrio.

- ( S/n ), você aceita Park Jimin como seu legítimo esposo, para ama-lo e respeita-lo, na saúde e na doença, até que a morte os separe?.

- Sim. - ela sorrir, lágrimas descem pelo rosto dela, passo a minha mão no seu rosto para seca-las.

Colocamos as nossas alianças de casamento.

- Pode beijar a noiva. - o padre sorrir.

Puxo a minha pequena pela cintura, com cuidado, toca em seu rosto com a outra mão e a beijo. Nos separamos.

- Eu te amo. - lhe dou um selinho.

- Eu também te amo. - ela sorrir.

As pessoas começam a bater palmas. Caminhamos até a porta da igreja e somos recebidos por uma chuva de arroz.

- Eu vou jogar o buquê. - ela sorrir, todas as mulheres ficam na frente dela. ( S/n ) olha para Rosé, antes de virar de costas para todas as mulheres. - É um, é dois, é três. - ela joga o buquê. E adivinhem quem pegou. Se você pensou em Rosé, acertou. Encaro Jungkook e ele me olha sorrindo. Eu acho que logo, logo, teremos outro casamento.

Jimin P.O.V

Continua ...


Notas Finais


👋❤.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...