História O Nosso Amor É Uma Canção - Áurea e Marisa - Temporada I - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Amor Electro, The Voice
Tags Ama, Amorelectro, Áurea, Marisa, Marisaliz, Portugal, Thevoice, Thevoiceportugal
Visualizações 11
Palavras 2.369
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, FemmeSlash, LGBT, Lírica, Literatura Feminina, Romance e Novela, Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Capítulo 2



Passado alguns dias
Eram nove horas da manhã , quando Áurea acordava com o forte som do despertador. 
- Não é possível - ela diz pelo fato de sentir uma forte dor de cabeça e de ter a sensação que toda a noite que havias dormido , tinham sido apenas minutos. 
Ela se levanta da cama e após fazer todas duas higienes e sai para ir ao boxe. Era um esporte que gostava muito , em dias que já começavam ruins pela manhã , era um ótimo escape. Eram poucos os que sabiam desse seu gosto secreto pelo esporte , mas era algo que mesmo menos do que a música, a acalmava e ajudava a colocar tudo o que sentia para fora. 
Meio dia , após ter voltado e tomado banho , respondia sentada em sua cama á vários e-mails e propostas. Alguns minutos depois de ter respondido todas as poucas coisas que passavam por sua equipe e chegavam a ela , para que aprovasse ou não , foi desperta de seus devaneios com uma ligação. 
- Olá - ela atende em seu celular a ligação de um número de celular o qual não tinha salvo
- Áurea? - a voz um tanto grave e feminina pergunta e é respondida por um "sim" - sou a Marisa dos Amor Electro - Áurea rapidamente se arrepende pela pouca simpatia com que atendeu
- Olá , me desculpe , não reconheci sua voz - ela dizia usando suas palavras que eram escolhidas minuciosamente , ainda com dúvida do motivo da ligação
- Tudo bem querida - Marisa dizia calmamente  e a surpreendendo pelo termo usado - resolvi eu mesma ligar para você para falar dos nossos ensaios para a apresentação do fim de semana - ela completa
- Ah sim , claro - Áurea respondia , colocando uma mão nada delicadamente em sua testa , pelo fato de somente agora ter entendido e lembrado o motivo da ligação - e então , quando vamos fazer?
- Pensei em começarmos hoje mesmo - Marisa diz - por isso também , resolvi te ligar , eu conversei com a banda quase agora e concordamos , mas como decidimos em cima da hora , não sabemos se você está disponível , por isso resolvi falar com você  - Marisa termina
- C-claro , eu...- Áurea começa se enrolando um pouco por não saber se tinha algum compromisso a tarde, já que sua agenda era organizada por sua secretária , que lhe avisava de seus compromissos durante o dia - eu não tenho nada marcado para hoje , podemos ensaiar sim - a loira dizia pensando que se tivesse , não seria algo importante e nem profissional, podendo assim desmarcar
- Ah , que bom - Marisa dizia do outro lado da linha - então tudo bem, pode ser às duas? - a ruiva perguntava , sendo respondida por um "claro" - então tudo certo , salve o meu celular , te mando o endereço do local...acho que você já conhece... - a ruiva dizia
- Tudo bem , salvarei - Áurea a responde 
- Ok, nos falamos em breve , até logo - Marisa lhe dizia
- Nos falamos sim - Áurea responde calmamente 
- Beijinhos querida - Marisa diz se despedindo
- Beijinhos - Áurea responde e logo ouve Marisa encerrar a ligação.
.........
Logo depois de ter encerrado a ligação , Marisa salva o número de Áurea , coisa que tinha esquecido de fazer anteriormente e vai até o WhatsApp para mandar-lhe o endereço de um tipo de teatro e estúdio onde ensaiariam.
Depois de mandar a mensagem , ela bloqueia o celular , voltando a dar atenção a filha , que iria naquele momento para a escola.
- Bom , vá querida , quando mamãe voltar dos ensaios a noite ficamos mais juntinhas ok? - Marisa dizia se abaixando , para ficar na altura de Beatriz , arrumando seu uniforme quando seu marido entra na sala 
- Vou levar ela , no almoço conversamos  - ele diz á Marisa
- Não vou poder te esperar querido, tenho ensaio às duas horas , vou comer alguma coisa rápida e já já estou saindo , depois nos falamos - Marisa diz a Tiago 
- Tudo bem - ele responde
Ela beija a menina que dá um sorriso e já vai para a porta da casa.
Quando Tiago vai beija-la para despedir-se, Marisa prefere não ter um contato tão íntimo lhe permitindo apenas um selinho.
 A ruiva não sabia o que estava acontecendo , por mais que não fosse acabar com sua relação , principalmente por sua filha , a chama que antes era tão presente em seu peito perante ao namorado , agora se fazia morta. 
Ela não entendia porque , ele era uma ótima pessoa , um ótimo pai...e um ótimo...amigo. O que antes era uma relação com fogo e paixão , acabou se tornando mais uma relação de amizade , e Marisa percebia isso claramente , porém se deixava levar pela comodidade do relacionamento e por terem uma filha juntos.
 Depois de comer , Marisa fez suas higienes e se vestiu , colocando um vestido vinho de manga curta , e colado que vinha até um pouquinho acima dos joelhos , porém que não era provocativo , deixou os cabelos soltos e colocou um salto preto de dia dia, saindo de casa para encontrar a banda e Áurea , no local onde ensaiariam.
.........
- Não acredito que esse trânsito me atrasou de novo - dizia Áurea descendo do carro , depois de estacionar na frente de onde iriam ensaiar. A loira estava vestida com uma calça branca social de cintura alta que ia até um pouco acima dos tornozelos , um tipo de blazer feminino fresco da mesma cor da calça , que era abotoado apenas um pouco abaixo de seus seios , tendo um decote prefeito que valorizava seu corpo. Por baixo do blazer apenas um tipo de top preto que completava a roupa perfeitamente juntamente ao salto fino preto. Seus cabelos loiros e longos estavam soltos e voavam com leve vento , até que Áurea entra no local , andando pelo "teatro" onde já tinha ensaiado algumas vezes , até chegar ao palco onde ensaiariam.
- Olá - a loira dizia ao chegar - no local e encontrar quatro homens , aos seus instrumentos , afinando e tocando baixo. Sentira falta de uma pessoa. Depois de deixar sua bolsa em cima de uma mesa que havia no local e subir ao palco onde eles estavam , a loira cumprimentou todos os homens.
- Achei que não viria - Áurea é surpreendida pela voz de Marisa , entrando no palco por uma das laterais com uma garrafa de água na mão
- O trânsito me atrasou - Áurea diz andando ao encontro da ruiva. O silêncio se instalou , Áurea era tímida mas nem tanto, não sabia o que estava acontecendo, quando Marisa de aproximou mais de seu corpo devagar...talvez por perceber o desconserto da loira a abraçando.
O abraço foi breve , apenas alguns segundos , mas já foi o suficiente para fazer Áurea se sentir como se estivesse em casa, era confortante
 - Tudo bem? - Áurea pergunta após Maria se afastar sorrindo porém manter uma mão dada com a loira , como se tivesse total prazer em conhecê-la , como se acabasse de encontrar com uma pessoa com a qual se importava e não via há muito tempo.
- Claro , com você? - Marisa lhe pergunta , olhando nos olhos da loira
- Tudo otimo , um prazer conhecer vocês - Áurea diz sorrindo, depois de soltarem as mãos.  Eram todos muito simpáticos , inclusive Marisa , pessoa sobre quem tinha ouvido várias coisas desde que concordou em cantar junto , a fama de simpatia da ruiva se comprovara naquele momento para Áurea.
- O prazer é nosso...então vamos? - Marisa diz e Áurea concorda com a cabeça , indo até a lateral do palco , onde tira seu salto e recebe o olhar de Marisa - achei que os comentários de que cantava descalça eram falsos - a ruiva lhe diz sorrindo 
- gosto de me sentir confortável - a loira diz também sorrindo - vamos - ela diz quando volta para o palco perto de Marisa
- Quer cantar algo antes ou já vamos para At Last? - Marisa pergunta , pelo fato de não se conhecerem muito bem , e por ter medo de ao contrário de como ela estava , a loira estar desconfortável
- Podemos ir direto para At Last , ao menos que queira cantar algo antes...- a loira diz insegura
- Se é assim , podemos cantar At Last direto então - Marisa responde. A canção tinha um grande significado para Áurea , já que o que estava escrito na música , era o que ela mais desejava para sua vida. Muitas vezes se esquecia de ter um relacionamento , do que queria , de conhecer alguém. Muitos estranhavam Áurea solteira , mas a loira estava bem assim. Obviamente queria uma pessoa para se apaixonar e amar , queria encontrar sua pessoa , a pessoa certa , que a tirasse dos trilhos , que a complementasse. Mas muitas vezes tal desejo era deixado de lado , por focar em sua profissão e por estar no cômodo estando sozinha. 
A melodia começava a ser tocada e Marisa se pronunciou
- você começa? - A ruiva perguntava e recebe um aceno positivo da loira , que se mostrava tranquila e logo iniciava a cantar a música.
 Na primeira frase cantada por Áurea , Marisa pode ver que a voz da loira era realmente muito bela. Nunca tinha ouvido a loira cantar antes e logo que ouviu pela primeira vez , naquele momento , achou seu timbre realmente muito bonito. 
O mesmo aconteceu com Áurea, que quando ouviu Marisa cantar , como só tinha ouvido a ruiva cantar músicas em português , estava ansiosa para ver como a voz dela se comportava ao cantar inglês. A loira se surpreendeu ao ouvir Marisa cantar tão bem uma música que era muito difícil , realmente a voz da ruiva era uma das melhores que havia ouvido. 
 Áurea não gostava muito de cantar com outras pessoas , pois gostava de cantar com pessoas que conseguisse ter uma química boa durante a música , e as vezes isso não acontecia. Isso deixara a loira insegura , antes de cantar com Marisa, porém ao contrário do que temia , as duas tiveram uma ótima conexão durante a música , nem precisaram marcar o que cada qual cantava , a música parecia ser delas , e ser cantada sozinha. Os olhos de ambas não se desgrudavam durante toda a música, até a última frase. 
- uau - Marisa sorrindo diz após encerrarem a música e fazendo a loira rir
- pois é - Áurea responde á Marisa sorrindo e a ruiva vem até ela sorrindo para dar um breve abraço
- adorei , ficou ótimo - Marisa diz e Áurea concorda com timidez , a loira era bem mais tímida do que a maioria pensava, então apenas sorriu sem jeito 
- também achei - e disse
- então vamos passar mais algumas vezes , se quiser cantar mais algumas músicas para nos soltarmos melhor - Marisa sugere mais uma vez percebendo a timidez de Áurea e a loira concorda com a cabeça.
Depois de passarem a música mais algumas vezes , e cantarem algumas música em inglês e português , a loira já estava muito mais solta do que no início , e Marisa se sentia muito mais conectada com ela. 
- bom , acho que é isso por hoje - Marisa falava , sentada de pernas cruzadas , na mesa redonda junto com os meninos da banda e Áurea
- acho que sim - Áurea diz 
- amanhã vemos as coisas de luz e etc , para que eu passe pros meninos da produção ok? - Marisa diz se levantando 
- ok - Áurea diz e também se levanta , enquanto as duas andavam conversando o restante da banda de Marisa continuava na mesa conversando coisas extras sobre o show
- bom , estou indo - Áurea diz colocando os sapatos e pegando sua bolsa e as chaves do carro
- te acompanho até lá - Marisa diz andando com a loira até a porta do estúdio - então - a ruiva começa quando chegam a porta - eu e os meninos vamos sair hoje a noite para jantar num tipo de pub , não quer vir junto? - Marisa pergunta , pegando Áurea de surpresa, enquanto encostava no batente da porta , olhando para a loira e esperando uma resposta
- vocês vão em banda , não vou atrapalhar? - Áurea pergunta agora devolvendo o olhar no fundo dos olhos de Marisa 
- claro que não , é bom que criamos mais intimidade para a apresentação - Marisa diz sorrindo para a loira - e eu adoraria que você fosse - ela diz fazendo Áurea sorrir - claro , se você quiser , sinto que podemos virar boas amigas hm? - Marisa fala e Áurea concorda com a cabeça
- tudo bem , eu vou - a loira responde sorrindo - me manda o endereço por mensagem? - ela pergunta brincando 
- mando sim - Marisa responde rindo. As duas param de falar e rir e ficam se olhando nós olhos , com sorrisos no rosto até que Áurea acorda e se pronuncia
- bom , estou indo - ela diz - não esqueça hm? Que horas? - ela pergunta
- umas oito - Marisa diz e Áurea concorda 
- tudo bem , beijinhos - ela diz se aproximando de Marisa e a cumprimentando
- tchau querida - Marisa responde beijando a bochecha de Áurea. Depois de se cumprimentafem , Áurea vai para seu carro e Marisa dá uma última olhada, entrando novamente no estúdio. 
A loira vai até sua casa , pensando em como seria essa saída , com a banda e principalmente com Marisa , pessoa com a qual tinha se identificado tanto.
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...