História O Nosso Amor É Uma Canção - Áurea e Marisa - Temporada I - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Amor Electro, The Voice
Tags Ama, Amorelectro, Áurea, Marisa, Marisaliz, Portugal, Thevoice, Thevoiceportugal
Visualizações 8
Palavras 1.239
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, FemmeSlash, LGBT, Lírica, Literatura Feminina, Romance e Novela, Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 6 - Capítulo 6



- Sim estou bem, só não dormi muito essa noite - o que não era mentira, pensou consigo mesma - muito obrigada pela preocupação - ela dizia pegando na mão da loira - mas não se preocupe - ela diz e percebe a loira corando
- vamos ver as coisas que queria ver...sobre as luzes e coisas técnicas - Áurea diz , indo em diração da mesa - e depois ensaiamos , quando os meninos chegarem - ela completa , e Marisa sorri...sem motivo , apenas por observar a loira , indo em sua direção.
Após sentarem e conversarem alguns minutos sobre coisas técnicas , que ambas faziam questão de que fossem escolhidas por elas próprias e não por outras pessoas...
- Marisa - Áurea chamava - Terra está te chamando - ela diz e por fim a ruiva que fazia desenhos imaginários na estreita mesa de madeira, olha para ela
- O que foi? Desculpe - Marisa diz , agora olhando para Áurea
- Eu estava falando das luzes - Áurea diz analisando Marisa - esquece , vamos ver isso depois - ela diz e Marisa concorda , com a cabeça em outro lugar; mas especificamente como srria daqui para frente com Tiago na banda , ou agora , no ensaio.
- chega - Áurea diz - nós podemos ver isso depois - ela diz olhando para Marisa e se levantando - nós temos dez minutos até os meninos chegarem , vamos comprar um café - Áurea teve a idéia , por amava café , e estava um pouco frio. Marisa também estava sem foco , provavelmente pensando em algum problema , seria bom sair dali um pouco.
Áurea coloca os saltos e pega sua bolsa e logo Marisa faz o mesmo , ambas saindo do Coliseu.
- vamos apenas comprar um café ali , ou o que você quiser , e nós voltamos lá pro Coliseu - Auréa diz chegando perto da cafeteria, e Marisa concorda com a cabeça , estranhando o fato de não tomarem o café ali. 
Áurea comprou um café  Americano comum e alguns macarons em segredo enquanto Marisa escolhia , e Marisa ficou com um cappuccino.
- eu pago pode deixar - Áurea diz a Marisa 
- nada disso...- Marisa ia protestar porém Áurea já passa o cartão , com a atendente - Marisa é um café - ela diz - quero te alegrar um pouco hoje , por isso tenho uma surpresinha - Auréa diz quando as duas saem da cafeteria voltando ao Coliseu
- pare , não tem que me alegrar , você sabe que não tem que ficar se preocupando - Marisa diz 
- mas eu quero , me deixe - Áurea diz e Marisa para de falar , apenas sorrindo um pouco 
- por aqui - Áurea diz subindo algumas escadas. Após subirem escadas e andarem por alguns corredores, habitados ou inabitados , ela chegaram em uma porta dupla vermelha , que parecia ser esquecida por todos.
Áurea abre a porta e deixa Marisa entrar primeiro.
- nossa, que graça - Marisa diz ao entrar na pequena e aconchegante sala, logo Áurea entra e fecha a porta.
- era o meu cantinho quando ensaiava aqui...essa sala é esquecida por muitos - Áurea falava tirando os saltos e sentando num sofá redondo que havia ali , com algumas almofadas e mantas. A sala era pequena e tinha um ar muito agradável. Não era clara , apesar de uma de suas paredes ser apenas de vidro , do chão ao teto e dar vista a ruas e prédios da cidade. Seu vidro era escuro , não deixando assim a luz passar e dando um ar agradável a sala. Tinha algumas luzes amarelas  e alguns aparelhos , como microfones , caixas de som. Um sofá , uma mesinha pequena e redonda com quatro cadeiras. 
- ei , venha aqui - Áurea diz para Marisa que se encontrava em frente a parede de vidro , depois de conectar seu celular em uma das caixas e colocar para tocar bem baixo algumas músicas calmas. Áurea se senta novamente no sofá com seu café , abre a caixa de macarons e Marisa se aproxima dela. 
- obrigada , sério...- Marisa diz se sentando também sem saltos ao lado de Áurea no sofá
- você gosta né? Por favor me fale que sim - Áurea pergunta apontando os macarons 
- calma - Marisa diz abaixando a mão de Áurea que apontava os doces - eu gosto sim - ela dizia sorrindo
- Então são pra nós , coma - Áurea diz indicando os macarons e Marisa pega um
- você... não consigo falar - Marisa fala depois de comer um - porque está fazendo isso? - ela pergunta olhando no fundo dos olhos de Áurea , que está sentada muito próxima a seu lado
- sei que não está bem , não sei completamente o porquê , mas não quero te ver assim - Áurea diz - não sei também o porque disso também - a loira fala por realmente não saber o que se passava dentro de si , quando o assunto era Marisa , ela realmente não sabia o porquê de se preocupar com a ruiva daquela maneira , estava confusa
- eu realmente agradeço, é sério - Marisa diz pegando em uma das mãos de Áurea
- não diga nada, só esqueça do que te faz mal e converse comigo - Áurea diz com o real intuito de alegrar a ruiva, o que é falho
- Não consigo. Eu não consigo esquecer, não dá Áurea. Não...-a ruiva começa a falar e logo as lágrimas começam a invadir seus olhos,a impedindo de continuar - Marisa esconde o rosto com as mãos , talvez por vergonha de estar tão exposta ali , para a loira, mas Áurea faz a única coisa que podia fazer, sem pensar, abraça Marisa, a dando segurança e mostrando que não havia o porquê se envergonhar. A ruiva a corresponde no mesmo instante, Marisa realmente precisava daquele abraço.
- me desculpe - Marisa dizia baixo , em meio a tímidos soluços e Áurea a apertava nos braços , com a intenção de que aquilo tirasse qualquer dor que a ruiva estivesse sentindo , e desejo que se fosse preciso...toda aquela dor fosse passada á ela , apenas para que visse a ruiva feliz e sorrindo novamente 
- shi  - Áurea dizia baixo tentando acalmar a ruiva. Marisa começou a estabelecer sua respiração, e assim aos poucos ambas deixaram o abraço mais sutil. Marisa se afasta o mínimo de Áurea, seus braços ainda no 
pescoço da loira e Áurea ainda com as mãos delicadamente na cintura da ruiva. Seus rostos se tocavam de lado sem pressa, ambas sentiam aquele momento. Marisa fica um pouco mais na frente de Áurea, agora roçando seus narizes e olhando nos olhos.
O coração da loira quase saia do peito, obviamente Áurea sentia coisas que não sabia explicar , e as mesmas não eram tão perceptíveis em Marisa , que se fazia tranquila...bem mais tranquila do que antes, enquanto a música brasileira "Por onde anda você" , tocava ao fundo.
A loira , com o coração Acelerado e sentindo a proximidade, pensa se devia ou não fazer algo que lhe passava pela cabeça, quando as duas são despertas por um som estridente que saia da caixa,o despertador que Áurea havia colocado para avisar a chegada dos meninos.
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...