História O nosso recomeço (Snowbarry) - Capítulo 22


Escrita por:

Postado
Categorias The Flash
Personagens Barry Allen (Flash), Dra. Caitlin Snow (Nevasca / Killer Frost)
Tags Amor, Barry Allen, Caitlin Snow, Drama, Flash, Killer Frost, Nevasca, Romance, Snowbarry, The Flash
Visualizações 148
Palavras 1.737
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Luta, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hey, esse capítulo estava ficando grande demais então resolvi separa-lo em 2 partes, vocês terão que ter só mais um pouquinho de paciência para a continuação hqhsbsg

boa leitura! <3

Capítulo 22 - 4 meses depois.


[4 longos meses depois…]

Barry Allen

Caitlin! ─ grito abrindo os olhos rapidamente me dando finalmente por acordado. ─ Merda... ─ resmungo passando a mão em meu rosto tentando conter a minha ansiedade.

Desde que Caitlin foi embora eu venho tendo pesadelos com ela, os mesmos sempre começam com nós dois felizes até que o Zoom ou a Nevasca acaba a matando. É terrível, porque sempre é tão real e confuso.

Eu tenho dormido demais nas últimas semanas, especialmente depois de ter saído oficialmente da Star. O que é impressionante já que eu nunca jamais pensei sobre o caso. No final das contas eu acabava sendo muito mais o Flash do que o Barry é isso estava me quebrando, mas definitivamente esse não foi o motivo para eu ter dito Adeus à Star.

Essa cidade me odeia. Depois da morte daquela mulher e o desaparecimento de Caitlin, eu estive ocupado apenas me focando nela e em acha-la que eu não olhei o mundo ao meu redor.

Central City esteve em chamas durante muito, muito tempo. Meta-humanos de todos os lugares e terras possíveis estavam vindo para cá causando uma verdadeira guerra na cidade. No entanto, o Flash parecia mais atrapalhar do que ajudar. Eu não me mantinha focado, não conseguia salvar a todos, acabei deixando uma imensa trilha de mortes enquanto eu só estava tentando ajudar. No final das contas, foi bom eu ter me afastado.

Três batidas na porta interrompem meus pensamentos e me fazem voltar a realidade. Olhei para a pequena mesa que fica ao lado da minha cama onde o despertador esta sobre. Já são 16h, eu dormi tanto assim?

─ Pode entrar.

É, eu ainda estou na casa de Joe. Ainda não arrumei um lugar para morar e não será tão cedo que arrumarei já que não estou mais trabalhando. Isso será temporário, eu espero.

Me deixa feliz saber que Joe já voltou a trabalhar. Com certeza ele ainda sente falta de Cecile porque apesar de tudo é ainda recente e tem também a Jenna. Mas com o passar dessas semanas ele anda conseguindo se organizar melhor e voltar a rotina.

─ Eu te acordei? ─ perguntou Iris finalmente adentrando o quarto.

Me ajeitei na cama percebendo estar sem camisa, mas que culpa eu tenho? Acabei de acordar. Dou uma risada curta mais pelo nervosismo, eu não sabia que ela estava em casa. Iris voltou para sua casa que antigamente era nossa depois que percebeu que Joe já estava melhor, então, não temos nos visto muito.

─ Não, eu já estava acordado.

─ Ah.. ─ ela parecia me analisar por um momento ainda parada na porta do quarto ─ Barry, você está bem?

─ Sim, eu tô.

Me levantei da cama indo em direção ao meu quarda roupa pegar uma blusa qualquer para vestir. Coloquei a primeira que vi, uma preta. Apenas para diminuir o constrangimento.

─ O Cisco ligou para mim, ele queria que você fosse para a Star hoje.

─ Ele falou o motivo? ─ fui andando em sua direção agora mais interessado no assunto.

─ Bom, Gypsy está de volta, você lembra dela não é?

─ Claro que eu lembro, Cynthia a namorada do Cisco.. ela já nos ajudou muito lá no laboratório.

─ Sim, e com a volta dela Cisco disse que encontrou algo que finalmente pode ajudar na busca de vocês por Caitlin.

Essa definitivamente era a melhor notícia que eu recebi a tempos. Seja lá o que onde o Zoom se metou, ele se tornou irrastreável. Agora finalmente parece que temos uma luz.

─ Estou indo para lá.

Eu estava prestes a sair do quarto, mais animado e aliviado do que nunca, só que infelizmente sem criar muitas expectativas, ainda não... Quando senti a mão de Iris segurar meu braço me fazendo parar e olha-la. Ela tinha o rosto completo de culpa e arrependimento, seus olhos pareciam querer formar lágrimas e me olhava suplicante.

─ Antes de ir, eu queria te perguntar uma coisa.

Assenti com a cabeça parando em sua frente, ela já não segurava mais meu braço e estava fitando algum ponto do chão, parecendo tomar coragem para falar.

─ Hoje eu quero dizer ao meu pai sobre meu envolvimento com o Zoom e eu quero que você esteja aqui. Comigo. Vai ser mais fácil assim… ─ após dizer isso ela voltou a me olhar.

─ É claro que eu vou estar aqui, Iris. E eu aprecio muito você por dizer a verdade ao Joe. Ele merece saber.

Ela suspira parecendo estar um pouco mais aliviada.

─ Obrigada, Barry. E mais uma vez... Eu sinto muito por Caitlin de certa forma tudo foi minha culpa e eu espero muito recompensar vocês de alguma forma. Agora vai lá e ache ela, ok? ─ ela diz dando uma risada baixa com os olhos cheios de lágrimas.

─ Eu vou. ─ dou um sorriso finalmente saindo dali.

Por favor... Que dê tudo certo hoje.

[…]

Assim que cheguei no laboratório todos ficaram surpresos em me ver ali. Depois de tanto tempo é realmente estranho, mas sinto que nada mudou entre a gente nesses longos meses.

─ Barry! Que bom que você veio. ─ Cisco veio em minha direção me comprimentando com abraço ─ Eu pensei que você nunca mais fosse sair daquele buraco negro que você chama de quarto.

─ Eu vim. ─ respondi dando um sorriso forçado ─ Iris me disse que você achou uma maneira de encontrar a Cait.

─ É, na verdade tem 50% de chances de dar certo e 50% de chances de dar errado. Basicamente, sempre que tentava usar meus poderes para encontrar a Caitlin eles falhavam. Eu pensei que se usássemos meus poderes com os da Cynthia fosse forte o suficiente para "encontra-la" ─ ele colocou uma mão em seu queixo parecendo pensar sobre o que acabou de dizer ─ Seja lá o que o Zoom esteja usando para bloquear meus poderes é muito forte então temos que ser rápidos.

Por um lado, tudo isso que Cisco acabou de dizer, faz sentido. Até porque já fizemos isso uma vez apesar de ter dado errado podemos tentar de novo nessa nova circunstância.

─ Vamos tentar isso.

Nevasca - Killer Frost

Perdi as contas de quantas vezes venho fazendo trabalho sujo para o Zoom, mas quer saber? Eu não dou a mínima! Não mesmo. Eu até gosto de sair por aí correndo o risco de ser pega. Apesar de não estarmos mais em Central City e nem na Terra-1, ainda há riscos.

Eu não passo mais de 1 dia na repleta escuridão quando Zoom está no comando. Eu e ele nos tornamos bastante próximos, não posso chamar isso de amizade, mas digamos que ele vem me ajudado bastante com meus poderes. Ou as vezes ele apenas me chama para se sentar ao lado dele e beber como se não houvesse o amanhã.

Já a Cait, bom, eu e ela estamos nos entendendo. Graças ao Zoom. É estranho falar que estou começando a me entender comigo mesma, mas é quase isso. Zoom só nos ajudou, a controlar meus poderes, a recomeçar e apesar de Caitlin não estar 100% feliz ou satisfeita, eu sinto que ela já aceitou sua nova vida. Aqui.

─ Como eu me saí? ─ pergunto com o típico sorriso de lado nos lábios me jogando no sofá ao seu lado.

─ Você acha que isso é o suficiente?

─ Oh, claro. Professor mega exigente o meu. ─ falo ironicamente, recebendo um olhar irritado dele ─ Você vem me treinando assim por qual motivo? Acha que se a coisa esquentar vamos conseguir enfrentar 'ela?

Ele da uma risada que pareceu sarcástica e forçada, sem eu entender direito ele se levanta do sofá pegando o jornal que estava em cima da mesa e se aproxima novamente se sentando ao meu lado me entregando o jornal.

─ Não tô a fim de ler o jornal diário que você tem não sei por qual razão uns 50 exemplares.

─ Eu escolhi essa terra por um motivo, Nevasca. ─ ele começa ─ Com a proteção que essa cidade tem, somos meras agulhas no palheiro. Isso não faz a gente mais fraco, na verdade só estamos sendo protegidos dia a dia. ─ ele aponta para uma notícia no jornal no qual reviro os olhos, mas começo a ler.

"Supergirl derrota 2 alienígenas e salva vida de milhares de pessoas".

─ Ela é fodona... E gostosa. ─ falo olhando para sua foto estampada no jornal, mas logo viro minha atenção ao Zoom ─ Seu nome é Kara Zor-El, ou como costumam chamar Kara Danvers. Ela é amiga do Flash e da Caitlin. Você nos colocou em um perigo maior do que estávamos antes. ─ jogo o jornal em cima dele me levantando, irritada.

Ele não parece se incomodar comigo, pelo contrário, aquele seu sorriso cínico continua nos seus lábios e eu clamo internamente para que ele me explique tudo isso, me fazendo ver um sentido estarmos aqui.

─ Como eu disse, somos meras agulhas no palheiro aqui. A cidade é enorme, sempre tem vários ets por ai para essa supersaia deter. Aqui é a terra perfeita.

Dou uma risada baixa me aproximando dele, parando em sua frente.

─ Usando uma, apenas uma mão ela acaba com você, comigo e com sua preciosa Cait junto. É apenas questão de tempo para o Time Flash nos achar, se ele pedir ajuda para a amiguinha do peito, estamos ferrados. Você vê isso, Zoom?

─ Eu tenho tudo sobre controle.

Toda essa confiança dele me irrita profundamente, como ele pode ver uma escapatória nisso? Chegamos a pouco tempo nessa terra, nesses meses temos trocado bastante de lugares e terras por aí, sempre que sabíamos que o time estava próximo de achar a gente saíamos do local para ir para outro. Só que dessa vez, Zoom talvez esteja confiante demais e seja questão de tempo até acharem a gente e tenho certeza, não vamos ter para onde correr.

─ Vamos, me deixe falar com Caitlin agora.

Em outras circunstâncias eu diria para esperar um pouco para bebermos mais para depois deixar Caitlin sobre o controle do corpo, mas agora, eu vejo que é uma boa ideia já que minha insistente irritação não irá passar. Talvez na escuridão eu possa bolar um plano caso as coisas fiquem ruins para meu lado.

Eu tenho certeza, eu não morrerei Cait. Eu salvarei a nossa pele.

Continua…


Notas Finais


O que acharam do capítulo de hoje? Sem querer dar muitos spoilers, mas é questão de tempo até que o Zoom... bom, tirem suas próprias conclusões.

E sobre eles estarem na terra da Super, hein? O que acham sobre isso? ela deveria cortar o Zoom ao meio! Jbabshsh

Obrigada por ler até aqui, até o próximo capítulo <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...