História O Novo Clã Uchiha -Sasusaku - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Boruto Uzumaki, Chouchou Akimichi, Himawari Uzumaki, Hinata Hyuuga, Inojin Yamanaka, Kakashi Hatake, Karin, Konohamaru, Mitsuki, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sarada Uchiha, Sasuke Uchiha, Shikadai Nara, Tsunade Senju
Tags Drama, Família, Naruto, Romance, Sasusaku
Visualizações 146
Palavras 1.488
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Famí­lia, Ficção, Hentai, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Já imaginaram um live-action de Naruto? pensando nessa possibilidade que eu coloquei essa imagem de capa.

Desculpem os erros de português

Capítulo 9 - Capitulo 9


Fanfic / Fanfiction O Novo Clã Uchiha -Sasusaku - Capítulo 9 - Capitulo 9

Sakura passou o dia inteiro pensando em como está o seu marido. O fato dele ter voltado a ter missões não é algo que a preocupe, Sasuke é um ninja forte e experiente, mas do que se trata a missão a preocupa. Ele e Naruto saíram para investigar sobre a possibilidade de existir mais seres como a Kaguya.

Ela nina Sarada no colo, já passam das dez da noite e talvez eles não voltem da missão hoje.  É ruim pensar que tempos difíceis podem estar de volta, a guerra já oi o bastante de aventura que todos eles viveram por uma ida inteira. Se eles estivessem sozinhos, tudo bem lutar novamente, mas agora eles tem algo juntos que precisa que eles estejam vivos.

Eles perderam amigos, parentes, companheiros de academia e até pessoas que nem conheciam. Novas perdas seriam de mais.

A ninja coloca sua filha do berço, o quarto dela está uma graça com decoração em vermelho e branco. Ela deixa o quarto e anda pelos corredores que agora sim tem cara de ser suas casa, tem vasos de plantas sobre mesas no corredor e nem tudo é mais azul e preto. Na porta do quarto do casal tem o símbolo do clã Uchiha, assim como nas roupas da rosada  e da  filha.

A mulher tira a faixa que prende seus cabelos em um rabo de cavalo fazendo eles escorrerem pela sua costa. O vestido vermelho que usa fica pelo chão do quarto enquanto ela anda para o banheiro. Seu dia foi relativamente cansativo, ela limpou e arrumou a casa, deixando finalmente tudo do seu jeito.

A agua morda do chuveiro cai pelo seu corpo, que já volta ao normal depois de cinco meses de ter dado a luz. Se ela estivesse praticando com certeza já estaria em forma como antes, suas praticas do taijutsu ajudam muito nisso assim com o selo em sua testa . Ela toca  o byakugou lembrando da primeira vez em que o usou, no meio da guerra ninja, para provar que não era mais a garotinha forte.

Mas o ato não a lembra somente disso, mas também do momento em que Sasuke começou a demostrar seu amor por ela. Ele sempre foi tão mal com ela, que foi uma surpresa eles terem ficados juntos, foi uma surpresa ele ter aceitado seu amor.

Mesmo que ela nunca tenha ouvido um “eu te amo” sair da boca dele, suas ações enquanto estavam juntos no seu longo caminho de redenção e quando estão juntos agora fazem ela se sentir amada. A ninja compreende que ele estava fora de si todas as vezes que tentou mata-la, mas dificilmente ela vai esquecer de todas as cenas.

O Uchiha também lembra de tudo isso, por esse motivo teve sua redenção, por todas as coisas de ruim que fez para as  pessoas e para Sakura. Ela lhe deu o bem mais precioso e ele vai fazer o possível para orgulha-la.

Era um dia frio, no meio do inverno, e eles não podiam continuar com sua caminhada. Tinham diminuído muito o ritimo de caminhada, não que Sakura não conseguisse, era pura preocupação do moreno.

Os dedos de Sakura percorrem o caminho entres os músculos da barriga do ninja. O corpo deles ainda está suado depois do que fizeram, suas respirações estão voltando ao normal e a sensação quente de ter Sakura sobre seu corpo é algo bom.

-Sasuke-kun quando você começou a gostar de mim? – a barriga da rosada já estava começando a ficar saliente, ela teria que mudar seu uniforme logo.

-Você sempre foi muito irritante. –ele sorrir com os olhos fechados, nem ele sabe quando começou a gostar dela. Ele não sabe quando o que sente agora começou, esse sentimento de confiança e companheirismo.

-Ne Sasuke-kun! -  ela acaba rindo em meio a tentativa de parecer irritada. Sakura se apoia no cotovelo para poder olhar o rosto do moreno, ele parece tão relaxado. –Isso quer dizer que você sempre gostou de mim.

A frase faz Sasuke abrir os olhos rapidamente, ele não sabe quando insinuou isso. Não teve um momento em sua vida em que tenha desgostado da sua parceira de time, só achava ridícula a maneira muito cor de rosa em que ela via as coisa.

-Na...

-Ah- ela não deixou completar nem a palavra, quanto mais uma frase. Sakura se deita ao lado dele. –Então por isso você foi tão agressivo em me proteger na floresta no nosso exame chunnin e sua maldição regrediu quando eu abracei você.

Sasuke não lembra o que passou na sua cabeça naquele momento, somente a ruiva de ver a garota completamente machucada e os cabelos que tanto se orgulhava cortados. Foi a lembrança dela que o fez parar a maldição antes que ela tomasse conta de si novamente durante as batalhas. Não foi ai que ele passou a gostar dela, talvez tenha sido ai que ele viu o qual forte é sua determinação em proteger seus amigos.

-Uh, então eu já estava ai dentro e você só não admitia. Né Sasuke-kun, você pensou em mim enquanto estava fora?

-Não. –ela não esperava uma reposta diferente, ele está sendo sincero com ela. Mesmo não querendo relembrar coisas ruins, essa é uma boa hora para porem tudo a limpo, todo esse tempo em que estão juntos fora um sonho, mas quando o bebê em sua barriga nascer eles vão cair de cabeça no mundo real.

-Você alguma vez se importou comigo durante todo esse tempo? –Sasuke não está feliz com o rumo que essa conversa está levando, ele sabe que vai magoa-la, mas ao mesmo tempo ele não quer mentir. Não havia espaço para amor em seu coração, somente ódio e raiva.

-Não antes da guerra e em todos os momentos depois dela. –seu coração aqueceu ao escutar isso, vindo do Uchiha isso é mais que uma declaração de amor.

-Por que você me colocou em um genjutsu em que me matava? –depois da guerra seus sentimentos ainda estavam confusos, mas ele não a mataria não teria coragem de fazer isso com as próprias mãos.  Diferente as outras vezes em que tentou.

-Tinha uma garota no meu clã, Izume, ela era apaixonada pelo meu irmão. Ele a colocou em um genjutsu, onde eles tiveram uma vida feliz juntos e então morreram. – seu irmão foi bom, se eles tivessem vivos estariam juntos.  –Eu não queria que você tivesse esperanças.

-É uma historia bonita a deles. Espero que a nossa bonita assim, menos a parte trágica. –ela tenta quebrar o clima ruim que se estala.

-Vamos nos certificar disso.  –foi a única coisa que ele disser, foi o suficiente para ela, que ele iria se esforçar para ser feliz.

Sakura sai do quarto enrolada em uma toalha branca, seus cabelos ainda molhados pingando sobre o piso de madeira. Com uma toalha nos cabelos ela veste uma roupa para dormir, ela espera muito que Sarada não acorde durante a noite, ela está começando a aprender que deve dormir a noite e ficar acordada de manhã.

A ninja pede a kami que seu marido esteja bem, que o futuro da vila continue em paz e sem nenhum sinal da Kaguya. Sasuke e Naruto icam feliz a cada momento de sua missão, simplesmente por não encontrar nada.

Ele Naruto comem um peixe em volta de uma fogueiro na floresta, ele não estão longe de Konoha correram o mais rápido que dava para chegarem logo, mas o cansaço e fome falaram mais forte e decidiram parar para passar a noite.

-Eu nunca pensei que ficaria feliz em voltar de missão com as mãos vazias. –Naruto tenta quebrar o silencio, ele não consegue ficar muito tempo calado, isso com certeza irrita o Uchiha.

-Por enquanto. Algo me diz que  ainda não acabou. –o moreno se concentra em comer, ele gostaria de ver os rostos de sua filha e da esposa antes do dormir , ele se apegou a isso.

-Não fale isso Sasuke-teme.  – “ele está certo, está tudo muito calmo” Kurama comenta com Naruto. ninguém quer uma guerra agora, todos eles tem filhos para criar, mas se for necessário irão lutar pela paz por eles. –Vamos mudar de assunto.

-Rum.

-Aff  Sasuke-teme, imagina como a vida da Sakura-chan deve ser chata com você. Todo caladão. –a vida de Sakura e Sasuke  é tudo menos chata ou tediosa, ainda mais se estiverem sozinhos.

-A da Hinata deve ser insuportável casada com um tagarela que nem você. –Naruto gargalha e Sasuke fica em um sorriso contido. Em outros tempos o moreno iria ignorar o loiro e não revidar.

Sasuke está mesmo mudado até parece uma pessoa agora. Mesmo sendo colegas de time, essa é a primeira vez que eles se sentem descontraídos para conversar.  Seria legal ter todos os caras aqui, com certeza eles chegariam em casa prontos para as broncas de suas esposas, menos o Naruto por que Hinata, diferente de Sakura que é um furacão, é a mais pura calmaria. 


Notas Finais


Espero que tenham gostado
até o proximo
bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...