1. Spirit Fanfics >
  2. O Novo Deus Supremo >
  3. Magia Erebea... Complexio!

História O Novo Deus Supremo - Capítulo 33


Escrita por:


Notas do Autor


FINALMENTE, MANO, CÊS NÃO SABEM A VONTADE E A GRANDE FELICIDADE QUE FOI ESCREVER ESTE CAPÍTULO, JÁ DISSE ISSO NO ANTERIOR MAS... FINALMENTEEEEEEEE
ENFIM, NÃO QUERO LHES ENROLAR, PODE NÃO TER SIDO GRANDE COISA PRA VOCÊS E TALS... MAS ESPERO QUE GOSTEM!

BOA LEITURAA!

Ps: A partir de agora esta será a permanente aparência de Natsu Dragneel e a perca dos poderes dele foram também permanentes ok?
Podem me odiar mas tive que fazer isso, senão ficaria muito Desbalanceado blz?
E se tiver alguma palavra "Rosado" É força do hábito kkk até!

Capítulo 33 - Magia Erebea... Complexio!


Fanfic / Fanfiction O Novo Deus Supremo - Capítulo 33 - Magia Erebea... Complexio!

Natsu estava deitado no chão cinzento e frio, não poderia fazer nada já que se encontrava inconsciente. Seu pai, madara, lhe observava um pouco calmo e pensativo, sabia dos perigos que ele poderia correr a partir de agora.

De repente, cortes profundos surgiram nos braços e no rosto do pequeno ruivo que estava de olhos fechados e exibia uma expressão de dor.

Madara- essa não... Já começou...

... Minutos antes ...

Madara- Preste atenção Natsu. Magia Erebea traduzida significa magia negra. Ele funciona absorvendo os feitiços no lançador e ganhando propriedades desse mesmo feitiço. O feitiço Magia Erebea aproveita a energia do feitiço e, uma vez absorvido pelo lançador, ele é fundido diretamente à alma do lançador. Com a insanidade de absorver a própria magia ofensiva e permitir que ela devore a alma e o corpo, o mago ganha um poder incrível muitas vezes além do normal. Porém se falhar... Você morre.

Natsu- então... O risco realmente é insano... - falou Natsu exibindo um sorriso nervoso e madara cruzou os braços lhe encarando. O ruivo se sentou no chão e também lhe encarou - o que foi?

Madara- um uchiha nunca morre em vão. um Dragneel nunca perde a razão. Quando o uchiha recebe o poder, O Dragneel sabe o que fazer. Se o Dragneel um dia perder a razão, basta o uchiha lhe dar um sermão - disse o moreno. Parecia ser um lema do clã para ele dizer assim facilmente.

Mesmo que Natsu tenha ouvido pela primeira vez, sentia-se que já ouviu algumas vezes anteriormente, mas sua memória sempre decidia nunca lhe ajudar.

Natsu- eu... Eu sinto que já ouvi isso em algum lugar...

Madara- este é o lema que sua mãe e eu criamos antes de saber que ela estava grávida de você Natsu. Estas palavras serviam para que eu não perdesse o controle em alguma luta e acabe morrendo.

Natsu- um uchiha nunca morre em vão... - disse o Ruivo repetindo as primeiras palavras que seu pai.

Madara- e a sua mãe sempre me acalmou quando eu estava incontrolável, sempre calma e gentil... Como eu admirava ela...

Natsu- um Dragneel nunca perde a razão...! - Natsu novamente disse as palavras se surpreendendo.

Madara- quando eu recuperei o meu poder total, foi uma maravilha, tecnicamente me tornei um Deus, coisa que pra mim foi fácil - disse o uchiha mais velho exibindo um sorriso Sentindo-se orgulhoso - mas o poder era tanto que eu não sabia as vezes o que fazer ao certo, mas a sua mãe estava lá pra me ajudar.

Natsu- quando um uchiha recebe o poder... O Dragneel sabe o que fazer... - a cada palavra, Natsu emitia um singelo sorriso, sentindo orgulho por ter nascido.

Madara- mas teve um dia... Um certo dia em que eu quase morri. Eu estava na quarta guerra da minha dimensão, a dimensão dos ninjas. Lá eu lutava sozinho e contra pessoas absurdamente fortes, mas sempre exibia uma dança impecável e habilidosa - Disse madara se aproximando de Natsu e se agachando próximo dele - mas ai eu fui atingido e estava prestes a morrer. Nisso sua mãe tinha ido pra guerra também mesmo que eu tenha dito que não e lá ela também se tornou incontrolável.

Natsu- quando um Dragneel perde a razão...

Madara- eu literalmente quase morri só por tentar traze-la de volta. foram os minutos insanos que eu já tive na minha vida... Mas eu trouxe sua mãe de volta e acabamos vencendo a guerra.

Natsu- Basta um uchiha lhe dar um sermão! - disse Natsu sorrindo e madara fez carinho no topo da cabeça do mesmo que se sentiu mais relaxado e melhor - okay pai, estou pronto para fazer esse teste!

Madara- eu sabia que iria fazer, você sempre foi igual a sua mãe e a mim. Impulsivo e cauteloso. Boa sorte então! - disse madara e natsu concordou deitando-se no chão fechando os olhos.

Ao fechar os olhos, o ruivo sentiu um sono pesado lhe atingir, assim dormindo em seguida. Ao dormir, percebeu que estava de volta ao seu subconsciente, mas desta vez seu subconsciente estava uma réplica exata das ruas de Magnolia.

Natsu- Uooo... É identifica as ruas de Magnolia... Que demais! - o ruivo sorriu enquanto observa cada canto das ruas e as casas.

Suas observações e sorrisos desapareceram ao sentir um poder mágico tremendo. Olhando para o céu, de onde vinha o poder, Natsu ficou muito surpreso. Caindo lentamente do céu, um meio ruivo que esbanjava Heterocromia pousou no chão enquanto encarava Natsu. Suas roupas eram simples, seus olhos amarelo ouro e vermelho sangue.

- você está diferente hein... Provavelmente se fundiu com meu eu verdadeiro e voltou a ser quem você realmente era... Eu sabia que uma hora ou outra você escolheria o caminho da escuridão... Mas não esperava que fosse não cedo e também que fosse escolha sua e não por que foi obrigado... Meus parabéns, acaba de se tornar um belo suicida!

Aquela voz calma e sinistra Natsu conhecia muito bem. Ainda encarando o ser, Natsu forçou um sorriso enquanto vía o ser lhe encarar fixadamente.

Natsu- Akashi... Seijuuro... Como que Você ainda está vivo? - comentou Natsu curioso vendo o mesmo sorrir.

Akashi- claro que eu não estou vivo seu cabeça oca! Eu sou apenas uma forma humanoide do seu novo poder, estou aqui para lhe mostrar e te ensinar por que é tão assombroso o caminho da escuridão!

... Atualmente ...

[Subconsciente]

Natsu- Quero ver então, me prove! - disse Natsu sorrindo tentando engolir suas mãos em chamas porém falhou miseravelmente - Ops... Esqueci que eu sacrifiquei meus poderes...

Akashi- por que ele não está usando o poder dele contra mim? Sera que ele... Oh entendi já Então foi isso! - pensou o meio ruivo sorrindo - se prepare Natsu, por que eu vou te matar!

O Seijuuro avançou agilmente na direção de Natsu que não sabia o que fazer ao certo mas ficou em posição de luta. De repente, flashes surgiram em sua mente, flashes de quando utilizava artes marciais para se defender e contra atacar.

Com um soco armado, o meio ruivo tenta golpear natsu agilmente, porém, o ruivo utiliza a lateral de seu braço direito para bloquear, o que deu certo. Ao bloquear, natsu gira seu corpo e ao deixar seu corpo bem equilibrado e firme, golpeia o estômago do Seijuuro com uma cotovelada, fazendo com que o meio-ruivo se afastasse.

Ajustando sua pose para a inicial novamente, deslizou seu pé de apoio um pouco na frente dos pés de Akashi, surpreendendo o meio ruivo. Se aproximando rapidamente, Natsu aproveitou-se de sua agilidade e desferiu outra cotovelada no estômago do Seijuuro, jogando-o longe o suficiente para se chocar contra uma casa qualquer feita de tijolos.

Akashi- surpreendente garoto... Mas será que você conseguirá a manter esse ritmo? - o meio ruivo sorriu sorriu se levantando de dentro dos escombros e limpando o sangue que escorreu no canto de sua boca.

O uma leve brisa começou a rodear o meio ruivo fazendo algumas pedras, folhas, as bordas das suas roupas e algumas mechas de seu cabelo.

Akashi- Seijuuro... - uma pequena esfera negra surgiu acima da palma da mão de Akashi e ao fecha, a esfera explodiu dentro de sua mão, fazendo com que a energia daquela esfera percorra pelo seu corpo - Complexio!

O meio-ruivo sorriu de olhos fechados e ao abri-los, sua esclera tinha a cor negra e seus olhos brilhavam num vermelho intenso. Surpreso com tal visão, natsu ficou novamente em sua pose inicial encarando o Seijuuro cautelosamente.

0,2 segundos. Esse foi o tempo exato em que Akashi desapareceu e reapareceu na frente do ruivo natsu, armou um soco envolvendo o punho numa aura roxa enegrecida e golpeou natsu que se defendeu no último momento, pondo seus dois braços na frente de seu corpo para amortecer o impacto, porém, não foi o suficiente para nem ao menos amortecer o impacto.

O golpe fora tão forte que lançou natsu a kilómetros de distância, atravessando paredes e destruindo casas com seu corpo. Agora sem os seus poderes de Dragon Slayer, sem a sua magi primordial Amaterasu e sem a sua regeneração acelerada, o ruivo poderia se equiparar com um simples humano, mas ele era o garoto ao qual tinha títulos únicos. Ele era um Semideus, o salamandra da fairy tail, um marido para suas esposas...

Continuando, natsu só parou quando se chocou com um prédio maior feito de tijolos, o predio literalmente desabou encima do mesmo trazendo consigo não somente entulhos e destruição como também uma cortina de fumaça. O ruivo Natsu se levantou de dentro dos entulhos e destroços, seu rosto tinha um corte lateral que escorria uma quantidade considerável de sangue, vários e vários cortes pelo seu corpo e algumas partes de sua roupa chinesa estava destruída. Porém, mesmo assim, ele não desistiu, saiu dos destroços confiante e lhe encarou com cara de poucos amigos.

0,5 segundos, esse foi o tempo que o meio ruivo Akashi, que estava tão longe, levou para se aproximar de Natsu. Em pose de luta, Natsu começou a se defender antes de Akashi atacar, mas estava se defendendo no puro instinto, e isso funcionou bem já que Akashi atacava agilmente e o ruivo Natsu somente lançava contra-ataques algumas vezes, porém, sempre era acertado um soco no rosto e no estômago.

Vendo que não tinha saída, Natsu rapidamente golpeou com força o queixo de Akashi, lançando-o para cima. O ruivo Natsu pulou na direção do mesmo e continuou a série de golpes, defesas e contra-ataques, tentando ao menos acertar um soco no meio ruivo Akashi que exibia um sorriso confiante e arrogante.

Akashi- você não disse que iria ver por si só se o caminho seria assombroso? - o meio ruivo golpeou com força a face do ruivo Natsu que caiu com tudo no chão, causando uma cratera enorme e rachaduras pelo chão.

Natsu- ai... Ai... O que eu faço agora...? Não sei como vence-lo, não sei o que fazer... Se pelo menos o Akashi verdadeiro estivesse aqui... Eu... Eu não consigo... - pensou Natsu sendo recebido por um potente soco na boca do estômago, aumentando o tamanho da cratera e das rachaduras - Ele é muito forte... Eu... Acho que eu vou morrer se continuar nesse ritmo... Eu... Eu...

Ao fechar os olhos, sentindo lágrimas pelo seu rosto, palavras surgiram em sua mente, palavras que ouvirá Há momentos atrás.

— Ouça bem... um uchiha nunca morre em vão.

O ruivo ao se lembrar desta frase, limpou suas lágrimas se levantando com dificuldades e cuspindo um pouco de sangue. E depois de 1 minuto, Natsu estava de pé finalmente, encarando Akashi que exibia um sorriso. Akashi suspirou materializando uma esfera na frente da palma de sua mão. em seguida, o Seijuuro apontou a mão aberta com a esfera enegrecida na direção de natsu que encarava o chão surpreso.

Natsu- Um Dragneel não perde a razão... Agora eu finalmente entendi... Por que ele me disse isso...

Akashi- Dark Gungnir! - exclamou de forma arrogante o akashi encarando natsu. O meio ruivo lançou a esfera na direção de natsu e a mesma começou a se expandir, formando-se num enorme pilar feito de magia na cor roxa enegrecida.

Natsu- assim como existe o bem, também existe o mal... - o ruivo fez a sua pose de início enquanto encarava o enorme pilar de magia vindo em sua direção em alta velocidade - e graças a isso, uchiha nunca morre em vão!

O pilar enfim atingiu natsu, porém, o que vem a seguir surpreendeu Akashi como nunca antes. Natsu parou a esfera que girava com a sua mão. A esfera ao parar próxima de sua mão, acabou por absorver tudo envolta, formando ciclones e as cortinas de fumaças serem absorvidas em espirais para a esfera enegrecida.

Natsu- mesmo que eu esteja seguindo pelo caminho do mal... Eu não vou me perder! Um Dragneel nunca perde a razão! - o ruivo disse encarando a esfera com uma expressão seria e assustadora assim tentando agarra-la - eu irei receber este poder, não importa os riscos que eu irei correr para proteger meus amigos e as mulheres que eu amo!

O ruivo natsu finalmente agarrou a esfera e apertou ela, fechando sua mão com todas as suas forças, assim dispersando a esfera enegrecida por completo. Porém, a esfera enegrecida ao se dispersar, transferiu-se internamente por todas as partes do seu corpo.

Natsu- Magia Erebea... Complexio!

O elástico que prendia a parte de trás do seu cabelo se soltou assim deixando as mechas de seu cabelo caído, os Farrapos de sua camisa presa sobre o seu corpo foram arrancadas pelo mesmo, seus olhos ficaram identicos aos de Akashi, com a esclera negra e as pupilas brilhando num vermelho intenso.

Seu olhar estava mais tenebroso, sua face séria assombrosa, suas mãos estavam com garras no lugar das unhas e sua mão esquerda tinha um brilho intenso de roxo e Negro.

Akashi- agora sim... Agora que a verdadeira diversão começa! - o meio ruivo sorriu enquanto ouvia rosnados vindo de natsu. Imitou a pose de luta inicial que o ruivo natsu fez anteriormente quando o golpeou - agora não precisarei me segurar!

Continua?


Notas Finais


Opaaaaaaaaa full badass!!!

Magia Erebea complexio= magia negra ativar/liberar/completa. Não sei ao certo kkkk

Enfim, esta foto é só parra amostrrar como estas seu querido Natsu uchiha Dragneel peleza?

Manoos tem mais coisa pela frente então... O próximo será morno, mas eu vou adorar escrever, faz tempo que eu não sinto essa vontade então vou aproveitar :3

ATÉ A PRÓXIMA


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...