1. Spirit Fanfics >
  2. O novo Morgenstern (Shadowhunters) >
  3. Anjo e Demônio

História O novo Morgenstern (Shadowhunters) - Capítulo 20


Escrita por:


Capítulo 20 - Anjo e Demônio


Pelo menos o chá era bom, o gosto doce da camomila com algumas gotas de limão faziam uma ótima combinação. Depois de dar o primeiro gole e sentir o líquido quente passando pela minha garganta eu repouso a xícara e olho diretamente para Asmodeus.

- E então? - gesticulo as mãos - O que você sabe sobre a Marca e a União da Estrela da Manhã?

- Eu que deveria fazer essa pergunta, afinal você é o Morgenstern - faz o mesmo gesto que eu - Como é ser mundano órfão em um dia e no outro se descobrir uma raça nova com poderes novos e ainda ser filho de um dos maiores inimigos da Clave?

- Alguém fez a lição de casa - coloco a mão no joelho.

- As fofocas correm pelo Submundo - sorri cínico - Bom, essa Marca como vocês já devem saber significa a União entre os Príncipes do Inferno e seus seguidores mais fiéis - se levanta - Lúcifer quem começou com isso, ele ainda guarda rancor demais por ter sido expulso do paraíso, há muitas eras atrás ele tentou uma rebelião contra os Anjos, lembram da luta dele contra o Anjo Miguel, foi o resultado.

- E por que essa marca está presente nos dias de hoje? - Jocelyn cruza os braços - Essa luta aconteceu há muito tempo atrás, o que ela estaria fazendo no pescoço da dona de um orfanato?

- Minha querida srta. Herondale - junta as mãos - Você acabou de responder sua própria pergunta - anda ao redor dos divãs - Se essa marca está presente hoje, é porque a união ainda existe - me olha - E se uma das seguidoras mais fiéis falou que os senhores precisavam do Morgenstern é porque com certeza ele está em alguma parte do esquema de Lúcifer. Irônico não?

- Um pouco - Jocelyn murmura.

- E por que motivo Lúcifer precisaria tanto de mim? - cruzo os braços - Eu destruo adamas e mato, aposto que os poderes dele não estão muito longe disso.

- Como diria minha querida amiga Anne Lambert, a principal prudência consiste em desconfiarmos de nós próprios mais do que dos outros - arqueia uma sobrancelha - Você é muito mais do que pensa Christopher, só não achou o jeito certo de encontrar todo esse poder.

- Sabe como Valentine conseguiu esconder Christopher durante tanto tempo? - a loira arqueia a sobrancelha clara e repousa as mãos no colo.

- Clarissa foi criada por Jocelyn Fairchild, Jace foi criado por Michael Wayland e em outras palavras pelo próprio Valentine, Jonathan foi criado por Lilith. Mas o que ninguém sabe é que existiu um quarto bebê, criado nas profundezas do Inferno, um lugar onde o tempo não passa, o bebê só ia ser solto na hora certa, quando Valentine tivesse certeza que teria falhado. Esse Príncipe era Lúcifer e esse bebê era Christopher Morgenstern. Depois de descobrir a morte de Valentine Lúcifer decidiu que ia se vingar de qualquer jeito, esquematizou um plano para usar essa criança contra o Céu. Esse experimento que era anjo e demônio, bem e mal, luz e escuridão. O sangue dessa nova raça iria ser a destruição dos Anjos, o sangue de Ithuriel sendo usado contra os mesmos de sua espécie. 

 

- Ok, sempre pode ficar pior.

- Não sei exatamente qual era o plano dele te enviando para esse mundo - me olha - Isso é tudo que eu sei sobre a Marca, a União e como você chegou aqui.

- Ok - me levanto junto de Jocelyn - Obrigado pelas informações.

- Disponha - ele chega mais perto - Você é mais poderoso do que pensa Christopher Morgenstern.

 

Paramos no restaurante que eu tinha dito a Jocelyn, o ambiente era agradável, a arquitetura francesa era linda e os quadros pendurados nas paredes eram extraordinários, as mesinhas de madeira clara e as cadeiras com estofado branco eram confortáveis e finas. Pedimos uma Tarte Citron, em resumo é uma torta de limão chique e deliciosa. Ela me fitou por um momento.

- O que foi? - pergunto antes de provar um pedaço da sobremesa.

- Você parece bem tranquilo para quem acabou de ouvir aquilo tudo - ela tamborila os dedos sobre a mesa.

- Eu sei - suspiro - Eu encontrei o que eu estava procurando, descobri minha história, mesmo não sendo exatamente o que eu queria ouvir eu descobri - olho ela - Não posso desfazer isso.

- Mas pode melhorar - ela segura minha mão - Você pode fazer de tudo para mudar esse nome, a sua história e  sua honra, não precisa ser sempre a mesma coisa.

- Tem razão - dou um sorriso de canto.

- Eu sempre tento - ela retribui o sorriso e aproxima a cadeira da minha, me abraçando - Agora vamos parar de falar das missões e de possíveis demônios querendo nos atormentar, vamos aproveitar nossa estadia na cidade do amor.

- Só temos mais um hora - falo olhando o relógio.

- Então vamos fazer essa ser uma das melhores horas das nossas vidas.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...