História O novo polícial da cidade - STEREK . - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Aiden, Allison Argent, Chris Argent, Claudia Stilinski, Cora Hale, Derek Hale, Erica Reyes, Ethan, Gerard Argent, Hayden Romero, Isaac Lahey, Jackson Whittemore, Jordan Parrish, Kate Argent, Kira Yukimura, Liam Dunbar, Lydia Martin, Malia Tate, Melissa McCall, Personagens Originais, Peter Hale, Scott McCall, Sheriff Noah Stilinski, Stiles Stilinski, Theo Raeken
Tags Hentai, Sterek, Teen Wolf Polícia, Yaoi
Visualizações 378
Palavras 1.067
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Hentai, LGBT, Luta, Mistério, Misticismo, Policial, Romance e Novela, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Acho que a pessoa na foto é o Scott mas vamos deixar como o pai do Stiles.
Espero que gostem do novo capítulo.

Capítulo 15 - "vai ficar tudo bem"


Fanfic / Fanfiction O novo polícial da cidade - STEREK . - Capítulo 15 - "vai ficar tudo bem"

Stiles. 

- pai para — gritava vendo meu pai prender Derek na parede com seu braço no pescoço , Derek já estava sem está com os pés no chão. 

- eu confiei em você — falava meu pai forçando mais ainda.

- D-d-des-esculpa — falava Derek sem forças , acho que ele não queria usar seus poderes com meu pai.

- pai por favor para — gritava aos prantos , do lado do meu pai o puxando e tentando o empurrar , mas era invao.

- xerife — o diretor apareceu e afastou meu pai de Derek..

- você está bem ? — perguntei me agachando pra ver se Derek estava bem. 

- Eu vou ficar bem — falava Derek com a voz fraca. 

- ele te machucou , te forçou a fazer alguma coisa ? — gritava meu pai sendo segurado pelo direto. 

- não , ele não me obrigou a nada.

- então , naquele dia que você e ele estavam dormindo juntos ?, — confirmei balançando minha cabeça e chorando. 

- pai desculpa — tentei chegar perto do meu pai mas ele se afastou . — pai por favor. 

- não , eu não quero chegar perto de você... A gente conversa em casa. — meu pai saiu da sala me deixando parado no meio da sala olhando pra porta. 

- Stiles ? — entrou Scott me abraçando mas não correspondi. 

- ele , ele me deixou aqui... Ele , ele me abandonou — falei caindo no chão e chorando em seguida. 

- calma Stiles.... Vai ficar tudo bem .

- não. Não vai não — gritei e sai correndo. Sai da escola e entrei dentro do meu jipe saindo de perto de todos , olho pro retrovisor e vejo Scott que ficou parado na lista pois não conseguiu chegar a tempo de eu sair dali. 

Scott. 

Eu estava com medo de Stiles fazer alguma besteira , ele estava com alguns problemas... Problemas psicológicos...

Corri pra dentro da escola e vou até Derek que saia da sala de aula. 

- oque ouve cara ? — perguntei meio preocupado.

- o pai do Stiles me viu beijando o Stiles e surtou. 

Flashback on.

Eu e Stiles nos beijava , minha mão foi para na bunda dele , mas a gente parou quando escutamos o grito do Jhonn , ele veio até mim e me forçou contra a parede e aconteceu tudo que você já sabe.

Flashback off.

- poxa Derek , poderia ter tomado mais cuidado né ? — falei chutando um armário.

- oque ouve ?, Perguntou Allison chegando perto de mim. 

- muita coisa pra fala , depois eu conto — falei me afastando do local e saindo até minha moto , ia atrás dele pra prevenir que ele não faria nada. 

STILES. 

Eu dirigia sem rumo , sem destino eu realmente não acreditava que meu próprio pai me rejeitou , mas não era de não esperar , eu sei que muitos pais faz isso , mas eu pensava que meu pai ia ser diferente... Me enganei.

Virei em uma curva que entrou dentro da floresta, eu senti o carro pulando pelas batidas nas raízes grossas das árvores. 

Parei meu jipe ... Ou melhor ... Meu jipe parou pois estava fraco e nao andava mas... Desço do jipe e começo a caminhar pela floresta.

Começei a escuta passos e galhos quebrando. Olho pra trás e não vejo ninquem , olho pra frente e já estou caindo no rio.

- merda — falei tirando meu celular do bolso que já estava incharcado junto com minha carteira e chaves. 

Quando sai do rio balancei minha pernas e mãos e e vi um homem caminhando até mim .

Ele ussava uma calça jeans azul um tênis social preto e um moleton preto , bem bagunçada a roupa dele. 

- você então morreu não ? — perguntei quando percebi que era Peter.

- não , eu não morreria e perderia sua evolução...

- que evolução ? — perguntei enquanto Peter me rodeava devagar.

- uma evolução que ninquem irar acreditar , só eu e você — falou Peter no meu ouvido . Quando me virei ele não estava mas lá e começo a escutar alguém me chamando.

- Stiles finalmente te achei — falou Scott ofegante colocando suas mãos no joelho. 

- me achou — falei desanimado e me jogando no chão. 

- cara , vai ficar tudo bem ... Ele só precisa de tempo pra pensar .

— Scott , você não entende , eu senti. Eu senti quando seu amor foi embora ...

- como assim ?.

- quando ele saiu daquela sala, eu juro que vi o amor dele por mim sair do corpo. 

- relaxa Stiles , vai pra casa ele deve está te esperando pra conversar. — falou Scott estendendo a mão e me levantando . 

Eu ele fomos até meu jipe em silêncio , quando chegamos nos despedimos e fui pra casa , eu realmente estou com medo do que vai acontecer. 

Depois de um tempo dirigindo finalmente cheguei em casa , vi o carro do meu pai. Desloquei o carro que estava parado em frente minha casa , e desci , entrei e vi meu pai no sofá bebendo percebi que era a 10° garrafa de cerveja que ele bebia. 

- Oi pai ! — falei acenando .

- Oi .

- podemos conversar ? — perguntei sentando ai seu lado.

- não !.

- por que não ? 

- por que não quero , caralho. — gritou meu pai me assustando.

- tudo bem... Eu acho. 

- escuta — meu pai se levantou do sofá e ficou de pé na minha frente com a garrafa na mão e apontando pra mim com um dedo enquanto nos outros segurava a garrafa.— eu nunca pensei que meu filho fosse virar uma...

- uma oque?.— perguntei segurando o choro.

- esquece. — meu pai abaixou a voz .. 

- uma oque ?  

- nada caralho — meu pai me deu um tapa. — vai pro seu quarto — ele falou e eu fiquei imóvel.  — agora — meu pai me puxou pelo cabelo e pescoço e me jogou no chão do meu quarto e trancou a porta.  

Eu fiquei no chao chorando aos prantos. Depois de chorar muito , me levantei e deitei na. Minha cama e abraçando minhas pernas. 

- vai ficar tudo bem , vai ficar tudo bem — eu repetia essa frase enquanto me balançava e tentava parar de chorar , mas não conseguia , até que acabei adormecendo. 


Notas Finais


Vai ficar tudo bem...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...