História O omega perfeito -NamJin- - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bts, Namjin, Namjoon, Seokjin
Visualizações 83
Palavras 898
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Suspense, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ola pessoinhas voltay, sorry pela demora

boa leitura

Capítulo 11 - Game


Fanfic / Fanfiction O omega perfeito -NamJin- - Capítulo 11 - Game

A imponente aldeia ficava diante dos olhos de seus novos moradores. Enquanto um poderia ir e vir à vontade, o outro é mantido em um confinamento constante, sob a desculpa esfarrapada de uma doença inexistente, isso era uma mentira cruel contada pelo Alfa apreciando o sofrimento de seu omega. Sabia que os castigos fisicos eram inúteis, ele tinha tentado mil vezes e não tinha nenhuma reação estampado no rosto do omega, então passou para a tortura psicológica. O isolamento foi apenas uma das muitas ações que o Alfa planejava exercer contra o ômega.

                      

Duas semanas se passaram desde o último contato que teve o omega com outra pessoa, exceto com o Alfa que só dedicou palavras pejorativas e só alimentou sua dor constante ao lembrar de sua solidão.

                      

Seokjin estava ansioso para sair e sentir a brisa do verão, mas o medo de desobedecer a ordem do tirano que levou sua vida o paralisou antes de fazer qualquer ação mínima. Da janela ele podia ver o rosto sorridente de Mark, que passeava livremente pelo braço do parceiro enquanto observava como a vida na aldeia passava devagar. Por um momento ele sentiu inveja da felicidade que viu no rosto de Mark, mas a lembrança das palavras de seus pais rapidamente eliminou esses sentimentos. O amor era nada mais do que uma ilusão que na mordida brindava aos casais só os inteligentes sabiam que tudo seria momentaneo, errados estavam aqueles que se deixam levar por ela, a dor que sentiriam ao ver seu "amor" a cair em pedaços o faziam com que ele se sentisse estranhamente aliviado pelo mesmo não correr o risco de cair em tal erro.

                      

Olhando para o calendário sobre a mesa da cabeceira que adornava o quarto que lhe tinha sido concedido, sabia que o tempo estava acabando seu perfeito desempenho seria afetado pelo terrível segredo que o perseguia e que seus pais haviam aproveitado para uso em fins egoísta, ele não tinha mais tempo a perder, sua própria vida estava em risco e ele não podia se deixar levar por seus sentimentos. Sabia que quebrou a promessa que havia feito a Hoseok de nao deixar-se vencer por esta situação, mas ele tinha dado a sua alma ser salvo, ele estava simplesmente condenados e seus pecados estavam sendo cobrado.

                      

Um cheiro forte fez estremecer por dentro, ele sabia que seu Alfa estava entrando na fase do cio e seu dever era agrada-lo, tão lentamente tirou a roupa e se ajoelhou no chão, esperando que os instintos animais assumir o controle do Alfa, pois desta forma seus planos seriam mais fáceis de realizar. Seu corpo só seria o sacrifício e ele importaria de menos, porque nunca pertenceu a ele, sempre dava bem-vindas a dor que o ato carnal provocou desde que ele era uma indicação de que seu corpo não era tão podre como ele sentiu que sua alma era. Fechando os olhos e entrando em seu papel, esperando que o destino comece.

 

 

Namjoon entrou na sala depois de um dia pesado, todo o seu corpo estava mais quente que o normal, o ci0 estava a caminho e ele sentiu pânico. Desde seu último encontro sexual, desejo que ele tinha para liberação nublavam seu juizo, ele mesmo sentiu que suas ações estavam atravessando um ponto sem retorno, sim, ele odiava o Omega que tinha sido entregue, mas em momentos de reflexão pensou em suas ações Ele estava sendo exagerado, embora esse pensamento tenha sido de curta duração porque a imagem sorridente de Jackson no braço de seu parceiro apareceu em sua mente. Sua vida foi marcada por infelicidade e até pensar que seu único desejo era ter Jackson não foi concedida apagando qualquer arrependimento que começou a se formar no mesmo.

                      

Sentindo-se cada vez mais cair sobre o lado animal correu para o quarto, e reprimiu um suspiro quando viu seu omega nu em um estado de total submissão. Ele sentiu enojado consigo mesmo para ver seu pênis endurecido para tal imagem, não queria se juntar ào Omega, mas seu lado animal exigiu que ele se enterra-se naquele corpo que lhe pertencia.

                      

-Ei gatinho quer jogar? -aquele era seu lobo falando, apenas pode raciocinar quando ja tinha seu rosto a centimetros do rosto do omega.

                      

Seokjin não se esquivou daquele gesto brusco. -Você precisa de mim para acalmar seu zelo, eu sou seu. Você pode me usar ao seu capricho.

                      

Namjoon deu uma risada suave com essas palavras, seu lobo arranhando a superfície em tal grau de submissão. -Eu planejei fazer mesmo sem o seu consentimento.

                      

Namjoon abaixou a cabeça e mordeu o pescoço do outro sem contemplação, deliciando quando um gemido estrangulado escapou dos lábios do outro. Seu lobo estava satisfeito, como ele empurrou Seokjin para baixo a imagem que ele lhe ofereceu, ele parecia tão frágil e ainda tão determinado a ser usado para satisfazer os seus desejos, a criatura era dele, independentemente dos sentimentos que o seu lado humano poderia ter o lobo, neste momento, exercia controle e só pensava em satisfazer seus desejos. A promessa auto imposta de nunca tomar Omega pela vontade foi deixada para trás, agora só dominava a auto satisfação.

                      

Dois corpos estavam prestes a juntar-se, sem saber que este era o começo do fim, duas almas quebrados e corroídos teria de enfrentar a dor e apenas um poderia ser o vencedor do jogo doentio que estavam prestes a cair.


Notas Finais


cap nao revisado

se tiverem duvidas deixem ai nos comentarios

até a próxima

-Kim


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...