História O ômega popular e o alfa baixinho - Capítulo 16


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Abo, Bts, Ficção, Ficção Adolescente, Jikook, Magia, Romance, Universo Alternativo, Vhope
Visualizações 68
Palavras 1.976
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Primeiro, desculpa os erros e minha preguiça desgraçada de revisar.

Gente... Eu disse que ia sumir? Sim! Mais voltei mais cedo do que eu imaginei por uma série de coisas, afinal, eu adoro escrever a fic e a gente tá entrando numa reta emportante neh.

Ahhh e hoje as coisas podem parecer meio sem sentido? Sim! Porém tudo tem um por quê neh bebês. E hoje, a maior parte do cap passa sendo narrado por outras pessoas que não são o Jimin e o Kookie, porém é preciso neh :3

Capítulo 16 - A sala secreta e o Diário


Enquanto isso no quarto na Amanda e do Vine.

Eu estava realmente preocupada, eu tinha certeza que havia um traídor, mais não era necessariamente um dos amigos do Jimin, eu havia os conhecido, e no momento que os conheci, sem que ninguém percebesse, eu usei uma certa magia que detectaria o traídor.

Como eu posso fazer isso? É complicado. Mais ao mesmo tempo, eu sou iniciante então pode ter dado errado. A questão é, e agora? Afinal, pode ou não ser um deles mais... Tem uma outra possibilidade.

Você ainda deve estar de perguntando quem eu sou. Isso é algo que você vai saber em breve. Mais o ponto é, o quê eu quero com o Jimin...? Bem, com ele nada, o quê eu realmente quero, é derrubar a ceita da bruxa, aqueles malditos tem muito o quê pagar em relação aos crimes contra minha família.


Porém eu também tenho que proteger o Jimin por três motivos: 1, ele é a verdadeira salvação de nós bruxas, 2, eu realmente amo o meu amigo Shoují e sei o quanto afetaria ele perder o Jimin, 3, é isso que minha família faz.

O quê eu quero dizer com "é isso que minha família faz"? Bom.... A milhões e milhões de anos existem os escolhidos e os bruxos, nós existimos antes mesmo dos alfas betas e ômegas, e antes dos elementais, apesar deles serem muito antigos também, mais eu acredito que eles surgiram 1 milhão de anos depois de nós.

Nós convivemos escondidos e junto com os humanos, e quando o primeiro escolhido nasceu, a gente tava lá, reza a lenda na minha família, que nós fomos os primeiros a entrar em contato com um escolhido e ser muito amigo dele, então a anos nós viemos sendo uma espécie de protetores deles. É uma grande honra nascer na mesma época que ele para nós.

Nós conservamos essa tradição por anos, e agora com a ceita ativa de novo eu tenho que agir e honrar a minha família.

Vine: Amanda? Olha isso aqui. - ele disse me mostrando o mapa da escola, especificamente uma sala no primeiro andar.

Amanda: O quê tem? - perguntei meio confusa.

Vine: Essa sala, não existe mais, eu passei nesse corredor, e fecharam ela, agora só tem uma parede. E olha, o mapa antigo, - ele colocou um mapa mais velho na mesa e apontou outra vez pra sala - Tá vendo? Nesse mapa tem símbolos indicando o quê cada sala é em vez de estar escrito, e nessa tem um pentagrama.

Amanda: Onde você conseguiu essas coisas? - perguntei sorrindo pela descoberta.

Vine: Eu simplesmente fiz algo lógico quando se quer algo assim, envadi uma sala proibida pra alunos na biblioteca. - o menino disse guardando os mapas.

Bom, agora eu tenho por onde começar pra derrubar a ceita, afinal essa sala deve ter algo já que foi fechada.

P.O.V's Taehyung

Jimin havía chegado aqui no meu quarto (que eu chamo de meu mais é do Hope) chorando, dizendo quê ele era um inútil e não servia nem pra proteger o Jungkook, eu odiava vê-lo assim. Jimin é uma pessoa forte, ele já passou por muita coisa e depois da morte dos nossos pais poucas coisas fazem ele chorar, e eu sei que ter alguém que ele ama em perigo é uma delas.

Porém no meio de todo esse choro, ele teve uma ideia, e decidiu reunir todo mundo na nossa sala de aula depois que a aula acabou. Ele disse que precisava fazer uma coisa, e que queria que eu e o Yoongi estivéssemos ao seu lado.

Nós fomos pra sala e ele foi até a mesa da professora

Jimin: Gente! Atenção! Eu... Eu descobri que tem um traídor entre nós, eu realmente não queria acreditar, mais ao que tudo indica tem.

Yuji: E você desconfia de alguém? - ele disse olhando todos naquela sala.

Jimin: Não, mais eu reuni vocês aqui pra descobrir, acreditem, eu me sinto muito mal por desconfiar de vocês, mais machucaram o Jungkook e isso tem quê parar antes de chegar em vocês...

Hina: Tudo bem. Afinal, somos seus amigos, e entendemos o seu lado. Então... Como você vai fazer isso?

Jimin: Bom vocês tem certeza? Vai doer um pouquinho, e tem uma dor de cabeça como efeito colateral. - eles assentiram. Foi bom ver que eles eram capazes disso pelo Jimin.

P.O.V's Jimin

Eles fizeram uma fila, primeiro estava o Shoují, então eu peguei a mão do baixinho me consentrando, eu só precisava olhar nos olhos dele e me concentrar como eu nunca fiz, por isso tava um silêncio inacreditável, afinal eu ia entrar na mente dele e vasculhar cada pedaço dela.

Isso já iria doer por natureza, se eu fizesse algo errado o baixinho ia sentir tanta dor que eu ia me sentir culpado, além de que em casos mais graves ele pode entrar em coma ou pode ser fatal.


Eu fiz o processo em todos, um por um, até que então só restavam três pessoas naquela fila, Namjoon, Jin e... Jungkook?


Jimin: Jungkook o quê você tá fazendo aí? - perguntei meio sem entender, eu deixei bem claro quê não dwsconfio dele.


Kook: Não seria justo eu não vir Jiminie. Afinal, eu quero provar que eu sou digno e confiável.


Eu sorri de canto, é o que eu disse, Jungkook praça ser bom namorado nos pequenos atos. Estava na vez do Namjoon, depois seriam Jin e o Jungkook.


Eu fiz o processo com o Namjoon e algo me surpreendeu, ele não tem nada haver com as ceitas, porém ele faz parte dos 50% dos de elemento de sombra que são pessoas boas. Mais... Por quê ele esconde isso?


Isso não importa, após eu terminar o processo com ele, ele saiu da sala dizendo que ia tomar um remédio, pois aquilo havia realmente doido muito, ele saiu, então chegou a vez do Jin.

Porém do nada, de repente, a professora Megan adentrou na sala.

Megan: Olá crianças como vão? - ela disse indo em direção ao armário de professores e pegando um livro. - Jin, eu preciso de você. Desculpa Jimin mais ele tem quê vir comigo. - então ela saiu com o Jin, e eu diz o processo no Jungkook, como eu pensava, nada nele.

Então tudo ok, afinal, se Jin fosse o traídor o Namjoon saberia, e eu teria descoberto. Mais então, quem é? Isso é uma pergunta que fica pra depois, por quê agora, eu estava realmente aliviado, porém ia tomar uma medida mais drástica pra protegê-los.


Após que o Namjoon voltou, eu joguei uma magia de proteção neles, ou seja, se eles ficarem em perigo físico ou psicológico vão aguentar mais tempo, e eu vou sentir e será mais fácil acha-los.

Todos saíram e eu fiquei mais um tempo na sala pensando, até que quando eu saí, alguém segurou o meu braço, era o Namjoon

Nam: Jimin, eu quero te dar um conselho. - ele disse me olhando bem. O menino tava meio triste, porém mal dava pra ver no seu olhar. - Nada sempre é o óbvio e as coisas não são o quê parecem. Até mais. - ele saiu andando sem falar nada.

O quê ele quis dizer com tudo isso? Ele realmente tá sabendo de algo, mais... Ele disse pra não acreditar no óbvio. Então o quê isso quer dizer?

{•••}

Já estava de madrugada, quando a Amanda veio no meu quarto, dizendo que descobriu algo importante, ela disse que tem uma sala secreta na escola e quê lá tem coisas que ru deveria ver...

Algumas horas anteassustador P.O.V's Amanda

Eu e o Vine fomos até a sala, ela realmente estava fechada por uma parede e uma proteção magica, porém a proteção era muito antiga e não era renovada a tempos então eu consegui romper a proteção e entrar sem danificar a parede.

Ao entrarmos, era uma sala escura, porém as luzes ainda funcionavam, tinham inúmeros livros mágicos, porém eu me senti até mal. Aqui com certeza mexiam com magia de bruxa, mais concerteza era uma magia sombria.

Na mesa antiga porém ainda conservada tinha umas velas a muito tempo apagas mais que foram usadas, e umas coisas de rituais. A sala era bem organizada e tinha tudo que alguém precisa.

Eu e o Vine vasculhamos tudo, até que nós encontramos um alçapão que tinha uma escada embaixo, nós fomos descendo com cuidado, até chegarmos em um longo corredor, com varias portas, aparentemente quartos. Alguns estavam abertos, então nós entramos no primeiro, na porta tinha uma placa com umas inicias, mais estavam meio apagadas.

Esse quarto realmente tinha uma energia ruim, num canto tinha uma outra porta, que parecia uma espécie de jaula, lá tinha umas manchas de sangue, algo realmente assustador, então eu tentei focar em outras coisas naquele quarto, por exemplo umas caixas encima da cama.

Nessa caixa tinha aquele clichê, fotos, cartas, diários, e um álbum de fotos. Então eu descidi pegar o primeiro diário e saí logo daquele lugar. Eu sei que aquele era o primeiro por quê tava escrito quê era.

Após eu sair eu fiz uma nova barreira mágica e fui pro quarto pra ler.

"1 de Janeiro 07:30

Hoje é ano novo querido diário, eu finalmente estou realizando o meu sonho de vir pra Coréia, nesse momento eu estou no avião confesso quê vou sentir falta de Nova Iorque mais isso é o meu sonho quê está sendo realizado"

"5 de Janeiro.

Querido diário, hoje completa cinco dias quê eu cheguei aqui, aconteceram algumas coisas, mais nada tão importante, ah, eu conheci um garoto, não posso dizer o nome dele, é um segredo, eu... Eu acho quê gosto dele mais.. Ele namora uma menina"

"10 de Janeiro


Querido diário, eu tô com medo, o menino que eu disse antes, hoje ele me levou em um lugar, ele disse quê lá eles conseguem o quê eles querem através de... Esforço, ele sabe que eu sou uma bruxa e disse que eu seria mais feliz lá, será que eu devia ir?"

"15 de Janeiro


Querido diário, o menino, me convenceu a fazer parte do.. "Clube" dos amigos dele. Aqui não é tão ruim, a energia é esquisita, mais deve ser só coisa da minha cabeça."

"20 de Janeiro


Querido diário, eu fiz uma coisa perigosa hoje, eu fiz uma "marquinha" na namorada dele, ela tava no meu caminho e isso eu não podia deixar, mais a maldita manchou a minha faca com aquele sangue sujo mais não importa, ele vai ser meu, custe o quê custar"

"25 de Janeiro


Querido diário, hoje, eu conheci outra menina, ela é bonita, e tem um cabelo longo e preto, ela também é bruxa, mais ela não tem sangue, ela aprendeu tudo o quê sabe. A gente tava conversando e... Ela disse que quando algo estiver no meu caminho, é melhor tirar de uma vez, e se for uma pessoa, mata-la não vai fazer mal. Então eu devia matar a namorada dele?

"31 de Janeiro

Querido diário, agora eu sou membro fixo do... "Clube" e um mês já se passou, a minha amiga do cabelo preto vai me ajudar com uma coisa, e eu vou começar um novo mês nesse diário, e muitas coisas aqui, vão ser explicadas."

"5 de fevereiro


Querido diário, hoje eu beijei o menino, eu amo ele, mais ele disse quê não vai magoar os sentimentos da namorada dele. Ele sequer a ama e ele é uma pessoa ruim, então por quê se importa com ela? Mais isso vai mudar por quê hoje, ela vai sumir, e minha amiga vai me ajudar"

"10 de Fevereiro

Hoje, faz 5 dias que a vagabunda tá na minha jaula atrás do armário, não acharam ela por quê a boca dela tá costurada, afinal ela insistiu em gritar então foi necessário. A gente vem fazendo vários rituais bem legais e... Eu tô quase conseguindo ele... De hoje não passa. É só usar o sangue dela."



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...