História O oposto do que eu sou - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Personagens Originais
Tags Amor Doce
Visualizações 4
Palavras 870
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Fluffy, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


É a Kiiitt

Hoje vamos aprender um pouco mais sobre a nossa querida Sam 😇😈

Capítulo 4 - Não posso amar, só sofrer. Entendam


Fanfic / Fanfiction O oposto do que eu sou - Capítulo 4 - Não posso amar, só sofrer. Entendam

Enquanto eu e Alexy conversavamos, eu pisei em cima do meu pé e senti algo molhada. As pontas.... Dei uma desculpa qualquer e fui no banheiro. Tirei cada ponta ou pedaço que tinham nos meus pés e limpei, saí. Enquanto eu estava caminhando, ouvi algumas conversas em uma sala. Me abaixei e enclinei o meu corpo pra ouvir melhor 

???-Ela é mesmo uma piranha. Se faz de tímida só pra conseguir olhares dele, eu quero que você faça ela sofrer ta bem? 

???-Mas ela não tem culpa. Você quer mesmo todos os homens aos seus pés? 

???-Claro, eu sou a rainha dessa escola. Não quero outra pessoa me atrapalhando. Pelo o que eu sei, ela estará hoje no intervalo no jardim desenhando. 

???-Ta, vou fazer o que quiser com ela-Eu já ia me virando pra ir embora,quando vejo um garoto me olhando 

???-Escutar as conversas das outras pessoas é feio, tinha que ser a novata mesmo.-O ignorei e continuei andando-Ah, escutou tanto que nem tem o que falar-Suspirei e o olhei

Sam-Não tenho interesse algum em falar com uma puta de cabelo de menstruação-Ele franziu a testa

???-É tão burra que não sabe diferenciar um homem e uma mulher?-Ele disse rindo 

Sam-A sua postura não ajuda em nada, muito menos as suas características físicas tanto como as mentais-Ele foi chegando perto

???-Sabe quem eu sou pelo menos?-Neguei

Sam-Não quero aprender sobre merdas que ficam pintando o cabelo e perambulando por aí-Eu dei um sorriso e voltei pra sala

Alexy-Nossaaa, por que demorou tanto?-Alexy disse se sentando ao meu lado

Sam-Algumas pessoas indesejadas no caminho me atrapalharam-Ele riu

Alexy-Deixando isso de lado.....Eu vi alguns desenhos no seu caderno...-Eu o olhei confusa 

Sam-Você mexeu nas minhas coisas?-Eu fiquei em pé 

Alexy-A curiosidade fala mais alto-Eu fiquei sem entender-Eu só queria que você me desenhasse, só isso

Sam-Vou pensar no assunto-Ele fez bico-Ta, vou te desenhar -Quando eu ia pegar o meu estojo, o sinal toca

TRIIIIINNNNNNN 

Alexy foi pro seu lugar e eu me ajeitei na cadeira. Todos entraram na sala eufóricos. Logo em seguida o professor entrou, ele arrumou as coisas na sua mesa e pegou alguns papéis. Então ele saiu da sala. Todos começaram a falar, eu já estava ficando com dor de cabeça. Até que alguem decidiu falar 

???-DÁ PRA FICAREM QUIETOS? OU AS CRIANCINHAS NÃO SABEM O QUE É ISSO?-Ah, é aquele chato do corredor 

Então todo mundo ficou quieto. Depois de alguns minutos o professor chegou e começou a dar aula. Quando ele ia copiar no quadro, alguns alunos tacavam bolinhas de papéis nele e ele ficava super irritado. Derrepente, um aluno atrás de mim tacou uma bolinha 

Professor-Ah, então é você senhorita Sam?-Anh? 

Sam-Se você está se referindo as bolinhas, posso afirmar que foram aqueles dois-disse apontando pra dois garotos-E esse aqui-Apontei pra trás-Eu estou prestando atenção a seu dever, então acho que a pessoas correta pra esse tipo de ação não seria eu

Professor-Be-Bem, vocês, venham pra sala da diretora-Eles saíram e o professor continuou a dar a sua aula

Estava um tédio, as perguntas eram muito fáceis, eu queria sair dalí logo.Esperei por mais uma aula, até o sinal bater. Eu dei glória e peguei uma garrafinha de água e saí. Alexy veio atrás de mim

Alexy-Você deu um fora no professor.... Que meu Deus-Ele riu

Sam-Não foi um fora, só disse, aumentando o argumento, que não era eu-Ele bufou e me puxou pro pátio-Ah, Alexy

Alexy-Que foi?-Ele parou em minha frente 

Sam-Você sabe aonde fica o Jardim?-Ele apontou pra um canto-Obrigada 

Alexy-Ei, espera aí-Eu corri por Jardim e vi uma menina de cabelos roxos sentada 

Sam-Então você que é a piranha tímida?-Quando eu disse isso, ela levou um susto e se virou pegando os seus desenhos

???-Desculpe se eu estou te encomodando, eu já vou sair-Eu segurei o braço dela

Sam-Não esta me encomodando, qual é o seu nome?-Ela se sentou 

???-É Violette-Ela se apresentou

Do nada entraram umas meninas e olharam pra gente, Vio logo começou a tremer, então eu segurei ela e me levantei. 

Sam-O que vocês querem?-Elas riram e se aproximaram

???-Não é da sua conta-Elas puxaram Violette e a jogaram no chão 

Sam-Ah,são vocês?-Eu fui andando em passos lentos-Escutei a conversa-Eu olhei pra elas-E não vou deixar vocês machucarem ela pra sua putinha rainha querer mandar nessa escola e ter os homens aos pés dela -Puxei o cabelo das duas e as joguei no chão-Agora temos mais o que fazer, não quero perder o meu tempo com as piranhas aí-Saí com a Violette

Sam-Isso sempre acontece?-Ela afirmou-Por que não falou com a diretora?

Vio-Pode ficar pior, e eu não quero que isso aconteça-Ela olhou pro chão

Continuamos caminhando quando eu vi Alexy. Contei tudo o que tinha acontecido e então nós entramos na sala

Vio-Ah, eu esqueci de te agradecer-Eu olhei pra ela-Muito obrigada 

Sam-Não precisa, não estou fazendo isso necessáriamente por você, claro, não quero que isso aconteça de novo, mas eu estou fazendo isso porque eu quero estragar os planinhos dela-A Vio abaixou a cabeça e Alexy me olhou com um olhar de reprovação-Entendam, não tenho sentimentos tão fortes assim. Eu só consigo sentir dor, então, não pense que um dia eu poderei amar de verdade.Eu estou fingindo, não vivendo-Eu falei isso olhando pro quandro, até que me dei conta que eu não tinha visto Anne esse tempo todo.... 



Notas Finais


Iiiiiihhhh


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...