1. Spirit Fanfics >
  2. O Pacto com satã >
  3. A caixa misteriosa.

História O Pacto com satã - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura.

Perdoem-me se tiver muitos erros, depois eu ajeito, prometo.🖤

Capítulo 2 - A caixa misteriosa.


Fanfic / Fanfiction O Pacto com satã - Capítulo 2 - A caixa misteriosa.

~
  Meu corpo trêmulo, minha voz falha, sentia que precisava de mais e mais oxigênio, minha visão embaçada. E foi assim que eu me senti quando acordei, aquele cheiro de hospital, pessoas gritando de dor, e eu só conseguia pensar em taehyung, como e onde ele estaria nesse momento, meu pensamento não saia dele, era taehyung, taehyung, taehyung, e taehyung.
Eu não conseguia imaginar como ele estaria, em um hospital talvez, gravemente ferido, ou em um cemitério...
Meus pensamentos estavam me deixando louco, me atormentando, dias e dias naquele hospital, sem visita de parentes. Visitas? Só os médicos que iriam ver se eu estava bem, e nenhum deles queriam me falar onde estaria tae, então meus pensamentos só me matavam, será que ele morreu? E não querem me contar por eu estar muito fraco?
     Artomentado era a palavra que me definia, pensar em coisas que eu não tinha certeza, mas os piores pensamentos era os que eu realmente acreditava! Tae está morto, tae es- fui interrompido pela medica senhor jeon? Me Calei com medo do que viria pela frente, alias o olhar dela não me ajudava muito, então, arqueei uma sombrancelha para que ela logo falasse oq tinha pra falar Você finalmente tem uma visita -sorriu - então... Quem seria?- perguntei- Bom.. Nos vimos o quanto você estava sofrendo por não receber visita, então procuramos alguns contatos, e esse foi o único que nos atendeu- meu semblante feliz, já poderia sentir o cheiro,o beijo, o toque de meu amor, então ele estava bem! Ele não esqueceu de min.. -eu já sei quem é- ela respondeu com um sorriso, abriu a porta e entrou um homem de cabelos pretos, com um sorriso lindo, mas que não ultrapassava o sorriso de tae, mas emfim, ele era mais baixo que eu, e mais forte, um homem bem bonito, taokey, -quem é você ?-perguntei e a medica se retirou-
Eu sou jimin, é... Park jimin.- ele inclinou sua mão para que eu apertasse, deixei o mesmo no vácuo- Oq faz aqui? Nem o conheço, alias você me é familiar... Olha você conhece meu namorado? Eu estou desesperado querendo saber como e onde ele esta.- perguntei bem aflito.
Sim, eu conheço, taehyung, certo?- balancei a cabeça como um sinal de sim.
Bom, jungkook, ele é meu primo, e eu tenho uma notícia muito desagradável a dar pra vc.- meu semblante feliz, ficou triste, eu pensei que já teria noticias boas do meu namorado. -O que aconteceu?- perguntei com voz falha.
Eu não sei muito bem oq e como aconteceu, mas só sei que ele levou muitas facadas e acabou falecendo- falou triste.
    O-o-o q-q-q-que você falou? Nã-não isso não aconteceu, eu vi ele se deitando ao meu lado, ele estava bem, eu tava pior que ele, por favor diz que isso é uma brincadeira de muito mal gosto, eu vou aceitar, eu juro, diz pra min que ele ta ali, atrás daquela porta me esperando pra fazer uma surpresa - falei chorando e gaguejando, fingindo que não acreditava, e no fundo eu já sabia.
Jimin, naquele momento triste e choroso perguntou se poderia me abraçar, eu acenti com a cabeça que sim.
Jungkook? Hoje você recebe alta, e..., vamos ter que ir para a delegacia, e, eu sei que você não ta muito bem pra isso, mas quanto mais rápido pegarmos o crimisoso, é melhor. - disse jimin.
Logo após a medica entra na sala com alguns papéis dizendo que recebi alta, mas que precisaria pagar o hospital, eu já triste com o ocorrido de tae, acentir com a cabeça e disse que no momento estava sem dinheiro, e perguntei se poderia pagar depois, ela disse que isso seria contra as regras, mas como eu não tinha outros familiares e meu estado era grave pra trabalhar no momento, os diretores do hospital conversaram e disseram que tinha 3 meses para pagar, depois da conversa sai com jimin direto para a delegacia, já não conseguia falar sobre o ocorrido, então parei para respirar, descansar, e pensar que aquilo era pra que pegassem o assassino, e jimin estava me ajudando, queria também que tae fosse justiçado, mas em minha cabeça, alem de justiça eu queria vingança, queria que tae voltasse, e quer saber? Ele ira voltar! Respirei fundo e comecei a contar para o delegado tudo oq aconteceu, detalhe por detalhe.

                  ~2hrs depois...~

Jimin me levou em casa e fez uma bela janta. Eu sei vocês estão pensando " ah mais vcs acabaram de se conhecer, isso não pode, vc não deveria confiar assim" mas a minha cabeça estava tão atormentada que eu não conseguia pensar em mais nada, só conseguia pensar em vingança e a volta do tae, claro, vcs estão se perguntando como tae vai voltar se ele morreu? Olha, eu estava com umas ideias bem "loucas" na minha cabeça, já que no dia mais feliz da minha vida, foi um dia diferente, com o demônio no final, eu vou enfrentar ele, ele quis o tae? Ele me quer tbm? Então não precisa ele vir até min, eu irei até ele- meus pensamentos foram interrompido pela voz de jimin  - você ta pensando no tae, certo?-

Sim- respondi.

Eu vou pra casa, deixei meu numero ali em cima do balcão da cozinha, qualquer coisa é só me ligar, já liguei o aquecedor pra você tomar um banho quente, e a sopa esta ali no prato, coma antes que esfrie- ele me tratou tao bem, não melhor do que tae, mas tratou, eu me senti acolhido, me sentir como se tivesse recebido um amigo novo, mas com todos meus pensamentos, ele seria um amigo enviado do céu? Ou do inferno? Eu ainda descobrirei- jimin logo me abraçou como quem não queria nada e saiu pela porta dos fundos.

Naquele momento eu tomei a sopa, e logo subir para meu quarto, e meus pensamentos ainda eram os mesmos, entrei na banheira, e comecei a pensar, a fazer planos, se eu fizesse um pacto com o demônio? Ele me quer? Talvez eu tenha três pedidos a fazer, e um, eu vou pedir para ele me devolver taehyung. Terminei o banho, peguei a toalha e me enxuguei, vi meu anel de noivado no chão, quase entrando embaixo de minha cama, me abaixei ficando de quatro e quando coloquei a mao pra pegar o anel eu vi uma caixa, mas que caixa seria aquela? Minha cabeça estava tao atormentada, tinha tanta coisa, tantos pensamentos, eu não conseguia arrumar todos meus pensamentos, estavam todos embaralhados.. E aquela caixa? Vamos descobrir no próximo ep.

 Continue lendo e vc saberá, mas agora eu estou com  muito sono, então amanhã eu conto pra você, ok? Não sai dai, ou não esqueça de voltar.

~




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...