1. Spirit Fanfics >
  2. "O Padrasto."-Taekook >
  3. "Pego Com A Mão Na Massa."

História "O Padrasto."-Taekook - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - "Pego Com A Mão Na Massa."


Fanfic / Fanfiction "O Padrasto."-Taekook - Capítulo 2 - "Pego Com A Mão Na Massa."

 

Acordo de manhã com alguém batendo na porta, provavelmente seria yoongi.

Termino de abrir olhos lentamente e me viro em direção a janela que estava meio aberta dando pra perceber assim que já havia amanhecido. 

Pego meu celular para ver as horas e vejo que já eram nove e meia da manhã, e me levanto da cama na qual havia caido do sono na noite passado pelo cansaço.

Me levanto e vou indo em direção a porta girando a maçaneta para ver quem era. assim vendo o rosto sonolento de Yoongi.

 

Yoongi—Bom dia...

 

Jungkook—Humm... bom dia.. por que me acordou?

 

Yoongi—Como hoje você ta aqui preparei café da manhã e... vim te chamar para comemos juntos. Você deve estar com fome certo? Você me disse uma vez que não gosta de comer em viagens pois fica enjoado então pensei que...

 

 

 

 

 

Jungkook—Sim.. Mas...

Enquanto terminava de o responder minha barriga roncou nitidamente causando um sono um tanto barulhento.

Jungkook—Ahn... T-Ta bom eu aceito.

Digo fechando a porta do quarto e indo junto com Yoongi até a cozinha, a mesa estava bem colocada havia panquecas doces entre alguns pães,frutas,bolachas bolos café e etc... Estava bem colorida e enfeitada.

Jungkook—Panquecas... Doces?

Yoongi—Uhum... Você.. gosta não é?

Jungkook—Sim mas... Você sempre odiou...

Yoongi—Bom... Eu posso ter mudado de opinião quanto a isso...

Jungkook—isso é repentino demais, isso me parece Mentira Yoongi...

Yoongi—Claro que não haha, agora, vamos se sentar e aproveitar minha boa vontade de ter feito o café.

Ele diz enquanto se sentava a mesa logo começando a servi, então logo fiz o mesmo que ele me sentando e começando a me servi, Yoongi sempre deixava a TV na sala ligada pra ouvir as notícias, e pelo visto esses velhos habitos não mudaram enquanto estava no japão.

Jungkook—A conta de luz um dia ainda vai vim estourada Yoongi.

Yoongi—Relaxa Jungkook

Estávamos seguindo comendo, porém, quando a televisão começou a falar sobre os "Big Bears" decidir presta atenção nas notícias.

Jonarlista—Hoje as seis da manhã um jovem foi jogado de cima do telhado do prédio no centro, tudo indica que ele é um dos Big Bears por conta da tatuagem atrás da nuca, a marca registrada deles uma tatuagem de marca de unhas como marca de territorio. Nossos policiais tentaram encontrar o tatuador que faz esse tipo de tatuagem mais não obtivemos sucesso, a polícia pediu para que todos fiquem em casa até segundas informações do caso. Por que eles mataram um deles? Traição? Divida? Acompanhe logo após o cormecial.

Yoongi—Por que não toma um banho e troca de roupa? Você sabe onde fica o banheiro.

Jungkook—Banho... Na sua casa? Melhor não, mais eu vou trocar de roupa por que a fechadura do quarto funciona.

Yoongi—Haha, me pegou, como sabe que eu ainda não concerteza a fechadura?

Jungkook—Não é preciso saber muito pra saber o jeito que é você.

Terminei de comer tudo e logo subo entrando para o quarto e procuro minha mala com as roupas mais logo percebo que ela não estava alí, Mais que porra devo ter esqueci uma das minhas malas na casa de minha mãe. Pego as mala e saio do quarto indo em direção a porta central

Yoongi—Pra onde vai?

Ele me olha surpreso.

Jungkook—Ah, obrigado por me deixar passar a noite aqui Yoongi e pela comida também, mas, agora preciso realmente ir, acabei deixando sem perceber minha mala com roupas na casa da minha mãe.

Yoongi—É perigoso sair jungkook, vem eu te empresto umas roupas.

Jungkook—Valeu Yoongi mais é melhor não te incomodar mais, depois a gente conversa.

Yoongi—Você não incomoda jungkook fica é perigoso você não ouviu no jornal?

Jungkook—Puff... Eu não tenho medo deles Yoongi.

Yoongi—Você diz isso agora.

Jungkook—Tchau Guinho.

Yoongi—Ta, ta tchau, toma cuidado.

Ele diz enquanto me observa-va por minha blusa de frio e logo em seguida saindo de sua casa sem prestar atenção em mais nada que ele dizia. Por MUITA sorte minha casa e a do yoongi ficavan longe pra um caralho uma da outra, como eu aguentava vim todos os dia pra cá?

Não havia ninguém na rua só alguns cachorros que passeavam livremente pelas ruas neblinadas de Seul, Pego meu celular e meus fones desbloqueando o mesmo e colocando uma música para escutar no caminho.

Depois de um tempo, MUITO tempo, finalmente cheguei em casa, observei meu relogio vendo que minha mãe já havia ido para o trabalhor indo em direção a porta da cozinha com cautela procurando se o "Taehyung" estava em casa.

Eu ainda não sei como minha mãe teve coragem de ficar com aquele cara, e o pior, ela sabia que eu chegaria mais cedo ou mais tarde então não foi um mal entendido. 

Procurei por alguns segundos minha mala vermelha e finalmente a havisto então vou andado em silêncio para não chamar atenção até ela, mas acabo ouvindo uma conversa um tanto suspeita, logo reconhecendo a voz grave de ontem a noite do Taehyung, a ligação estava bem alta então acabei ouvindo um pouco da conversa.

Taehyung—Eai, saiu tudo como o planejado?

Xx—Sim Chefe...

Taehyung —E as câmeras porra? Vocês esqueceram delas caralho? Todos viram vocês.

Xx—D-desculpa chefe a nossa hacker não conseguiu ivandir o sistema de todas elas, tinha perguntas pós senha eram muito bem protegidas...

Taehyung—Idiotas...que contrata-sem outra argh! Escuta aqui... Se você não der um jeito nisso... Sua esposa e seu filho vão ficar muito tristes... Muito tristes... Mais eu vou esta lá.. Fudendo com sua esposa a porra da noite toda... Então não precisa se preocupar... A... E se ela for ruim de cama ela e seu filho vão ficar juntinhos com você e seu corpo dessecado E vocês formaram uma família de novo então peça que eles não me agradem.

Xx—Escuta aqui seu grande filha da puta... Encosta um dedo neles pra você ver se eu... eu!

Taehyung—Humm... Isso Foi uma espécie.. de Ameaça? Se eu fosse você tomaria cuidado com as palavras... 

Xx—EU E TODO RESTO ESTAMOS CANSADOS DISSO TUDO, DE TER QUE OBDECER ALGUÉM QUE NUNCA VIMOS! VOCÊ VAI PAGAR POR TUDO QUE ESTA FAZENDO COM A GENTE!

taehyung —Tenta a sorte... Mais eu aviso eu sou todo o azar do mundo... E.. É só eu mandar umas mensagens aqui... E ali... E... pronto.

Ele começou a digitar em seu celular, só consegui ouvir os barulhos das teclas enquanto ele teclava, não conseguir ver ao certo para quem ele estava escrevendo, mantive o silêncio enquanto o observava.

Xx—NÃO! POR QUE ESTÃO FAZENDO ISSO!? VOCÊS TAMBÉ NÃO GOSTAM DELE CERTO!? O QUE VOCÊ FALOU PRA ELES?! EU NÃO QUERO MORRER!

conseguia ouvir sussurros na ligações.

Xx2—desculpa cara...

Taehyung—Eu disse para que não o matem... até eu chegar ai pelo enos... Eu vou fazer bom proveito de sua família... Então não se preocupe...

Algo começou a apitar no local a onde havia em escondido, então desesperadamente me  viro procurando de onde vinha o barulho, para minha surpresa era de uma panela de pressão. Tentei me esconder mais o Taehyung ja havia aberto a porta antes que eu pudesse fazer algo como me esconder.

Como eu estava escorado na porta acabei caindo pelo estrondo pois a porta foi puxada com força.

Taehyung—Procurando algo Jungkook?

Me viro surpreso me deparando com Taehyung de pé escorado na parede com seu celular em mãos.

Jungkook—Olha o que vemos aqui... Uma das vadia da minha mãe... 

Digo nervoso tentando desvia o fato de que dava a entender que eu estava ali ouvindo toda a sua conversa.

Taehyung—Haha... Que engraçado Jungkook... Sabia que... É essa vadia que da prazer todas as noites a sua mãe?.. Que sou eu quem ela implora por mais?... Olha... Ouvir a conversa dos outros é feio sabia?

Como estava deitado no chão ele se abaixou ficando de minha altura me observando.

Jungkook—Cala... A ... Boca...

Taehyung—Escuta um pouco... A porra da sua mãe não... Não te ensinou a respeitar os mais velhos? argh, parece que eu mesmo vou ter que te ensinar isso.

Ele falou enquanto apertava minha  bochechas com uma certa força me fazendo assim que eu o encara-se, ele apenas me observava com seus olhos opacos em sem vida com uma certa raiva por ter ouvido sua conversa.

Jungkook—Puff..

Taehyung—E agora... O que sera que devo fazer com você?

Ele falou enquanto me analisava a cada segundo.

Jungkook—E-eu Não ouvir n-nada...

Taehyung—Então você ouviu não foi? Poxa... Pensei que nós daríamos tão bem jungkook...

Jungkook—E-ela vai ficar sabendo...

Taehyung—Ela quem? Sua mãe!? Não, não vai... Como um morto poderia dizer alguma coisa?

Jungkook—tira... Sua mão de mim porra!

Disse enquanto empurrava com força sua mão que segurava minhas bochechas para longe.

Taehyung—Hum... Não tente se fazer de corajoso para mim Jungkook.

Me levantei do chão onde estava sentando encontrando assim minha mala que estava encostada na parede, me virei até ela a pegando, estava me virando para ir embora mais Taehyung entrou em minha frente atrapalhando a passagem e me segurando pelo pulso me apertando com uma certa força.

Taehyung—Onde... Pensa que vai?... Temos assuntos para se tratar não acha?

Jungkook—Anhw... Ta me m-machucando...

Ele apertava eu braço com demasiada força e estava começando a doer pra caramba, meus olhos estavam criando lagrimas pela dor ali mesmo.

Taehyung—Não se preucupa... Não vai demorar muito...

Jungkook—V-Você vai p-págar por tudo isso...

Taehyung—Não se for um suicídio... Imagina nos jornais? "Outro Adolescente se Suicida nessa manhã de Terça-feira." daria um bom titulo de notícia não acha?

Jungkook—V-você não pode...

Taehyung—Ah... Eu posso sim...

Ela estava me aproximando dele porém, Alguém abriu a porta no mesmo estante, me virei aliviado quando vi que essa pessoa era minha mãe.

Sra.Jeon—O que é isso Tae! Ta machucado ele...

Ela entrou na frente e tirou a mão dele de meu pulso que já estava ficando roxo pela falta de circulação do sangue. Minha mãe acariciou o lugar onde estava marcado e fez carinho em minha cabeça gentilmente.

Sra.jeon—Você ta bem filho?

Jungkook—S-sim.

As lágrimas que estavam se formando em meus olhos cederam para descer mais eu apenas virei para o lado negando o acesso.

Sra,Jeon-- O que você fez com ele Tae!?

Taehyung me observou mais rapidamente mudou de expressão se fazendo de inocente.

Tae—Nada querida.. Ele só queria ir embora mais eu não o deixei por que ontem você ficou muito preocupada...

Sra.Jeon—Foi só isso mesmo filho?

Ela me perguntou preocupada, eu apenas acenei com a cabeça dizendo sim.

Sra.jeon—Se não quiser falar agora tudo bem ta bom filho... O tae deve ter falado coisas ruins mais saiba que eu te amo ta bom? Seu quarto continua do jeitinho que você deixou, quer subir pra ele e descansar?

Ela gentilmente acariciou minha cabeça.

Jungkook—O-obrigado mãe eu sei onde fica...

Sra.jeon—C-certeza que não quer que eu vá com você?

Jungkok--Sim mãe...

Taehyung--Ele só deve esta cansado por conta de ontem amor.

Saio sem escutar mais nada que eles falavam, subo para meu quarto e tranco a porta como a chave que fica pendurada na porta foi facil trancar. Me deitei na cama e acabei cochilando.

~Horas Depois~

Fui acordado por batidas na porta,era minha mãe me chamando.

Sra.Jeon—Vem comer filho... Eu fiz seu prato favorito....

Apenas continuei deitado sem a responde-la não queria descer e acabar me encontrando com o Taehyung novamente... Ele é algum tipo de esquisito sadomasoquista...

Sra.Jeon—Filho... Eu sei que você ta me escutando... Eu quero que você e o Taehyung se apresentem corretamente.

Jungkook—Eu não quero me apresentar corretamente a ele...

Disse enquanto me levantava da caa e me aproximava da porta.

Sra.Jeon—Filho... Tenta gostar dele... Logo.. Logo.. Ele sera parte da Familia.

Jungkook—Eu não quero ele como pai...

Sra.Jeon—Filho... Ele não vai ser seu pai... Sue pai sempre vai ser... Você sabe..  E.. O Tae vai ser tipo seu segundo pai... Ele vai cuidar de você e te proteger... tenta isso por mim filho...

Apoiei minha cabeça na porta.

Jungkook—Por que você não volta com meu pai?

Sra.jeon—Olha Jungkook... Eu não sinto mais nada pelo seu pai... E eu ele não dermos certo entende?

Jungkook—A culpa foi minha por vocês ter se separado...

Sra.jeon—Não filho não foi... Eu e ele estávamos relevando a muito tempo, aquilo foi só um empurrãozinho para tomamos coragem ao segundo passo..

Jungkook—Por que o Taehyung?

Sra.Jeon—Você que que eu fiquei sozinha pra sempre filho? Eu também me sinto solitária as vezes, e com saudades de me divertir um pouco. Afinal, Por que odeia tanto ele filho?

Jungkook—A sua "Diversão" é transar não é?..

Sra.Jeon—Jungkook!

Jungkook—Vocês estão juntos a quanto tempo afinal? isso foi tão repentino...

Sra.Jeon—Um ano e meio...

Jungkook—E por que nunca me contou isso?!

Sra.Jeon—Eu queria ter certeza pra depois te apresentar a ele... Mais no fim não saiu como planejei... Agora por favor filho... vamos Jantas como uma Familia...

Penso um pouco antes de tomar minha escola mas logo abro a porta me deparando com o rosto sorridente de minha mãe ao me vê que foi logo me abraçando.

Sra.Jeon—Obrigado filho, agora toma um banho e se arruma ta bom? Só vou terminar de servi a mesa.

Jungkook—Ta bom mãe...

Me viro entrando em direção ao quarto e fechando a porta buscando assim uma roupa confortável em minha mala e uma toalha, depois de um tempo preucurando vou ao banheiro e tomo um banho que durou cerca de uns sete minutos. Me seco um pouco e enrolo a toalha na cintura.

Quando sai do banheiro lá estava Taehyung sentado de frente na minha Cama me observando.

Jungkook—Aish... O q-que você ta fazendo aqui? S-seu t-tarado!

Digo pegando minha roupa que estava sobre a cama.

Taehyung—só vim deixar bem claro, se você falar algo a sua queria mamãe... Ela vai morrer no seu lugar.

Jungkook—Você não namora com ela imbecil!? Por que faria uma coisa dessas... E alias! O que porra você é afinal? Fugiu de um manicômio!?

Taehyung—haha... Você que escolhe... Agora fique bem arrumadinho para o jantar "filho"

Ele se levantou da cama e saio depois de me olhar dos pés a cabeça, ele aparentava esta verificando algo.

Mais que porra acabou de acontecer... É muita coisa pra processar em só um dia... Eu ainda estava muito confuso pelos ocorridos.

Terminei de me Arrumar e aproveitei e sequei meu cabelo, logodescendo e me juntando a mesa já servida. Minha mãe havia me olhado e da um pequeno sorriso.

Minha mãe terminou de lavar a louça e secoucsuas mãos no pano de prato e logo se sentando ao lado do Taehyung.

Sra.Jeon —Agora... Vamos começar tudo de novo... Esse é seu novo padrasto Jungkook.

Taehyung—Prazer... Jungkook... Espero que cuidem de mim...

Ele estendeu sua mão para que eu a aperte e Cochicho em um tom que só ele consiga ouvir.

Jungkook—Prazer "papai"

C.o.n.t.i.n.u.a


Notas Finais


Qualquer erro me desculpem!
>-<


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...