História O par perfeito - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Romance
Visualizações 8
Palavras 1.300
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Fantasia, Ficção Adolescente, LGBT, Literatura Feminina, Luta, Magia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 6 - A tarde meio livre


Fanfic / Fanfiction O par perfeito - Capítulo 6 - A tarde meio livre

Peguei uma caneta preta, e um papel bem bonito. Bom vejamos "Querido papai e mamãe... Eu estou bem se quer saber, aqui é muito bom, não se preocupem com nadinha, ta tudo ok! Esta tudo bem ai no reino? E vocês estão bem? Eu consegui um emprego! Em um lugar onde as pessoas podem ir para comer! Não é um bar, e sim um café, esse lugar é refinado, lá eles servem sucos, bolos e outros doces e alguns salgados. Eu tenho amigas muito leais!  Mia e a Luccy, elas são muito simpáticas, no início Luccy era tímida e não era tão fácil falar com ela, mas hoje somos grandes amigas! A Mia sempre foi alegre, positiva e emotiva. Não tive dificuldade de falar com ela, primeiro que ela veio até mim primeiro! Bom esse é um pequenino resumo do acontece aqui! Espero que tenham um bom dia! Assinado: Princesa Bella" 

Eu terminei de escrever a carta, e coloquei um selo muito bonito, um selo da família real (No caso um selo que colocado em uma carta significa que é importante, ou é de alguém da família real, pois as cartas normais deixadas por outras pessoas são normalmente deixadas para depois, ou lidas por funcionários.) Eu guardei a carta na minha mochila e fiquei observando as nuvens, eu fiquei lá por alguns minutos, hoje é sexta-feira e eu não trabalho, ainda bem... Se não eu teria de ir embora e não poderia ver esse lindo céu! Acho melhor voltar para casa... E depois voltar aqui e ver as estrelas. Quase que eu ia me esquecendo! Tenho que entregar a carta! Eu fico me pergunto o que eles vão responder... Aff!! Vou pra casa guardar essas coisas e voltar quando estiver de noite. Ai poderei ver as estrelas.

Eu peguei as coisas e desci a montanha e meu celular começa a vibrar, era uma ligação da Luccy.
Bella: Fala.
Luccy: Miga, eu e a Mia vamos para a baladinha!!
Bella: Desculpa, mas o que isso tem a ver comigo?
Luccy: Ai sua sonsa! Eu te liguei por que estou te convidando!
Bella: Ata.
Luccy: Você vem?
Bella: Que horas começa e que horas acaba?
Luccy: Começaremos ás 11:00 horas e termina 2:00 da manhã, mas você pode sair antes.
Bella: Beleza.
Luccy: Aproveita e chama o Lucas!!
Bella: O Lucas?
Luccy: É, ta surda?
Bella: O que aconteceu? Você nunca da tanta patada assim. Uma é o normal.
Luccy: Dia difícil... Mas tu vai chama-lo?
Bella: Tenho mesmo? kkk
Luccy: Pela sua amiguinha querida!
Bella: Eu vou chamar, mas não prometo nada.
Luccy: A Mia quer falar contigo.
Mia: Fia me escuta!
Bella: Vai direto ao ponto.
Mia: Eu quero falar da roupa que tu vai usar!
Bella: Olha, vai lá em casa e a gente conversa sobre isso.
Mia: Eu chego ai faltando 1 horas pra começar a balada!
Bella: Combinado.

Eu passei meu endereço pra ela e ela desligou, eu segui em frente, esperar a tarde passar... Eu fui pedalando até em casa, passava por pessoas e pessoas, algumas pareciam distraídas e ocupadas, outras felizes e alguns tristes, eu decidi não ir direto para casa, eu andei pela cidade, não sabia o que fazer... Passar a tarde fazendo o que? Até que eu avistei uma loja de artes... Lá haviam telas, pinceis, tintas, papeis, lápis, e muitas outras coisas... Já tem uma semana que não desenho... Seria uma boa desenhar um pouquinho... Preciso de lápis novos, e papéis... Eu entrei na loja, ela era linda por dentro, eu peguei 3 lápis e um pequeno montinho de folhas brancas e fui até o caixa, tirei da minha mochila a minha carteira e paguei os materiais. Saí da loja e avistei uma loja de sorvete. Eu pensei que se chegasse em casa com um sorte é provável que o Lucas fique com vontade, então liguei pra ele.
Lucas: Alô?
Bella: Oi Lucas, é a Bella!
Lucas: Bella! Pode falar!
Bella: Bom, eu andei passeando pela cidade e eu parei na frente de uma sorveteria, queria saber se você gostaria de algo.
Lucas: E-eu? Não precisa se incomodar! Mas, muito obrigado.
Bella: Um sabor de fruta.
Lucas: Uva, por que?
Bella: Por nada não... kkk
Lucas: Bella?
Bella: Já aproveitando que estamos conversando, as minhas amigas e eu vamos a balada hoje, e eu (elas na verdade) queria saber se você vem...
Lucas: Que horas?
Bella: Elas pretendem ir ás 11 horas...
Lucas: Pra mim não há problema. Eu vou.
Bella: Então vou avisa-las. Tchauzinho!

Eu desliguei o telefone e entrei na sorveteria, peguei 2 sorvetes de uva e fui ao caixa pagar, sai da sorveteria e fui pra casa de bicicleta, senti o vento no meu rosto... Acho que realmente preciso da natureza kkk 

Eu olho para o lado e vejo um casal se beijando... Eu me viro rapidamente para frente. Nossa! Eu estava tão bem em não pensar em casais! Ai eu estou andando por ai e avisto um! Mas é inevitável... Pessoas se amam, querem a companhia do outro... Acho melhor, eu arranjar alguém que me ame de verdade, e não por que sou bonita ou por obrigação... Acho que vai ser complicado kkk Eu dou um leve sorriso. Acho que eu preciso de adrenalina! Mas depois... Agora eu preciso relaxar e desenhar ou pouquinho. 

Eu chego em casa e deixo a minha mochila no sofá e olho para os lados, não vejo o Lucas, decidi bater na porta do quarto dele.
Lucas: Entra!

Eu entrei no quarto dele, e é a primeira vez que entro no quarto de um menino... O quarto dele é branco o lençol da cama dele é azul claro e escuro, ele tem uma mesa com o notebook dele e ele está sentado lá e ele tem um armário de madeira artesanal... Muito bonito!

Eu cheguei perto dele e vi que estava trabalhando, eu acho... Eu peguei o picolé e abaixei minha cabeça perto da dele e dei o picolé, e ele levou um susto, eu ri muito!! Depois disso ele ficou vermelhinho!
Lucas: Você me assustou!

Ele viu o picolé na minha mão, olhou pra como se perguntasse "É pra mim?" eu estendi a mão e ele entendeu.
Lucas: Por isso o sabor da fruta.
Bella: KKKKKK
Lucas: Não precisava!
Bella: Eu não acho que seja verdade. Muitas pessoas dizem isso, mas na verdade elas querem, só não querem incomodar as outras pessoas.
Lucas: Você descobriu! E também não queria gastar o seu dinheiro. Quanto custou?
Bella: Foi de graça!
Lucas: Sério?
Bella: Pra você foi, e eu não quero que me dê dinheiro algum!
Lucas: Eu insis... -interrompido-

Eu coloquei o meu dedo nos seu lábios pedindo silencio. 
Bella: Eu não quero que me dê nadinha! 

*Lucas on*

Quando eu ia falar ela colocou o dedo na minha boca e falou que não era para dar a ela nada, eu fiquei vermelho!! Eu acenei com a cabeça, ela retirou o dedo e sorriu.
Bella: Então assunto encerrado!

Ela saiu do meu quarto, e eu virei para o computador, tentando não pensar na rebolada que ela deu ao sair! Coloquei a cabeça no computar e repeti na minha mente "Sai pensamento! E não volte!" e olhei para o picolé e o comi.

*Lucas off*

*Bella on*

Eu sai do quarto dele eu comi o meu picolé e quando acabei lavei as mãos e fui desenhar, eu fiz uma paisagem que eu adorava quando estava no reino... Eu me ficava lá nos momentos em que estava brava, triste ou só queria ficar sozinha. Eu amava esse lugar de dia e de noite! Era linda a visão do pôr do sol, e a luz das estrelas que batiam na água... 2 minutos depois alguém bate na porta. Eu sai do meu quarto e fui abri-la.

 


 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...