História O passado que vive no presente - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 9
Palavras 768
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Esporte, Festa, LGBT, Luta, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oi pessoal, eu sei que demorei para postar esse capítulo mais eu estou bastante ocupada, sempre que der eu postarei um novo capítulo, e me desculpem se tiver algum erro ortográfico e tenho uma boa leitura📖📖📖

Capítulo 10 - Um sonho, ou melhor um pesadelo


Djully on

....Numa pracinha, para mim ela é bem famíliar mais por que?. Eu me pergunto o do porque aquele mostro né assombra mesmo depois desse tempo todo,  eu só quero esquecer o meu passado mais ele insiste que quer voltar e ficar no meu presente.
Nicolas percebe que eu estou pensativa mais não me pergunta nada,  ainda, nos sentamos num banco azul que estava próximo da gente depois de um bom tempo sem falar nada ele me pergunta.

-Por que saiu do baile da quele jeito?. Eu não digo nada apenas abaixo a cabeça. -Djully me diga o que esta havendo com você para te ajudar,  por favor!?.

Eu: -Tudo o que você precisa saber nesse momento é que eu encontrei alguém do meu passado e que essa pessoa me fez muito mal.

Nicolas: Você quer ir para casa ou quer ficar um pouco aqui?

Djully:-Podemos ir. Ele só acende e vamos para casa, quem sabe uma noite de sono não me faça bem? Chemos em casa nois dois entramos eu me viro e apenas digo.

-Obrigado por me tirar de lá. Não deixo ele dizer nada subo e pelo o que eu entendi o tio Pedro vai viajar as 2 da madrugada estranho mais fazer o que,  pelo  visto vou ficar sozinha nessa casa grande justamente o que eu mais odeio,  ficar sozinha. Tomo um banho coloco o meu pijama que é de seda e vou me deitar,  rapidamente os me olhos se fecham até ter um sonho ou melhor pesadelo.

"Sonho"


???: -Gostou do seu castigo? Pela sua cara você não gostou bom podemos repetir até você gostar o que acha?. O homem desconhecido tenta se aproxima e com toda a minha força eu digo.

-fica longe de mim.

???:-E se eu não ficar vai fazer o que além de chorar,  nada né pode apostar eu vou voltar mais cedo ou mais tarde e você não vai se ver longe de mim,  a sua vida se tornara um inferno pode apostar.

Eu: -Não, não.... Me solta,  me solta..

"Sonho off "

-Não, não.... Me solta,  me solta..

??: -Djully acorda DJULLY.

Eu abro os olhos que estão cheio de lágrimas que querem sair mais eu não posso deixar e vejo Nicolas , ele está com uma cara de preocupação e assustado ao mesmo tempo.

Nicolas: -Djully o que aconteceu, por que você estava gritando?

Eu: E-eu tive um p-pesadelo.
 Não penso duas vezes e o abraço-o no começo ele fica sem reação do que fazer mais logo me envolve em um abraço é tão bom ficar perto dele parece que nada vai me acontecer.

Nicolas: -Calma vai ficar tudo bem, eu vou pegar um copo de água para você. Ele se a levanta e quando ele ia dar um passo eu seguro o seu braço dizendo.

-Não vai,  não me deixe sozinha dorme aqui comigo.

Nicolas: -Tem certeza?

Eu: -Convio em você.

Nicolas: -Esta bem. eu dou espaço para ele se deitar ao meu lado ele me puxa para eu encostar a minha cabeça o peitoral dele, e assim eu durmo ele acariciando o meu cabelo.

Nicolas on
Eu acordo com  a Djully gritando eu vou até o quarto dela ele se debate um pouco até eu conseguir acordar ela a mesma me diz que teve um pesadelo e me pede para eu dormir com ela. Eu aceito vejo que ela está assustada e com medo,  eu vou descobrir o que aconteceu com ela,  há se vou.

Nicolas off

Djully on

Eu acordo com os raios de sol batendo no meu rosto eu me espreguiço o é claro que o Nicolas não está aqui até alguém bater na minha porta e digo entra e quando abre a porta vejo o Nicolas.

Nicolas: -Bom dia como você esta, fiz o seu café!

Eu: - Primeiro Bom dia, segundo estou bem e terceiro obrigado por fazer o meu café e por ter dormido aqui comigo.

Nicolas: -Djully o que aconteceu no seu pesadelo para você estar gritando. Pego a bandeja e coloco de lado faço um sinal para ele sentar na minha cama.

Eu: -Pensei que nunca mais iria falar sobre isso mais... Quando eu tinha $$$ eu estava [...]  quando alguém puxou e me jogou no carro [...] e ele me disse que era inimigo do meu pai [...] ontem eu tive esse pesadelo por que eu vi ele quando a gente voi ver o Cristo Redentor e no Baile, eu queria saber por que ele era inimigo do meu pai mais o meu pai morreu a um bom tem como você deve saber.

{Continua... }


Notas Finais


Leia as notas a cima e me digam o que acham que vai acontecer! Bjus até o próximo capítulo! 😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...