História O Passado Sempre Volta (BTS) - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Jeon Jungkook, J-hope, Jimin, Jin, Jung Hoseok, Jungkook, Kim Namjoon, Kim Seokjin, Kim Taehyung, Min Yoongi, Park Jimin, Suga, Você
Visualizações 16
Palavras 1.167
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Demorei? COM TODA CERTEZA QUE SIM!


Maaaaas... Eu avisei que iria sair capítulo essa semana e Tcharaaaan :3


Bom... Vocês vão conhecer um pouco mais sobre a S/N :3


E socorro... De onde eu tirei essas idéias? (Fiquei com dózinha dela ;- ;).


EU NÃO PESQUISEI NADA PARA ESCREVER ESSE CAPÍTULO!! TUDO DA MINHA CABEÇA VIU...


Espero que gostem... (Talvez saia capítulo sábado... TALVEZ).


Boa leitura :3

Capítulo 6 - ???


Fanfic / Fanfiction O Passado Sempre Volta (BTS) - Capítulo 6 - ???

P.O.V'S ??? on


Mas que droga! Eu não sabia que minha vida seria difícil dessa maneira após todas aquelas merdas! Sabe meus caros leitores... É difícil viver depois de morta, na verdade difícil é uma palavra bem fraca para tudo isso que eu passo!


Não tenho tempo para nada! Nem para ficar doente tenho tempo... De vez em quando uma certa inveja de Amélie me vem.


Ela mesmo depois de morta leva a vida boa... E eu? Simplesmente sofro por causa dela!


“Ah... Mas como assim sofre por causa dela?”


Coisas lindas do meu coração... Eu morri junto com Amélie naquele dia, apenas para segui-la aonde a mesma fosse.


Idiota!


É exatamente isso que sou! Uma idiota apaixonada pela melhor amiga que não vale nada... Ela me enganou, assim como enganou a todos.


Agora estou aqui, trabalhando feito uma escrava para a Senhora Wang Ji-hyun.


Bom... Não posso ficar aqui batendo papo com vocês e reclamando de como minha vida ficou uma merda depois das burradas que fiz por amor.


P.O.V'S ??? off


S/N já no aguentava mais ir para o colégio e ficar evitando seus amigos e seu irmão, já se passara dois dias e a mesma estava totalmente deprimida e a ponto de ter uma recaída após um ano em seus remédios e drogas.


Ela não queria aquilo, não queria uma recaída que pudesse a fazer morrer sem nem ao menos perceber, como da última vez em que consumiu altas quantidades de remédios e drogas muito fortes.


A garota lembra como se fosse ontem o dia em que a mesma descobriu coisas sobre sua irmã já morta... S/N se lembrava muito bem como pulará o muro de sua enorme casa e sairá correndo pelas ruas escuras de Seul em uma plena madrugada de sábado, ela se lembra de como acabou se perdendo bem perto de um fornecedor de drogas e de como a mesma sem hesitar comprou muitas e muitas drogas.

 

S/N se lembra muito bem de quando tomou alguns de seus remédios e se deixou ser manipulada por uma voz em sua cabeça e usar um pouco de cada droga que ela havia comprado... A garota se lembra muito bem de um homem se aproximando da mesma e lhe oferecendo algumas bebidas que foram aceitas... Ah, como se lembra! Lembra exatamente de como quase matou o homem e de como quase tirou sua própria vida com uma faca de serra, para a sorte do cara e de S/N, a mesma tinha tido uma overdose.


Sim, a garota quase morreu... Só teve sorte de ter levado seu celular consigo, que por acaso tinha um rastreador e que por sorte esse rastreador foi colocado por sua madrasta, a Senhora Park.


Com certeza ninguém iria querer reviver algo do tipo... Principalmente S/N que se controlava ao máximo em um quarto de hotel que havia pago para ficar... A menina Park não queria atormentar seus amigos com seus problemas pessoais e nem ser um peso ou desgosto a sua família.


Engraçado... Era impressionante como a pequena e doce garotinha de muitos anos ainda existia em si, de como ela precisará de sua mãe ao seu lado mesmo depois de tudo que passará sozinha.


Preciso tanto de você aqui comigo Omma, você no faz ideia do quanto ainda me faz falta.


E novamente uma crise de choro e tristeza se instalaram naquele quarto de hotel... Lembranças de sua mãe vieram em sua mente enquanto lágrimas grossas e salgadas passavam de seus olhos para as bochechas e caindo diretamente no chão.


Ela teria uma recaída com certeza... Então a mesma resolveu ligar para Son Seung-wan, uma das poucas pessoas que a apoiaram e ficaram ao seu lado após tudo o que havia lhe acontecido no passado.


Mas para seu enorme azar... Aquele não era seu celular, com toda certeza ela sabia que não era.


S/N – Mas que merda! Aish... E agora? – Disse dentre soluços que lhe escapavam.


Para sua sorte o dono ou dona do aparelho não havia colocado senha alguma no mesmo. Então S/N resolveu ligar para o único número que lhe vinha a mente... E era o seu próprio número.


Se ela se sentia tola? Bom... Talvez um pouco sim. Ela estava a ponto de se render a algo que lhe faria mal e até poderia lhe levar a morte.


O celular tocou...


Uma


Duas


Três vezes


Até que finalmente alguém atendeu.


*Ligação on*


???Olá?Uma voz meio sonolenta e rouca logo se pronúncio, certamente a pessoa estava dormindo e S/N acabará por acordar o desconhecido... Sim desconhecido, certamente era um homem do outro lado da linha.


S/N – A-An... Oi? – A garota ainda com uma voz embargada pelos soluços contidos vacilou um pouco... Aquela voz lhe era familiar, mas isso certamente era algo de sua cabeça – Me desculpe mas... O-o senhor de-deve estar com o meu ce-celular e – A mesma fora interrompida pelo desconhecido.


??? – Senhor? Sério mesmo? Tsc... Mas bom, sim eu estou com o seu celular... Acho que acabei confundindo com o meu e pegando sem querer e com certeza você fez o mesmo, podemos destrocar quando?


S/N - Bom... Acho que daqui uns três dias?


??? – TRÊS DIAS? COMO ASSIM TRÊS DIAS? VOCÊ É DOIDA GAROTA? EU PRECISO DO MEU CELULAR PARA ONTEM TA? – A mesma entendia que três dias era muito tempo, mas ela só estaria totalmente, ou quase, bem só em três dias.


S/N - Me desculpe é que... Que no momento não estou muito bem e meio que não quero ver ninguém por três dias...


Foi possível ouvir uma respiração pesada e longa do outro lado da linha.


??? – Ok... Mas só três dias por favor! – E do nada foi possível se ouvir barulho de coisas sendo quebradas pelo telefone – MAS QUE MERDA VOCÊS ESTÃO FAZENDO AGORA?


S/N – A-ah... Bom acho melhor desligar... V-você deve estar ocupado agora e - Novamente fora cortada pelo desconhecido que tinha seu celular em mãos.


??? – Ah espere! Durante esses três dias irei lhe ligar para saber sobre meu celular! Vai que você acaba por fazer algo com ele? Tipo vender? Preciso estar ciente! Ah e mais uma coisa... Qual a senha do seu celular? – Neste momento o coração de S/N parou... Para que carvalhos ele precisava da senha do seu celular?


S/N - B-bom... É PkSnowball... – Mesmo meio receosa a mesma acabou por passar a senha de seu celular para um completo desconhecido... Talvez ela realmente fosse doida e não pensasse nas consequências.


??? – Ok!


*Ligação off*


S/n – Nossa que educação esse cara tem viu... Nem um obrigado ou um tchau affs...


Após falar isso os problemas da vida atingiram S/N como uma bomba que acabará de explodir em suas mãos sem dar-lhe tempo de respirar ou sequer piscar direito.


Novamente memórias de todos os tipos lhe atingiram e aquela sensação de tristeza e dor que haviam lhe deixado após ouvir a voz do dono do celular que estava consigo por um tempo reapareceram.


Aquela noite seria uma das mais longas em sua vida.


























Continua...


Notas Finais


Finalmente né?

Que capítulo foi esse meus nenéns? Socorro kakaks

AAAH!!! É amanhã, amanhã (Entendedores de verdade vão entender { Ai ninguém entende ;- ;} skaks)

E então? Como você estão? Gostaram?

A fanfic está só no começo! Aguardem o resto da história e no desistão de mim!!! Eu demoro para fazer tudo ta?

Espero realmente que tenham gostado! (DESCULPE QUALQUER ERRO!!)



Tchiaun e beijos :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...