História O Pecado mora ao lado (Imagine jungkook - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook)
Tags Babgtan, Bts, Jeon, Jungkook, Romance
Visualizações 191
Palavras 2.254
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Voltei com mais uma fic pra vocês. Apreciem sem moderação e me contem o que acharam, ok?! Perdoem algum erro despercebido ♡♡♡

Capítulo 1 - Capítulo unico


Fanfic / Fanfiction O Pecado mora ao lado (Imagine jungkook - Capítulo 1 - Capítulo unico

A separação dos meus pais acarretou muitas mudanças na minha vida. Uma delas, é ter que ir morar num bairro diferente e longe dos meus amigos de infância. Agora vou morar apenas com minha mãe , que trabalha muito pra poder pagar as despesas da nova vida. Com casa já comprada, nos mudamos para ela do jeito que ela está. A nova casa era grande e confortável, mas precisava de uns retoques na pintura, elétrica e alguns vazamentos no meu quarto também.
Enquanto alguns homens faziam o serviço da minha nova casa, resolvo ir até a pequena varandinha que tem em meu quarto, que dá pra lateral da casa vizinha. me sento e começo a olhar umas revistas deixadas pelo antigo dono. Quando escuto alguns latidos, gritos e risadas gostosas de ouvir. Então decido levantar e ver o que está acontecendo. A casa vizinha era bonita e grande como a minha. Muro baixo, grama verdinha e uma piscina bem Grande ("... Deve estar uma delícia a água dessa piscina, bem geladinha..") me pego pensando nesse calor às 11h da manhã. As risadas e latidos vinham do meu vizinho e do cachorro dele, que, relutava em tomar banho. Eles eram lindos !! O dono e o cachorro. Ele estava só de bermuda e todo molhado, já o cachorro continuava dando voltas sem querer o banho . Que belo corpo ele tinha. Logo ele me vê rindo das peripécias do cachorro e acena com mão e um Belo sorriso no rosto e grita:
-Bem vinda, vizinha!!
Você grita de volta dizendo :
- obrigadaaaa.
No dia seguinte, vou para fazer minha matricula na faculdade próxima da minha casa. Chegando lá, encontro o meu vizinho, que dessa vez não está com seu cachorro. Ele muito risonho e simpático vem até mim, e pergunta:
- a vizinha tem nome?
-sim, meu nome é s/n e meu vizinho tem nome (risos)
e ele se apresenta

-Eu sou o jeon jungkook, muito prazer! Mas pode me chamar de kookie. É assim que meus amigos me chamam.

- O prazer é meu kookie!

Acabamos voltando juntos da faculdade. O ônibus nos deixava até certo ponto do caminho e algumas ruas abaixo teriamos que ir a pé. A conversa tava fluindo, e ele era bem conversador, de riso fácil e bem cativante. Mas, tinha uma certa timidez intrigante, Que abrigava um charme a mais nesse rapaz. E ele era um verdadeiro pecado! Chegando na porta da casa dele, nos despedimos ele entra, e eu sigo pra minha casa. Dias se passam e vamos construindo uma amizade . Minha mãe até nota que estamos próximos ..

Omma: filha, e o nosso vizinho?

O que tem nosso vizinho, mãe? (..Falo meio sem prestar atenção folheando uma revista velha no sofá..)

Omma: Vocês vieram juntos da faculdade que eu vi pela janela.. Estão namorando? Me diga logo, não aguento de tanta curiosidade ! Ele parece ser fofo (.. Ela faz biquinho enquanto fala e já imaginando ele como genro..)

- Quer dizer que agora a senhora anda me bisbilhotando pela janela, Dona S/N.. Que coisa feia!

" Não, mãe. Não estamos namorando se é era isso que queria saber . Ele é só...

Omma : só...

" só um amigo, mãe . Somos apenas amigos que acabaram de se conhecer, e que estudamos na mesma faculdade e que ele é uma pessoa legal , divertido e até bonito diga-se de passagem .

Omma: reparou bem nesse seu amigo, pelo visto, né .

Aish , mãe !! A senhora tá que tá hoje, né! Perguntadeira por demais...

Omma: tá bem. Não está mais aqui quem falou. Xiuuuu, boca de siri !!!

Ai Ai, essa minha mãe é uma graça (risos)

Deixo minha mãe na cozina , e subo pro meu quarto. Deito na minha cama e me aconchego nos travesseiros e me ponho a pensar... " O quão legal seria se ... ahh tô sonhando acordada! Nunca que ele vai me dar bola desse jeito. Ele só está sendo simpático comigo, como ele é com todo mundo .Ponha isso na sua cabecinha tola S/N e pare de pensar besteira "

Jeon era apenas um amigo, mas, no fundo eu não queria só amizade. Tinha algo ali entre nos dois, ou será só ilusão da minha cabeça?. Uma Química legal fluía de nós dois. Quantas tardes na sacada fiquei um tempão só esperando para que meu vizinho aparecesse pra dar pelo menos Boa tarde, assim como quem não quer nada. Minhas aulas na faculdade começam e sempre me encontro com kookie pelos corredores. Na volta às vezes ele me acompanha. E essa noite não foi diferente. Meia hora no ônibus e mais 5 minutinhos caminhando. Quando chegamos na porta de jeon , ele fala:
- Não quer entrar um pouco? Sei lá, a gente podia comer alguma coisa, assistir um time... Estou sozinho por uns 2 dias, meus pais foram tratar de vender a casa da minha avó no interior e tudo isso demora, você sabe como é..burocracia e tudo mais. Tem uma pizza congelada, tem pipca de microondas ( risos) não sou um exímio cozinheiro e isso é tudo que posso te oferecer . Mas te garanto que o forno eu sei ligar sem mandar a casa pelos ares.
(Ele me fez rir com essa última frase)
Tudo bem. Eu adoro pizza .

Aceito o pedido e digo que só vou guardar minhas coisa e tomar um banho rápido e já voltaria. Ele aceita e já vai preparando a pizza no forno e dá um jeito rápido na casa.

Omma: pra onde a senhorita Vai toda arrumada e cheirosa desse jeito?

É que o jeon me convidou pra assitir um filme .
Omma: hum, Jeon. Quanta intimidade..

( minha mãe adora me fazer me sentir envergonhada)

Terminei o que tinha de fazer e finalmente fui a casa dele toco a companhia e ele abre a porta. Ele já havia tomando banho, tava cheiroso, vestindo uma bermuda Branca e camisa preta. Entro e ele me deixa bem à vontade me mostrando rapidamente a casa dele. Então Ele pede para que eu escolha um filme pra podermos assistir. Então eu vou e escolhe um filme qualquer e começamos a assistir. Em algum momento do filme, tem uma cena bem ardente
Acaba deixando o clima pesado e fico constrangida com a cena. Mas, continuo assistindo junto a ele. Estamos sentados no chão encostados no sofá bem confortáveis e aos poucos, Jeon vai chegando mais perto e de ladinho ele vai se aproximando. Ele bota o braço por cima do meu ombro e me olha nos olhos e me dá um sorriso de leve, como quem espera uma palavra de desaprovação. E ele acaba dizendo que adorou me conhecer e que fazia tempo que ele não conhecia alguém tão legal, com uma conversa boa e digo o mesmo pra ele. Com todo esse papo, já começo imaginar coisa e minhas mãos ficam geladas e começo a sentir arrepios com o rumo dessa conversa. Jeon, bem de leve, põe a mão no meu cabelo, e vai acariciando..Sua mão era leve e macia e fazia um cafuné muito gostoso. Aos poucos me apoio a cabeça no ombro dele e conseqüentemente ficando ainda mais perto. Os dedos de jeon começam a descer pra minha orelha e vai alternando descendo na minha bochecha e pescoço. Era uma delícia sentir seus toques. Ele começa a me olhar, ele parecia bem nervoso e mesmo assim toma coragem e vai encostando o rosto dele no meu, roçando pele na pele, experimentando meu cheiro. Ele encosta o nariz no meu e vai fazendo carinhos, brincadeiras quase selando nossos lábios. Ele me fazia perder o fôlego com aquela brincadeira e eu ansiava pelo beijo que se aproximava. Então, bem devagar ele começa a me beijar, lábios finos mas cheios de habilidades. era calmo, era gostoso aquele beijo Ele movia os lábios de maneira que me fazia seguir seus movimentos. Nossas línguas tinham sincronia perfeita e se entrelaçavam para não mais se desfazer. Era um beijo quente, com desejo e sabor de pecado. respirações cada vez mais descompassadas agora pediam passagem pra algo ainda mais intenso. Eu perco totalmente a vergonha e subo em cima das coxas de jeon, e num jogo de línguas começamos a brincar. Chupadas profundas, mordidas safadas. Jeon segura forre minha cintura. Eu grudo minhas mãos nos lindos, macios e cheirosos cabelos dele
Puxo a cabeça dele para trás e vou do lóbulo da orelha, até o pescoço dele, totalmente dominado pelo prazer que o fazia sentir. Minha língua fazia verdadeiro estrago nos sentido dele que agrava com os olhos fechado e mal conseguia sequer falar uma frase sem gaguejar. Fui bem no ponto fraco dele. As mãos dele eram fortes, ágeis e logo vai passeando por baixo da minha blusa que era bem solta e fina. O toque dele era delicioso e ia subindo e subindo vagarosamente me observando se contorcendo. Ele tira minha blusa com cuidado e vai beijando meu pescoço e desce mais um pouquinho dando beijinhos entre meus seios enquanto me olha nos olhos, ele abre meu sutiã com apenas uma mão e uma cara de cafajeste que toda mulher deseja...de bebê ele só tinha a cara e só quando queria. Vou puxando a camisa dele e vai surgindo um abs maravilhoso que me faz morde os lábios só de olhar. Nós dois estamos em sintonia total, o mundo la fora pouco importava, nosso mundo era em cima daquele tapete bem macio e convidativo pra um transa bem gostosa que ia se iniciar naquele momento. Estava de saia e ele põe as mãos por baixo dela sentindo minha pele a apertando minha bunda com força. Me levanto na frente dele ainda com os joelhos no chão e ele entende perfeitamente meu desejo. Ele abaixa minha calcinha até minha coxa, ainda estou com a saia e sem ver nada, apenas no tato e olhos nos olhos, jeon começa a me sentir com a Ponta dos dedos que escorregavam em mim . jeon me pergunta se está gostoso e o que eu quero? Peço pra ele pôr dois dedos bem devagar. Ele introduz dois dedos e com o outro dedo começa a massagear meu clitóris, os beijos não cessavam. Ele tira a mão dele e estava encharcada com minha lubrificação e aquilo o deixava de pau cada vez mais duro. O volume já era grande e ele ansiava pôr me consumir por inteira. Nós estavamos grudados e suados tiramos toda a roupa e nos deitamos no tapete da sala. Jeon me beija a boca e vai descendo ..
Pelos meus seios, minha pele arrepia na mesma hora, meus olhos se fecham para apenas sentir aquele prazer. Ele continua descenso , chega na minha barriga e me lambe até chegar na minha buceta totalmente molhada de tesão, ele começa então a me lamber com a Ponta da língua, e vai passando de cima a baixo e Ele percebe tremores no meu corpo. Aquela língua me deixava sem reação e ele continuava e bota mais um dedinho no vai e vem e me chupando cada vez mais forte . a boca dele adorava sentir meu sabor, ele beijava, mordia e lambia minhas coxas. Ainda de olhos fechados, sinto uma pressão muito grande na minha buceta. Era ele me penetrando com gosto e muita força, seu pau era Grande e grosso que podia sentir as pancadas, mas totalmente indolor. meus gritos misturados com os gemidos de jeon, ecoavam pela casa inteira. Ele me põe de quatro na Beira do sofá e começa a me fuder com gosto, dando tapas na minha bunda e me chamando de vadia bem no meu ouvido e que iria me fuder até não aguentar mais. Aquelas palavras me despertavam os mais sujos desejos. Puxões de cabelo e tapas no meu rosto me deixando Vermelha fazem parte do enredo. Ele era dominador e tinha pulso firme e eu adorava tudo aquilo nele. Nuca tive experiência igual como aquela. Ele era sem pudor, sem amarras e pra ele valia de tudo. Ele segura meus cabelos e lambe minhas costas molhadas de suor e sem pudor peço pra ele:
-Vai mais forte, quero sentir vc me rasgando por dentro bem forte e sem pena
Ele obedece meus desejos e me fode ainda mais rápido e forte, só que dessa vez, Ele me põe em pé inclinada contra a janela que está com o cortina levemente aberta . o risco de alguém ver aquela cena deixava tudo ainda mais instigante. Jeon então me penetrando o mais profundo que consegue e meus gritos ficam ainda mais alto e ofegante. Ele morde meus ombros , enquanto acaricia um de meus seios que está eriçados pelo vento frio que adentrava pela janela. Luzes apagadas...
E apenas o clarão da lua ilumina nossos corpos inundados de tanto prazer. As mãos de Jeon se uniam as minhas com força, beijos com a cabeça inclinada para trás, nossos corpos colados se desejava mais e mais. As pernas já não tinhas mais força e ele começa a me estocar com força e bem rápido até que meus gritos de um orgasmo forte como um furação invadiam nós dois. O gozo dele era quente e escorria lentamente pela minha coxa esquerda. Ainda atrás de mim, jeon me abraça e me beija segurando meu corpo que já estava sem forças para continuar de pé. A noite estava linda, uma lua gigante no céu muito convidativa para mais uma rodada de filmes por mais algumas horas.


Notas Finais


Se você chegou até aqui, obrigada pela leitura. Espero que tenha sido proveitosa. Até a próxima! ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...