1. Spirit Fanfics >
  2. O pedido >
  3. Capítulo único

História O pedido - Capítulo 1


Escrita por: e projetoharuno


Notas do Autor


Oii, espero que gostem desse pornô em forma de escrita!! Parceria com esse projeto gostoso!!!

Capítulo 1 - Capítulo único


Havia chegado o grande momento, nenhum treinamento, guerra ou inimigo o deixou tão ansioso e amedrontado como esse sentimento o deixou.

Caminhava a passos lentos, com um pequeno buquê de lírios, suspirou algumas vezes. As coisas em sua vida estavam prestes a mudar drasticamente.

Ter um caso com Sakura já era algo que no começo o fazia se sentir desconfortável, foi seu sensei, depois vinha a diferença de idade, muitas vezes isso colocou um peso social em suas costas quase insuportável.

Mas por mais que quisesse, não conseguia manter-se afastado. Sakura fazia parte de sua rotina e a ausência dela o causava abstinência.

E mesmo sendo um pouco tarde, pois seus sentimentos já estavam sendo aflorados, decidiu pedi-la em namoro. Agora as coisas se tornavam oficiais, iriam a público como um casal, mas sinceramente, mesmo que soubesse que iria surgir muita fofoca em torno do seu relacionamento, não se importava, já tinha se privado de muita coisa por medo do que a sociedade iria falar, porém, quando se travava de Sakura, não se importava muito, estaria disposto a ouvir o que fosse se no final ficassem juntos. E apostaria que ela também.

Sim, agora apostaria tudo o que tinha se a aposta fosse que a Haruno retribui seus sentimentos, antes quando se envolveram, sem nenhuma pretensão de algo mais sério, ambos carregavam sentimentos passados consigo, mas agora, estavam totalmente entregues. Sakura o amava, tanto quanto ele a amava, e Kakashi acreditava tanto em Sakura quanto em si mesmo.

Quando percebeu, já estava em sua porta, permaneceu imóvel e em silêncio, não estava nervoso, só um embaraço emocional quando pensava se tudo o que combinou sairia como planejado. E se Sakura não aceitasse? E até a duvidou, que antes era certeza absoluta, se ela a amava... E antes de continuar com suas paranoias, Sakura abriu a porta.

- Senti seu chakra. O que faz aí parado? - Perguntou.

E pela primeira vez em anos, ficou sem saber o que dizer... nenhum treinamento ninja o preparou para aquela momento. Não que fosse inexperiente, mas com Sakura era diferente, o palpitar em seu coração somente ela conseguia fazer.

- E essas flores? São para mim? - A Haruno o olhou de cima abaixo, sorrindo logo em seguida.

- Claro... - Disse com dificuldade, era nesse momento em que se declarava dizendo que a amava e que não conseguia mais viver sem assumi-la e por isso estava pedindo-a em namoro, mas por algum motivo nada estava saindo. Estava se sentindo um idiota.

- Kakashi, está tudo bem? - A Haruno perguntou preocupada.

- Sakura, olha eu te amo e... - Não conseguiu falar o resto. Estava completamente travado. E só pensando o que estava acontecendo consigo.

- Está terminando comigo? - Sakura perguntou preocupada e já assumindo um semblante triste.

- Por Deus, não! Eu te amo muito, e não consigo mais me ver longe de você e odeio a gente ter que se encontrar às escondidas, não tenho mais idade pra isso! Quero que todos me vejam com você, quero te levar pra jantar e depois ver as flores de cerejeira com você... E meu Deus, eu vim aqui te pedir em namoro. - Falou rápido todas as palavras, tomando um ar logo em seguida.

Assustou-se com a careta da Sakura, será que sua teoria dela não sentir o mesmo estava correta? Mas foi surpreendido com um beijo e risos vindo de sua parte.

- Era por isso que estava tão estranho a semana inteira?

- Sim. - Sakura não compreendia que aquilo fora a coisa mais difícil que Kakashi fez em toda sua vida.

- Idiota! É óbvio que eu aceito namorar com você.

E antes que pudesse esboçar alguma alegria, Sakura o puxou para um beijo que já começou intenso, a Haruno chupava sua língua enquanto fazia questão de gemer em sua língua. Kakashi apertou sua cintura, trazendo-a para mais perto, respondeu o beijo na mesma intensidade, deixando ser provocado e quase fudendo com a boca da Haruno com a própria língua.

Ainda estavam na porta, visíveis para quem quisesse ver aquela baixaria. Kakashi ainda não se desgrudando, caminhou para dentro da casa dela, fechando a porta e caminhando para o quarto. Sakura parecia uma gata no cio, não se desgrudava de Kakashi, beijava o seu pescoço e gemia com pequenos toques.

Na verdade, estava feliz pelo pedido, pelas flores que agora estavam jogadas pela casa, e por principalmente ter algo oficial com Kakashi. Seu amor.

O Hatake tirou a roupa que Sakura usava, deixando-a apenas de calcinha, única peça íntima que usava.

- Puta que pariu... gostosa pra caralho. - Disse, depois virou a Sakura de costas, abaixou-se para beijar sua bunda. A Haruno sentiu a calcinha molhar e os mamilos endurecerem.

Kakashi a jogou na cama de bruços, enquanto tirava própria roupa e observava o corpo quase nu da mulher. Sakura rapidamente se sentou na cama, sabia que Kakashi gostava de comandar, mas essa noite seria diferente, tomaria as rédeas da situação.

- Vem sentar aqui do meu lado, vem. - A Haruno a chamou manhosa, e o Hatake cedeu ao seu pedido, mesmo que sua vontade fosse de fudê-la.

Sakura o beijo mais uma vez, e deitou ao seu lado na cama, enquanto ele continuava sentado com as costas encostadas na cabeceira da cama. Observou o pau duro, necessitado de atenção e molhado pelo líquido pré-ejaculatório. Umideceu as mãos com a própria saliva e tocou em seu membro.

Kakashi de primeira gemeu, sentido o contato rígido em seu ponto mais sensível. Sakura continuou com os movimentos de vai e vem em seu pau, ora lento ora rápido, depois apertava com mais força a glande e girava os dedos que rodeavam a cabeça do pau do Kakashi. Logo em seguida, com o seu dedão, enquanto os outros dedos ainda continuavam em volta da cabeça rosinha, começou a acariciar o topo da glande, e com a outra mão, ir e vir com força por todo o resto do membro.

Kakashi estava transtornado, levantando suas costas pelo prazer e gemendo vergonhosamente alto, quase jorrando todo seu leite na mão de Sakura. E esta por vez, também estava encantada com o prazer que fazia Kakashi sentir, não demorou muito para adentrar os próprios dedos na calcinha e acaricia-lá, começou pelo clitóris, mas seu tesão era tanto que começou a se penetrar, fudendo com si próprio.

Aquela cena deixou Kakashi ainda mais excitado, precisava daquela mulher urgentemente. Parou, mesmo sob protesto, os movimentos de Sakura.

- Caralho... - Disse.

Abaixou-se para chupar Sakura, que ainda tinha seus dedos a masturbando, mas fora impedido pela mesma.

- O que foi? - Disse salivando com vontade de chupar a buceta melada que fazia barulho por causa do contato de Sakura.

- Adoro que você me chupe, mas eu preciso ser fudida. Agora. - Disse meio autoritária.

- Qual é... - Protestou.

- Kakashi!

O homem a virou de costas brutalmente, se era isso que ela queria, era isso que ela teria. Tirou sua calcinha, e levantou seu quadril, seu pau fisgou ao notar a buceta encharcada e vermelha. Caiu em tentação e levou sua boca até lá, lambeu a excitação de Sakura, provando o seu gosto e a sentiu a contrair.

- Mete logo. - Disse brava.

- Caralho, Sakura... não era isso que eu planejava, sabia? Eu viria aqui, te pedir em namoro, te entregaria as flores, nós faríamos um amor gostoso e...

- Eu prefiro ser fodida com força. - Confessou rindo, virando seu pescoço para vê-lo.

- Porque você é assim, hein? - A beijou.

- Qual é, começamos com sexo, nada melhor que começar outro ciclo da nossa vida assim também.

Sakura era realmente sua perdição.

- Safada.

Antes de Sakura revidar, Kakashi a empinou mais, ajeitou-se por trás e meteu em sua buceta encharcada. O contato bruto fez ambos gemerem, não demorou muito para o Hatake se movimentar, cada vez mais fundo dentro de Sakura.

Estavam fortes e contínuos, a Haruno comprimia a buceta, apertando o pau, fazendo Kakashi ir mais rápido, fazendo seu corpo balançar muito e seu ventre se contrair.

Iria gozar e seu ex-sensei não estava atrás.

Sentido que seu orgasmo estava perto, começou a sair e entrar em Sakura, fazendo com que o barulho dos corpos de chocando preenchesse o quarto todo, e a mulher sentisse bem fundo dentro de si seu membro.

Sakura o apertou uma última vez dentro de si, antes de gozar em seu pau. Seu orgasmo escorrendo pela pica e escorrendo por suas pernas fez Kakashi chegar mais rápido ao ápice. Saiu de dentro dela e jogou sua porra no fecho de sua bunda. Caiu ao seu lado, cansado.

- Eu te amo, Kakashi.

O homem não pôde deixar de rir.

- Eu te amo também, Sakura.

A mulher o beijou, ainda afetada pelo sexo selvagem que acabaram de fazer.

- Você pode me chupar agora e me levar para jantar em seguida. - Sugeriu.

- Sakura... - Achou engraçado como aquele lado da Sakura se mostrava para si, a amava de todos os sentidos.

- Pensei que o jantar hoje fosse você.

A Haruno riu, não achando uma má ideia.


Notas Finais


Sakura Haruno mão de britadeira!! Amooo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...