História O pequeno príncipe e o futuro guerreiro - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Kai, Sehun
Tags Kaihun, Sekai
Visualizações 20
Palavras 1.296
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, LGBT, Yaoi (Gay)
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Único


Dois meninos brincavam no jardim do castelo, o mais novo com seus quatro anos e o mais velho com o seis, corriam por toda área e sempre tendo cuidado para não se machucaram. Pode até parecer estranho, mas o pequeno de quatro anos, era quase o segurança do mais velho , desde pequeno Jongin acompanhou a gravidez de sua criada e babá favorita, para ele , ela era sua mãe nas horas vagas, Jongin apesar te ter dois aninhos quando Sehun nasceu, não desgrudava em nem um momento do garoto, estava sempre querendo ajudar e brincar com o pequeno bebê.



Sehun poderia ter apenas quatros anos, mas já se comportava como gente "grande": Arruma sempre a cama que dividia com sua mãe, não usava mais fraldas, tomava banho sozinho, comia sozinho e sempre que podia ajudava alguma das empregadas com as tarefas fáceis.


Não poderia deixar de falar sobre Jongin , ah Jongin , esse ensinou metade das coisas que seu amiguinho mais novo aprendeu a fazer e a outra metade o orientou ou o ajudou a aprender. Jongin era nada mais nada menos que o filho dos Reis, Kim Junmyeon  e Zhang Yixing, apesar desse título, foi criado como um "garoto normal", seu pai Zhang ,que antes era um dos soldados do castelo, exigiu que seu filho fosse criado da mesma forma que ele, aprendendo que nem sempre temos tudo, que precisamos conquistar o que desejamos e mais importante saber que todos do castelo são nossa família...


Senhora Oh e Senhor Kim estavam tomando um chá enquanto  seus maridos resolviam detalhes sobre o novo ataque que teriam que se proteger, Senhor Zhang como rei e um dos soldados do reino e Senhor Oh como seu braço direito, tinham que saber lidar perfeitamente com as piores situações e essa era uma delas, a segurança de seu povo e sua família estava correndo riscos por causa de rebeldes que não tinha motivos para guerrear e estavam atrás de confusão, Zhang cuidava de guerras e estratégias enquanto o Kim cuidava de todo o resto.



Os meninos sem problemas algum, apenas se preocupavam de brincar de correr um atrás do outro no jardim. Sempre no final da tarde os amigos se juntavam para deixar seu bebês brincarem juntos, eles loucamente tinham fé que em um tempo não muito distante daquele seus filhos seriam o casal mais lindo do reino.

O que podemos dizer dessa loucura de nossos pais? Nada.


Seus maridos sempre que ouviam isso apenas ficavam quietos ou riam dos comentários desnecessário que eram feitos.


Enquanto os doiss conversaram animadamente , mais a frente os dois garotos corriam, o mais velho sem querer tropeçou em uma pedrinha e o mais novo tentou o segurar, mas como era mais fraco acabaram caindo um por cima do outro.


"Você se machucou ursinho?" - Sehun perguntou preocupado.


"Não sei, mas meu dedinho está doendo." - O mais velho respondeu fazendo um biquinho.


"Eu posso dar um beijinho para melhoras logo seu dodói..."


"Seu beijinho não sara dodóis, só o da mamãe..."


"Mas eu posso te dar um beijinho só para você se sentir melhor?!"


"Pode?!"


"Mamãe disse que eu só posso beijar assim a pessoa que eu gosto muito e a pessoas que eu mais gosto é você ursinho..." - O mais novo disse e deu um selinho rápido no mais velho.



Os dois que os observavam , apenas viram quando os dois estavam no chão, ficaram observando a preocupação e o selinho dos dois...


Eles teriam uma ótima "fofoca" para contar paras seus maridos antes de se deitaram.




...




















" Ursinho, ursinho" - Sehun entrará todo alegre no quarto do seu melhor amigo. - " Ursinho, acorda hoje é o dia que nossos papais vão voltar da guerra"


" Aigoo não precisa gritar! " - O pequeno Jongin disse coçando os olhos - " Ainda falta algumas horas pra eles chegarem, deita aqui ,ainda está cedo para os nossos papais chegarem!"


Mesmo ansioso Sehun se deitou na cama com seu amigo, era normal essa troca de carinho deles, sempre que Sehun ficava ansioso com alguma coisa ia correndo para o  quarto do amigo e o jeito que Jongin o acalmava era pedindo pra ele deitar em sua cama e o  fazeria cafuné .



Depois de algumas horas as trombetas foram tocadas, anunciando que o rei havia chegado no Castelo são e salvo, assim que Sehun  ouviu o barulho das trombetas ,deu um salto da calma e acordou Jongin para eles irem até  a frente do Castelo se encontram com a Guarda real.


" Crianças ficam calmos parece que nunca viram seus pais chegar de uma guerra !" - Senhor Kim ajeitava os dois pequenos em sua frente.


" Desculpa alteza, e que estou com saudades do meu Appa!" - Sehun falava com um biquinho nos lábios - " Faz quase um mês que eles saíram pra essa guerra, estou com muita saudade!"


A mãe de Sehun só observa seu filho ansioso, ele tinha uma enorme carinho pelo seu pai, e sempre que o pai ia sair pra uma guerra ele já começa contar os dias para a volta dos guerreiros e de Seu rei.


" Olha Hunie, eles estão entrando! " - Jongin apontava para os grandes portões


" Eba ursinhos nossos papais chegarem!" - Sehun falava todo saltitante.


Quando o rei chegou mais pertos as duas crianças saíram correndo em direção para abraçar seus devidos pais,  Jongin pulou com tudo no colo de seu Appa ,esse tinha uma expressão triste no rosto, já Sehun, esse ficou correndo de um lado para o outro procurando seu Appa, ele achou estranho seu Appa não está ao lado do rei sempre que eles voltavam de uma guerra o Appa de Jongin ficava do lado de seu rei, só que dessa vez ele não estava.


" Com licença alteza... " - Sehun parou na frente de seu rei fazendo referência. - " Onde está meu Appa?  Não vejo ele com os outros guerreiros e nem lugar algum... "


" Sehun você terá que ser muito forte... " - o Rei colocou Jongin no chão e se ajoelhou na frente do pequeno Sehun. - " Essa guerra não foi nada fácil, foi noites e dias de luta e com isso perdemos nosso melhor guerreiro..."


" Nossa alteza que triste!" - Sehun falou olhando para o chão - " Mas porque eu tenho que ser forte? "


" Porque... O guerreiro que perdemos foi seu Appa Sehun! " - nesse momento Sehun ficou paralisado, não sabia se corria ou se chorava, estava perdido.- " Mas saiba meu jovem, que ele morreu com nobreza e nós já nos vingamos de quem tirou seu Appa de você."


Sehun não disse nada apenas pegou na mão de sua Omma e saiu andando, o pequeno não chorou e nem gritou,  ninguém sabia dizer se ele tinha aceitado a morte seu Appa ou se ainda estava tentando entender que não iria mais ver seu Appa.



Anoiteceu e Sehun foi para frente do Castelo ficar sentado olhando o portão e lembrando das vezes que seu pai voltava de algum lugar.


" Sehun você não deveria está aqui fora!" - Jongin disse sentando do lado de seu amigo. - " Vamos entrar e tomar um chocolate quente que você adora !"


" Ursinho... Meu Appa não vai voltar! " - Sehun falou com voz de choro. - " Eu não irei mais abraça ele ou brincar com ele! "


" Não fique triste Hunie, seu Appa morreu com honra, e acho que ele não gostaria de lhe ver chorando e outra meu appa disse que quando morremos nós viramos estrelas ou seja seu Appa acabou de chegar." - Jongin falou apontando para o céu e mostrando a única Estrela que tinha no alto naquele momento.


" APPA EU VOU ME TORNAR UM GRANDE GUERREIRO IGUAL O SENHOR FOI E VOU HONRA SEU NOME E UMA PROMESSA." - Depois que Sehun falou aquelas palavras chorou pela primeira vez naquela noite.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...