História O Perfeitinho (imagine Yeonjun - TXT) - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias ITZY, Tomorrow X Together (TXT)
Personagens Beomgyu, Chaeryeong, Lia, Personagens Originais, Ryujin, Soobin, Yeji, Yeonjun
Tags Clichê, Drama, Itzy, Romance, Txt, Yeonjun
Visualizações 113
Palavras 1.124
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


~ Desculpe qualquer erro

~ Boa leitura!

Capítulo 4 - Chapter 03


Fanfic / Fanfiction O Perfeitinho (imagine Yeonjun - TXT) - Capítulo 4 - Chapter 03

Saímos da escola ficamos conversando o caminho todo, foi legal, tirando a parte de ela debochar de tudo que eu falo e ficar me xingando ou gritando comigo. Fomos em direção a uma loja de celulares bem famosa aqui na cidade. Lá vendia capinhas, películas, caixinha de som, peças de celular e computador, enfim essas coisas de eletrônicos. Nos aproximamos do carinha que estava no balcão.


— Em que posso ajudar? - o cara que aparenta ter menos de 30 anos diz simpático.


— Queremos consertar a tela de um celular, tem como fazer isso? - pergunto.


— Bom, depende do quanto está danificado, se não for muito grande a parte quebrada, dá para trocar sim! Posso ver o celular? - ele estica a mão e mesma entrega a ele - hum...


— Acha que da 'pra consertar? - pergunta vendo o mais velho analisar o aparelho.


— É bom que dê! Se não eu juro que enfio esse merda no seu...- eu interrompo a mesma antes que ela continue essa besteira.


— Com certeza vai dar... não é? - olho quase em um pedido de socorro pro cara que só ria da situação.


— É lógico que dá para consertar. Não danificou o sistema nem nada do tipo, foi só a tela...eu consigo trocar isso 


— Ótimo! Nós queremos nesse exato momento, então você já pode começar! - ela diz cruzando os braços.


— Por favor....- completo.


O cara sai de perto e entra em uma porta que dá para um salinha. Olho para a mesma que revira os olhos.


— Que é? 


— "Que é"? O cara poderia ter se sentido ofendido e não ter ido consertar a tela - digo sério.


— Mas não se sentiu - ela da de ombros. 


— Mais será possível! - bufo - olha só...ahm...éh...aish, não me lembro de como é seu nome 


— Deve ser porque eu não falei - diz óbvia.


— Então você bem que poderia me dizer, né!? - sorrio.


— Não vou dizer e nem adianta você insistir! Se depender de mim você nunca irá ficar sabendo meu nome 


— S/N? - um garoto baixo de cabelos castanhos olha surpreso para a garota em minha frente.


Então o nome dela é S/N...bom saber ~ penso.

— Merda - ela sussurra enraivecida - espera um pouco...Taehyun? 


Ela vai até o mesmo e o abraça. Olha só...ela sabe abraçar!



P.O.V S/N



Taehyun era meu vizinho e colega de classe quando ainda morava no Canadá. Viramos melhores amigos inseparáveis e nisso ele também começou a se meter em encrenca. Seus pais descobriram tudo que ele fez após uma reunião de pais e mestres e decidiram deixar ele o mais longe de mim e o pensamento mais plausível ds pais dele na época foi: mudar de país. Isso já faz uns dois anos. Depois que ele foi embora perdemos contato e nunca mais soube dele. Quem diria que tinha se mudado logo para a Coréia e bem na  cidade que eu estou agora.


— Senti saudades de você arruaceira - sussurra em meu ouvido. Apenas ri e o abracei mais forte.


— O que você 'ta fazendo aqui? - pergunto assim que sai do abraço.


— Essa é a loja do meu irmão, eu to trabalhando aqui 'pra conseguir um dinheiro a mais. Você sabe que eu nunca gostei de ficar dependendo do dinheiro dos meus pais né, daí eu resolvi vir 'pra cá...até eu achar alguma coisa melhor 


— Eii essa loja é muito boa ta! - o irmão de Taehyun sai da salinha resmungando - eu construí isso daqui com muito esforço tá legal? 


— Tá bom Taehyung, tá bom! - Taehyun revira os olhos enquanto eu só ria.


— Espera...esse é o Taehyung? Tipo o Taehyung, aquele Taehyung?...Kim Taehyung? Aquele carinha magrelo e capenga? - o olho surpresa.


— Adorei saber que você me via desse jeito filhote de Santanas - ri - a propósito, eu já consertei o celular. Aqui! - ele o entrega para Yeonjun.


— Pô cara, valeu mesmo - dou um high five no mais velho - acho que foi até bom esse idiota aqui ter quebrado a tela do meu celular, ao contrário eu não teria reencontrado meu parceiro de longas datas e seu irmão, que agora tá um gostoso 


— Olha como fala com meu irmão sua pervertida - da um soquinho no meu braço -  mas tirando isso, eu sinto falta das nossas encrencas, bons tempos - Taehyun sorri lembrando do passado.


— Pena que você foi embora e eu tive que fazer tudo sozinha - bufo - mas enfim, agora eu tenho que ir. Amanhã eu volto - sorri abraçando meu amigo e dando um toquinho na mão de seu irmão - bora logo Yeonjun... Yeonjun? Yeonjun.... YEONJUN! - grito (Gif da capa).


— A-ah oi? - pisca algumas vezes.


— Em primeiro lugar devolve meu celular - ele me entrega - e em segundo, para de dormir acordado imbecil e vamos embora caralho! 


Saio da loja sendo seguida pelo pabo. Caminhavamos em silêncio. Yeonjun estava estranho, ele costuma encher o saco, mas dessa vez não tinha nem olhado para minha cara. O que me deixou com certa raiva e com vontade de quebrar a cara dele. Sério, só de olhar para essa cara desse retardado me dá vontade de quebrar todos os dentes dele. Passamos em frente a uma sorveteria que, a propósito, estava bem cheia.


— Você quer? - ele pergunta.


— Pode ser, tá calor mesmo...mas você paga! É rico mesmo...- dou de ombros e entro na sorveteria escutando um "aish" do outro.


— O que vai querer? - olhavamos os sabores no pequeno mural perto do caixa.


— •seu sabor preferido• - digo e o mesmo vai até o caixa pedindo um de chocolate com menta - aih...não sei como dizer isso mas...obri..gada? - tento ser o mais sincera possível.


— Você não deve estar muito acostumada a agradecer as pessoas não é? - ri - mas tá tudo bem 


— Não enche! - bufo.


O sorvete fica pronto e Yeonjun o pega, me entregando um logo saímos da sorveteria e andamos até uma praça ali perto. Era bem grande e bonita, com flores bem coloridas e cheirosas, tinha um lago com alguns patinhos na beira. Fomos até lá e tiramos nossas mochilas, nos sentamos no chão e ficamos observando o lago.


— Porque você é assim? - Yeonjun pergunta.


— Assim como? 


— Assim...tão revoltada com a vida - ri.


— Não é nada, beleza...


— Me fala por favor - faz bico - eu, literalmente, nunca te pedi nada...



Continua...


Notas Finais


O que será que a S/N vai dizer pro Yeonjun, hum?

¯\_(ツ)_/¯

~ Espero que tenham gostado

~ Até a próxima <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...