1. Spirit Fanfics >
  2. O Perfume Perfeito - Severo Snape >
  3. Fim

História O Perfume Perfeito - Severo Snape - Capítulo 18


Escrita por: albuqrafa

Capítulo 18 - Fim


Era como se eu estivesse mais uma vez naquela fatídica noite, a mordida da cobra fez minha pele arder como nunca. O veneno se espalhava rapidamente pelo meu sangue, ver o Trio de Ouro chegando não foi um fato tão chocante. Era como se fosse óbvio que chegariam para "salvar a pátria".


          Foram os momentos mais difíceis da minha vida, só conseguia pensar em América e Rosie. Elas iriam conseguir.


- Papai? 


- Papai? - escuto uma segunda voz.


- Seu pai está dormindo - a voz de América me despertou.


- Mas ele tem que acordar! - não, essa voz não era de Rosie.


- Ravena... - resmungo.


- As duas, fora do quarto. Agora.


- Mamãe! - as duas retrucam.


- Fora, as duas!


          Estava com os olhos ainda fechados, mas sabia que América estava fechando a porta para as meninas saírem. 


- Bom dia, príncipe - minha esposa havia se sentado ao meu lado da cama, me dando um selinho.


- Bom dia, minha linda - abro meus olhos calmamente, se é que era possível ela conseguia ficar ainda mais linda a cada ano.


- Suas filhas estão cada vez mais impossíveis - América acaricia meu rosto delicadamente.


- Minhas filhas? Que eu saiba 50% delas é todinho seu.


- Por mais que eu as ame, é errado querer que elas completem onze anos logo?


- Mandar as pestinhas para Hogwarts e deixar que McGonnagall se vire? Isso não se faz, mamãe.


- Eu te amo, obrigada por tudo príncipe. Feliz aniversário papai - ela me beijou mais uma vez, com intensidade.


- Elas devem estar atrás da porta - América havia se sentado em meu colo em meio aos beijos.


- Hmm - ela resmunga - Porque?


- O que? Está atrás dos motivos para que decidíssemos ter duas filhas? 


- Exatamente - ela deposita um beijo em meu rosto - tenho mesmo que colocá-las para dentro do quarto?


- É bom - dou de ombros - devemos deixar isso aqui -  aperto sua cintura - para depois, ok? - me sento por completo, juntando nossos troncos por completo.


- Ravena está ansiosa para te dar parabéns


- Por que?


- Porque ela está cismada que vai para a Sonserina, e acha que esse é o presente perfeito.


- Acertou em cheio - dou uma piscadela - Qual o presente de Rosie?


- Um livro, ela escreveu como nos apaixonamos. 


- Como nos apaixonamos? - pergunto claramente surpreso - Isso inclui a parte que nos escondemos no banheiro, depois a levei para a sua casa e uma semana depois você deu em cima de mim, me seduzindo e conspirando para o nascimento de Rosie após alguns meses?


- Não, nos apaixonamos pelos corredores de Hogwarts e Rosie significou a paz do mundo.


- Se ela for para a Corvinal, podemos mandá-la para um orfanato? 


- Você é impossível - nosso beijo se misturava com sua risada - preciso abrir a porta, resolvemos esse assunto mais tarde professor - ela apertou firmemente minhas coxas debaixo de seu colo.


- Meninas! Venham, papai acordou.


          E assim minhas filhas, e minha mulher se juntaram a mim. E foi o melhor dia que poderia imaginar.


Notas Finais


Oioi Bruxões e Bruxonas! Quanto tempo, não é? Espero muuuuito que vocês tenham gostado do rumo e do fim da fic. Tive um grande bloqueio nesses últimos capítulos e fiz de tudo para que saísse do modo que eu sempre planejei. 

Sempre que puderem, levantem suas varinhas para o Alan Rickman nosso eterno Professor Severo Snape; Richard Harris nosso Alvo Dumbedore nos dois primeiros filmes; e Helen McCrory nossa eterna Narcisa Malfoy. É claro que muitos outros atores da franquia merecem as varihas eternamente levantadas, mas foram esses que já partiram e que eu me inspirei para a criação da fic. 

          Obrigada por tudo Bruxineos!

          Um eterno, Malfeito Feito...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...