1. Spirit Fanfics >
  2. O peso de uma morte (Jeon Jungkook) >
  3. Outras lembranças

História O peso de uma morte (Jeon Jungkook) - Capítulo 3


Escrita por:


Capítulo 3 - Outras lembranças


'— Jungkook-ah, acorde. — sinto algo me balançando junto com uma voz manhosa.

— Hum me deixe dormir. — viro pro outro lado, mas a pessoa continua me chacoalhando.

— Larga de ser preguiçoso garoto e levanta logo daqui a pouco você tem que ir se arrumar. — sinto um tapa forte no meu braço me fazendo acordar de imediato.

— Aí! Não precisava disso. — faço beicinho sendo surpreendido por um selar de Bella.

— Perdoe-me. — sorri fofa. — Mas precisava, você precisa ir se trocar. Vamos levante! Vai! Vai! 

— Mandona. — levanto emburrado e saio da sela indo ao meu quarto logo colocando minha armadura. 


— Meu rei. — o saúdo quando chego na sala do trono.

— General Jeon, que bom velo. — diz rei sorrindo abertamente.

— Notícias sobre nossa prisioneira? 

— Até agora nada, se eles não mandarem nenhum sinal, já sabe? — aponta seu dedo para mim.

Sim senhor, agora irei fazer guarda na nossa prisioneira. — me curvo logo sanndo da sala do trono indo em direção a sela de minha amada. — Princesa cheguei. — a encontro deitada em sua cama. — Oi amor! — sento-me ao teu lado logo dando um selar na boca da mesma.

— Oi príncipe! — sorri de forma adorável.

— Se você continuar sorrindo desse jeito irei me apaixonar ainda mais. — deito-me logo a pondo deitada em cima de mim.

— Pare de ser meloso Jeon. — sorri deixando um tapinha em meu peito.

— Com você em cima de mim é incontrolável. — sorri a puxando para um beijo calmo e apaixonante. 



— Papai. — me curvei. — Mamãe! — me curvei de novo. 

— Olá querida como dormiu? — mamãe me pergunta logo após de tomar uma xícara de café.

— Bem. — falo com aboca cheia.

— Querida modos. — esbraveja mamãe.

— A deixe amor. — papai diz rindo. — Sabe como és nossa filha, uma porquinha. — papai também diz de boca cheia.

— Sabemos de quem puxou. — rimos e logo voltamos a comer. — Querida hoje tens provas de vestidos não? 

— A mamãe por que lembrou? — faço beicinho.

— Hyuna sabe como nossa filha é, parece uma moleca. — papai tô e eu também.

— Olha essa coroa torta... E meu Deus Bella tenha modos, onde essa menina vai parar? — rimos da mamãe balançando a cabeça em negação.

— RAINHA ESTÃO NOS ATACANDO! — general Park grita nós assustando.

— Como assim? — meu pai pergunta levantando da mesa. — Esconde elas. — e por fim sai da sala de jantar.

— Vem mamãe! — pego em sua mão e a puxo para fora da sala de jantar, mas ao passarmos pela porta encontramos os soldados do outro reino. Demos meia volta mais vimos mais soldados e não tinhamos mais saída. Eles nos pegaram e nos levaram para sala do trono onde vi meu pai ajoelhado com uma espada em seu pescoço.

— Chegaram mais convidados para participar da nossa festa.— um dos soldados pegaram minha mãe e a pos de joelhos e outro soldado e segurava. Eu gritava esperniava para me soltarem, mas eles me seguraram ainda mais forte.

— Que rolê a primeira cabeça!— cortaram a baca de meu pai e eu e minha mãe gritamos e espirrou sangue para tu qualquer lado e principalmente em mim e em mamãe.— Que rolê a segunda. — cortaram a cabeça de mamãe. Eu já nem gritava só senti o sangue me sujando e os corpos já caídos sem vida. Não escutava e nem enxergava mais nada só via vultos. Quando vi já estávamos longe de meu reino e estavam me colocando em uma sela.


— Ei prisioneira! — um soldado me chamou. — Qual és seu nome?

— Bella. — respondo baixo.

Um nome bonito. — não consigo o responder mais.



— Bella! Bellaaaa! Está me escutando? 

— Oh,desculpe-me Jeon. Estava vagando em meus pensamentos. — sinto ele acariciar meus cabelos.

— Em que estava pensando? — olha para mim em forma de carinho.

— Nada demais. — dou de ombro.'



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...