1. Spirit Fanfics >
  2. O Pintor (short fic) >
  3. 10. Aurora

História O Pintor (short fic) - Capítulo 10


Escrita por:


Notas do Autor


Olá!! bem vindos a mais um capítulo

desculpem mas este também está curto, ando real sem tempo pra escrever galera 😳

Capítulo 10 - 10. Aurora


Mais um belo dia do sol nascente, bem rente da nova moradia que o Min estava reformando, - com a ajuda de seu, agora marido, Taehyung - enquanto Kim estava de pé ainda mais cedo que ele caçando pela primeira vez depois de quase quatro anos sem fazer isso.. Min abriu seus olhos lentamente e, novamente começou a sentir um leve desespero em seu peito ao não ver Kim no seu lado da cama.


Já haviam conversado sobre isso e Min tinha estabelecido que; Jamais queria acordar sem ele ao seu lado. Não só por serem um casal carinhoso em demasia, mas também porque Min estava com muito medo de pegarem Taehyung. Sinceramente não ligava para si, mas tinha medo. Não queria perder Taehyung, o amor de sua vida, o centro da sua existência..

Eles moravam juntos já faziam cinco anos. Cinco anos de paz, sossego e felicidade entre aquele casal. Já pensaram várias vezes em adotar uma criança, já que muitas delas eram sempre abandonadas nas terras da Itália, porém; Não podiam entrar no reino de Min de forma alguma, e uma criança jamais passaria por aquele meio de nada no qual eles viviam. Taehyung sempre teve o sonho de ter um filho, mas sabia que era difícil e por isso mesmo teve fé. Qualquer dia desses sabia que iam encontrar um bebê para eles, mesmo que fosse difícil.

Taehyung, com seus vinte e nove anos estava caçando mais uma vez. Dia 27 de março de 1484. A caça as bruxas não havia cessado ainda, porém estava se tornando mais fácil a cada dia caçar os animais para consumo novamente. Como não podiam guarda carne por muito tempo, Kim decidiu que seria melhor caçar um coelho para que assim pudessem come-lo apenas no almoço, sem precisar deixar carnes fora de um local frio estragando.

Chegou em casa segurando o animal pela pata. Estava animado em mostrar aquilo para seu marido que, agora estava prestes a terminar os legumes quais gostava de juntar com a carne.

Taehyung abriu lentamente a porta e ergueu um pouco o animal abatido, sorrindo orgulhoso de si mesmo enquanto esperava Min o olhar, este que se virou gentilmente na direção de Kim com um prato em suas mãos que logo foi posto sobre a mesa. Yoongi sorriu orgulhosamente do mais alto e foi até ele, segurando o animal e o pegando para assim poder o cozinhar. Beijou seu marido e deixou que ele entrasse logo depois.

Yoongi— Parabéns amor, estou muito orgulhoso de ti.

Taehyung sorriu grande e assentiu algumas vezes, feliz por ter recebido aquele simples elogio de seu marido, este que se afastou e já colocou o coelho para cozinhar. Entrou na pequena residência e fechou a porta atrás de si para poder ir rapidamente até o local onde Yoon preparava as coisas e abraçar a cintura dele ligeiramente, fazendo carinho alí e sorrindo feliz.

Taehyung— Estas tão lindo hoje, cheiroso, maravilhoso.. Assim como todos os dias.

Yoongi— Oh querido, és tão romântico.

Taehyung— Sei disso.

Taehyung assentiu rapidamente e beijou a bochecha de Min cuidadosamente, afastando-se dele para poder fazer algumas coisas fora da casa, organizando as coisas da obra qual estavam fazendo para expandir a pequena residência.

Pouco tempo depois, ambos já haviam acabando de almoçar e estavam prontos para continuar a obra quando ouviram as patas de um cavalo batendo contra a grama, fazendo eles olharem rapidamente para onde o som vinha. Quando viram Jimin, se sentiram extremamente aliviados e felizes afinal, estavam assustados com a cavalaria real vir atrás deles e levá-los para execução. Jimin parou em frente aos amigos e desceu do cavalo, abraçando forte o seu melhor amigo e dando vários beijos nele. Sabia que ele estava casado com Min, afinal ele mesmo havia feito o casamento deles, essa união finalmente verdadeira, onde os dois amavam-se intensamente e disseram sim, com todo o coração..

Jimin— Olá querido! Oi Yoongi. Estive com saudade de vocês meus amores.. Como estão?

Yoongi— Estamos felizes, e muito bem. Queres comer algo, Jimin?

Jimin— Oh não, não posso meus amigos, tenho que fazer entregas. Passei aqui para deixar uma má notícia a vocês..

Ele disse olhando para baixo, fazendo Yoongi e Taehyung ficarem preocupados com aquilo. Jimin não era de passar notícias ruins as pessoas, então algo realmente sério havia acontecido.

Jimin— Namjoon foi executado hoje mais cedo.. Ele era bruxo.

Yoongi automaticamente congelou. Seu melhor amigo Kim Namjoon, havia morrido. Ficou tão triste com aquilo que sequer pode dizer alguma coisa. Frustrado, ele apenas abaixou sua cabeça e suspirou baixinho, algo que deixou o Min deveras confuso afinal não conhecia o tal Namjoon. Quem era este homem? Yoongi pareceu tão triste a saber da morte dele, mas Kim sequer o conhecia.

Yoongi— Ele foi meu único amigo durante muitos tempos difíceis.. Lamento tanto por isso, espero mesmo que ele esteja em paz em agora.

Jimin— Ele está, era um ótimo amigo. Aqui está, ele escreveu uma carta ti Yoongi.

O papel gasto foi estendido pelas mãos de Jimin, este que foi rapidamente pego por Min e aberto o mais urgentemente possível. Estava tão triste com aquilo, seu melhor amigo executado por ser bruxo..

"Querido amigo Yoongi, venho a meio desta carta lhe dizer que estarei partindo dessa para uma melhor.


Eu jamais te contei a verdade sobre mim, mas eu sou um bruxo, e todas as vezes que precisou da minha ajuda e as coisas pareciam magicamente resolvidas, era porque sim, de fato era magia.

Eu realmente espero que esteja feliz com Taehyung, você parece tão bem agora. Ver você sorrindo todos os dias me faz feliz, mesmo que futuramente eu tenha de ir embora desta terra..


Oh sim, que falta eu farei a ti, assim como farás a mim. Mas lembre-se de que, não estarás sozinho jamais. Prometi ser teu amigo até depois da morte, e assim farei.


Serei executado exatamente no dia 27 de março, e eu já sei disso pois forças maiores me disseram.. Está carta é para te deixar ciente da minha execução, e para que te recorde de mim apenas de forma boa, de nossas boas conversas e nossa linda amizade.

Espero por ti aqui, amigo, realmente tenha fé que vamos nos ver, na próxima vida."

Yoongi estava aos prantos quando terminou de ler a carta. Era tão deprimente pensar que seu único e melhor amigo, havia morrido. Inacreditável a dor que sentiu após ler todas aquelas belas palavras. O marido rapidamente abraçou ele, fazendo carinho nas costas do menino que ainda chorava não muito alto, corriam apenas as lágrimas de seu rosto, sem muitos soluços. Jimin apenas suspirava baixinho e fazia um leve carinho no ombro do garoto, este que aos poucos parava de chorar para olhar no fim da carta a assinatura do amigo acompanhada de uma pintura muito bem feita do rosto dele. Que depressão. Estava muito feliz com Kim, e sabia que logo mais iria estar bem de novo, mas ficar com isso na memória; Nunca mais vê-lo em sua vida, era triste. Afastou o abraço e secou as lágrimas, observando Jimin que aos poucos se afastou novamente.

Jimin— Tenho também uma boa notícia.

Yoongi— Uma boa?

Jimin assentiu um pouco e pegou dentro de sua bolsa um pequeno papel com algumas coisas estranhas escritas. Coisas como o nome; Aurora, menina italiana de 6 anos. Sem pais, sem irmãos, sem família. 20 kg

Yoongi ficou confuso lendo aquele papel, diferente de Kim que assim quando leu olho para Park animadamente, sorrindo grande para ele e o abraçado forte. Aurora era uma pequena menina qual conheceu logo ao nascer, no seu vilarejo em Vipsul a seis anos atrás. Sabia que a família dela não tinha condições de criar mais uma filha, e logo mais ela estaria abandonada. Não ficou feliz pela perda da menina, mas sim porque eles dois sempre foram bons amigos. Aurora era apaixonada por Taehyung, que consequentemente era apaixonado pela menininha. Se gostavam tanto que Aura quase o chamava de "pai".

Taehyung— Você vai trazer ela para nós Jimin?! Você vai, não vai?

Jimin riu divertido com aquilo, assentindo algumas vezes e sorrindo ainda mais. Taehyung tinha a boca tão aberta em um sorriso que dói só de olhar. Que sensação boa aquela de finalmente ter a chance nem que fosse curta de ter um filho junto de Yoongi. Estava ansioso, animado, nervoso.. Queria muito ver Aurora novamente, querendo saber como ela está, o que ela evoluiu.

Jimin— Não sei quando.. Mas vocês são pacientes né? Por favor, assim que eu puder, Aurora será filha de vocês.

Taehyung sorriu largo para Yoongi que sorria também, mesmo que fosse pouco. Não estava triste por isso, na verdade realmente tinha a ideia de ter um bebê também, então seria muito conveniente essa menina que apareceu "do nada" ficar com eles..


Taehyung estava tão feliz e Yoongi também, ainda que a morte de seu amigo tivesse sido um grande abate no seu coração. Fazia carinho na mão do marido enquanto se despediam de Jimin, este que logo mais foi embora prometendo que ia trazer Aurora aos dois assim que possível.


Taehyung entrou em casa junto de Yoongi, este que ainda estava bastante abalado pela morte do amigo. Kim abraçou o marido com força e deu vários beijos pelo rosto dele, fazendo carinho nas costas alheias.

Taehyung— Quem era Kim Namjoon pra ti?

Yoongi— Era meu melhor amigo.

Taehyung fez uma expressão surpresa e assentiu levemente, se sentando na cama e deixando o mais velho sobre seu colo. Fazia um leve carinho nas costas dele enquanto olhava para a janela, vendo o sol ir embora de pouco em pouco, tendo a escuridão tomando conta da pequena casinha deles qual haviam conseguido concluir pelo menos um pouco da obra qual faziam. Ajeitou os fios de cabelo do marido e sorriu para ele, beijando a testa do mesmo

Taehyung— Tenho certeza que ele está em paz agora, não é? E, vou reconfortar teu coração..

Yoongi assentiu levemente e sorriu satisfeito, beijando a testa do menino qual estava sobre as pernas, sentado. Fez um carinho na nuca alheia e suspirou baixo quando sentiu a brisa leve da noite bater em seu rosto por conta da janela aberta em sua frente. Se levantou e ascendeu o lampião antes de fechar a janela, tendo menos corrente do ar entrando na casa. Yoongi foi até a lareira e se sentou na frente dela para esquentar o coelho que já estava frio agora. Ficou olhando a pintura onde o rosto de Kim foi perfeitamente retratado, sorrindo minimamente enquanto observava com atenção, sentindo saudades do seu amigo agora que ele partiu.


Apenas deu um leve suspiro e continuou cuidado da carne qual esquentava, retirando ela da lareira assim que sentiu o cheiro bom do bife.. Preparou o jantar e rapidamente se sentou junto do marido, começando a comer pensando em várias coisas. Sentiu que Taehyung o olhava logo ao seu lado, e isso fez Min sorrir mesmo que minimamente. Era possível perceber apenas pelos olhos de Kim que ele amava Yoongi, seus olhos carregados com sentimentos de admiração, paixão, lealdade, todos os bons sentimentos quais sentia pelo seu amado. Que maravilha era olhar e pensar que agora finalmente o tinha só para você, e que ele jamais seria de outra pessoa que não fosse Kim. Jurou amor eterno, e assim seria até que sua hora chegasse. Min por sua vez, o amava igualmente. Os seus olhos brilhavam quando encarava seu marido, este por quem era bastante apaixonado. Amava estar com ele, amava ele mais que tudo, ele era seu bem mais precioso e com certeza arriscaria tudo por ele.

YoongiAurora.. Você conhece a Aurora?

Taehyung— Eu conheço sim! Ela é uma menina lá de Vipsul. Quando os pais tiveram ela já tinham muitas crianças na família, então eles não podiam criar ela. Eles até me pediram pra adota-la na época porque ela sempre gostou muito de mim, mas eu não pude, queria uma pessoa qual pudesse confiar para criar ela, e agora eu tenho!

Yoongi pareceu satisfeito e feliz com a confissão do marido, acabando por sorrir tão grande quanto Kim. Beijou o nariz alheio e mordiscou levemente aquele local antes de se sentar no colo de Kim, fazendo carinho nos cabelos sedosos do marido.

Yoongi— Vamos ter uma filhinha, e eu estou muito mas muito feliz por nós. Sei que é teu sonho.

Taehyung sorriu grande e assentiu um pouco, dando vários beijos no rosto de Min e abraçando ele forte.. Estava contente por Yoongi não parecer mais tão melancólico pela morte como estava mais cedo, se sentia suficiente em fazer o marido feliz mesmo depois de tragédias como aquela.. Após ambos jantarem, ergueu o mais velho em seus braços e após apagar o lampião, foi caminhando lentamente até a cama, local qual o casal deitava todas as noites lado a lado para dormir. Beijou a bochecha de Yoongi ao deita-lo em sua frente, abraçando com carinho a cintura do mesmo antes de fechar os olhos e fazer como todas as noites antes de dormir;

Taehyung— Tu és o meu bem mais preciso.

Devo a ti toda minha felicidade, toda a minha fidelidade, toda a minha vida. Te amo intensamente, imensamente, mais que qualquer coisa existente. És pra mim o que alguém jamais pode ser..És pra mim o mais belo mar, das águas claras e formosas.. Te amo como sempre, para sempre.

Recitar este poema feito por ele mesmo era uma tradição durante todos aqueles cinco anos quais estavam vivendo juntos. Taehyung tinha muito medo pois não sabia quando eles podiam ser descobertos, e por sua vez acabassem partindo. Por isso jurava seu amor todos os dias, todos os meses, todos os anos.. Quando Yoongi disse "Boa noite meu amor", foi quando ele finalmente dormiu em paz. Min era o mais dorminhoco do casal, por conta disso cochilava tão rápido e deixava Kim sempre o observando cair no sono profundo de pouco em pouco. Taehyung sorria contente em tê-lo já sua vida, observando ainda mais a beleza escultural do querido. Pensando quão bom seria ter um bebê agora. Aurora seria oficialmente uma união perfeita, a família dos sonhos de Kim..



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...