1. Spirit Fanfics >
  2. O preço a Se pagar >
  3. 30

História O preço a Se pagar - Capítulo 31


Escrita por:


Notas do Autor


Oiee, antes de vocês lerem quero deixar um desabafo rápido! 

Minha criatividade tomou chá de sumisso e com isso eu quase não escrevo esse capítulo, mas eu prometi postar ainda essa semana então irei cumprir com a minha palavra, então me desculpe o capítulo ruim, ele foi feito com um esforço maior pois sou perfeccionista e não ter tido criatividade suficiente me deixou bem mal!! 

Infelizmente esse cap não será de flashback pois eu não consigo escrever e me agradar de certa forma com o capítulo, mas espero de coração que gostem desse cap e me desculpe novamente pelo capítulos ruim. Amo vocês !! 

Boa leitura e desculpe novamente. 😶😍

Capítulo 31 - 30


Fanfic / Fanfiction O preço a Se pagar - Capítulo 31 - 30

» » » » 

JOALIN: 


Estava nervosa ao extremo, James saiu e nem me disse para onde, não atende o celular e ele é o único que sabe falar coreano. Idiota! 

Termino de me arrumar e tentando ser cautelosa para não quebrar nada com a raiva que me domina, pego dinheiro e saio de casa, logo trancando a porta. Peço um taxi e vou para o Gangnam, lá se concentra muitos estrangeiros e sei que falar inglês lá não será um problema. 


Em todo momento eu tento ligar para ele, mas o imbecil não atende. Que ódio!

De tanto andar, decido entrar em um restaurante e comer, ou tentar já que ainda não me acostumei com a comida da Coreia, ainda é estranho estar aqui… estar fugindo de algo — alguém — que nem mesmo espera que eu apareça novamente. 


O restaurante é bem grande para sua aparência vista de fora, mas é quente e aconchegante por dentro. Me sento perto da porta e abaixo a máscara para baixo, para poder chamar o garçom e assim que ele chegar, me arrependo na hora, havia me esquecido que aqui, é estranho chamarem os garçons!! Por isso que não devo sair sem o idiota do James. 

Assim que a comida chega, ouço o som do meu estômago e iria abaixar a máscara e comer seja o que for isso que me deram, mas meu celular tocar e pelo ecrã vejo ser James, uma raiva descomunal me sobe e eu atendo logo brigando com ele. 


— Aonde você esta? Some e me deixa mesmo sabendo que acabei de chegar na Coréia? 


— Se acalma Joalin, um amigo meu me chamou para conhecer o país de uma forma mais ampla e ir ao cinema. Desculpe não ter avisado e meu celular estava desligado!! Perdão. 


— Você vai conhecer o país e ir ao cinema e eu aqui tenho que ficar sozinha? Eu não sei falar coreano ainda seu louco.


— Eu sei, irei te colocar em um curso de coreano, eu também não sou tão fluente, o pouco que sei aprendi com o Yoongi. Se acalma pelo amor! 


Respiro fundo e tento esquecer que o Yoongi foi citado. 


— Eu to calma, quem está nervosa aqui?


— Calma você não está Joalin, respira e já já a gente se encontra ok? 


— Tabom, estarei em casa… 


Desligo a ligação na cara dele pela raiva e enfim abaixo a máscara começando a comer, mas estava tão nervosa que nem fiquei saboreando. Sinto que tem alguma me encarando e levanto o olhar, logo procurando quem quer que esteja me encarando, paro meu olhar em uma mesa, tem somente um homem de cabeça baixa comendo, ignorei e voltei a comer, minutos depois ouço uma movimentação e vejo que o mesmo cara está indo embora. 

Meu corpo sente um arrepio, a semelhança do cara com Yoongi é gritante, o encaro indo embora e o vejo entrar em um carro de porte caro que está estacionado na frente do restaurante, ele me encara logo após entrar no carro e eu me sinto paranóica de achar que Yoongi estaria na Coréia. 


A saudade e tristeza que sinto por ele, está me deixando paranóica novamente, foi a mesma sensação quando estava no avião e no aeroporto e vi um cara idêntico a ele. Que ódio, ele não sai da minha mente!! 


Termino de comer, mesmo já tendo perdido a fome, já que aqui é falta de educação deixar comida no prato. Pago e volto para casa já triste por ainda lembrar de Yoongi… 

Horas depois James aparece e sorrindo junto de um cara. Ambos estavam falando em coreano, então eu não entendia nada do que era falado entre eles! 


— Olá James, lembrou que não veio sozinho para Coreia? 


Ele me encarou e viu que estava nervosa. 


— Jungguuk, essa é Joalin, uma amiga dos estados unidos, ela veio comigo para Coreia! 


— Prazer em conhecê-la Joalin – Jungguuk diz em inglês e com um sotaque forte  


O comprimento e após eles conversarem, Jungguuk vai embora e eu fico emburrada por ter ficado sozinha. 


— Ah qual é Joalin, para com esse bico. 


— Qual é digo eu James, eu não sai dos estados unidos para te ver andando por aí, sem me avisar e nem me convida para ir junto? Só você precisa conhecer a Coreia? Tenha compaixão James. 


— Ok, não quero brigar!! Me desculpe, sei que fui errado. 


— Acho bom. Irei me deitar! 


— Ok, descanse bem.


Suspiro e vou para meu quarto. 


James me convidou para vir para Coreia com ele. O hospital que ele trabalha nos Estados Unidos recebeu um notícia que um hospital daqui precisava de enfermeiros especializados e James foi enviado para cá e me trouxe junto, foi um mês depois de ter pedido demissão da casa do Yoongi, como queria sumir, aceitei. Otto e minha mãe ficaram lá, mas com o medo de meu pai aparecer e eu não estar junto, irei dar um jeito de trazer eles para cá. 


Até o momento estou desempregada mas James toda madrugada vai para o hospital fazer seu turno e eu fico sozinha. Mesmo estando longe de Yoongi, seu pai e de qualquer coisa que ligue a ele, ainda sinto falta dele, ainda me dói o peito saber que amo alguém, que nem teve consideração por mim. Irei esquecer Yoongi, nem que para isso eu use o James, que já disse que aceitaria me fazer esquecer ele, mas eu acho errado usar alguém para tapar bucaro, mas meu desespero para esquecer ele me fez querer aderir essa ideia. 


[...] 


Certo dia super feliz e sorridente, acordo querendo tacar um chinelo na cara do James por estar falando alto no telefone, saio do quarto já pronta para xingar ele de tudo quanto é palavrão existentes nesse planeta, quando na verdade ele estava com visita na sala. 

Tomo um susto e fico envergonhada pela forma como estou, já que acabei de acordar. 


— Olha ela aí!! Joalin essa é uma amiga próxima minha e de Jungguuk, ela tem uma notícia. 


— Olá – digo baixo pela vergonha me dominando, devo estar que nem um pimentão 


— Ela fala inglês, pode ficar calma!! 


— Olá Joalin, desculpe chegar tão cedo! Eu soube que está desempregada pelo Jungguuk e James, eu abri um restaurante recentemente e ele pelo sucesso está ficando cheio, e os donos que somos eu e um amigo próximo não conseguimos administrar ficar como recepcionistas e cuidar dos negócios, e agora estou aqui. Preciso de até três recepcionistas. Jungguuk e James já aceitaram… 


— James? Mas e o hospital?


— Eu sairei mais cedo para ir para o hospital que coincidêncialmente fica no mesmo bairro do restaurante. Aceita? 


— óbvio que sim! Eu tava mesmo precisando de algo para me ocupar. 


— Ótimo, semana que vem, compareça com Jungguuk e James, e já poderão começar no mesmo dia!! 


— Obrigada pelas ajuda. 


— Não tem de que, agradeço por aceitarem o emprego. 


Ela sai do emprego e todo aquele mal humor foi embora. Voltei para o quarto e me arrumei devidamente, volto para sala e fico vendo desenhos coreanos, pois é mais fácil de entender do que as notícias e novelas.


»»»» 


Estava na rua indo já em direção ao restaurante junto de Jungguuk e James, que conversavam super animados sobre algo que eu não sabia o que era. Ao pararmos em um restaurante bem grande e aparentava ser caro, descubro que meu salário não vai ser baixo. Me ânimo logo de início! 


Abro a porta e fico sem jeito por ver que a amiga de James estava beijando um cara, ela sorri e logo vem até nós. 


— Oh, Que bom que chegaram! 


Nessa hora, eu já me arrependia de ter aceito. O cara se vira e me ligo que todo esse tempo eu não estava paranóica, Yoongi realmente estava na Coréia… e para melhorar a minha paixão por ele, eu novamente trabalharia para o mesmo? Que ótimo. Meu humor decaiu novamente. 


— Yoon Deixa eu lhe apresentar, esses são James, Jungguuk aquele amigo que lhe disse a uns meses e Joalin… 


Essa mulher que até agora não sabia o nome sorria e eu me sentia super incomodada e Yoongi se mostrou estar igual. 


— algo errado bebê? – ela pergunta após ver que ele estava incomodado com algo, ou alguém… 


— Estou bem, não se preocupe. Sejam bem vindo os três, irei para minha sala e hyuna irá apresentar e explicar tudo, qualquer dúvida, chamem ela. – Hyuna… então esse era o nome dela, e coincidêncialmente o nome da ex namorada dele, olha que ótimo, minha vida só " melhora ". Ele da um selar nela e meu estômago se revira pelo momento, ele logo sai correndo para os fundo e hyuna, se vira para nós sorridente e começa a explicar tudo sobre o restaurante e eu em nenhum momento conseguia focar na conversa. 

James sabia bem que eu não estava bem ali, ele tanto quanto eu ficou surpreso também. 


— Vá ao banheiro e tome uma água Joalin, vai passar mal se ficar dessa forma, está até pálida. – James aconselha sussurrando, e eu concordo. 


— Hyuna… eu irei ao banheiro, aonde fica? 


— O banheiro dos funcionários fica no fundo do restaurante logo ao lado da sala dos donos, logo ali.. – diz apontando. Concordo e me retiro. 


Vou ao banheiro e jogo água no rosto. 


Foco Joalin, você deve ser profissional e não envolver o passado, Yoongi agora namora com a hyuna e deverá superar seja o que tiverão no passado. 


Mas porra justo ele… que azar do caralho! 


Respiro fundo e abri a porta e com a sorte me dizendo Adeus, vejo Yoongi parado logo na porta da sua sala. Ele me encara e sorri fechado, mas seu olhar estava triste, que ódio.


— Precisa de algo chefe? – pergunto mantendo a postura profissional. 


Ele não responde, apenas pega meu pulso e me puxa para dentro da sala, e fecha a porta, trancando logo em seguida. 


— Sim preciso, preciso conversar sério com você!! Dessa vez, não tem como fugir de mim. 


Engulo seco e concordo minimamente… ele se aproxima e sem avisar, me abraça… eu fico sem reação, seu ombro começa a tremer e eu vejo que ele chora.


— Yoongi… 


— Eu senti tanta sua fala Joalin…


E meu coração mais uma vez me trai, quando eu sem pensar, abraço ele e começo a chorar junto, sem ligar que sua namorada estava do lado de fora. 




Notas Finais


Pedindo perdão novamente pelo capítulo pequeno e ruim!!

O que acharam? Espero que não tenha ficado tão ruim no ponto de vista de vocês. E por favor, me ajudem, me dêem ideias pro próximo cap, não me deixem no vácuo, quero muito atualizar o fic rápido mas se depender da minha criatividade, so atualizo ano que vem..

Sugestões são muito bem vindas e o cap não está revisado ainda, então contém erros...

Até mais...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...