1. Spirit Fanfics >
  2. O preço de uma (não) amizade >
  3. Dia ruim

História O preço de uma (não) amizade - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Notas do autor:

Oi gente, espero que gostem do capítulo. Valeu pelos 38 favoritos com apenas 1 capítulo, vocês são incríveis.

A responsável pela capinha maravilhosa é a @_satturn , sigam ela aqui beleza? Ela merece^^ Valeu anjinho~

Boa leitura💕

Capítulo 2 - Dia ruim


O dia estava cinzento. Nuvens escuras cobriam o céu que o ruivo tanto amava ver e apreciar durante horas, mas naquele dia não estava nenhum pouco bonito ao seu ver. O dia estava muito frio, fazendo o garoto custar a levantar da cama. Como ele demorou a levantar da cama acabou se atrasando para o colégio.

Levantou-se tropeçando e batendo nas paredes e até bateu o dedo do pé no guarda roupa. Xingou o objeto - que não tinha culpa de nada - de vários palavrões, nem sabia que era possível tantas frases com o tanto de palavrões que saiam da sua boca machucada de tanto morder com raiva.

Correu em passos apressados para o banheiro e apenas escovou os dentes com rapidez e lavou o rosto. Voltou ao quarto e vestiu o fardamento do colégio e as pressas pegou a mochila e jogou os livros dentro da mesma e saira do quarto todo bagunçado e correu em destino da cozinha.

Ao chegar da cozinha dar de cara com sua mãe com uma cara pura de deboche e sua irmã com a mesma cara. As duas sabiam que o garoto estava atrasado, mas não o acordaram pois queriam ver até aonde o garoto ia se atrasar. Sorriu forçado para as duas mulheres, pegou uma torrada e a mordeu com fúria por ninguém ter te ajudado naquele dia que era difícil pro ruivinho se acordar. Comeu e as vezes se engasgava com o pão , mas nada que um copo de suco não ajudasse. Assim que terminou de comer, se despediu das duas mulheres da vida mesmo com um pouquinho de raiva por nenhuma ter o acordado.

Foi para a garagem e pegou a bicicleta, sua atual e melhor companheira nos horários atrasados nesses últimos dias. Assim que subiu encima da mesma, saiu pilotando que nem um louco a bicicleta para chegar o mais rápido possível no colégio. Enquanto estava 3 quarteirões para chegar ao sue destino final, começou a chover fraquinho, uma neblina.

Xingou aos sete ventos pois o Hoseok via que se ele não chegasse logo no colégio ele ia levar uma chuva - e das fortes . Faltando um quarteirão apenas . O ruivo olhou para o relógio de pulso e viu que faltava apenas 5 minutos pra primeira aula começar. Suou frio, pois não queria mais receber faltas , principalmente na matéria de ciências, onde sua professora não era de Deus.

Faltando dois minutos pra aula ele conseguiu chegar na escola quase inteiro . Colocou sua bicicleta com o restante das outras bicicletas dos alunos e correu pra dentro da sala apressado. Assim que entrou deu de cara com Namjoon, o seu amigo e também o nerd da sua sala. Nerd é uma palavra que soa ruim, então apenas o considerava um gênio.

- Oi Namjonie. - Sorriu para o amigo que retribuiu com seu sorriso fofo que mostrava as suas covinhas.

- Oi Seokie. - Olhou para o amigo e franziu as sobrancelhas. - O que aconteceu? Você está péssimo amigo.

- Ah, isso? - Aponta para o seu estado deplorável e depois se senta na sua cadeira , afinal , era lugares marcados, agradecia um pouco, pois pelo menos se sentava na frente onde poderia ver tudo. - Então, sabe que o tempo está nublado né? Sabe também que em tempos assim eu me acordo com dificuldades, então até ai você já tira suas conclusões. - Viu o amigo concordar. - Ah... Quase ia me esquecendo, e para completar minha manhã de azar, eu bati no meu dedinho do pé e quando eu estava vindo de bicicleta eu levei uma chuvinha.

- Seu dia está ruim mesmo hein. - Terminou de falar assim que a professora entrou na sala dando bom dia para os alunos.

Depois conversamos - Em uma frase escrita em um pequeno papel que Namjoon escreveu deu para o seu hyung e o mesmo afirma com a cabeça.

Os garotos prestavam a atenção na matéria. Namjoon entendia perfeitamente e até respondia as perguntas da professora, mas Hoseok ficava voando com o que a mulher indagava.

Por quê genética é tão complicado? Para quê cruzar "AA" com "aa" ? Ninguém quer saber o quanto de possibilidade de um casal ter um filho

com uma doença qualquer! Por quê mendeu cruzou aquelas ervilhas? Era falta do que fazer? Hoseok achava que sim.

Bufou e prestou atenção em o ser específico. Era ele.

Kim Taehyung.

O garoto prestava a atenção na aula - pelo menos Hoseok achava que sim - e mordia a ponta do lápis. Fez menção para virar a cabeça pra trás e imediatamente Hoseok virou o rosto.

Os dois suspiraram. Afinal, por quê o garoto estava tão distante?

• • •

- Por quê não tenta falar com ele? - Jungkook perguntou dando um gole de seu suco de morango.

- Você não acha que eu já tentei fazer isso , Jungkook? - Suspirou.

- Talvez ele esteja passando por algum problema familiar, Seokie. - O Namjoon tentou acalmar o seu hyung.

- Mas não tem sentido. Ele não iria me bloquear nas redes sociais e me ignorar por conta de problemas familiares.

- Vai ver ele apenas não queira assusto com você mesmo.

- Mas por quê? Eu não fiz nada! - Fez biquinho - este que os mais novos acham muito fofo.

- Não sei, apenas quem sabe disso é o próprio Taehyung. - Namjoon olhou para o relógio de pulso e permitiu acelerar os amigos. - Vamos gente, daqui a pouco toca para a próxima aula.

Mesmo contra gosto o Hoseok termina de comer em silêncio, e os seus dongsaengs encaravam o mesmo sem falar absolutamente nada. Não queriam magoar o ruivinho ou algo do tipo, então apenas falavam a frase " fale com o Taehyung" , mas quem disse que o Kim dava brechas para o Hoseok se aproximar?

No outro lado do refeitório se encontrava o Taehyung olhando de longe seu melhor amigo e ao seu lado a Seulgi. A garota tentava acalmar o outro mesmo não entendendo o porque do mais novo se afastar sem mais e sem menos do ruivinho.

- Você não entende noona. - Se lamentou e abaixou a cabeça sobre a mesa.

- Não entendo mesmo, por quê não falou o porque de você se afastar dele assim do nada? É evidente que ele está preocupado e triste.

- Eu gosto dele. - Abriu o jogo e a garota arregalou os olhos sem acreditar.

- Como? Por quê não conta pra ele? É sério que você gosta dele? Bem que não deveria ser uma surpresa pra mim, você é um idiota por ele.

- Cala a boca noona! - Corou. - Não é tão simples assim contar pra ele garota, o meu crush é meu melhor amigo. - Suspirou.

- Claro que é fácil, eu contei para a Irene que eu gostava dela e hoje somos um casal. - Mostra a aliança e dar um sorriso bobo.

- Mas pra você é fácil né, a Joohyun noona gostava de você antes de você se declarar. O Hoseok não gosta de mim.

- Como você pode ter tanta certeza assim? Que tal você perguntar e tirar suas dúvidas ao invés de ignorar ele?

- Simples, porque o jeito que ele olha para os amigos dele é diferente de como ele olha pra mim.

- Você acabou de se escutar moleque? - Perguntou Seulgi indignada.

- Sim e concordo com o que eu falei. Eu só bloqueei ele porque não ia conseguir ignorar ele com o garoto mandando tantas mensagens.

- Acha que deixar você e ele triste, é o melhor a se fazer?

- Olha... - Escutou o sinal tocar. - Eu não sei mais de nada Seulgi, eu realmente não sei.


Notas Finais


Notas finais:

Eae? Gostaram? Espero que sim.

Bom, antes que alguém pergunte, eu ainda vou escrever o capítulo para a fanfic Hopekook, ok? Estou sem criatividade pra ela, mas daqui a pouco tempo eu posto alguma coisa.

Espero que estejam se cuidando do coronavirus, e não COMPREM MÁSCARAS, tem muitas pessoas que estão comprando sem necessidade e tem pessoas que realmente precisam sem ter-lás , acabando afetando á você e o próximo. Lavem as mãos diariamente e não saiam de casa. Se cuidem.

Se não deixou o ♡ deixem e me sigam aqui no Spirit @HelenDoida e comentem sobre o que estão achando da fanfic.

Até <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...