1. Spirit Fanfics >
  2. O Preço do Meu Sucesso >
  3. Entrevista

História O Preço do Meu Sucesso - Capítulo 4


Escrita por:


Capítulo 4 - Entrevista


Fanfic / Fanfiction O Preço do Meu Sucesso - Capítulo 4 - Entrevista

(Semanas Depois)

Kony Mitchell:

" Nunca estive tão ansiosa, finalmente vou fazer uma matéria importante, e não qualquer matéria, hoje vou entrevistar Vera Donna, certeza que é o destino, tá trabalhando ao meu favor, por quê, antes eu tinha desanimado de apostar minha carreira nas mãos da Vera, mais agora vou ter a chance de ficar cara a cara com ela, e a mesma vai ser obrigada a me receber".

Mal dormi noite passada, estou ansiosa demais pra pensar em dormir.

Levantei da cama assim que o celular despertou.

Corri para o banheiro e tomei um banho relaxante, não quero demonstrar que estou nervosa.

Depois me vesti, coloquei uma roupa formal de jornalista, mas abri alguns botões do blazer pra ficar com um decote um pouco chamativo, mais não vulgar.

Tomei café e esperei a Angie para irmos juntas para o centro.

Olhei o relógio em meu pulso diversas vezes, cruzava e descruzava os braços, batia o pé, e soltava o ar pela boca várias vezes.

- Angie, por favor se apressa, hoje não posso me atrasar por nada no mundo.

Gritei.

- Só falta passar meu gloss, espera.

Gritou de volta.

Mais alguns minutos de espera, e ela finalmente terminou.

Pegamos um táxi juntas, e nos separamos no centro.

Fui pra revista, pegar tudo que preciso para entrevista, gravador, um bloco de notas, caneta e coisas do tipo.

Em seguida, segui rumo a empresa onde ela trabalhava.

(...)

- Olá, sou a repórter que veio entrevistar a fotógrafa Vera Donna.

Falei a recepcionista.

- Espere um momento, por favor.

Disse e apontou para um sofá no centro do salão.

Me sentei e esperei ser chamada.

A cada segundo olhava a hora, sacudia o pé como formar de tentar "desnervosar", se é que essa palavra existe, sei que não, mais enfim...

Quase 20 minutos depois, a recepcionista me chamou.

- Desculpe a demora, a Vera estava ocupada.

- Não tem problema.

Dei um sorriso sem mostrar os dentes.

- Pegue o elevador, até o 9° andar, siga pelo corredor e vire a direita, assim chegará na sala dela.

A moça falou, e segui suas coordenadas.

....

Enfim cheguei, tô a uma porta de conseguir minha carreira.

Respirei fundo.

E bati na porta, ouvi um "entre", então o fiz.

- Olá, Bom dia, sou a Repórter Kony Mitchell.

Falei educada.

- Senta aí.

Falou sem me olhar, apenas fitava o computador.

- Direto para primeira pergunta?.

Perguntei.

- É pra isso que está aqui, não é?.

Perguntou séria, dirigindo a atenção a mim.

- Sim, é claro.

Respondi um pouco sem graça, ela tá mais intimidadora do que me lembrava.

Peguei algumas perguntas que meu chefe disse que eram de prioridade máxima, e iniciei a entrevista.

- Você já foi denunciada várias vezes, por diversas modelos que te acusaram de assédio, o que tem a dizer sobre isso?.

- Vadias mentirosas.

- Desculpe dizer, mais, é estranho garotas te denunciarem pelo mesmo crime várias vezes, não teria um pouco de verdade nisso?.

- Não.

- Tudo bem, hum... Teria um segredo, para o sucesso que as garotas que passam por você têm?.

- Não, apenas sei quem tem futuro no ramo, é um dom.

- Passando do profissional para o pessoal, o coração de Vera Donna, tem dono?.

- Tem, eu mesma.

- Quero saber, está saindo com alguém?.

- Muitas pessoas, agora não pergunte nomes, não dá tempo de lembrar de ninguém.

- Uma vida movimentada.

- Muito.

- Boatos circulam que você e a modelo Yone Maddison, tem uma relação, verdade ou apenas boato?.

- Só um boato, Yone e eu somos ótimas amigas, apenas isso.

- Voltando para sua carreira, tem algum projeto em andamento?.

- Tem sim.

- Poderia falar sobre?.

- Não, é um segredo por hora, porém posso adiantar que é algo bem grande.

- Estou ansiosa pra ver.

Falei me curvando um pouco para o decote ficar em evidência.

- Você é conhecia por seu enorme talento, mais também por seu gênio forte.

- Aham.

- Seu temperamento influencia negativamente nas suas relações profissionais?.

- As vezes.

- Algum caso recente.

- Sim, mais prefiro não contar, para não envolver ninguém em fofocas.

- Todos sabem, e você não faz questão nenhuma de esconder, seu problema com bebidas alcoólicas, acha que esse vício, futuramente pode arruinar seu trabalho?.

- Não.

- Uma pergunta extra oficial, pode ser?.

- Tô de bom humor, pode perguntar.

- Você me dispensou em um bar aqui perto, há alguns dias, posso saber o que fiz de errado?.

- Sabia que você me era familiar.

Disse lembrando.

- É.

- Bem, perdão, qual é seu nome? Eu esqueci.

- Kony.

- Ok, Kony, eu te despensei por quê vi você conversando com suas amigas, pensei que poderia ser uma brincadeira idiota.

- Brincadeira?.

- É mais comum do que imagina.

- Espera, então tinha reparado em mim?.

- A primeira coisa que faço, quando chego em um lugar, é procurar belas garotas pra pegar.

- Eu seria uma dessas?.

- Com certeza.

Sorri.

- Ainda sou?.

Perguntei e dessa vez, ela que sorriu.

- Quando quiser, menina.

- Se não tiver compromisso, poderíamos nos encontrar a noite.

Sugeri.

- Meia noite, no " The Fire".

- O motel?.

- É, não sou de perder tempo.

Disse e me mandou uma piscadela.

- Te encontro lá, obrigada pela entrevista.

Falei e saí.

Ahh, isso.

Vou ganhar minha carreira de bandeja, nunca pensei que a Vera fosse tão fácil, que idiota.

(...)

Voltei para a revista e comecei passar tudo para o computador, em poucas horas eu já tinha a matéria terminada.

Mandei para a revisão, e logo colocaram na revista que seria publicada no fim de semana.

Fui despensada mais cedo, já que fiz um ótimo trabalho.

Então liguei pra Aretha e a chamei para fazermos compras, passamos todo o dia no shopping.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...