História O Preço (Is It Love: Ryan) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Is It Love
Visualizações 67
Palavras 1.161
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela, Saga, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa Leitura.

Capítulo 1 - O Começo


Fanfic / Fanfiction O Preço (Is It Love: Ryan) - Capítulo 1 - O Começo

Minha vida não esta das melhores, depois da morte da minha mãe. Eu tenho varias dividas, já que hipotequei á casa que herdei dela para pagar as contas de hospital que ficou por volta de 88.216,57 dólares mais o funeral que já está pago graças à hipoteca.

O meu pai não me deu o dinheiro, desde quando eles se separaram ele passou á ter ódio dela até na morte.

Sou formada em Marketing, desde que me formei não arrumei emprego, tudo que tenho é um resto de dinheiro do fundo que meu pai deixou, mas vendi minha esteira ergométrica, a Tv e algumas coisas sem serventia.

Eu voltaria para Dallas para viver com meu pai, mas sei que ele não sentiria orgulho de ter uma filha que voltou para seu teto porque fracassou em Nova York. Talvez minha sorte esteja mudando, tenho uma entrevista em um lugar chamado Carter’s Corp.

 

[...]

 

4 de Fevereiro de 2018 as 05h25min

O despertador toca do celular toca, tomo meu banho, escovo os dente e cabelos. Entro no quarto, me visto com uma blusa branca e calça preta sociais, um blazer preto, uma bolsa preta grande com meu currículo, carteira e celular e coloco meus sapatos pretos. Saio de casa apenas com o resto de suco de laranja no estomago, pego o metro que por sorte é perto de casa e é sempre lotado, eu desço em sete estações.

Quando eu chego à empresa o segurança me olha de cima a baixo.

- Bom Dia! – Eu disse com um sorriso no rosto. – Eu vim pela vaga de emprego...

- Só um minuto. – Disse ele falando no telefone. – Pode passar, uma mocinha chamada Lisa Parker ela ira te ajudar.

Ele libera a entrada para mim e uma garota de roupas sociais, loira, um pouco mais alta que eu, de olhos verdes e magra se aproximou de mim.

- Bom dia, sou Lisa Parker. – Disse ela. – Eu irei leva-la para o Sr. Simons.

- Bom dia, sou Skye Mayer, obrigada.

- De nada. – Disse ela me guiando até o elevador.

 Ela aperta o 42° andar e fomos e ela me deixou em uma sala de espera e fala.

- Gostaria de uma água, café, chá... Uma vodca?

- Água seria bom...

- Então será água... Com gelo?

Eu balanço afirmando que sim, Lisa vai á um bebedouro atrás de uma porta de vidro gigantesca. Ela volta com um copo d´água e me entrega. Eu bebo á água, quando um homem, loiro, olhos azuis, alto e de aparentemente simpático me chama.

Logo percebo que ele o nome dele é Gabriel Simons (Já que estava na porta). Ficamos conversando de maneira bem formal.

Descubro que ele é o gerente da equipe de Marketing.

- Então por mim, já esta contratada e começa na segunda. – Disse ele me entregando o contrato.

Eu pego e leio as páginas e assino as duas vias.

- Por favor, Sra. Parker venha aqui. – Disse ele pelo telefone.

Lisa entra sem falar nada.

- Leve o contrato para Sra. Sparke do Rh. – Disse Sr. Simons. – E leve a Sra. Mayer.

- Sim Senhor. – Disse Lisa.

Eu segui Lisa ao Rh que é no ultimo andar e vejo uma mulher, morena, de cabelos castanhos presos, olhos castanhos e com seios fartos e ela tem um ar superior que me enoja.

- Arquiva isso aqui Cassidy. – Disse Lisa entregando os papeis para ela.

- Tá. – Disse ela puxando da mão de Lisa a pasta de um jeito sem educação. – Recém-chegada... Isso vai ser interessante. 

- Também é um grande prazer em conhecê-la Kady.

- E Cassidy. – Disse ela irritada. – Não se esqueça de eu posso te demitir.

- Vem cá, acabou seu período ou você tem uma cota de chatice? – Eu pergunto. – E não você não pode me demitir, somente o Sr. Simons ou Sr. Carter.

Dou as costas para ela e Lisa me segue.

- Nossa vamos ser muito amigas. – Disse ela pegando meu braço.

- Isso vai ser legal. – Digo á ela com um sorriso.

Eu aperto o botão do elevador e percebo que tem alguém olhando para mim, um homem de olhos azuis, cabelos castanho bem escuro quase pretos, alto, caucasiano e usando um terno elegante. Mesmo percebendo o olhar que me segue eu entro no elevador.

 

[Narrando Ryan Carter]:

 

Vejo alguém que nunca vi na empresa, entrando no elevador, depois que entro em minha sala e peço ao Mark Leviels veja quem é a nova funcionaria. 

- O nome dela é Skye Juliet Mayer, tem 23 anos, e formada em Marketing, tem curso de photoshop, viveu muito tempo em Dallas e está á pouco menos de um ano aqui. – Disse Mark.

- Algo mais? – Eu pergunto.

- Não.

- Faça um dossiê completo da Sra. Mayer.

- Sim Senhor. – Disse Mark saindo da sala.

Depois daquilo vou saio para almoçar em um dos restaurantes indiano, quando eu vejo a minha nova funcionaria entrando em um McDonald's, eu não sei, tem algo nela que me encanta tanto quanto me intriga.

 

 [Narrando Skye Mayer]:

 

Eu peço um big mac, com batata frita, refri e um sorvete de M&m’s e pago 10 dólares. Sento-me sozinha, e me lembro de que irei ganhar 3 mil  por mês e mesmo assim não sobrara nada, e irei ficar devendo para o banco. Pronto eu já posso me considerar uma moradora de rua, mas pelo menos eu tenho um plano de saúde, auxilio transporte e alimentação da empresa.

Começo comendo as batatas com ketchup quando o homem que me observa e senta-se ao meu lado observando.

- Algum problema? – Pergunto á ele.

- Nenhum... Mas isso não parece saudável.

- Aqui é o um McDonald’s... Nem á água daqui é para ser saudável. – Respondo á ele.

- Boa refeição, desculpa pelo incomodo á senhora. – Disse ele saindo com cara de culpado.

Que cara estranho, mas Ok; volto para casa e abro minha caixa de correio.

Maravilha de vida agora eu tenho que pagar meu credito estudantil de 61.320 dólares que podem ser parcelados em até cinco vezes.

Porém eu não tenho mais dinheiro, não tenho dinheiro para hipoteca, somente para água, energia, internet, telefone fixo e celular e eu mal tenho dinheiro para comprar comida.

Depois de tomar banho eu tento dormir.

 

[...]

 

[Narrado por Ryan Carter]:

 

4 de Fevereiro de 2018 as 22h58min

Quando chego em casa a governanta fez meu jantar, omelete de caviar e um belo vinho. Pego meu tablet e vejo o e-mail do Mark.

"Caro, Senhor Carter.

A senhora Mayer, está devendo para um banco bastante dinheiro para o banco e créditos estudantis.

Ela sempre demora a pagar as contas, nunca se casou, possivelmente não tem nenhum relacionamento.  Perdeu a mãe faz uns 3 meses e seu pai tem residência em Dallas.

Mark Leviels."

 

No e-mail havia o endereço da residência da senhora Mayer. Mark Leviels sempre foi eficiente nos anos que trabalhávamos juntos foi por isso que o contratei para estar ao meu lado.

 

 


Notas Finais


...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...