1. Spirit Fanfics >
  2. O Preguiçoso e o Indeciso (Shikanaru) >
  3. Capítulo 6

História O Preguiçoso e o Indeciso (Shikanaru) - Capítulo 7


Escrita por:


Notas do Autor


Mds gente quanto tempo kakkskss

Oi, oi pessoal. Como vocês estão? Espero que estejam bem!

Demorei mais voltei ksakkakaks tenho que parar de dar esses sumiços. Kakskss

Agradeço a vocês por serem pacientes e ainda lerem essa fic.

Enfim, fiquem com o capítulo 😔💕

Capítulo 7 - Capítulo 6


A conversa com a polícia foi um tanto estranha, Shikamaru não tinha entendido muito bem, mas pelo o que entendeu, o pai de Sasuke tinha arrumado uma maneira de não arranjar tantos problemas para seu filho, assim, tirando boa parte da culpa dos outros garotos na briga. 

Mas ainda faltava uma coisa, a tal conversa com a sua diretora. Não iria mentir que estava com mais medo de falar com ela do que com a polícia, Tsunade quando queria, era mais assustadora do que tudo que se possa imaginar. Esperou chegar o horário marcado por ela, que seria no início da tarde, para ir à faculdade. 


— Oi — Shikamaru falou um pouco receoso, Tsunade ainda tinha a mesma cara de raiva do dia anterior, e isso fez arrepiar todos os pelos do seu corpo. 

— Entre — Foi direta, agora Shikamaru tinha certeza que ela estava com muita raiva.  

— Pode se sentar — O Nara obedeceu, a última coisa que queria agora era levar uma surra. 

— Shikamaru  — A mulher começou a falar, e Shikamaru sentou com uma postura mais correta na cadeira, para mostrar que estava prestando atenção — você sempre foi um dos melhores alunos daqui, a última pessoa que eu imaginaria envolvida em uma briga seria você! Dá pra me explicar o que aconteceu? 


Shikamaru não queria responder, de certa forma nada daquilo foi culpa dele. Mas também não iria culpar Kiba, ou Tsunade poderia tomar alguma providência quanto a isso. Ficar em silêncio também não iria adiantar de nada, pela primeira vez não sabia o que fazer. 


— Eu peço perdão, juro que isso nunca mais se repetirá. 

— Eu poderia te expulsar da escola, mas você sempre foi um ótimo aluno. Como eu disse antes, você e o Naruto ficaram quatro dias afastados, não é muito tempo, mas espero que vocês reflitam nesses dias.

— Certo. 

— Você está liberado — Tsunade liberou o moreno e ele logo saiu da sala. A única coisa que queria agora era distância de Kiba e ver Naruto. 


— Shikamaru — Uma voz o chamou, era uma voz delicada mas no momento estava com um tom bem irritado, será que todo mundo estava com raiva dele hoje? Olhou para traz vendo Hinata, com uma cara bem séria. 

— Hinata — Falou nervoso tentando não transparecer seu medo, ele ficava sempre assim na presença de mulheres irritadas.

— Eu falei, eu falei! Eu falei para o Naruto que aquele Uchiha só traria desgraça a vida dele, por que homens são tão difíceis de escutar?! 

— Hinata…

— Onde está aquele Uchiha? Eu vou matar ele!


Sasuke era realmente odiado por várias pessoas. 


— Hinata, não precisa matar ele! Só fique calma pelo amor de Deus. Olha vai para casa, estamos na frente de uma escola e tem algumas pessoas olhando — Shikamaru falou a última frase sussurrando. 


— Eu só quero que Sasuke Uchiha vá para o inferno! 

— Eu também…

— Agora eu vou para casa, eu visitei o Naruto, ele parece estar bem, perguntou se você iria.

— Eu estou indo lá agora mesmo.

— Então tchau, tente conversar com ele e mostrar o quanto ele é idiota por não ter me ouvido. 

— 'Tá bom…


Hinata saiu bem rápido, Shikamaru atravessou a avenida que tinha no local e seguiu o caminho andando pela calçada indo em direção ao hospital. 

Durante o trajeto ele recebeu algumas ligações de Kiba, mas resolveu ignorar, por mais que não quisesse, estava com raiva de seu amigo. 


Em menos de meia hora ele já havia chegado no hospital, e logo tratou de ir na recepção para poder ver Naruto. 

Ele foi liberado e não demorou muito para chegar no quarto, vendo Naruto sentado olhando para a janela. Ficou um pouco triste.


— Oi — Falou timidamente recebendo um sorriso do loiro.

— Shikamaru, pensei que você não iria vir me ver, senta aqui do meu lado. 


Naruto apontou para a cadeira que estava do seu lado, indicando que Shikamaru sentasse nela. 


— Como está se sentindo? 

— Eu tô bem Shikamaru-kun, pode ficar calmo, não sinto mais dor, mas minha mãe me deu uma bela bronca — Respondeu com um sorriso amarelo e coçando a nuca. Shikamaru sorriu com a atitude do loiro, já fazia um tempo que o moreno tinha percebido que aquilo era um costume do loiro. 


— Sua mãe é médica aqui, tinha esquecido.

— Às vezes até eu esqueço, mas ela tratou de me lembrar — Naruto soltou uma risada gostosa, o coração de Shikamaru se aqueceu. 


— Como foi sua noite? Conseguiu dormir bem? 

— Não muito, quase não consegui dormir, fiquei preocupado com você — O moreno abaixou o olhar que estava um pouco triste. — Mas como foi a sua? 

— A, a minha só não foi tão ruim por que meu pai ficou aqui comigo, não me senti tão sozinho. Ficar sozinho em mometos assim é bem ruim. Afinal Shikamaru-kun, eu nunca vi os seus pais, como eles são?


Shikamaru poderia ficar com raiva da pergunta, mas Naruto era um garoto inocente, falava as coisas sem pensar muito, em uma situação diferente, ele poderia simplismente sair dali sem dar uma resposta, mas não poderia fazer isso com Naruto. 


— Eles morreram, faz um tempo… — Os olhos de Naruto se arregalaram quando Shikamaru falou isso, como nunca havia passado pela sua cabeça que o moreno era órfão? Nunca via os pais dele, ele morava sozinho. Era o lógico, mas nunca tinha percebido. 


— Me perdoe Shikamaru-kun, meu pêsames — Naruto falou um pouco receoso se sentindo um idiota por ter feito aquela pergunta de antes. Segurou por instindo a mão do moreno, quando percebeu tentou tirar mas desistiu quando viu que ele havia correspondido ao seu toque. 

— Tudo bem, muitas pessoas não sabem mesmo me vendo sempre sozinho. Eles morreram em um acidente de carro, desde meus quatorze anos eu moro sozinho, desde aquela época eu só tenho o Kiba como companhia. É como se ele fosse meu irmão, ele sempre cuidou de mim.

— Eu sinto muito mesmo, deve ter sido difícil para você, eu não sei o que seria de mim sem meus pais. Me desculpe ter feito você tocar nesse assunto. 


Shikamaru juntou seus dedos com o do Uzumaki, mostrando para ele que estava tudo bem. 

Naruto ficou um pouco envergonhado mas tentou disfarçar isso, pos agora, boa parte dele já dizia que seu coração pertencia ao moreno a sua frente. Hinata tinha razão, sua amiga nunca estava errada. 


A conversa continuou normal pelo resto da tarde, para eles não pareceu muito longa, mas demorou bastante tempo, Shikamaru tinha que ir para casa tomar um banho e relaxar um pouco a mente, antes de sair ele resolveu fazer algo, sentia que Naruto iria corresponder melhor, e bom, ele não poderia sair correndo agora. 

Se inclinou um pouco e beijou os lábios do loiro em uma forma calma, mostrando para ele que sempre estaria ali para o que ele precisasse. E como imaginado, Naruto conrrespondeu de uma forma melhor dessa vez. 

— Você vem me visitar amanhã? 

— Todos os dias. 


O loiro sorriu dando mais um selinho em Shikamaru antes dele sair do quarto. 



Notas Finais


Quero agradecer a capa bonitenea feita pela @dattebay_ te love mana 💗

Postei uma one Shikanaru: https://www.spiritfanfiction.com/historia/best-part--shikanaru-21682939




Estou a procura de um beta para betar essa fic 🙏😔


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...