História O Premier - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Naruto Uzumaki, Sakura Haruno
Tags Desafios, Família, Narusaku, Política, Premier, Pressão, Sasuhina
Visualizações 161
Palavras 1.663
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá Pessoal!
Está e uma fanfic totalmente nova das outras mistura novamente politica, pois dá um enredo mais igual ao cargo de hokage no original. Claro que sei que o Casal Cannon do original e Naruhina e não Narusaku, mas como curto Narusaku vou deixar este casal caso sejam fanáticos por outro casal onde Naruto é principal peço que não leiam a fanfic.

A Fanfic já tem um enredo meio que pronto, mas não sei lhes dizer se serão vários capítulos ou alguns apenas dependendo muito da aprovação de vocês teria uma ideia sobre isso.

Haverão Casais segundarios os únicos diferentes do original são: Sasuhina, Itakarin e Nejiten.

Agora sem mais delongas.

Boa Leitura!

Capítulo 1 - Família


Droga! ― Vendo que já era de manhã, o sol já batia em seu rosto como forma de alerta-lo que estava na hora de acordar. Colocou sua mão para sentir se alguém ainda se encontrava ali em seu lá, e como já esperava a resposta era não.

Levantou-se um pouco frustrado não era acostumado a acordar por último, gostava de acordar antes de sua amada e vê-la dormir, gostava de acaricia-la, gostava de tocá-la ainda mais de uma noite cheia de romance e de sexo intenso, como os dois gostavam.

Colocou seu terno como todos os dias de semana, lembrou-se mais uma vez que era segunda-feira, mas ao contrário de muitos para ele era um dia especial, um dia que achou que nunca iria chegar.

― SURPRESA! HÃ? ― Ficou confusa por abrir a porta com tanta dificuldade para não vê-lo na cama, então olhou para o lado para finalmente enxerga-lo estava botando a bela camisa social branca, bastou colocar seus olhos esmeraldinos no mar de oceanos dele para ficar feliz de novo. Se aproximou de com uma bandeja caprichada com seus melhores pratos de comida e todo enfeitado com as cores do Japão.

― Vejo que estraguei sua surpresa. ― Disse sentado em uma poltrona colocando suas meias e seu par de sapatos, mas claro com seu sorriso clássico no rosto.

― Sim, vim trazer um café todo reforçado para meu Premier, mas quando chego não o vejo deitado, não sabe como e frustrante. ― Disse largando a bandeja em uma estante ao lado do marido.

― Peço desculpas por isso. ― Falou se levantando da poltrona onde acabava de se arrumar. Chega perto dela a prendendo-a pela cintura, chegou mais perto dos seus lábios os selando em um beijo lento e calmo, nessa altura seu perfume já o deixo anestesiado, era viciado naquele perfume de cereja. ― Que tal tomarmos um café juntos em família, você sabe que eu gosto muito deste momento do dia. ― Disse a ela ainda com suas mãos entre a cintura de sua rosada.

― Eu sei que você gosta, mas como hoje é sua posse queria fazer algo diferente e especial para você, já que não vou poder ir... ― Disse desfazendo o sorriso, fica assim por não estar lá com seu marido num momento tão marcante para os Uzumaki ’s, mas no Japão não era feriado todo e tudo se deve ocorrer normalmente na vida dos japoneses que se conseguissem acompanhavam a posse de seu novo Chefe de Governo.

― Você não deve se culpar por não ir a posse, voce tem um dever muito mais importante a cumprir. ― Disse a ela a fazendo abrir um novo sorriso, mas agora de orgulhosa era essa sensação que sentia orgulhosa de seu marido que sempre sonhou com isso. ― Alias, ninguém mandou voce ser medica, não é? ― Falou se desprendendo e rindo da esposa, que mudou novamente de expressão facial.

― Idiota! Eu aqui toda melancólica por não ir e você joga na minha cara. ―Disse cruzando os braços nervosa.

― Talvez seja minha especialidade ser “seu” idiota. ― Disse ele se afastando pegando e pegando a mão dele, assim a levando para fora do quarto.

Os dois diretamente saíram do quarto, Naruto olhou para o corretor vendo que os três quartos ao lado do seu estavam com suas portas respectivamente fechadas. Bufou.

Então se direcionou a primeira porta com um aviso de “ Não Pertube” e bateu, logo tentou abrir. Sem sucesso bateu novamente na porta.

― Kasumi-chan, levante ou vai se atrasar! ― Falou alto, mas sem exagero esperando por uma resposta.

― Hãã! Me deixa em paz! ― Ouviu Naruto, entre o abafo da porta.

Se encaminhou para a segunda porta ao lado, bateu e abriu vendo dormindo seu filho do meio logo que abriu porta a claridade veio junto o fazendo acordar de leve.

― O-Otou-san, já é de manhã? ― Disse seu único filho.

― Sim Shina-kun já é de manhã então acorde para ir à escola, sim?

―S-sim ― Disse em tom de bocejo.

Saiu em seguida para se dirigira terceira e última porta, por sinal toda pintada de rosa. Bateu de leve abrindo enxergando sua filha caçula. Entrou indo em direção a cama se sentando devagar para acorda-la de um jeito mais delicado.

― Hanami-chan acorde é hora de ir à escola. ― Disse calmo acariciando-a os lindos cabelos róseos iguais aos de Sakura sua mãe.

― Hoje é seu dia não é tousama? ― Disse calma limpando seus lindos olhos azuis que se despertavam pela primeira vez no dia.

― Sim minha flor hoje e meu dia. ― Disse respondendo-a.

Sua pequena logo trator de se levantar e abraça-lo fortemente. Era disso que Naruto gostava. De Afeto o deixando desnorteado de alegria a abraçando ainda mais forte. Sabia que cada vez que seus filhos mais cresciam mais ele perderia essa demonstração de amor por parte deles, e isso sim o deixava triste.

― Agora se arrume vou levar todos vocês a escola. ― Disse vendo sua filha pular de Alegria, indo diretamente a seu armário de uniformes.

― Qual vai usar hoje Hana-chan? ― Perguntou a ela.

― Aquele tousan aquele. ― Disse eufórica apontando para seu uniforme branco com partes em rosa.

― Boa escolha ― Disse Pegando do cabide e entregando o uniforme e entregando a sua pequena. ― Te espero lá em baixo. ― Disse se retirando do quarto da pequena que se vestia meio que desajeita.

Desceu os degraus da escada até chegar no primeiro andar da casa passando pela sala de jantar com sua enorme mesa ao fundo, logo em seguida pela sala de estar acabando em sua cozinha enorme e bonita com tudo que a de direito sentou-se na mesa em um banco alto onde sempre tomavam café. Pegou o jornal vendo o que eu dizia na capa. “A nova era Uzumaki” abriu o sorriso mais feliz por finalmente este dia chegar era hoje que se tornava primeiro-ministro de seu país.

― Está Feliz querido, estou tão feliz por você que parece que vou explodir de emoção. ― Disse o abraçando por trás pelo pescoço o enchendo de beijos na cabeça.

― É não caiu a ficha ainda que eu finalmente consegui. ― Olhou para a entrada da cozinha onde viu sua pequena Hanami entrar correndo.

― Kaasan ― Gritou escandalosa abraçando as pernas de sua Mãe.

― Bom Dia Minha flor. ―Disse se abaixando para abraçar sua pequena.

Ouviram os passos de alguém descendo as escadas. Olhou para a entrada da cozinha novamente deixando jornal de lado, vendo seu único filho aparecer logo em seguida de sua filha loira mais velha, a loira parecia um zumbi detestava acordar cedo, já Shina já tinha se acordado abraçou fortemente sua pequena irmã que o idolatrava. Ambos sentaram a mesa para o café.

― Só um minuto crianças, estou preparando a Tamagoyaki (Omelete) de vocês. ― Disse Sakura dando seus toques finais na omelete tradicional japonesa.

― Obrigada Okaasan, mas eu dispenso só quero o café mesmo. ― Disse a loira em estado deplorável.

― Nada disso Kasumi-chan, você sabe muito bem que é preciso se alimentar bem de manhã. ― Disse se virando e colocando um pouco do Tamagoyaki no prato de sua filha e os demais da mesa.

― Ta Bom ― Disse bufando, mas e convencendo a comer.

― Comam criança, pois levarei vocês hoje à escola. ― Disse tomando seu café com Tamagoyaki e alguns sushis.

― Obrigada mas prefiro ir andando. ― Disse Kasumi novamente alterada.

― Não sei se você ouviu, mas eu vou levar todos para a escola hoje. ― Disse ironicamente calmo.

― E eu...

― Eu não pedi Kasumi, eu estou mandando. ― Disse Naruto autoritário.

Baka! ― Disse a filha mais velha comendo com cara emburrada.

― Kasumi! Mais respeito, seu pai vai ter um dia muito importante hoje deveria estar feliz por ele. ― Disse Sakura reprendendo a sua filha mais velha.

― Comemorar algo que vai deixa-lo mais ocupado do que já é? Quer saber eu vou esperar no carro. ― Disse pegando sua mochila no chão e seguinte para a garagem.

Naruto olhou de canto um pouco triste, no fundo sabia que era uma verdade eminente seu novo cargo traria responsabilidade e um tempo muito maior do que já se ocupava antes, já passou por um período igual quando seu pai ocupou as mesmas funções que ele ocuparia hoje. Lembrou-se como sua mãe fez os dois papeis nas horas mais importantes como seu primeiro título escolar e sua formatura.

― Hey não fique assim. ― Disse sua esposa o tocando em seu ombro. ― Sei no que está pensando e também sei que isso será diferente. ― Completou o beijando na bochecha.

― É Otoussan, Kasumi-chan só está de mau humor como sempre não de bola. ― Disse Shinachiku.

E tudo se amenizou, era uma simples demonstração de carinho e apoio de sua família que ele voltava a pesar em soluções antes de cair em profunda tristeza, acenou a cabeça concordando.

― Ok Criança acho melhor irmos. ― Disse Naruto se levantando da mesa, juntamente de Shina e Hanami.

― Tenha um ótimo dia, e lembre-se não esqueça suas raízes, pois são essas raízes que fizeram você ser o que é hoje. ― Disse se ela se aproximando e arrumando sua gravata o dando um beijo lento.

― Não esquecerei. ― Disse ele se separando devagar a beijando na testa e se afastando até a saída da cozinha.

― Eu te amo. ― Disse ela o vendo de costa.

― Não mais do que eu. ― Disse abrindo um sorriso e seguindo até a garagem.

Seguiu pelo corredor até a porta que dava a garagem com sua maleta preta executiva, abriu a porta da coragem vendo seus filhos discutirem dentro do seu Corolla Preto Automático. Suspirou, mas se contentou em seguida pensando que certas coisas não mudam.


Notas Finais


Espero que tenham gostado do primeiro capitulo, Por Favor comentem e digam o que acharam seu opinião e de estrema importância para o enredo.

Até a próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...