História O Presidente da outra escola. - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Stray Kids
Personagens Lee Felix, Seo Chang-bin
Tags 2shot, Aaa, Changbin, Changbin Ativo, Changbin!top, Changlix, Cute, Felix, Felix Passivo, Felix!bottom, Fofo, Lemon, Me Aguente, socorro, Stray Kids, To Louca
Visualizações 397
Palavras 1.367
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Fluffy, Lemon, Shoujo (Romântico), Slash, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Atenção: capítulo narrado pelo Félix! :3

Capítulo 1 - 1; "Eu te conheço"


Fanfic / Fanfiction O Presidente da outra escola. - Capítulo 1 - 1; "Eu te conheço"

Todos os anos acontece um encontro enorme entre as duas únicas escolas de ensino médio da cidade. Parece uma coisa linda, duas instituições diferentes juntando forças para o melhor aprendizado e educação de seus alunos. Só que não é nada disso, muito pelo contrário, os diretores fazem desse encontro uma disputa, e adivinha que para quem sobra? Isso mesmo, para os alunos, pobre de nós que não estamos nem aí.


Digo por mim, o Presidente Lee Félix da escola pública, essa que "perde" todos os anos. 


O Presidente de cada escola quem tem que organizar e preparar tudo, desde a decoração do local escolhido para o encontro, até a façanha de alterar as notas baixas de alguns alunos problemáticos. Os diretores não podem fazer isso, eles são preguiçosos demais.


Nos últimos três anos a babaca da Jennie Kim esfregou na minha cara o quanto ela era uma Presidente melhor do que eu. Se eu tivesse o dinheiro que ela tem e estudasse junto com os nerds idiotas daquela escolazinha particular, eu também seria o melhor Presidente estudantil que esse mundo já viu. 


Mas dessa vez será diferente. Jennie Bunda Mole Kim se formou e se para minha sorte algum banana do primeiro ano tiver sido eleito, eu posso – pela primeira vez – pensar em ganhar esse maldito título de melhor Presidente. 


~~~


Ao amanhecer do tão não esperado dia, eu já sentia minha cabeça doer. O encontro seria na escola particular, que por um acaso do destino, era longe para cacete da minha casa e eu teria que ir a pé, já que meu pai estaria trabalhando. Arrumei-me com a maior preguiça do mundo e segui meu caminho meia hora adiantado.


Na verdade não faria diferença, só quem estaria lá seríamos eu e o pobre coitado – provavelmente metido a filho de SEO – Presidente da outra escola.


Pensando assim, parei no caminho para comer um lanche, sem nem me preocupar em chegar o horário. Minha comida estava tão boa que levei um certo tempo até perceber que meu celular estava tocando. Ignorando os olhares incomodados das pessoas ao redor, atendi a chamada de um número desconhecido.


Ligação on


— Quem é? — perguntei.


— O cara que arrancará o seu pescoço se não chegar aqui logo, Presidente irresponsável! — uma voz aparentemente brava gritou do outro lado da linha e considerando as falas formais demais para meu gosto, deduzi ser alguém da escola particular. O mais novo presidente.


— Quem é? — repeti a pergunta, querendo provocar.


— Seo ChangBin — ouvi ele suspirar — E você é Lee Félix, o Presidente inconsequente daquela pocilga de escola pública — prendi o riso — apresse-se! Eu não farei tudo sozinho.


— Minha escola tem nome cara.


— Não me importo! Sei que sua casa é longe daqui, então venha logo.


— Sabe coisas demais sobre mim pra' ser alguém que não se importa. 


— Deixe de conversas e venha logo Saeng-babo! 


— Como sabe que sou mais novo que você?


— Porque eu conheço você. — e desligou.


Ligação off


Ou aquele cara maluco andou pesquisando sobre mim nos dados da escola ou ele é um staker louco para vencer a droga daquela competiçãozinha que nossos diretores idiotas inventaram. 


Voltei ao meu caminho meio assustado porém minha cabeça já não dois mais. Acho que comer me fez bem, ou talvez eu tenha ficado amedrontado com aquela conversa e me corpo se adormeceu.


Alguns minutos de reflexão depois eu já me encontrava no portão da escola particular e esperava sem paciência alguma um guarda passar o detector de metais em mim. Para que isso? Os filhinhos de papai são bandidos que trazem armas para a escola? 


— O senhor Seo está lhe esperando no ginásio — informou o guarda logo depois de me deixar passar. Senhor? Na minha escola os funcionários nos chamam de "muleques".


Caminhei pelos corredores observando tudo ao redor. Eu tinha te admitir que o lugar era lindo, tudo muito bem limpo e organizado, o padrão de cores vermelha e preta era carregado de luxo e embora eu tivesse ido ali várias vezes me permiti ficar surpreso.


Surpreso e perdido.


Após um bom período caminhando, eu já tinha percebido passar pelo mesmo corredor umas três vezes. Meus calcanhares doíam da caminha de casa até aqui e minha cabeça já recomeçava a latejar pelo esforço que eu fazia para lembrar para onde diabos eu deveria ir. 


Busquei meu celular no bolso e inconscientemente eu já discava o último número chamado, me humilhando a pedir ajuda de um perseguidor louco, simplesmente por ter me perdido nos corredores de sua escola.


O celular tocou três vezes e eu imaginei que o tal de ChangBin não atendeu logo de propósito.


Ligação on


— Onde é que você está? — respirei fundo antes de responder aquela pergunta cheia de impaciência.


— Perdido — eu disse baixo e extremamente baixo, não acho que ele tenha me ouvido.


— Como? Eu não ouvi! — eu percebi divertimento em sua voz e notei que ele já sabia exatamente o que estava acontecendo.


— Eu estou perdido seu stalker louco! Então venha me ajudar logo, se não quiser fazer tudo sozinho! — eu estava irritado e praticamente gritei. 


— Não acredito que se perdeu aqui. — aquela voz estava perto demais para ser via telefone. 


Ligação off


O telefone fora desligado e eu já iria retornar irritado quando senti uma respiração quente batendo em meu pescoço. Dei um pulinho de susto e me virei rapidamente dando de cara com um garoto um pouco mais alto do que eu, cabelos morenos e um olhar sério porém, arrisco dizer que meio surpreso.


— Não acredito que se perdeu aqui. — ele repetiu o que tinha dito ao telefone com um ar divertido e provocador, mas tudo que eu conseguia prestar atenção era em como aquele rapaz me era familiar. 


Sua voz me pareceu muito conhecida e eu podia jurar já ter visto aquele rosto antes. Tinha de admitir que ele era bonito, e muito, muito familiar. Eu deveria estar com cara de tonto porque pude vê-lo prender o riso. Busquei seus olhos e respirei fundo quando ele me encarou. Era como se estivesse vendo uma pessoa que eu conhecia a tempos, mas não era possível considerando que eu descobri seu nome minutos atrás.


— Eu acho que conheço você. — acabei soltando sem pensar. Os olhos do garoto pareceram brilhar de repente, ele estava claramente reprimindo um sorriso. Por que? 


— Talvez — ele virou de costas e logo depois começou a andar, me chamando — Vamos! — acompanhei-o ainda meio atordoado, até o ginásio onde aconteceria o evento.


Passamos o manhã inteira decorando o local e organizando a programação do evento. Nois dois juntos não temos dedos suficientes para contar quantas vezes discutimos por motivos bobos só naquele curto período de tempo. 


Eu estava farto de falar (gritar) com ChangBin, até que no meio de uma briga nossa para sabermos onde colocar a caixa de som ele soltou de repente, com a voz falhando.


— Você não lembra de mim não é? 


— Deveria? — fui grosso propositalmente. A pergunta havia me pego de surpresa.


— Que merda Félix, qual o seu problema? — eu percebi evidente mágoa em sua voz, mas o comum era daquele jeito.


— Eu não tenho nenhum problema, seu stalker louco!


— Eu não sou um stalker Saeng' — ele se acalmou — eu conheço você, e você também me conhece, só que não se lembra.


Eu desarmei. Realmente o conhecia? Por que não me lembrava? Respirei fundo e quando me dei conta eu já o puxava pelo pulso em direção a uma das mesas do local – postas ali por nós, para os alunos –.


Sentei ali e pedi-lhe para fazer o mesmo, que obedeceu meio relutante. Minha curiosidade havia vencido, eu não queria mais saber da rivalidade que deveríamos ter, eu só queria saber do que diabos ele estava falando e por quê seu rosto e sua voz me eram tão familiar.


— Por que parece que eu já conheço você?Quem é você?


—  Eu sou Seo ChangBin, presidente estudantil da escola particular de... — interrompi.


— Não é isso... Eu... — joguei a cabeça para trás, derrotado.


— Félix — olhei para ele — o que você faz nas suas férias? — achei uma pergunta totalmente sem nexo no começo, mas depois todo pareceu se clarear.


Eu conhecia ele. Conhecia muito bem.


Notas Finais


! não revisado ! (O Changbin é mais alto que o Félix pq eu quero) (capa aleatória)

Espero comentários e o segundo não demorará e sair.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...