História O Primeiro Beijo - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Malhação
Tags Benê, Bruno Gadiol, Daphne Bozaski, Gadizaski, Gune, Guto
Visualizações 110
Palavras 1.188
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi gente! Sou eu de novo com uma nova Fanfic oneshot só tem 5 capítulos. Só que minha cabeça eu gosto de escrever hahahaha. Eu sei nós sentimos falta nosso fardom Gunê, essa é um fic bem diferente!
Espero que gostem. ❤

Capítulo 1 - "Ele é muita areia para o meu caminhãozinho"


Benedita era a garota mais tímida do colégio. No auge dos seus dezessete anos, rosto ainda com espinhas, quase nenhuma maquiagem no rosto e usava óculos de grau mas mesmo assim era considerada bonita porém, sua beleza ia muito além da física, vinha da alma pois pelo seu olhar já se notava sua pureza.

Se achava diferente das suas amigas pois ao contrário delas, nunca tinha sido beijada por ninguém. Não por falta de oportunidade, alguns garotos já tentaram ficar com ela porém, sem sucesso. Menos aquele que realmente desejava, o professor de física, Augusto Sampaio que para ela, era o cara mais perfeito e lindo que existia na face da terra. O homem ideal.

- Benêzinha, disfarça um pouco! - Ellen cochichou dando um beliscão no braço de sua amiga na sala de aula.

- Ai! Que foi? - A morena fez uma careta de dor.

- Você não para de olhar para o professor! Assim ele vai perceber que você é afim dele! - Morena respondeu apontando para Guto estava em sua mesa corrigindo as provas do dia anterior. Concentrado no que estava fazendo, não reparou nos olhares de sua aluna mais aplicada.

- Ele não vai reparar. Na verdade, acho que nem percebe que eu existo. - Benê disse abaixando a cabeça.

De repente, Clara, uma das alunas mais insuportáveis do colégio que sentava na última carteira da terceira fileira se levantou, indo até a mesa de Guto.

- Professor, poderia me ajudar, Não estou conseguindo fazer a atividade... - A loira se insinuou, mordendo o lábio inferior e pondo a mão no colo diretamente em seu decote.

- Claro! Qual é sua dúvida? - Guto pareceu não perceber o que a aluna queria.

- Oferecida! - Benê resmugou mesmo não conseguindo ouvir o que sua rival dizia. - Olha que vadia, está dando em cima dele descaradamente! - Fechou a cara. 

- É, mas ele não dá bola pra ela. - Lica notou tentando anima-la.

- Nem pra mim. - A jovem lamentou ficando triste.

[...]

Logo o sinal tocou e a aula acabou.

- Nos vemos amanhã, turma! Tenha um ótimo dia! - Guto exclamou se levantando da carteira e saindo da sala.

Benê, Lica, Ellen também sairám e foram ao banheiro feminino. A última, esqueceu de fechar a porta. Benê então, tirou os óculos, abriu a torneira e levou o rosto na pia.

- Eu gosto tanto dele, meninas! Será que o Guto nunca vai olhar pra mim de um outro jeito? Tipo como mulher? - Se escorou na parede enquanto secava seu rosto.

- Vai ser difícil, né Benê, afinal, você ainda é uma adolescente! Muito madura pra sua idade, mas ainda sim, uma adolescente. - Ellen tentou explicar.

- E ainda por cima é BV. - Lica completou dando risada.

- Pois é, nunca beijei ninguém na vida.

- Não sabe o que está perdendo! Beijar é tudo bom! Até hoje me lembro do meu primeiro beijo, que foi no Jota!. - Ellen sorriu ao se lembrar de como foi seu primeiro beijo.

Flash back on

Por insistência de Lica, Ellen resolveu ir a praia com ela. A primeira sabia nadar muito bem, a segunda não. Chegando lá, Lica foi dar um mergulho, enquanto Ellen de biquíni Branca ficou se bronzeando na areia.

- VEM, ELLEN! A ÁGUA ESTÁ UMA DELÍCIA! - Lica gritou do mar.

- Você sabe que eu não sei nadar. - A morena se levantou e foi até a amiga.

- Eu te ensino. - Piscou pra ela.

- Ah, claro professora Lica! - Ironizou dando risada.

Ficou na beira, apenas molhando os pés, enquanto Lica mergulhava mais á frente. Depois a morena saiu da água e foi ao encontro da amiga.

- Eu vou comprar uma água de coco, você quer?

- Quero sim. - Lica estendeu a mão.

- Que foi? - Franzinda o venho curiosa.

- Money, querida, money!

- Nossa, que mão de vaca! - Ellen foi até sua bolsa, a abriu, pegou algumas moedas e deu um dinheiro pra colega.

- Já volto! Me espera aqui!

- Okay. - Lica saiu e Ellen se aproximou novamente da água. Primeiro molhou apenas os pés, mas foi entrando na água que estava bem fresquinha e como estava com calor, resolveu se refrescar. Aos poucos e sem perceber, foi sendo levada pela água até o meio do mar.

[...]

A correnteza foi levando Ellen para dentro do mar e quando a mesma percebeu, já estava com a água no pescoço. Ergueu os braços pra cima e gritou pedindo socorro começando a se desesperar ao perceber a encrenca em que estava se metendo, bem na hora que Lica voltou com a água de coco.

- Ora, cadê a Ellen? - A morena olhou para o mar e percebeu que sua colega estava se afogando e começou a gritar pedindo ajuda, até que Jota apareceu.

- Jota, o que faz aqui? - Jogou a água de coco no chão e olhou para seu mais novo.

- Vim surfar. - O loiro de olhos verdes respondeu apontando para a prancha. - Que cara é essa? Parece aflita...

- E a Ellen! Ela está se afogando! - Imediatamente, Jota jogou a prancha no chão e saiu para o mar, nadando até onde Ellen estava.

Percebeu que a mesma tinha desmaiado e possivelmente, engolido água. Nadou carregando ela e a trouxe de volta para a areia, deitando-a no chão. Vários pessoas se reuniram em volta deles para saber o que estava ocorrendo. Ele percebeu que os pulmões dela estavam com água então, fez respiração boca a boca nela que após algumas tentativas acordou, tossiu e cuspiu água. Quando ela abriu os olhos, se deparou com os verdes de Jota.

- Será que morri e fui para o céu? Parece que estou vendo um anjo! - Ele sorriu pois agora sabia ela estava bem. As pessoas saíram de perto deles, deixando os três sozinhos.

- Bom, vou comprar a água de coco, com essa confusão eu acabei deixando os cocos caírem e eu acho que algum trombadinha roubou. Eu já volto!

- Pode demorar um pouquinho se quiser, Lica. - Jota disse brincando e a morena saiu sorrindo.

- O que estava fazendo por aqui hoje? - Ellen perguntou se levantando e ficando de pé de frente para ele.

- Esqueceu que toda segunda- feira eu venho surfar?

- Eu sei, mas hoje é terça. - Ele sorriu sem jeito.

- É mesmo. Vai ver era o destino! - Ela se aproximou dele para lhe dar um beijo no rosto de agradecimento. - Nossa, foi tão rápido, nem deu pra sentir. Pode dar outro.? - Questionou maliciosamente.

Ela foi dar outro. Jota, esperto, virou o rosto para o lado, fazendo-a dar um selinho nele.

- Jota, seu imbecil!

- Vai dizer que não gostou?! - Ellen ficou quieta.

Não havia negar. Tinha gostado e muito. Ele se aproximou dela novamente, deixando seus lábios bem próximos. Podia sentir a respiração ofegante dela e ouvir as batidas de seu coração, que aumentavam a cada centímetro que ele se aproximava. Ele colocou suas mãos no rosto de Ellen, a acariciando e colou seus lábios dela. Pediu passagem com língua e ela, permitiu que ele aprofudasse o beijo, pondo suas mãos delicadas em volta do pescoço dele. Aquilo era novo é diferente para os dois. Por isso foi tão especial, porque tinha sabor de novidade.




Notas Finais


E aí meninas, espero que tenham gostado desse comecinho, a fic será bem curtinha, só cinco capítulos.
Daqui a pouco como vai ser Benê e Guto só história aluna e professor.
Vou postar agora outro capítulo dois. Se gostaram, comentam! 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...