História O Primogênito - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Tags Drama, Naruto, Revelaçoes, Romance
Visualizações 23
Palavras 792
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Luta, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olha só voltei...
Então como deu para ver nosso casal tá começando a ganhar forma...
Bom vamos lá pra mais um capitulo...
Espero que gostem, boa leitura.

Capítulo 6 - Uma preocupação...


Fanfic / Fanfiction O Primogênito - Capítulo 6 - Uma preocupação...

 Kakashi

Não consigo acreditar que ela conseguiu realizar uma liberação de água tão grande, como aquela. Fiquei tão surpreso que não consegui ver que vinha em minha direção uma kunai com papel bomba. Me surpreendo mais ainda ao ver que a pequena, pequena porque sua cabeça dava em peito, ela se pôs na minha frente numa tentativa suicida de me proteger.

Logo depois da explosão eu olhei em seus olhos perolados que já mudavam para o azul que iam se fechando e meu coração de apertava por ver tal cena novamente na minha frente, uma companheira entregando a sua vida pela missão. Então sussurro:

-Porque fez isso? -ela ia fechando os olhos e sua toalha ia se abrindo, tomei seu corpo em meus braços, vejo que os ninjas patifes fogem do local.

Itachi volta e ajuda à senhora Kin sair da água e levamos as duas para o quarto. Sem mais demora à senhora Kin pede para que coloque em sua cama e já vai dando ordens as criadas:

-Me tragam água morna, e toalhas para limpar os ferimentos dela.

-Kakashi-san coloque-a na minha cama de barriga para baixo, você garoto ajude-o a vira-la.

Vejo Itachi se aproximar com olhar tão preocupado quanto o meu sobre ela. Meu coração se aperta mais ao ouvir ela gemendo de dor enquanto movemos ela.

-Rapaz em cima da penteadeira tem um fraco verde pegue-o. -Itachi vai o mais rápido possível alcança o frasco e entrega à senhora Kin.

-Agora preciso que vocês me deixem a sós com ela.

-Porque faria isso? -Digo preocupado com Aiko que faz cara de dor e geme baixo.

-Se vocês acreditam que ela não se importará que vocês a vejam nua, por mim tudo bem. –Sem muito o que fazer, saio empurrando Itachi para fora do quarto.

-Precisamos procurar por pistas que nos leve a saber quem são essas pessoas que estão fazendo esses ataques, o que será que eles querem. –Diz Itachi.

-Aiko falou algo sobre a senhora Kin estar nos escondendo algo. Mas não teve tempo de me dizer o que poderia ser. Vamos dar uma olhada em volta do local do ataque, talvez podemos encontrar algo que nos dê algumas respostas.

Aiko

 Ao abrir meus olhos, percebo que estou no quarto da senhora Kin, que está na janela olhando para o céu alaranjado no seu entardecer.

-Você deveria dormir mais um pouco, - vem andando em minha direção- os ferimentos em suas costas não foram muito profundos, mais uma sessão com meu ninjutsu médico você poderá se levantar amanhã novinha em folha. –Sinto um calor em minhas costas e percebo que ela começou a usar ninjutsu médico.

-Como você pode usar chakra assim, não sendo ninja?

-Eu recebi treinamento para ser a sacerdotisa no templo de Inari. Nós recebemos treinamento em muitas coisas inclusive ninjutsu médico.

-Mas então porque saiu de lá? -Pergunto e ela dá uma risada.

-Oras menina eu conheci as coisas boas que a vida tem a oferecer e então larguei tudo quando me mandaram sair do templo para levar a pedra ametista para serem realizados os rituais.

Vejo ela se afastar por ter terminado e nem faço menção de me mover por saber que estava nua. A senhora Kin percebe e me pergunta algo que fico encabulada de responder:

-Vejo que você não é de ficar nua na frente de alguém? -Respondo apenas balançando a cabeça negativamente.- Então fiz bem em mandar os garotos saírem, -Meus olhos se abrem mais e fico vermelha.

-Eles estavam aqui?

- sim estavam preocupados com você, garota não sei o que você tem mas fisgou os dois. Deve ser esse jeito inocente que você tem. -falou dando uma risadinha.- Em especial o prateado parece ter interesse.

Fico sem graça, e penso "até parece que o capitão vai me olhar diferente?!"

Ouvimos batidas na porta, me levando rápido, já sentindo algumas dores nas costas pelos poucos ferimentos que ainda restavam. Peguei o roupão que ela me oferece a porta é aberta e meus companheiros se aproximam sinto uma tontura, quase caio mas sinto novamente aqueles braços fortes me envolverem.

-Acredito que ainda não possa ficar em pé por muito tempo?- Ele fala e eu estremeço.

 Me afasto com muita relutância dos braços do capitão e me sento na cama eu de um lado e a senhora Kin do outro me olhando com sorriso convencido no rosto.

-Estou bem Capitão acredito que foi apenas uma leve tontura. Obrigada pela preocupação. -Ele apenas acena com a cabeça enquanto vejo o Uchiha com uma cara nada boa e uma sombralha erguida.

-Senhora Kin acho que agora seria uma boa hora de nos dizer o porquê desses ataques a sua pessoa não é mesmo? -Fala Kakashi olhando sério para ela.


Notas Finais


Muito obrigada a cada um que está lendo, de verdade espero que estejam gostando...
Obrigada por cada comentário, isso me incentiva a escrever.
Então até a próxima...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...