1. Spirit Fanfics >
  2. O príncipe amaldiçoado (YugBam) >
  3. Alvoroço

História O príncipe amaldiçoado (YugBam) - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Ooiii povo como vocês estão?

Eu resolvi voltar a postar essa fic, mesmo com medo sei lá.

Bom espero que gostem e boa leitura

Não se importem com os erros

Capítulo 3 - Alvoroço


A notícia da morte da rainha do norte, percorreu todo reino, fazendo os morados lembrarem da maldição, pois logo depois de saírem daqui, a rainha foi morta. Depois disso, acharam a cozinheira e a babá do príncipe mortas, de forma bastante estranha, o que não ajudou a defender o menino.

O problema ficou ainda pior, por que descobriram que essas mortes aconteceram após mencionar o nome do príncipe. O rei tentava amenizar a situação, mas ninguém queria ouvir, apenas queriam a todos custo manda-lo para a floresta dos sonhos.

— Mamãe, por que estão todos bravos comigo? – perguntou chorando no colo da rainha.

— Filho, não estão bravos com você, estão apenas assustados com os acontecimentos! – tentou acalmar.

— O que é "floresta dos sonhos" ? Por que querem me mandar p'ra lá? – apertou os punhos com medo.

— Deve ser um jardim bem grande, onde você pode brincar e se sujar a vontade! – sorriu e acariciou o cabelo do garoto — Meu amor, me prometa uma coisa! – levantou o rosto do garoto.

— O que? – perguntou limpando os olhos.

— Se te perguntarem seu nome, diga que seu nome é Bambam! – arrumou seu cabelo — Por favor!

— Ah, tudo bem mãe! – abraçou a mulher.

Depois de um bom tempo, o rei conseguiu fazer a população se acalmar. O príncipe já dormia tranquilamente, como se nada tivesse acontecido.

— Eu não consigo acreditar que isso está acontecendo! – passou a mão no cabelo — Nosso filho é um monstro na visão das pessoas, mas ele é só uma criança, ele nem faz ideia do que fez! – soluça.

— Eu sei, não queria que isso acontecesse isso com ele, não podemos fazer nada agora, vamos esperar mais um pouco! – fala abraçando a esposa.


Na floresta dos sonhos...


— Você nunca para né? – o ruivo fala rindo.

— Só estava cumprindo ordens, ninguém mandou aqueles velhos fazerem um pacto comigo! – retrucou com raiva.

— A vida de uma criança é um inferno por sua culpa, você fez a mesma coisa com meus pais! – o sorriso do ruivo morreu naquele frase — Você ainda tem coragem de vir aqui falar comigo? – uma áurea negra apareceu rodiando o ruivo.

— Ainda tem raiva de mim? Como você é ingrato! – debochou.

Com um golpe rápido, o ruivo pegou o pescoço do moreno, apertando com toda sua força, o que fez o outro ficar assustado.

— Suma daqui, e não apareça na minha frente, se não irei te matar! – soltou o pescoço do moreno.

O de cabelo preto riu alto, e tentou dar um soco no ruivo, mas foi em vão pois ele desviou na hora.

— Me deixe em paz, Taeyang! – entrou na casa com raiva.


° ° ° ° ° ° °


Todos do reino ainda estavam assustados, realmente o príncipe que traria paz, está trazendo a desgraça para o reino. A alguns anos atrás, tinham expulsado um homem do reino, ninguém sabia mais se estava vivo ou morto.

— Aquela criança nem deveria estar viva, mesmo sendo o príncipe, não podemos deixar que o nome dele mate mais pessoas! – comenta um dos homens.

— De toda forma ele é uma criança ainda, não podemos fazer nada, a não ser espera ele crescer! – suspirou.

Hum parece que a maldição já pegou algumas pessoas...

Taeyang, o responsável por muitas pessoas terem sido expulsas desse reino, um ser maligno, que colocou o povo contra o rei. Aquela tinha sido realmente sua melhor ideia até agora. Seu corpo ainda estava dolorido por sua luta mais cedo, não conseguiu mexer o pescoço direito.

— Vamos ver, até onde esse povo pode aguentar! – riu baixo, sentindo uma pontada de ansiedade.


Notas Finais


Pessoal se cuidem direitinho tudo bem? São tempos de pandemia, então vamos nos cuidar

Até o próximo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...