História O príncipe da luxúria. - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Kim Taehyung (V), Park Jimin (Jimin)
Tags Anjo, Chimchim, Demônio, Diabo, Hot, Inferno, Jeon Jungkook, Jeongguk, Jikook, Kookmin, Lucifer, One-shot, Park Jimin
Visualizações 60
Palavras 3.401
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


><><><><><><><><><><><><><><><><><

CAPÍTULO REVISADO

><><><><><><><><><><><><><><><><><

Capítulo 6 - O humano abusado.


Fanfic / Fanfiction O príncipe da luxúria. - Capítulo 6 - O humano abusado.

         Capítulo seis.


A noite havia chegado, era exatamente  22h30min, o loiro estava tomando um banho acoxegante para dormir enquanto Jungkook mexia em seu celular que comprou um dia atrás quando decidiu sair para um boate, para usar alguém para satisfazer seus desejos sexuais, já que com o Jimin seria um pouco difícil e não estava com muita paciência para implorar para o menor transar consigo.

Na boate Movida violett, jeon conseguiu transar com uma mulher enstrangeira com um corpo cheio de curvas e a pele bronzeada e com um homem coreano que trabalha de barman na tal boate, fora com certeza uma das melhores noites da sua vida! E claro que ele continuara tendo várias relações sexuais com os seres humanos. Ele era o pecado em pessoa, então por que não se aproveitar bem disso, hm?

 Então veio uma exelente idéia em sua mente; por que não levar o loirinho para essa boate? 

Ah, Jungkook é tão proibido.... 

Um proibido bom, muito bom.

ㅡ loirinho? ㅡ o ruivado chamou a atenção do loiro assim que saiu do banheiro com o seu roupão branco.

ㅡ hm? ㅡ andou até o guarda-roupa para escolher uma roupa para vestir.

ㅡ iremos para um boate bem chique aqui em seul, então se veste bem ousado. ㅡ diz Jeon dando de ombros e voltando a mexer em seu iphoneX.

ㅡ sério? Logo agora de noite? ㅡ Park o olhou com tédio e o outro assentiu sério.

ㅡ claro, quem com sã conciência vai para uma boate a luz do dia? ㅡ revirou os olhos. ㅡ além do mais, vai que consegue uma boa noite de sexo com alguém, hm? ㅡ Jungkook o olhou com um sorriso malicioso, fazendo o menor corar com vergonha.

ㅡ boa idéia, eu estou precisando! Mas agora saí do quarto para mim poder me arrumar! ㅡ o ruivo o olhou com a sobrancelha erguida e continuou em seu lugar. ㅡ agora! ㅡ o loiro gritou, fazendo o outro da um pulo de susto.

ㅡ com quem pensa que está falando, humano? ㅡ com lentidão, o ruivo levantou-se da sua cama e caminhou até Jimin que engoliu seco e recuou dois passos para trás, com uma blusa um tanto que sexy nas mãos. ㅡ esqueceu de quem eu sou? Não pense só porque me invocou, que eu não posso fazer da sua vida um completo inferno. ㅡ parou perto do menor que desviou o olhar 'pro chão e sorriu ladino.

ㅡ eu não tenho medo de um miséro demônio, jeon. Não pense que me assusta, por que eu não tenho medo de você. ㅡ falou convicto e ergueu sua cabeça, deixando seu olhar fixo no do maior que sorriu de lado.

ㅡ não? ㅡ park negou. ㅡ se você diz... ㅡ fora suas últimas palavras, antes de sumir da frente do loiro que franziu o cenho com a "mágica" que o príncipe da luxúria fez, porém deu de ombros e voltou a se arrumar.

Se passou meia hora e o loiro já estava pronto; com os cabelos bem arrumados sem gél, uma maguiagem leve com um delineador pequeno para realçar seu olhar e um gloss labial. Suas vestes são bem sexy para um jovem da sua idade, se ele não tomasse um pouco de cuidado poderá ser abusado por um bêbado louco. Sua calça é couro preto bem apertado, sua blusa é branca com um casaco com purpurina vermelha e alguns detalhes, e seu calçado é um tênis preto da addidas. 

Antes dele sair do seu quarto, passou um perfume doce amadeirado, bem cheiroso por acaso e com certeza deixaria os homens e também mulheres loucos para ter uma boa noite de sexo consigo.

Assim que terminou de se arrumar, pegou seu celular e saiu do seu quarto indo em direção da sala de estar, onde encontrava-se Jungkook á sua espera. 

Não me pergunte como, mas o ruivo já se encontrava muito bem arrumado, talves, apenas talves ele envadiu o quarto de Jimin para pegar suas roupas em seu modo invisível.

Jeon só faltou babar assim que levou seu olhar para a silhueta do loiro descendo as escadas fodidamente gostoso! Se o demônio do seu ser estivesse no controlhe, com toda a certeza que agarraria Park ali mesmo e o fôderia fundo e forte no sofá da sala. Seria bem prazeroso, digamos.

Jimin também quase babou ao olhar de cima a baixo Jungkook, ele parecia um verdadeiro chefe de uma gangue ou um CEO de uma empresa famosa; seu cabelo estava arrumado de um jeito sexy, seu olhos estavam mais penetrantes e profundos, o terno que ele usara é preto com uma blusa branca social por baixo. O sinto afivelado da sua calça social deixava-o com um ar mais dominador, e nem preciso falar que a sua postura e suas grandes mãos no bolso deixava-o bem sexy.

ㅡ ow! Você está perfeitamente sexy, loirinho... ㅡ elogio Jeon, olhando fixamente nos olhos avelã do loiro escuro que, sorriu sincero e corou com vergonha.

ㅡ você me parese um homem bem sexy e dominador, como o Christian Grey de 50 tons de cinza. ㅡ falou Park sem vergonha alguma e mordeu seus lábios nervoso.

ㅡ então, vamos? ㅡ o ruivo gargalhou com o comentário alheio e caminhou até a porta sendo acompanhado pelo menor.

Ao chegarem ao lado de fora da mansão, Jimin se surpreendeu ao ver um Zenvo ST1 da cor preta. Esse carro custa mais ou menos US $1.8 milhões, e o baixinho se perguntara como um demônio conseguiu um carro tão caro como esse? Com certeza Jeon transou com o vendedor desse auto-móvel e comprou o carro dele ou o persoadiu.

ㅡ seu carro é fodidamente bonito, Jeon. Mas como conseguiu compra-lo? ㅡ não conseguiu segurar essa pergunta na garganta e soltou no ar, fazendo maior olha-lo e sorrir ladino.

ㅡ eu tenho meus truques. ㅡ piscou para o loiro e abriu a porta para o mesmo entrar no seu carro, e assim fez.

Enquanto o ruivo dirigia rumo a Movida Violett, Park Jimin ficara olhando para cada detalhe do veículo que é bem bonito e luxuoso por dentro, poderia até ser um sonho o loiro estara dentro de um carro tão caro, ele se sentiu feliz a ansioso assim que percebeu as luzes violetas da boates atravessarem o vidro escuro do carro. 

Eles acabaram de chegar.

ㅡ ansioso, loirinho? ㅡ perguntou o mais velho, estacionando seu carro em uma vaga da grande e luxuosa boate, o mais novo assentiu com um largo eye smille no rosto.

Não, essa não era a primeira vez de Jimim em uma boate, ele fora várias vezes com os seus melhores amigos e ama muito frequentar esse local enquanto toma várias doses de bêbidas, até esquecer do seu próprio nome, e fora em uma dessas noites que fôdeu bem gostosinho um coreano com um puta de um corpo. Só de lembrar de algumas cenas daquela transa, sua boca saliva.

Assim que entraram para dentro da boate, se depararam com algumas mulheres e homens quase semi-nús andando de um lado para o outro, alguns dançando nos poles dance, outros servindo bêbidas para os outros aproveitadores da noite. A música soava alta, as luzes violetas piscando sem parar, deixava o lugar bem mais apreciado, com certeza Park irá para esse lugar mais vezes.

Ambos sentaram em um sofá branco neve, com uma mesinha no centro onde não havia nínguem sentado para lhes perturbar. E começaram a conversar.

ㅡ me fala mais de você, loirinho? ㅡ jeon encostou suas costas no amofadado e humideceu os lábios, olhando diretamente para as órbes castanhas do baixinho a sua frente.

ㅡ o que você quer saber? ㅡ sorriu de lado e mordeu os lábios provocador, tirando um pouco da sanidade do ruivo.

ㅡ como foi sua primeira vez? ㅡ soltou uma risadinha maliciosa, fazendo o outro desviar o olhar ruborizado. Droga! Ele tinha mesmo que perguntar isso pra sí?

"Eu só não te mato, porque você é imortal, Jungkook!" Pensou voltando seus olhos para os azuis do ruivo que sorriu ladino.

ㅡ hm? Foi boa... eu que fui o ativo na relação, então foi ótima. ㅡ deu de ombros e chamou um barman com indicador.

 ㅡ acho que isso irá mudar na nossa relação sexual, loirinho. Porque eu não sou o passivo de forma alguma. ㅡ Jeon sorriu peverso, fazendo o outro franzir o cenho.

ㅡ como assim "nossa" relação? Que eu saiba eu te invoquei para ser-mos apenas amigos, gatinho. E não irá passar disso. ㅡ disse o loiro com uma voz grave e provocativa fazendo o ruivo respirar fundo para não acabar pirando de vez.

ㅡ é o que vamos ver, baixinho. ㅡ provocou, fazendo Jimin cerrar os olhos pronto para retrucar, porém o barman chegou bem na hora e para (in)felicidade de Jeon, era o homem que fodeu a noite passada.

ㅡ por aqui de novo, kook-ah? ㅡ Luhan perguntou manhoso, fazendo o ruivo morder os lábios e o loiro revirar os olhos. 

ㅡ felizmente sim, amorzinho. Trouxe um amigo meu para pegar alguém dessa boate... digamos que ele anda meio encalhado. ㅡ riu brincalhão, fazendo Jimin encher buchechas gordinhas e rúbras de raiva.

ㅡ espero que ele consiga arranjar alguém para ter uma ou mais noites de sexo, kook-ah! ㅡ sorriu para o loiro que nem fez questão de olhar para sí. ㅡ ele é bem bonito, mas prefiro você kook... com certeza fode bem melhor. ㅡ sorriu cínico e Park fechou os punhos tentando contendo a raiva.

ㅡ outro dias repetimos nossa noite, amorzinho. Agora traz por favor, duas doses de tequila pra mim e para o meu amigo, hm? ㅡ luhan assentiu e se afastou de ambos.

ㅡ então você transou com aquele guri? ㅡ perguntou o loiro e o ruivo assentiu com o seu sorriso ladino no rosto. ㅡ você por acaso é gay

ㅡ eu sou panssexual, loirinho. Transo com aqueles que me déem prazer, pouco me importando se é homem ou mulher, entende? ㅡ o menor assentiu sem olhar nos olhos do outro. estava bravo.

Ele não sabe o porquê, mas não gostou de saber que o demônio que ele invocou já teve relação sexual com humanos. Ele se sentiu traido e com cíumes, não, Park não está gostando de Jungkook, ele só acha se o invocou, Jeon é seu apenas, mais de ninguém ou está com medo de perder a única esperança de amigo que apareceu para sí.

ㅡ aqui está. ㅡ luhan entregou duas doses de tequilas para jungkook e duas para jimin, para logo em seguida sair. Então foi ai que notou que o barman estava só com uma box vermelha e uma gravata da mesma cor em seu pescoço. Cretino abusado.

Tentando descontar sua raiva em algum lugar, o loiro tomou de uma vez as suas duas doses de tequilas, sentindo o liquido queimar sua garganta por dentro e se arrependeu um pouco por isso, mas ele já bebeu várias vezes que até já estava acostumado e Jungkook fez o mesmo que sí, derrubando o liquido alcoólatrizado em sua boca, em seguida o outro.

ㅡ vamos dançar? ㅡ o ruivo perguntou ao loiro, assim que ouviu o toque de despacito ecoar pela boate, e sem cerimônia, Jimin assentiu seguindo o demônio para pista de dança.

Sí, sabes que ya llevo un rato mirándote

Tengo que bailar contigo hoy (DY)

Vi que tu mirada ya estaba llamándome

Muéstrame el camino que yo voy (oh)

Tú, tú eres el imán y yo soy el metal

Me voy acercando y voy armando el plan

Solo con pensarlo se acelera el pulso (oh, yeah)

Ya, ya me está gustando más de lo normal

Todos mis sentidos van pidiendo más

Esto hay que tomarlo sin ningún apuro

Sim, você sabe que eu estive te observando

Tenho que dançar com você hoje (Daddy Yankee)

Vi que seus olhos já estavam me chamando

Me mostre o caminho que eu vou (oh)

Você, você é o ímã e eu sou o metal

Eu vou me aproximando e armando o plano

Só de pensar, minha pulsação acelera (oh, sim)

Já, já estou gostando mais do que o normal

Todos os meus sentidos estão pedindo mais

Isto deve ser tomado sem qualquer problema) 

A música começou. 

Park virou-se de costas para Jungkook e começou a mexer seu quadril de um lado para o outro, deixando seu bumbum centímetros longe da virilha do maior, enquanto o outro olhava para suas nádegas sentindo seu corpo se esquentar.

Despacito

Quiero respirar tu cuello despacito

Deja que te diga cosas al oído

Para que te acuerdes si no estás conmigo

Despacito

Quiero desnudarte a besos despacito

Firmo en las paredes de tu laberinto

Y hacer de tu cuerpo todo un manuscrito

Lentamente

Eu quero respirar no seu pescoço lentamente

Deixe-me dizer coisas em seu ouvido

Para que se lembre quando não estiver comigo

Lentamente

Quero te despir com beijos, lentamente

Assinar as paredes do seu labirinto

E fazer de todo seu corpo um manuscrito )

Jimin apoiou suas mãos em seus joelhos e empinou seu bumbum para Jeon e começou a rebolar de um jeito gostoso que levava qualquer um a loucura total, e sem alguentar mais nenhum segundo, o demônio agarrou com possevidade a cintura fininha do loiro, fazendo sua bunda farta e redondinha prensar sobre o membro semi-eréto do maior que, mordeu os lábios, sentindo seu coração falhar nas batidas.

Oh, o humano além dançar bem, é um puta de um gostoso!

Sube, sube, sube

Sube, sube

Quiero ver bailar tu pelo

Quiero ser tu ritmo

Que le enseñes a mi boca

Tus lugares favoritos (favoritos, favoritos, baby)

Déjame sobrepasar tus zonas de peligro

Hasta provocar tus gritos

Y que olvides tu apellido

Si te pido un beso, ven dámelo

Yo sé que estás pensándolo

Llevo tiempo intentándolo

Mami, esto es dando y dándolo

Sabes que tu corazón conmigo te hace bom-bom

Sabes que esa beba está buscando de mi bom-bom

Ven prueba de mi boca para ver como te sabe

Quiero, quiero, quiero ver cuanto amor a ti te cabe

Yo no tengo prisa yo me quiero dar el viaje

Empecemos lento, después salvaje

Aumenta, aumenta, aumenta

Aumenta, aumenta

Quero ver seu cabelo dançar

Eu quero ser seu ritmo

Quero que ensine à minha boca

Seus lugares favoritos (favoritos, favoritos, amor)

Deixe-me ultrapassar as suas zonas de perigo

Até provocar seus gritos

E te fazer esquecer seu sobrenome

Se eu pedir um beijo, vem me dar

Eu sei que está pensando nisso

Eu levo tempo tentando

Gata, e isso é dando e te dando

Você sabe que seu coração comigo faz tum-tum

Sabe que essa gata está querendo do meu bom-bom

Venha provar da minha boca para ver qual é o gosto dela

Quero, quero, quero ver quanto amor cabe em você

Eu não tenho pressa, quero aproveitar a viagem

Começaremos devagar, depois selvagem )

O loiro ficou eréto, ainda remexendo o seu corpo e jungkook aproveitou para apertar com força a cintura do menor, fazendo-o soltar um arfar e morder os lábios.

Jeon aproximou seus lábios da nuca do Jimin e começou a maltratar da pele leitosa do outro com mordidas, lambidas, chupões e beijos, sentindo os pelos da nuca do humano se eriçarem com o toque. O pau de ambos já se encontravam duros feito pedra, com tamanha exitação.

Pasito a pasito, suave suavecito

Nos vamos pegando, poquito a poquito

Cuando tú me besas con esa destreza

Veo que eres malicia con delicadeza

Pasito a pasito, suave suavecito

Nos vamos pegando, poquito a poquito

Y es que esa belleza es un rompecabezas

Pero pa montarlo aquí tengo la pieza

Despacito

Quiero respirar tu cuello despacito

Deja que te diga cosas al oído

Para que te acuerdes si no estás conmigo

Despacito

Quiero desnudarte a besos despacito

Firmo en las paredes de tu laberinto

Y hacer de tu cuerpo todo un manusrito

Passinho a passinho, devagar, devagarinho

Vamos nos pegando, pouquinho a pouquinho

Quando você me beija com essa destreza

Vejo que é malícia com delicadeza

Passinho a passinho, devagar, devagarinho

Vamos nos pegando, pouquinho a pouquinho

E é que essa beleza é um quebra-cabeça

Mas para montá-lo, aqui tenho a peça

Lentamente

Eu quero respirar no seu pescoço lentamente

Deixe-me dizer coisas em seu ouvido

Para que se lembre quando não estiver comigo

Lentamente

Quero te despir com beijos, lentamente

Assinar as paredes do seu labirinto

E fazer de todo seu corpo um manuscrito )

O loiro pendeu a cabeça para trás e levou suas mãos até as mãos do ruivo em sua cintura, puxando-as para sí, fazendo ele envolver seus braços músculos em sua cintura e rebolou com mais precisão e força, podendo sentir perfeitamente o pau alheio em suas nádegas, e não pode evitar de gemer com isso.

ㅡ oh, você rebola tão bem, loirinho... ㅡ jeon sussurrou meio alto em seu ouvido para ele escutar e Jimin arfou com isso, sentindo seu corpo queimar em chamas de prazer. ㅡ own, tão gostoso... ㅡ simulou uma estocada contra a bunda do menor e escutou ele gemer por isso. ㅡ tão entregue.

Sube, sube, sube

Sube, sube

Quiero ver bailar tu pelo

Quiero ser tu ritmo

Que le enseñes a mi boca

Tus lugares favoritos (favorito, favorito, baby)

Déjame sobrepasar tus zonas de peligro

Hasta provocar tus gritos

Y que olvides tu apellido

Aumenta, aumenta, aumenta

Aumenta, aumenta

Quero ver seu cabelo dançar

Eu quero ser seu ritmo

Quero que ensine à minha boca

Seus lugares favoritos (favoritos, favoritos, amor)

Deixe-me ultrapassar as suas zonas de perigo

Até provocar seus gritos

E te fazer esquecer seu sobrenome )

Park virou-se para jungkook que continuara com os braços em volta da sua cintura e envolveu os seus em volta do pescoço do ruivo, deixando seus rostos bem próximos um do outro.

Seus olhares estavam peversamente penetrantes, ambos sentiram a tensão sexual no ar, assim como também sentiram o hálito de tequila um do outro batento contra seus lábios que imploravam para estarem juntos.

Para provocar, Jimin mordeu seu lábio inferior com vontade, olhando com pura safadeza para Jeon que apertou a cintura afiminada do menor em seus braços. Abusado.

Despacito

Vamos a hacerlo en una playa en Puerto Rico

Hasta que las olas griten: ¡ay, bendito!

Para que mi sello se quede contigo

Pasito a pasito, suave suavecito

Nos vamos pegando, poquito a poquito

Que le enseñes a mi boca

Tus lugares favoritos (favorito, favorito, baby)

Pasito a pasito, suave suavecito

Nos vamos pegando, poquito a poquito

Hasta provocar tus gritos

Y que olvides tu apellido

Despacito

Lentamente

Vamos fazê-lo em uma praia em Puerto Rico

Até que as ondas gritem: Ai, meu Deus!

Para que minha marca fique em você

Passinho a passinho, devagar, devagarinho

Vamos nos pegando, pouquinho a pouquinho

Quero que ensine à minha boca

Seus lugares favoritos (favoritos, favoritos, amor)

Passinho a passinho, devagar, devagarinho

Vamos nos pegando, pouquinho a pouquinho

Até provocar seus gritos (Fonsi)

E você esquecer seu nome (Daddy Yankee)

Lentamente )

Sem esperar mais nenhum minuto, Jeon levou sua destra até a nuca do loiro e puxo-o para um beijo prazeroso e safado. Ambos começaram a mexer seus lábios de uma forma sexy e possesiva, jimin quase gemeu quando a língua quente e aveludada do Anjo adentrou sua cavidade bucal, começando uma batalha com a sua. 

Uma batalha onde não haviam perdedores.

Jungkook chupou com vontade a língua e o lábio inferior do menor que, gemeu entre o beijo e voltou a tomar seus lábios para um ósculo mais feroz e cheio de desejo.

O ruivo desceu sua canhota até as nádegas do humano e apertou a carne farta com possesão, saboriando ainda mais da sensasão que o bumbum de Jimin fazia em sí. Com sua outra mão, Jeon puxou com vontade os fios loiro escuro de Park, fazendo-o tombar a cabeça para trás e separar o beijo, para logo em seguida o maior descer seus beijos para o pescoço alheio, maltradando do local com mordidas, beijos, lambidas e chupões.

own, jungkookie! ㅡ jimin gemeu manhoso e mordeu seus lábios inchados e vermelhos, sentindo sua bunda sendo apertada pelas mãos grandes do demônio.

Ele está mesmo se entregando para um demônio tão fácilmente?

ㅡ gosta que eu faço isso, loirinho? ㅡ perguntou o anjo, apertando com possesão o bumbum alheio e dando três tapas fortes no mesmo, logo em seguida chupando o lóbulo branquinho de Jimin.

awn, e-eu gosto p-príncipe... ㅡ o loiro estava cheio de prazer e não se importava com os olhares das pessoas para cima de sí, apenas queria aproveitar mais o momento.

O humano deslizou sua mão, passando-a pela clavícula, peitoral, abdômem de Jeon até chegar em seu membro eréto, para logo em seguida apertar de leve e massagiar por cima da calça social de jungkook, fazendo-o gemer rouco e grave em seu ouvido.

ㅡ não me provoque, loirinho... ㅡ falou com dificuldade e puxou mais uma vez os fios loiros da nuca do menor, tirando mais um gemido manhoso dos seus lábios.

Ele estava amando os toques e a pegada do demônio, porém não podia transar tão facilmente com Jungkook, ele não podia e nem queria se entregar de bandeja para o anjo caído, muito pelo contrário; ele faria Jungkook implorar para fode-lo. E com isso em mente, o loiro se fastou de Jeon com um sorrisinho maléfico em seus lábios, deixando o outro confuso e um pouco indignado.


ㅡ desculpa estragar esse momento, Jungkookie... mas somos apenas amigos e não irei pra cama contigo. ㅡ após as palavras, o loiro virou-se e sumiu da vista do demônio, deixando-o bravo e desafiado.

ㅡ é o que vamos ver, loirinho.


Notas Finais


Demorei? Sim.
Me perdoem eu estava muito ocupada.

me perdoem por quaisquer erro ortorgráfico.

><><><><><><><><><><><><><><><><><

NÃO SEJA UM LEITOR FANTASMA
POR FAVOR.

><><><><><><><><><><><><><><><><><


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...