História O Príncipe e a Salamander - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Acnologia, Angel, Anna Heartfilia, Aquarius, Aries, Bisca Connell, Cana Alberona, Câncer, Capricórnio, Carla (Charle), Chelia Blendy, Crux (Kurukkusu), Doranbolt, Erik (Cobra), Erza Knightwalker, Erza Scarlet, Evergreen, Flare Corona, Freed Justine, Frosch, Gajeel Redfox, Gemini, Gildartz, Grandine, Gray Fullbuster, Happy, Horologium, Ichiya Vandalay Kotobuki, Igneel, Jackal, Jellal Fernandes, Jude Heartfilia, Juvia Lockser, Kagura Mikazuchi, Karen Lilica, Laxus Dreyar, Layla Heartfilia, Lector, Levy McGarden, Libra, Lisanna Strauss, Loki, Lyon Vastia, Lyra, Macao Conbolt, Makarov Dreyar, Mavis Vermilion, Meredy, Mest, Michelle Lobster, Millianna, Minerva Orland, Mirajane Strauss, Mystogan, Nab Lasaro, Nikora "Plue", Pantherlily, Personagens Originais, Pisces, Rogue Cheney, Romeo Conbolt, Scorpio, Sherry Blendy, Silver Fullbuster, Sting Eucliffe, Taurus, Ultear Milkovich, Virgo, Wendy Marvell, Yukino Aguria, Zeref
Tags Fairy Tail, Fluffy, Genderbend, Gênero Trocado, Lucky Heartfilia, Nalu, Nalu Fofo, Natsumi Dragneel, Romance
Visualizações 54
Palavras 4.108
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Fluffy, Luta, Magia, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Universo Alternativo
Avisos: Insinuação de sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Então meus amados leitores, como eu disse no capítulo anterior eu irei reescrever a história MAS A SINOPSE NÃO MUDARÁ. Estou fazendo isso pois a minha escrita estava muito ruim e tinha uma interpretação muito vaga... Eu sei que isso é chato, mas eu pretendo compensar pois não vai demorar muito aonde quero chegar com algumas modificações pra trazer mais ação e drama! Terei que excluir os capítulos anteriores mas mesmo assim agradeço pelos antigos comentários. Sinta-se a vontade para ler de novo e comentar ^^

Capítulo 2 - Prólogo (Atualizado): Um Príncipe e uma Salamandra


Fanfic / Fanfiction O Príncipe e a Salamander - Capítulo 2 - Prólogo (Atualizado): Um Príncipe e uma Salamandra


Prólogo


Você vai ficar sem palavras. Como se tivesse sido enfeitiçada, Nunca mais irá acordar desse sonho. Amor é uma palavra que se diz apenas a si mesmo. Não vai nem mesmo conseguir revidar, isso por que vou te amar de volta pois onde quer que estejamos conseguiremos vencer! Eu sei que sou exibido, você arranja desculpas por todos os lados, mas eu te amo seja como for. Um dia lhe farei dizer “Eu desisto” e então tenho certeza que você saberá o que fazer, mesmo que seja algo mínimo você está dando tudo de si..”

*Ending 01- Versão Lucky Heartfilia*


As gaivotas circulavam acima de barcos e das casas que se localizavam por perto, o local não era apenas um simples  vilarejo mais sim uma cidade portuária onde a magia pouco se era vista, com isso a atividade predominante naquele lugar era a pesca e a comercialização de vários produtos vindo de vários lugares em geral. Mas não queria dizer que era lugar onde se tinha apenas o cheiro de pescado ou feira , ela tinha suas peculiaridades como a praça que sónocalizava em uma parte da cidade ao lado de uma das estações mais movimentadas do porto.


E nessa mesma praça desta cidade, um jovem de cabelos loiros não muito longos ,vestindo  uma camisa branca e calças azuis junto de suas botas de couro preto, se encontrava aflito ao ter entrado em algumas lojas e não ter obtido sucesso no queria comprar, tendo um “desconto” não muito agradável de um senhor que lhe vendeu um cinto de utilidades tendo apenas uma bolsa de cor marrom para utilizar e guardar seus pertences.. No caso o que tinha de mais valioso, suas chaves.

Elas não eram qualquer chaves assim como ele também não era um rapaz qualquer.


Do outro lado, a estação bem movimentada, porém tinha uma passageira que não parecia ter condições de sair do lugar, sua visão estava turva e tudo parecia estar girando.. Ao que parece a viagem talvez tenha sido turbulenta, no caso apenas para a garota de cabelos róseos bagunçados com pontas dispersas apontando para várias direções, parece mal ser penteado pelas mãos.


-Natsumi Levante, ou o trem te levará de volta para magnólia! - um pequeno e sorridente felino azulado a chamou .

-Eu.. Nunca… Mais.. Ando… nessa.. Merda... chamada trem! - a garota berrou tentando se levantar, o que era engraçado pois não conseguia manter a postura  por causa da tontura que sentia e  pela mochila que parecia lhe esmagar as costas.


-Você sempre diz a mesma coisa. - O gatinho azul acompanhava o andar desengonçado de sua amiga, que ao levantar teve que limpar a poeira de cima de seu top enfaixado que cobria seus pequenos seios por baixo de seu casaco, e sua calça branca que era larga fazendo um pouco de volume nos lados tendo um charme com o cinto preto  que o segurava, já suas sandálias eram simples e a faziam se sentir mais confortável na hora de correr.. Que foi o que fez assim que saiu da estação.

Natsumi Dragneel esse era o seu nome, e seu companheiro inseparável de missões Happy, o objetivo dela na cidade que a fez enfrentar a viagem infernal no trem que odiava pegar, era de que obtivesse informações do paradeiro de seu pai, que era nada mais nada menos que um Dragão! Parece loucura, em um mundo onde a magia se encontrava na maioria dos lugares e tão parte do dia a dia ver um Dragão, era uma raridade que atualmente não passa de uma lenda na região e nos outros reinos. Um rumor se espalhou em sua guilda de que tinham visto um “Salamander”,  que na visão de Natsumi poderia ser alguém com o conhecimento sobre dragões ou até mesmo ser um e talvez pudesse ajudar na procura de Igneel.


(...)


Depois de tanto andar a procura de lojas, Lucky acabou por passar em uma no seu caminho para a estação, embora quisesse economizar teria que arranjar trabalho mais cedo ou mais tarde. Era visível o mal humor do rapaz que chamava a atenção de algumas meninas que conversavam por perto, como: “aquele garoto, você não acha ele bonito?”

“Sim, sim muito!” Teria escutado melhor se não fosse por uma gritaria vindo de um aglomerado de pessoas mas a sua frente, para ser exato um bando de garotas histéricas a berrar encantadas por algo ou alguém . Foi quando notou que a meninas que cochichavam ao seu respeito logo mudaram de assunto. “Ele está aqui na Cidade!”

“Sim, o grande Salamander!”


Salamander?” Aquele nome não lhe era estranho, teria ouvido boatos de um mago com este mesmo nome e pela sua fama sabia que ele era problemático pois fazia parte da Fairy Tail. Teria passado reto sem dar a mínima, não estava curioso sobre quem era ele ou o que deixava de ser, apenas sentiu que não era necessário Saber… Se não fosse por uma pessoa que lhe chamou atenção.


-Quem você pensa que é? Que idiotice! Não parece nada com uma salamandra! -Gritava uma garota de cabelos róseos usando um casaco vermelho com seu cachecol xadrez dando um destaque no seu look.


-O-o que está dizendo minha cara? É claro que sou, vamos não fique chateada.. Tome. -Um homem de cabelos azuis extremamente convencido entregou a garota um quadro escrito com o que dizia ser sua alcunha “Salamander” com letras gigantes bem destacadas.

-Enfia isso no meio da sua bunda! Seu impostor!


As garotas que o rodeavam pareciam nervosas, o homem então fez um sinal com as mãos. -Se acalmem garotas, ela não fez por mal.

-Thc! Eu não tenho medo de vocês suas cachorras! - A menina parecia querer comprar briga ali mesmo chamando a atenção de quem passava.

-Eu acho que não é ele, vamos Natsumi! - o felino azul a chamava para saírem o mais rápido possível mas ela parecia querer uma satisfação.

-Eu tenho certeza que logo mudará de ideia.. Em 3.. 2.. 1.. -Disse o mago.

A Natsumi apertava os punhos determinada a dar um soco no meio da cara dele, quando sentiu seu coração bater forte e seu rosto ficar vermelho, ela tentou se afastar porém seu corpo parecia não responder ficando paralisada.

-D-Droga.. O que está havendo? . disse com o tom de voz falho que quase parecia ser gemidos.

-Então o que acha de mim agora?-O homem de cabelos azuis fez questão de puxar a garota para mais perto, deixando as meninas ao seu redor com um olhar mortal de ciúmes.


-Que coisa mais repugnante.. 

O rapaz loiro conseguiu intervir um possível beijo entre os dois pegando Natsumi pela cintura, ela ainda não parecia estar consciente da situação.

-Tentar conquistar uma dama a força. Como mago deveria tratar as moças com mais respeito, ou você está tão desesperado assim por atenção? -Completou o rapaz, de forma intimidadora, com sua voz suave que parecia pesar sobre a situação deixando o homem a sua frente surpreso pela rapidez com que ele  havia tirado a garota de seus braços.

-M-Maldito… -o Tal salamander murmurou. - I-Isso não é verdade ela que veio se arrastando aos meus pés! Eu não pude recusar. -Disse de forma mais descarada possível e Lucky sabia que não era verdade, sabia que pessoas com ele mentiriam até mesmo quando alguém provaria  ao contrário, que tipo de mago ele era?

-Hum~ é mesmo? Por um momento achei que essa garota fosse te quebrar em dois, se não fosse esse seu truquezinho barato. -Lucky encarava o anel que o Salamander tinha. 

Logo ele dá de ombros carregando a garota com os olhos opacos ainda desnorteada, deixando o homem para trás completamente frustrado.

(...)


-Você está bem? -Lucky perguntou ajoelhado na frente da garota sentada no chão, ainda meio confusa.

Ela retornava devagar.

-Eu.. onde.. Tá… CADÊ AQUELE SAFADO?! - Natsumi disse aos berros se levantando com dificuldade, mas logo perdeu as forças e se sentou novamente.

-Nós conseguimos fugir graças a ele! -Happy estava preocupado mas por ser pequeno e um pouco bobo não entendeu exatamente o que estava havendo com sua amiga.

-Quem.. É você? -Ela o encarou, chegando perto se do rosto do rapaz… Perto até demais.

-Que tal irmos para outro lugar? Vocês estão com fome? -Lucky perguntou e pode notar o brilho no rosto dos dois e como salivava ao pensar na ideia.


(...)


-Lucky hein.. -Natsumi enchia a boca com arroz e carne enquanto pronunciava o nome do rapaz, os dois pareciam não comerem a dias e parecia se deliciar no banquete do simples restaurante.

-Sim, mas eu recomendo que coma ao invés de falar. A comida de algum jeito parece estar voando em cima dos clientes do outro lado… -Disse sem graça tentando ignorar os olhares furiosos dos homens sujos de resto de comida.

Ela com toda certeza não tinha modos! Era fato pois ela quase se meteu em uma enorme confusão, não  queria nem imaginar o que teria acontecido caso não tivesse intervindo. Enquanto Natsumi e Happy se saciavam com uma boa carne acompanhada com salada e frutas, Lucky preferiu um suco com algumas torradas. Encarava surpreso o apetite voraz da garota que parecia nem mastigar a comida direito, e mesmo assim ela pareciam bem em forma acabou por notar o jeito de como a menina se vestia , por ter tocado em sua fina cintura sem gordurinhas ou qualquer tipo de dobra uma perfeita bonequinha… perigosa .


-Então vocês estavam a procura de alguém? -Perguntou ao tomar um pouco de seu suco.

-Sim. Mas aquele cara é um completo impostor. -Respondeu Natsumi limpando sua boca no guardanapo da mesa. -Sabe, Igneel é um Dragão e …

-Espera, espera.. Como uma Pessoa pode se parecer com um Dragão? -Lucky fez um gesto com as mãos interrompendo.

-Ele não é uma pessoa, ele é um Dragão de verdade. -Natsumi confirmou como se fosse algo óbvio.

Aquilo fez ele se engasgar com seu suco de morango, ficando totalmente incrédulo com o que acabou de ouvir.

-É claro que não teria algo assim no meio de uma Cidade! - Disse ao dois, que ficaram pensando que talvez fizesse  sentido porém nenhum deles havia pensado assim antes .


-Hunf. Tanto faz, espero que tome mais cuidado da próxima vez e pare de perseguir dragões ou pode acabar se machucando. Até mais. -Lucky foi tirando o dinheiro para pagar a comida de ambos. E assim  foi caminhando até a porta, antes que a garçonete o cumprimentasse para sair, sentiu algo puxando sua camisa branca. Ele se virou surpreso.

-Eu .. Gostaria de agradecer pelo que fez mais cedo.. Bem.. Obrigada. -Natsumi sorriu, deixando um rubor nas bochechas pálidas do rapaz.

-De nada. -Retribuiu o sorriso.


(...)


Qual seria seu destino agora? Depois de passar alguns dias sem rumo pensou em frequentar uma guilda, mas qual? Não tinha uma especial ainda, depois de ver o que aconteceu mais cedo não gostaria de trabalhar com pessoas como aquele Salamander, Lucky teria passado vários dias querendo apenas aproveitar a paisagem da janela do trem, mas se era pra viver de verdade viveria como um verdadeiro mago! Missões, aventuras.. Quem sabe um romance ,tudo isso do jeito que sempre sonhou desde quando era apenas um garotinho, sozinho em uma enorme biblioteca.

Ficou a pensar sobre, sentado em um dos bancos de uma praça bem perto da estação.

-Yo!

Lucky acordar de seus devaneio e encara aquele mesmo cara que viu mais cedo, era quase inacreditável um homem repugnante como ele ser um mago!

-Ora, se não é o pervertido que implora por atenção. - Disse de forma fria. Deixando o tal salamander com caretas nada agradáveis com muitas linhas de expressão bem marcadas.

-Eu receio que tenho passado uma péssima impressão, então vamos começar de novo. -Ele estendeu a mão para o rapaz.

-Não quero nada que tenha haver com você. -Lucky se levanta, não estava nem um pouco interessado no que o mago tinha a dizer.


-Pode ser, mas tem haver com você. Senhor Heartfilia..


Depois de ouvir a última parte paralisou, trincando os dentes nervoso. Como ele havia descoberto seu sobrenome? Seja como for, isso não era nada bom!


-O que você quer?


-Hehe.. Você entende rápido meu caro, certo eu gostaria de ter algumas ações das empresas de seu pai, ouvir dizer que elas custam milhões e você me parece bem perdidinho.. -Ele ergueu um cartaz com o seu retrato, havia seu nome e uma recompensa bem gorda.

-Isso.. Está por toda Cidade?!

-Não. Pelo menos por enquanto eu encontrei isso em uma cidade que você deve conhecer muito bem. Mas será questão de tempo, caso me queira calado e aproveitar mais alguns dias de liberdade… me visite hoje na minha festa que ocorrerá no meu navio.


Antes que pudesse falar mais alguma coisa ele havia sumido.

Lucky tinha que fazer alguma coisa para que nada disso se espalhasse, embora fosse difícil tentaria. De algum jeito..


(...)


Liberdade.. Era tudo o que ele queria, e ela estava escorregando de suas mãos novamente. Lucky passava noites em claro calculando as ações das empresas de seu pai, analisava cada parte de seu lucro e como poderia ganhar mais sem pagar tanto para os empregados. Era difícil para uma criança de apenas doze anos fazendo tanto com tamanha pressão de adultos incluindo o mais rígido deles: o seu pai.

-Que bobagem a minha, em pensar que ficaria longe da sombra daquele homem.  -Pensava ele enquanto podia ver a iluminação da cidade portuária, pois já estava a noite e também participava da tal festa que lhe prendeu ali , com inúmeros piratas de guarda de olho em cada movimento seu.


Vestindo agora um terno preto, com sua gravata borboleta ainda mantinha seus cabelos soltos, odiava quando tinha que amarrar as pontas minúscula de suas mechas rebeldes. Ele havia recebido as instruções que seria chamado assim que a festa terminasse, estava tão tenso no início que não tinha reperado que só havia mulheres jovens.. Não que fosse um incômodo ou uma coisa ruim e anormal. Mas estranhou quando o “salão”  começou a esvaziar, todas começavam a sumir em um piscar de olhos uma por uma .


-Tem algo de errado.


Disfarçava enquanto tocava nos bolsos da calça, teria guarda algumas de suas chaves no bolso da frente e algumas atrás, seu cinto daria volume demais. Enquanto andava devagar chegando perto da cabine, Ele sente algo em seu pé. Uma pedra havia caído perto como se alguém tivesse jogado.


E observou mais uma pedra caindo, sim tinha alguém jogando.


-Psst! Oe! -Ele então reconheceu a dona da voz.


-Eiii  Lucky! - Dessa vez era Happy.


Ele então foi rápido para o convés do navio e ao olhar para baixo, se depara com Natsumi enjoada em um dos botes de emergência que estava pendurado no navio e do seu lado estava Happy.


-Que diabos vocês estão fazendo aqui?! - Disse estressado tentando sussurrar, mas não deu muito certo.


-Ei você, o que está fazendo? - Um dos piratas perguntou estranhando o jeito do rapaz.


-Nada! Absolutamente nada! Tudo está muito bem! Eu acho que essas cracas estão muito grandes ,não acha? -Disse tentando disfarçar.


-Quem você.. Está chamando de Craca… Seu imbecil…??! - Natsumi cuspia as palavras em meio o embalo, embora estivesse um pouco longe para Lucky ouvir.


-Ficamos sabendo da festa e viemos pra comer, o que você faz aqui? -Perguntou Happy.


-Shii !! Eu preciso que vocês me ajudem. -Dessa vez ele conseguiu falar baixo.


(...)


Lucky pegou uma de suas Chaves douradas, como um autêntico Mago celestial tinha sorte de possuir algumas eram as mais preciosas, as Chaves do zodíaco.

-Abra-te portão do Touro Dourado!


Um ser humanoide como um touro apareceu na frente dos piratas com um Machado gigante em suas mãos. Derrubando dois guardas e a porta , a cabine que era muito maior por dentro.

Natsumi apareceu no convés do navio para eliminar os piratas da frente, enquanto Lucky partia em busca das jovens.

Sua suspeita estava certa, todas estavam bêbadas caídas no chão e vários homens as rodeavam todos irados com a interrupção do loiro e no meio deles estava o suposto mago da Fairy Tail.


-O que pensa que está fazendo? Esqueceu do nosso acordo?! - O mago gritou dando sinal para seus homens avançar para cima do rapaz loiro.


-Acontece.. Que eu mudei de ideia! Touros. -Disse dando um sorriso de canto, as vezes adorava se sentir confiante mesmo estando em desvantagem , adorava uma adrenalina!

-Estou indo Mestre Mu! -Touros pegou seu Machado e jogou no ar, como estava um pouco distante Lucky teve que saltar para pegar o machado que por sinal não era nada leve ele precisava de suas duas mãos para isso. O touro não precisava de muito para derrubar os piratas no mar e com isso não tinha muito problema mesmo estando desarmado. O salamander então lançou chamas roxas em direção do mago celestial que bloqueou o ataque com o Machado.


-Só pode ser brincadeira?! -Murmurou o homem, suas chamas deveriam ao menos ter empurrado o rapaz para longe e outra.. Conhecia aquela magia que o Heartfilia usava, ele é um mago celestial e como sabe apenas os espíritos celestiais lutam pelo seu mestres.

Vendo a expressão duvidosa do homem Lucky fez questão se confirmar. -Esta surpreso? -Ergueu o machado de touros.


-Não muito. Seja lá o que foi que aconteceu, não é da minha conta!


-Que pena, eu adoraria te contar uma novidade antes de te apagar. -Lucky dessa vez contra atacou novamente as chamas, mas  começou a se cansar.


-Deixa que assumo daqui Lucky!! .- Gritou Natsumi pulando na sua frente, ficando entre ele é o mago de cabelos azuis.


-M-Mas.. ! -Tentou protestar a ajuda ofegante.


-Confia em mim! Essas garotas precisam sair daqui antes que as coisas piorem! Pode não parecer mas... Eu também sou uma maga.


Não era hora de ficar surpreso com aquilo, então ele fechou a boca e correu para o convés onde as garotas estavam, mas antes claro fez questão de olhar pra trás e de relance bem rápido conseguiu ver que a garota havia dando um soco no mago das chamas.


-Aqui Lucky ! Me ajude Rápido. -Happy havia soltado todos os botes , por sorte todos daria para as demais garotas que faltavam subir nos pequenos barcos  .

-Sim, Garotas venham por aqui! - Disse puxando um menina ruiva que parecia estar encantada por sua pessoa.

(...)

-Onde está a Natsumi? - Happy agora estava junto das garotas e de Lucky no pequeno barco.

-Onde mais? Ela disse que daria conta deles..

-ELA FICOU NO NAVIO?!

-Qual o problema? -Perguntou. se soubesse do enorme problemas que a garota tem em relação a transportes…


-ISSO É HORRÍVEL ELA VAI MORRER! - O gatinho pulou desesperado e vôo para fora do barco.

-Isso me parece sério. - Disse se sentido arrependido em ter deixado a garota, ela não parecia ser daquelas que precisam ser protegidas , ele via nela a essência de um espírito aventureiro que parecia lhe contagiar. Então qual seria o problema em ajudar?


-Abra-te o portão da guardiã da Água.. - Pronunciou ao colocar uma chave dourada no mar. -Aquarius!

Depois de um intenso brilho Dourado uma bela mulher de cabelos azuis apareceu , a guardiã dos mares a mais linda sereia.


-No que está se metendo dessa vez pirralho?

-Hug.. É uma longa história.. De qualquer jeito preciso que direcione o Navio para o Porto.

“Tch” Ela resmungou antes de fazer o que seu jovem mestre havia pedido, ele se manteve calado . Aquários odiava ser contrariada, ela meio que fez o papel de mãe depois que a sua tinha partido dessa pra melhor.


A água do mar começou a se agitar aos poucos e com o Jarro de Aquários o mar se agitou ainda mais criando uma correnteza, formando algumas ondas que levou tanto o navio quanto os pequenos barcos onde as garotas estavam. Mesmo com todas um “pouco" molhadas e tontas sobreviveram ao caldo que levaram.


-PODERIA AO MENOS TER PEGADO LEVE COM AS POBRES MOÇAS! - Lucky se levantou sentindo suas pálpebras pensarem, Aquários não conseguiu levar a sério o que ele havia dito pois ele quase perdeu o equilíbrio no momento .

-Idiota. Você sabe que não pode abrir mais de um portão seguido, vai acabar se matando. -Disse antes de desaparecer.


-Droga… acho que exagerei. Hehe.. - Ele tocou em sua testa, sua cabeça estava girando um pouco havia usado magia demais. Era sua primeira vez usando depois de tanto tempo.


-Na..tsu..mi.. Onde será que ela está? -Andou devagar até a margem da água procurando o barco pela praia. O navio estava em pedaços, temeu pelo pior e correu.


Chegando perto do Navio destroçado, viu alguns dos piratas o Mago das chamas ainda estava de pé. Ele procurou com seus olhos algum sinal de Natsumi , será que ela havia se afogado? Quando tentava se aproximar, para sua surpresa viu Natsumi se erguer com dificuldade sob os destroços.


Ela está bem?   Era uma pergunta engraçada, ela tinha alguns arranhões pelo corpo, estava toda molhada mais ainda sim ela mantinha uma fúria em seus olhos. Com toda certeza era sinal de que não queria ajuda, ele respeitou isso.

-Vocês são caras bem teimosos! -Ela disse se esticando tentando esquecer as dores que sentia no corpo .


-Tome cuidado! Esse Mago ele é  da Fairy Tail! - Lucky não conseguia mas se aproximar, assim todos incluindo Natsumi lhe ouviram.


-Eh..?! -Natsumi encarou o Salamander. -Você é um mago dá Fairy Tail?


-Sim! Algum problema?! -Disse em um tom arrogante.


-Interessante.. Hehe.. -Natsumi tirou seu casaco vermelho que estava encharcado jogando-o no chão. -Sabe de uma coisa, nunca vi sua cara feia lá.-Ela revelou em seu ombro a marca vermelha da guilda.


-Atrás dela! 

Dois piratas tentaram pega a rosada que com apenas um soco os derrubou , causando um efeito dominó nos demais que vinham para ajudar.


-Isso não é nada bom Bora-san! - Um dos piratas gritou se referindo ao tal Salamander que se irritou com seu subordinado.


Lucky conseguiu ver cada detalhe da verdadeira Salamander, ela era mesmo uma maga e da Fairy Tail! Sentiu-se um pouco intimidado pois o corpo da garota começou a ficar coberto por chamas, a magia que fluía pelo seu corpo era sentida de longe pelos demais , era quente, seus cabelos de tamanho médio balançando de forma bagunçada causado pela temperatura  junto de seu cachecol. Natsumi se mostrava uma garota forte, não incomum, daquele jeito tão séria fez os olhos do mago celestial brilharem de admiração.


-Incrível…


 -Não é? - Happy apareceu do seu lado. Ele continuou a observar do que aquela maga era capaz de fazer.


-Fogo da Proeminência! - Bora o tal mago das chamas atacou a garota, e aquilo foi um tremendo erro. As chamas se dissiparam por um momento e logo depois se concentraram em um único ponto, estavam sendo sugadas ou melhor devoradas. Aquilo sim fez Lucky entrar em desespero, mas era tanto para similar no momento que não conseguia se mexer.. Maldita teimosia em querer abrir dois portões!

- Ela esta bem. - Happy sorriu, como ele podia estar tão calmo? Que tipo de magia era aquela? - Fogo não funciona contra ela.. Igneel ensinou tudo o que ela sabe..


-Igneel? Você diz o Dragão? -Depois de alguns segundos finalmente algo havia saído de sua boca!


Natsumi revidou o ataque com muito mais força! Talvez 5 ou 10 vezes mais! O fogo se alastrou causando uma explosão no navio já destruído , jogando o impostor no mar. E quem diria que aquela garota que por sinal não era nada frágil… era a verdadeira Salamander da Fairy Tail? As forças do rapaz foi voltando aos poucos, eles precisavam sair dali pois as coisas poderiam piorar caso os guardas chegassem e eles estivessem ali.


-Ela exagerou! Precisamos Fugir!


-Aye!


Os dois correram até Natsumi que ainda comemorava vitoriosa sobre os destroços do navio. Até sentir suas pernas sendo levantadas, e um braço forte segurando em suas costas.


-EI! ME COLOQUE NO CHAO, EU SEI ANDAR!  - Natsumi começou a espernear, mas na verdade não achava tão ruim assim.


-Não, os guardas chegaram a qualquer momento! E além do mais não quero que cause mais destruição. -Mesmo ainda um pouco cansado , juntou todo o resto de suas forças para carrega-la.


-I-Idiota.. -Ela enfim colocou seu braços em volta do pescoço do rapaz, ele podia jurar que tinha visto o rosto dela um pouco vermelho.


(...)


Agora estavam seguros , com passagens prontas e aconchegados no largo banco macio do trem, menos Natsumi.


-Era por isso que você estava preocupado com ela no navio? - disse sentido se mal pelo estado da garota.

-Aye.. É  sempre assim.

-Deve ser difícil. -Ele riu, mesmo sabendo que era errado a coitada estava sofrendo. 

-Magnólia aí vamos nós... -Lucky encarou a lua que começou a dar as caras naquela noite, ele ficou observando a garota a viagem toda era incrível como ela mudava de personalidade quando estava lutando, isso lhe fez sorrir fraco e depositar um beijo na testa da garota que parecia mal perceber o que estava havendo ao seu redor. Sabia que assim que chegasse em magnólia teria que tomar muito cuidado, seu pai lhe trazia dor de cabeça ou o pior mais cedo ou mais tarde.















Notas Finais


~Beijocas... <3 Até a próxima ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...