1. Spirit Fanfics >
  2. O príncipe e o guerreiro-Tododeku >
  3. Não quero que você me veja assim.

História O príncipe e o guerreiro-Tododeku - Capítulo 11


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura💖.

Capítulo 11 - Não quero que você me veja assim.


Fanfic / Fanfiction O príncipe e o guerreiro-Tododeku - Capítulo 11 - Não quero que você me veja assim.

Shouto logo conheceu a voz, era seu pai Endeavor, que pelo tom parecia estar furioso.

- Não vai abrir?- Perguntou o rei.- Eu vou arrombar!

Todoroki e Midoriya não sabiam o que fazer. Se ele visse os dois daquela forma, não teriam como se explicar, e sabe Deus o que iria acontecer, caso não tivessem uma boa solução. Tentaram se vestir mas foi em vão, pois Endeavor arrombou a porta antes, revelando os dois.

- P-Pai, o q-que faz aqui?!- Perguntou Shouto um tanto nervoso, enquanto arrumava Izuku na cama.

Ele implorava para que o pai não descobrisse Midoriya do lençol.

- O que você está fazendo aqui, a essa hora da manhã, e a sós com este homem?- Perguntou o rei, já sabendo a resposta, perguntando apenas para ter certeza.

- Vim acordá-lo para o treino do exército, o que mais seria?- Respondeu Todoroki usando outra pergunta, ainda nervoso.

O pai o olhou, decepcionado pois já sabia o que havia acontecido.

- E por quê ele está nu na cama?- Questionou Endeavor, retirando o lençol de Izuku, revelando o corpo do pequeno.- E essas marcas, foi você que as fez?

Maldita hora que ele as viu. E o pior, as marcas estavam roxas, pois foram fortes demais.

- O que o s-senhor está pensando, pai?- Todoroki tentou desviar das perguntas, mas não obteve sucesso. Endeavor se aproximou do filho e retirou delicadamente a veste que cobria seu pescoço.

- Foi ele quem fez isso?- Perguntou o pai irado.

- Pai...me desculpe, eu iria contar.- Disse Shouto, antes de levar um tapa do próprio pai.

- Você é uma vergonha!- Falou o pai, ainda com a mão no rosto do filho.- Por isso nunca trouxe mulher alguma, pra cá.

- P-Pai...

Eu não aguentava mais ver aquilo, e o tapa dado em Shouto fora o meu limite. Me enrolei no lençol e comecei a falar.

- Não acha que está exagerando?- Perguntei, tirando as mãos do pai de seu filho.- Seu filho não merece passar por isso.

- Exagerando? Foi você quem fez meu filho assim.- Falou o rei, fechando a mão e me socando em seguida.

- PARA!- Exclamou Shouto.- Ele não tem nada a ver com isso. Apenas culpe a mim, eu sou seu filho.

- Não me diga que, vai ajudar essa mulherzinha que não pode se defender sozinha?- Falou o rei.

- Eu o amo, por isso o defenderei.- Disse Shouto.

- Patético.- Falou o pai, antes de dar dois tapas seguidos no filho.

O soco que ele havia dado em mim, me fez desmaiar, mas por sorte recuperei a consciência rapidamente. Me levantei do chão, e fui em direção aos dois, ainda zonzo.

- Não se meta, bastardo.- Disse o rei, pegando o filho pelos cabelos levando-o para fora.

O rei levou o filho arrastado até o salão principal, onde iriam servir o café da manhã. Desceu as escadas, puxando o filho pelos fios, e o jogou de joelhos, próximo a mesa.

- Estão vendo? Este moleque é uma vergonha, tanto para mim, quanto para o povo.- Disse Endeavor, para todos os empregados que estavam servindo o café, ouvirem.- E isto, é para você se lembrar da vergonha que me causou.

Com o que disse, o rei pegou a chaleira quente, e despejou no rosto do filho, fazendo a pele do príncipe queimar. Os gritos de Shouto eram altos, e todos que olhavam a cena, queriam fazer algo, mas não podiam.

Eu fui para o salão, apenas com o lençol embolado da cintura para baixo. Desci e ao ver a cena a minha frente, me desesperei, e fui até eles.

- Isso, nunca sairá de seu rosto, e de agora em diante, você não será mais meu filho.- Disse o Rei, que logo saiu, deixando o filho aos prantos e totalmente exposto.

Aproximei-me de Shouto, e o ouvi chorar. Toquei seu ombro, fazendo-o virar seu rosto para mim. Ao vê-lo, pude ver seu belo rosto, com uma mancha escura.

- Shouto...me desculpe por não ter vindo antes.- Falei choroso, enquanto levava minha mão até seu rosto, que tremia conforme a aproximação.

- NÃO!- Exclamou Todoroki, batendo em minha mão.- N-Não quero que você me veja assim.


Notas Finais


Obrigada por ler💖.

Continua?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...