História O Príncipe e o Pintor - Romance Gay - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Conto De Fadas, Gay, Magia, Romance
Visualizações 20
Palavras 1.386
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Hentai, LGBT, Luta, Magia, Romance e Novela, Saga, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Desculpem termos demorado tanto. Tivemos uns pequenos imprevistos mas aqui está um novo e exclusivo capitulo.
Boa leitura

Capítulo 4 - Loucuras por amor


Fanfic / Fanfiction O Príncipe e o Pintor - Romance Gay - Capítulo 4 - Loucuras por amor

Mesmo estando a sair do palácio  a minha cabeça  apenas  pensava nele Robin , o rapaz que me roubou o coração  em um dia. Ao chegar ao meu irmão  ele acena para mim e vou até ele.

Lourenço - então  como correu?

Matias- muito melhor que  eu pensava 

Lourenço - asserio fizeram muitos progressos? 

Matias- pode se dizer  que  sim- fomos para casa e durante o caminho cada música romantica que passava na rádio me fazia pensar no meu dia maravilhoso  que tive com o Robin, estava ansioso por amanhã.

Lourenço - a filha do Sr.George , Martha já chegou 

Matias- asserio , e como ela é 

Lourenço - um pouco fria e fala tudo o que pensa sem se importar  com os outros 

Matias- parece um doce - ri-mos os dois. Ao chegarmos a casa entramos e somos recebidos por uma das empregadas que nos avisa que o jantar vai ser servido muito em breve. Eu agradeço  e subo para puder tomar banho. Após  tirar toda a minha roupa entro na banheira. Pois o Sr.George tem banheira e não  os chuveiros de lata como na minha casa. Entro calmamente  e aproveito aquele momento.  E mais uma vez Robin vem a minha mente, o seu sorriso  encantador, seu doce olhar, seu jeito aberto de ser. Mas também  seu corpo pois ele tinha um corpo lindo e um belo e redondo rabo. Meus pensamentos  estavam a ir longe demais  ja pensava em coisas improprias e como resultado o amigo debaixo endoreceu e cresceu. Saio do banho antes que estes pensamentos  continuassem . Me seco e me visto a tempo do jantar . Ao chegar  a mesa vejo chegar da outra ponta da sala Martha . Ela era alta e elegante de longos cabelos cacheados cor do carvão  a pele negra igual ao pai e olhos castanhos  brilhantes. Mesmo de longe sua frieza se fazia sentir. Ao chegar a mesa ela me olha de cima a baixo

Martha- então  és tu o famoso pintor , o protegido do meu pai. 

Matias- creio que sim, Matias muito prazer - ela não  me responde e ignora-me sem duvida era arrogante. Me sento na mesa e noto a falta de Rosa - onde está  a Rosa

Sr.George - um pouco atrasada ela ficou muito animada ao lhe contar que iria continuar  seus estudos 

Matias- asserio 

Sr.George - Rosa é muito intelegente e aprende de pressa mesmo sósinha,  estou apenas  a ajudando a crescer 

Lourenço - não  te preocupes  a escola e aqui perto

Matias- muito obrigado  - Rosa desceu as escadas com um enorme sorriso  esse que deixou Martha sem jeito. Rosa se sentou a frente  de Martha. Notei que Rosa com apenas um olhar doce que ela tinha quebrar os escudos frios de Martha. Era algo fofo de se ver. A noite caiu e eu fui dormir.  O meu dia se repetiu na minha mente. Andar de baloiço com o Robin, correr pelo labirinto  atrás  dele , nadar com ele, estar sentado ao seu lado , beijá-lo sentir seus lábios quentes e viciantes agarra-lo senti-lo. Felizmente  acordo antes que os meus pensamentos de tarado fossem mais além. Apos fazer minha higiene  matinal tomo o pequeno  almoço. Hoje todos sairam de casa.  Rosa e Martha foram a escola enquanto o Sr.George  teria umas reuniões  com outros marqueses  e Lourenço  o acompanhou. Já eu fui para o palacio pronto para ir passar mais um dia com a minha paixão.  No caminho a sala de pintura oiço empregados a fofocar sobre mim. Tento ouvir mas é  vão. Ao chegar  a sala fico a espera do Robin. Que chega um pouco depois de mim . Ao velo meu coração  dispara. Ele estava mais bonito e brilhante que ontem. Ele vem ate mim e eu abro os meus braços  para o receber. Nos abraçamos e beijamos.

Robin- então  que iremos fazer hoje

Matias- deixa-me pensar, ja sei quero continuar  a te conhecer 

Robin- ok então  anda - nos separamos e sou levado por ele de mãos  agarradas até  a uma sala enorme . Ao entrarmos noto que era a biblioteca . Era enorme cheia de livros quadros e esculturas - este é um dos meus espaços  preferidos dentro do castelo.

Matias- wow é enorme - passeamos pela biblioteca e ele me diz o que ha em cada corredor . Havia de tudo , poesia,romances, história  do reino, ciência  e muito mais . Havia de tudo o que se podia imaginar e muito mais 

Robin- o que achas ?

Matias- é lindo- ele me olha sorrindo, seu sorriso era tão  fofo - mas não  tão  lindo quanto  tu- me inclino e dou-lhe um beijo na testa. Ele se anima e me arrasta para fora da biblioteca. E vamos e subimos várias escadas até chegarmos a uma sala  longe de todos onde não  haviam guardas a porta . Entramos e vejo que era um pequeno escritório  bagunçado com papeis espalhados e outros amarrotados. Tinta de escrever espalhada e livros abertos no chão . Um colchão no chão  com algumas cobertas e almofadas e roupas espalhadas. Sinceramente  não  sabia ao certo que era isso.

 Robin- este é o meu escritório secreto . Quando  não  posso fugir para o jardim fujo para aqui . É aqui que leio muitas vezes e escrevo e algumas vezes até durmo - eu rio-me - não  te rias

Matias- estou apenas a rir pelo facto do senhor vossa alteza ser tão  desarumado até sua roupa interior  está por cá espalhada 

Robin- as empregadas só vem ca uma vez por semana por isso 

Matias- tudo bem,  eu não  sou muito organizado

Robin- asserio 

Matias- não, na realidade  gosto de limpar e ter as coisas em ordem - ele se zanga e me bate e eu me ri-o dele 

Robin- vamos continuar  antes que te espanque - ele me estende a mão  e eu ponho a minha por cima da dele e ele me puxa. Saímos pela janela  redonda que havia e nos sentamos no telhado- aproveita uma vista como esta não se vê sempre- era sem duvida uma vista linda. Via-se uma grande  parte do reino daqui de cima. Ficamos os dois sentados a apreciar a vista com a cabeça deitada no meu ombro e a minha inclinada sobre a a dele. Enquanto  aproveitavamos o momento , o tempo foi se tornando cinzento e fechado . Ainda era de dia mas rapidamente  se tornou escuro. As nuvens cobriram os seus e em poucos segundos uma chuva enorme e ferros caiu sobre o reino. Com cuidado para não  cairmos agarro a mão  de Robin e o puxo para dentro ao entrarmos eu escorrego por estar molhado e caiu ele me agarra e acaba caindo junto comigo. Eu caio na cama e ele por cima de mim nos rimos da situação comica que acabou de acontecer. E quando ele se tentou levantar eu o puxo  para baixo e o beijo com força. Eu o cria, cria o sentir , o beijar, estar com ele e aproveitar o momento.  Quando nossos lábios e separaram ele me olha nos olhos fixamente - queres saber um segredo sobre mim 

Matias- sim

Robin- eu sou louco, louco por ti - ele me beija com vontade muita vontade nos separamos mais uma vez 

Matias- queres saber um segredo sobre mim também  

Robin- sim 

Matias- não  sou louco apenas , também  sou tarrado e a culpa disso e tua- o viro e agora eu estou por cima dele 

Robin- minha , porque 

Matias- porque  apareceste na minha vida com esse sorriso bobo e roubaste o meu coração  e eu agora quero-te 

Robin- o unico ladrão  aqui és tu afinal  no dia da festa me desarmaste com o teu olhar e foste embora com o meu coração  e não  o devolveste

Matias- eu ! Nunca faria isso- ele me empurra e fico sentado ele se senta no meu colo

Robin- sim tu,pois tu me enlouqueceste e eu quero vingança- ele me beija. Eu o meto na cama e tiro a minha camisa ficando de tronco nu. E o ajudo a tirar a dele 

Matias- e que tal ambos cometemos loucuras , loucuras de amor

Robin- aceito - ele me prende com suas ppernas e eu o beijo .agora nada mais importava era eu e ele e mais nada . Eu sabia que esta tarde iria  ficar para sempre marcada na nossa história. 


Notas Finais


Esperamos que tenham gostado . Se gostaram adicionem aos favoritos pois isso nos dá força para continuar-mos. Comentem o que acharam
Beijos da Joy e da Mari e até ao próximo capitulo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...