História O Problema é Que Não Poderei Te Ajudar Pra Sempre. - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Superação
Visualizações 4
Palavras 872
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - A Perda E A Motivação


E lá estava eu, naquela tarde nublada deitado em seu sofá segurando o choro e pedindo concelho novamente, como sempre havia brigado na com quem não gosto novamente, e corri para o local mais acolhedor e o confortável que só a casa de uma avó pode ser, e essa avó me dando sermão por ter brigado, mas ao mesmo tempo me acalmando por não gostar de me ver daquele jeito.

Minha avó sempre esteve junto comigo, não importava o momento se era feliz, triste ou até mesmo um momento de raiva mútua, ela era como uma segunda mãe para mim. Mas em meio a todos esses momentos ela me disse uma frase uma vez “ pare de arrumar encrenca com os outros que uma hora você pode se dar mal” essa frase ecoou um pouco por minha mente mas pra mim eu resolveria qualquer problema com ela, foi isso que eu respondi, mas não esperava pela próxima frase dela “ O problema é que não estarei aqui pra te ajudar pra sempre.” Essa frase me pegou de surpresa, e fiquei sem entender no início o por quê dela me falar aquilo, mal sabia eu que iria descobrir o significado daquilo logo.

Três meses depois eu estava saído da casa dela, mas antes de eu ir ela me para e me pede um abraço, assim como quem não queria nada, mas como ela não estava comendo direito coloquei ela de “castigo” e disse que só daria um abraço nela quando ela voltasse a comer direito, ela ficou um pouco triste então dei um beijo nela e voltei pra minha casa. Naquela mesma noite ela se sentiu fraca, caiu e bateu a cabeça na parede fazendo ela desmaiar no exato momento da pancada; minha mãe correu com ela para o hospital, e me ligou enquanto estava a caminho de lá, por um azar meu celular estava sem bateria então ela deixou um recado explicando o que havia acontecido, quando ouvi aquele recado corri pra o hospital.

Chegando no hospital me deparo com minha mãe chorando impaciente esperando por alguma notícia, me juntei a ela e assim foi por mais de duas horas, até que um médico apareceu e explicou, que no momento da pancada ela havia tido um AVC resultando posteriormente em seu falecimento, disse que fizeram de tudo mas já era tarde de mais, e que a fraqueza foi causada por uma doença que estava a deixando anêmica, ela nunca havia falado dessa doença pra ninguém, depois disso a família ficou arrasada, e o enterro foi marcado pra duas horas do dia seguinte.

Depois de tudo eu fui pra casa, foi então que sozinho, deitado em meu quarto eu chorei até cair no sono, e sonhei, sonhei com ela, me pedindo desculpas por me deixar daquela maneira, e pedindo para mim conceder aquele abraço que ela queria tanto naquela noite antes de eu ir embora, quando dei o abraço ela sorriu se afastou e eu acordei em meu quarto chorando ainda mais do que chorava antes de ter ido dormir; me sentei na beira da cama, meu quarto quase totalmente escuro, se não fosse os pequenos raios de sol do dia seguinte, me peguei pensando nela, há final fazia apenas um dia desde de seu enterro, me perguntava se ela gostaria de me ver naquela situação, destruído, quebrado, chorando como nunca havia chorado, com certeza ela não gostaria então levantei tomei um banho pra despertar e sai decidido a mudar totalmente, para uma pessoa na qual ela sentiria orgulho de ter criado.

No mesmo dia arrumei um emprego de meio período em uma clínica veterinária, pois seu sonho era me ver cuidando dos animais que ela tanto amava, terminei a escola e já logo comecei uma faculdade na área em que trabalhava, com dois anos de faculdade fui promovido e agora já podia cuidar de algumas cirurgias, salvar a vida dos pequenos é tão gratificante, pena ela não ter conseguido realizar esse sonho, mas tenha certeza, eu vou realizá-lo por você. Quando estava no último ano já era chefe da clínica onde trabalhava, havia encontrado o amor da minha vida, estava mais feliz do que nunca por saber que tive a oportunidade e realizar o sonho e quem fez tudo por mim, e por ter encontrado outro motivo para o qual viver além de minha falecida avó, agora era minha futura esposa; sim, a pedi em casamento e por incrível que pareça, ela aceitou.

Hoje, 7 anos depois da morte dela, a clínica está entre uma das melhores do país, eu reconhecido como um dos melhores veterinário na minha faixa de idade, não poderia estar mais feliz sabendo que consegui ser um orgulho pra ela, e para quem está comigo por essa caminhada. Parado em frente ao seu túmulo, com lágrimas descendo de meus olhos mas com um belo sorriso no rosto, estava eu, levantei meu dedo indicador ao céus, e com tudo que tinha disse “finalmente consegui ser alguém do qual você pode se orgulhar”, fiz uma oração por ela e sai a caminho de estacionamento encontrar minha esposa e minha filha que estava com um ano, quem sabe quais surpresas o destino tem reservado para mim?? Bem só vivendo para saber.


Notas Finais


Espero que tenham gostado ^_^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...