História O que a vida me roubou (DELENA) - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias The Vampire Diaries
Personagens Damon Salvatore, Elena Gilbert
Tags Delena
Visualizações 291
Palavras 625
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - Casamento


Fanfic / Fanfiction O que a vida me roubou (DELENA) - Capítulo 3 - Casamento

Duas semanas depois

ELENA

Meu pesadelo começa hoje, mais eu garanto que o dele também vai começar, não tenho nada a perder mesmo.

-anda logo Elena você já está atrasada- minha mãe fala entrando no quarto.

- vamos- disse com um voz triste.

- e trate de coloca e um sorriso nesse rosto anda , e nada de dar seu showzinho, está me entendo.

-Sim.

- bom mesmo agora vamos.

DAMON 

A partir de hoje Elena será minha, e ela pagará pela sua traição, ela pagará por ter me humilhado daquela forma. A marcha nupcial começou e quando a porta da igreja abriu, Elena estava lá linda como sempre, foco Damon foco ela te traiu não se esqueça. Graças a Deus o casamento foi rápido, e já estávamos na festa recebendo os convidados, Elena já havia se trocada ela estava usando um vestido lindo.a festa foi até às 1hda manhã, nós iríamos para casa da Elena pegar suas coisa e partiriamos para o aeroporto.

-vamos Elena- disse pegando em sua mão.

- não eu quero ficar mais um pouco- disse puxando  a mão. 

- acho que você  não me ouvi direito, vamos embora agora- disse puxando sua mãe até que ela cedeu. Chegamos em sua casa - fique aqui vou só pegar sua mala e vamos para o aeroporto.

- eu não vou a lugar nenhum com você.

- você não tem escolha Eleninha, então fica quieta que eu já volto.

Entrei na casa peguei sua mala, voltei para o carro e partimos paea o aeroporto. Seu pesadelo vai começar agora doce Elena.

-para onde estamos indo Damon.

- para uma fazenda minha no interior aonde seu amante não vai te encontrar.

-ele não é meu amante.

- então você não vai precisar inventar desculpas para vir pra Mistyc Falls.- respirei fundo- já que seus pais queriam apenas se livrar de você quando aceitaram esse casamento.

-eu sei disso - disse já chorando- não precisa esfregar na minha cara  Damon.

-chega Elena, fica quieta que eu  quero dormir a viagem é longa e eu a aconselho fazer o mesmo ao invés de ficar chorando, não quero minha mulher com os olhos inchados de tanto chorar.

ELENA

Ele não tinha o direito de falar aquilo ele não me conhece, ele não sabe nada sobre mim e ainda tem a cara de pau de me mandar ficar quieta e para ele poder dormir,  E me manda para de chorar que não quer que a mulher dele fique com os olhos inchados de tanto chorar.

•••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••

-acorda Elena já chegamos, anda acorda.

-pronto acordei,vai demorar para chegar na sua casa.

-são mais três horas de carros, então vamos logo- disse a puxando para vora do jatinho.

- me deixa eu sei andar sozinha, não sou uma criança.

-que se dane só anda logo.

-graças a Deus chegamos- e Elena dormiu o caminho inteiro de novo- vamos Elena já chegamos.

-já- perguntei sonolenta.

- vamos você pode descansar um pouco antes do jantar.

- obrigada.

- já que depois você vai cumprir com seu dever de esposa, já que você cumpria com aquele seu amante.

-só pra você saber eu nunca me entreguei a ninguém- dei um tapa em seu rosto- eu não sou um puta.

-nunca mais encoste suas mãos em mim está me entendo- disse segurando seus dois pulsos- você me entendeu.

- me larga Damon- disse puxando meus pulsos- me larga.

-Donovan leve as malas de minha esposa para nosso quarto.

- eu não vou dormir na mesma cama que você, mais não vou mesmo.

-você não tem escolha vai dormir aonde eu quiser, e vai fazer o que eu quiser- disse dando lhe um beijo rápido-agora vá descansar o jantar estará pronto em duas horas.

 

 


Notas Finais


Desculpe o capítulo curto mais o sono foi mais forte que eu


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...