1. Spirit Fanfics >
  2. O Que Duas Garotas Fazem No Banheiro - Michaeng >
  3. A Dream Come True

História O Que Duas Garotas Fazem No Banheiro - Michaeng - Capítulo 43


Escrita por:


Notas do Autor


Apenas tenham uma boa leitura, meu deus e me desculpem caso o capítulo de hoje não tenha sido tão bom.😪❤️

Capítulo 43 - A Dream Come True


Eu continuava abrangida em seus braços, confesso que ainda me acostumava com o fato de que não era mesmo o cansaço do corpo agindo sobre mim e me fazendo pensar ilusões. Não era mesmo.

- Não chore mais, eu estou aqui... - Sussurrou no meu ouvido, me apertando.

Segurei o choro a custo, minha boca se abria diversas vezes, porém nenhum som saia dela. Se havia algum resquício de lágrimas em mim, fora dissipada automaticamente por seu sorriso mais lindo no rosto a me contagiar.

- Senti tanta falta sua... - Disse depois de um bom tempo nos encarando em silêncio. Cruzei meus braços envolta de seu pescoço, sendo segurada por ela pela cintura.

- Eu também... Estava quase morrendo naquele lugar de saudades suas. Precisava de minha princesa o mais rápido possível e também não podia deixa-la passar mais um aniversário sozinha, não é?

- E quem disse? As meninas estiveram comigo esse tempo todo, foi normal. - Fez uma careta.

- É mesmo? Acho que você não está sendo totalmente sincera, senhorita... - Chaeyoung tomou nossos lábios num beijo demorado e apaixonante, quem ligou quando o barulho de porta do elevador se abrindo e os murmúrios desagradados dos moradores atingiram nossos ouvidos? Nada podia me separar daquele contato com ela.

Apenas éramos um casal muito apaixonado que não pensava em outra coisa a não ser se amar. Nos separamos do beijo quando ficou difícil de respirar com o olhar fixo um no outro.

- Não vai convidar para entrar? Não quero te causar problemas com a vizinhança.

- Hum... Claro. - Dei passagem.

Chaeyoung observava cada detalhe atentamente. Não era um lugar luxuoso como a mansão de seus pais e provavelmente de sua casa na França, mas era o meu cantinho favorito. À esquerda na parede, estavam pendurados alguns quatros com fotografias de paisagem e mais abaixo o sofá, o qual Chaeyoung acabara de se sentar despojadamente, folheando uma revista que tinha sua foto estampada na capa sobre a mesa de centro de vidro.

- Até que fiquei bonita nesta foto.

- Concordo, mas não venha se achando, não, senhorita capa de revista. - Ela sorriu e veio me abraçar por trás.

- Então é aqui onde vive?

- Sim, bem-vinda a minha humilde residência.

- Uh... Eu adorei, tem a sua cara. - Seus braços que seguravam as minhas cinturas se soltaram e senti algo gelado passar pelo meu pescoço - Passei muito tempo presa a livros, condenada a um estudo maldito, que parecia não ter mais fim. - Rimos juntas.

- Mas você se deu bem, não foi?

- Nhe... Foi muito difícil passar por aquilo sozinha, o único apoio que recebia era o seu. Você me dava forças, me fazia levantar todas as manhãs para continuar lutando. Todas as noites em que sua presença minha fazia grande falta, eu encarava a lua até dormir, eu pensava em você quando a via e me perguntava se você também pensava em mim. Prontinho - Voltou a me abraçar. Eu trouxe o pingente, que até então manuseava, para olhá-lo atentamente. Uma lua cheia de prata partida ao meio, separando alguém. Alguém que mesmo esculpida, me era bastante familiar, mas como... - Em uma dessas noites eu tive inspirações e comecei a rabiscar no papel uma imagem que vinha a mente. Fiz unicamente para você, amor. Não sei se é capaz de te agradar, mas... Feliz aniversário... - Beijou meu pescoço.

- Como? Chaeyoung, eu adorei... Você-

- Deve ter notado que está faltando uma parte. - Eu assenti - Isso é porque a parte que falta em você sou eu. - Ela desvendou um colar de dentro da camisa igual ao meu - E a minha é você - Sorri bobamente - Não importa a distância, o lugar ou a situação, eu sempre estarei contigo. Só sei ser eu mesma com você ao meu lado, é a metade que me completa perfeitamente e que eu tenho um amor perpétuo.

- Ah! Chae - Me virei para encarar seus olhos intensos -, isso é tão lindo... Eu não sei o que dizer... Por que faz isso comigo? - Ri - Me sinto do mesmo jeito. Você é o meu sonho que se tornou realidade, eu desejava tanto te ter aqui. Eu estou tão feliz... Não solte mais a minha mão e não saia novamente por aquela porta sem data prevista de volta, morro de angústia só de pensar em novamente me separar de você. Fica comigo, vida...

- Eu vou ficar... O pesadelo já passou, eu estou aqui somente pra você. - Beijou minha testa, me puxando para sentar no sofá.

- Hum... Como foi lá? Quase um mês sem ter notícias suas.

- Desculpe-me por isso, devo ter te deixado bastante preocupada. - Suspirou tirando o boné vermelho da cabeça e o colocando sobre a mesa de centro.

- Eu quis arrancar sua cabeça.

- Ao invés de minha cabeça, por que não arranca  as minhas roupas? Eu iria adorar essa ideia... - Piscou. Parece que nada mudou...

- Sua sem vergonha.

- Mas mudando de assunto, você ficou tão mais linda com este loiro, sinto hipnotizada até demais...

- Nhe... - Meneei a cabeça negativamente - Talvez essa tenha sido a intenção, quem sabe? - Beijo dia bochecha - Está com fome?

- Na verdade não. Soube que as meninas te deram uma festa...

- Ah, sim! Foi surpresa, uma maluquice só. Adoraria que tivesse aparecido lá. Você sabe como elas são, tenho certeza de que iriam morrer quando te vissem.

- Uh... Gosto de causar impacto nas pessoas. - Dei de ombros.

- Como está sendo o trabalho?

- Vamos deixar isso pra amanhã? Por ora - Beijou minhas mãos que a seguravam - vamos nos concentrar apenas em nós duas. Eu te amo...

O clima romântico foi quebrado com a porta se abrindo de repente, detestei na hora...

- Olá, querida, cheguei! Como eu estou cansada... Procurei por você e não te encontrei mais, pensei que havia me abandon... Pera!!! - Sana exclamou largando as sacolas sobre a mesa, dando-me motivo para uma risada alta - Não brinca...

- Querida, Sana...? - Chaeyoung se desfez de meus toques e caminhou sorrateiramente até Sana, já colada na parede, encolhida pelo agarrar firme da morena no colarinho de sua blusa - É assim que você chama a mulher dos outros?

- Quê isso, Chaezinha...

- Tá, calma aí. - Apartei a briguinha idiota das duas ainda rindo.

- Isso não acabou aqui, tá?

- Chega, Chaeyoung. - Rangeu os dentes - O que faz aqui, Sana?

- Eu pretendia ficar, mas temo ser morta enquanto durmo por uma certa pessoa. E também por que não quero ficar no meio de um casal que acabou de se reencontrar, eu, hein...

- Onde vai dormir, então?

- Talvez na Eunha?

- Hum... Sinto cheiro de romance... - Sorri maliciosa, vendo-a nem se mexer com isso.

- Eu estou preparada, será que ela também?

- Como é que é?!

- Boa noite, casal, tchau! - Trancou a porta.

Sana e Eunha... Bem que pensei que isso daria certo algum dia, as duas vivam grudadas e os olhares que trocavam uma com outra era completamente diferente quando com outra pessoa. Acho que alguém está desencalhando...

- Até quando vai ficar suspirando? E que história é essa da Sana dormindo aqui?

Revirei os olhos para Chaeyoung de braços cruzados. Desviei de seu corpo inerte e tracei o caminho do meu quarto, sendo seguida por ela.

- Não vai me falar? 

- Você tá com ciúmes da Sana?

- Oras! Quem confia naquela lá com você? Mina, entenda que nós, eu e a ruiva lá, somos predadoras à procura da caça. Amor, você é uma presa muito fácil, ninguém resiste aos seus encantos. Não quero ter que disputar território e acabar com o rostinho maldito de nossa amiguinha Saninha...

- Presa fácil, Chaeyoung? Sério? - Ela assentiu alegremente - Acho melhor mudar suas convicções.

- É? - Se aproximou descaradamente, juntando nossos corpos - Me faça pensar diferente, então - Puxou meu rosto para um beijo molhado.

- Você quer tentar isso agora?

- Hum hum...

- Pois vai ficar querendo. - A empurrei, vendo sua expressão surpresa - Estou muito cansada e precisando de um banho urgente, hoje não.

- Chata...





[...]





Eu desejava dormir mais, muito mais, meu corpo dolorido suplicava por isso... Porém as cócegas incessantes no meu nariz não permitam, eu abri um sorriso gigante lembrando de quem estava ao meu lado. Não foi um sonho...

- Isso faz cócegas, para.

- Você não acordava de jeito nenhum... Já falei que é linda dormindo?

- Não. - Estiquei o corpo - Mas foi bem aleatório. Queria dormir mais, meu corpo está cansando...

- Ah... Desculpe-me ter te acordado, volte a dormir e se sinta melhor.

- Não quero mais. - A mantive na cama, deitando minha cabeça contra seu peito - Agora que você me acordou, preciso ficar acordada. Dormiu bem?

- Melhor impossível e você?

- Igualmente.

Meu pijama de elefante ficava um pouco grande nela, era engraçado vê-la vestida assim. Fiquei entretida em nossas mãos entrelaçadas e os anéis trocados nos dedos, sou a pessoa mais sortudo do mundo para ter Son Chaeyoung ao meu lado agora? Sim, mesmo que soe convencido de minha parte, mas essa garota que agora me apertava em seus braços era a mulher da minha vida, a qual eu estava disposta a fazer qualquer coisa...

Queria que não tivéssemos sido interrompidas por batidas barulhentas e sucessivas na porta. Aquela pessoa só podia estar carregada por muito ódio. Cansada de tanto gritar por paciência, eu mesma fui atendê-la enquanto Chaeyoung trocava de roupa no meu quarto.

Uma mulher mais baixa que eu, de óculos e terno e com a expressão nada boa a me encarar, não esperou nem eu convidá-la para entrar e invadiu a minha casa.

- Cadê ela? Onde está Son Chaeyoung?! - Exclamou.

- Ei! Calma, quem é você, primeiramente? E não entre aí! - Ela abriu a porta do quarto abruptamente, dando de cara com Chaeyoung ainda se trocando.

- Que perfeito, Minjin!!

- ... Perfeito digo eu. V-você me trocou por essa daqui?! - Apontou para mim sem nem ao menos me olhar.

- O quê?! - Exclamei.

- Não fale como se a gente fosse um casal e respeite a Mina, ela é minha namorada...

- E daí?

- Porra, vai me deixar trocar de roupa pelo menos? Eu ainda sou sua superior.

- E eu tenho ordens a cumprir! Te aguardo na sala.

Meu olhar fuzilante direcionado a ela foi o suficiente para fazê-la compreender que eu não estava gostando nada daquela história. Chaeyoung abaixou a cabeça e me seguiu até a sala de estar, onde a mulher impaciente não parava quieta.

- Deixa eu apresentar formalmente vocês duas. Mina, esta é Lee Minjin, minha assistente ou mandante de meu pai. E Minjin, esta é Myoui Mina, minha namorada.

- Onde você quer chegar com isso? - Indaguei.

- Isso é tudo culpa dessa garota! Você está nos arruinando aos poucos. Pense antes de agir!!

- Até quando vai continuar jogando a culpa pra cima dela?! - Chaeyoung se exaltou - Você não tem vergonha de ter entrado na casa dos outros pra fazer escândalo?

- Mas se o senhor Son...

- Quem liga? Eu já fiz, não tem como voltar atrás. Sou adulta agora, não preciso seguir as regras dele. Se puder se retirar...

- Temos que resolver este problema! - Conduziu a mulher até a saída.

- Claro! Você conhece aqui, aproveite o dia, o clima está lindo para um piquenique e tchau. - Trancou a porta.

- Me aguarde amanhã, e não tente fugir novamente!!!

- Desculpe-me por essa confusão toda.

- Ela sempre agiu assim?

- Ela só se preocupa mais com os negócios que eu mesma... O que quer comer? Posso preparar algo para nós duas.

Eu suspirei, vendo que não tinha outro jeito. Chaeyoung evitava falar do trabalho como ninguém, isso me preocupava, já que sua aguenta era costumeiramente cheia... Me sentei no banco da cozinha, sustentado a cabeça com os braços apoiados no balcão de mármore.



- Apenas me surpreenda, você é boa nisso.


Notas Finais


Hum... A fic enfim está acabando...☕♥💘


Conheçam minhas outras histórias.


Com Amor - 2yeon [Terminada]

https://www.spiritfanfiction.com/historia/com-amor--2yeon-17204698

Letters From My Heart - DahMo (G!P) [Em andamento]

https://www.spiritfanfiction.com/historia/letters-from-my-heart--dahmo-gp-19537405


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...