1. Spirit Fanfics >
  2. O que é o amor? - Kim Seungmin >
  3. Capitulo:1

História O que é o amor? - Kim Seungmin - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Pretendo postar às quartas feiras. Só que não posso garantir nada, se eu conseguir postar mais de um capítulo por semana eu posto.

Boa leitura meus anjinhos ❤️☺️

Capítulo 1 - Capitulo:1


Fanfic / Fanfiction O que é o amor? - Kim Seungmin - Capítulo 1 - Capitulo:1

Olá,me chamo Julia Szychvoski , tenho 16 anos (Nasci em 2003), sou descendente de polonês, atualmente moro em Campo Grande/MS, no entanto nasci em San Alberto (Gleba 6) no Paraguai (ou Paraguay como é o certo), morei lá até a 5° série.

Sou uma garota um pouco "atrasada" para minha idade,por exemplo sou uma garota que nunca deu um beijo em nenhum menino,ou seja, sou BV, procuro levar a vida de uma forma diferente, enquanto as meninas da minha idade pensam em namorar, ficar ou até mesmo transar eu já quero estudar,fazer uma boa faculdade (pretendo fazer Robótica essa é minha paixão),viver a vida, manter uma vida relativamente estável. Quero ser independente, sabe? Não depender de absolutamente ninguém pra nada.

Apesar de não ser rica, estudo em uma escola particular, a escola Paulo Freire em Campo Grande.

Ganhar uma bolsa de estudos para essa escola é realmente difícil, eu realmente não sei como consegui ganhar, mas a gente releva, não é mesmo?

Minha vida é realmente muito boa, apesar de não morar com minha mãe, ela realmente não gosta de mim... Enfim, tenho um pai maravilhoso que cuida e se preocupa comigo, que quer me ver formada e trabalhando com o que realmente amo, ele é meu porto seguro, ele que me dá forças e me apoia sempre e saber que ele tem orgulho de mim me trás muita alegria,pois não são todos os pais que tem orgulho dos filhos como meu pai tem de mim... Tenho tanto orgulho da pessoa que é meu pai,que apesar de não ter muito quer ver a filha feliz,apesar de tudo que já passamos não tira o sorriso de sua face.

A cerca de uns dois anos minha irmã mais nova (Yasmin Szychvoski) foi assassinada brutalmente por causa de um garoto que quis ficar' com ela mas ela não quis então os amigos do garoto disseram que ela o humilhou então a mataram a facadas... Logo após isso (A morte da garota,vulgo, minha irmã) minha mãe foi embora e levou consigo meu irmãozinho, Eduardo Szychvoski, atualmente ele tem 7 anos de idade... Mesmo depois de tudo isso tenho tido um sorriso nos lábios.

Hoje, um dia como todos os outro (ou seja, normal). Acordo com o despertador do celular tocando 'Fire' do BTS (essa música é realmente muito boa para despertador,super recomendo), exatamente as 5:00 AM. Faço minhas higienes matinais e visto uma camiseta regata com estampa de caveira,uma calça jeans preta rasgada no joelho,um casaco colegial masculino com a letra "J" inserida e um tênis da Adidas branco com listras pretas.

Vou em direção a cozinha para comer algo,mas acabo por desistir,pois uma sensação de que algo ruim estava por vir tomou conta de meu peito,uma angústia enorme, vejo meu pai adentrar a cozinha e começar a preparar seu café, pedi a benção e a ele e desejo-lhe um bom dia de trabalho (ele trabalha como encarregado de máquinas em uma bela fazenda nas redondezas da cidade), então fui para a escola. Chegar na escola sempre é um desafio,pois todos me encaram com cara de nojo por eu ser bolsista (sempre ignoro), a única pessoa em que confio nessa escola é minha amiga Letícia, mesmo sendo rica não me menospreza, ela me respeita e além disso é minha melhor amiga. Chego na escola e avisto uma louca vindo correndo em minha direção.

Letícia: Oieee, por que não respondeu minhas mensagens? Queria ter saído com você esse final de semana.... _disse a garota meio triste e em um tom um pouco bravo e indignado_

-Desculpa meu amor, mas esse final de semana eu se quer toquei em meu celular... Fiquei com meu pai o tempo todo, quis aproveitar cada momento perto dele.

O sinal toca.

Letícia: Aaah sim... Entendi, vamos para a fila? (Aqui é necessário fazer fila para fazermos a oração e cantar o hino nacional em forma de respeito. Algumas vezes até penso que estamos em um quartel e não em uma escola)

-Bora!

Assim que chegamos na sala a professora de Língua Portuguesa já estava lá,a mesma começou a passar conteúdo e mais conteúdo, confesso que estou com minha mão doendo de tanto escrever, isso que foi só a primeira aula de dia.

A segunda aula foi de matemática, confesso que até que gosto de matemática [...] A Letícia foi para sua casa,pois não estava sentindo-se muito bem [...] Fizemos várias contas, meu Deus do céu, ninguém merece é muito número e regras para o resultado ser zero.

O sino pro intervalo soou alto,quando resolvi olhar em volta restava apenas eu na grande sala branca, fui em direção ao refeitório ver o que avia para comer, aí lembrei-me de que havia esquecido meu dinheiro em casa (pra quem não sabe,na maioria das escolas privadas no Brasil cada aluno compra seu lanche), por esse motivo não comi nada

💭Acho que vou almoçar apenas em casa hoje , o pior é que eu tô com fome agora,neste exato momento💭 

O sino novamente soou avisando para os alunos retornarem para suas respectivas salas de aula [...] Se passaram duas aulas,estava na última aula quando o diretor me chama para comparecer à sua sala, assim o fiz.

Ao chegar na sala do diretor o vejo meio inquieto, mas quando me vê parece pensar muito antes de me dizer algo, aparentemente importante.

Diretor: Olá senhorita Julia, sente-se por gentileza.

Assim o fiz.

-O senhor está inquieto,se me permite, o que houve senhor?

Diretor: Foi por isso que a chamei aqui senhorita, tenho uma péssima notícia para dar-lhe

- Então diga,estou ficando preocupada.

Diretor: Pois bem, seu pai sofreu um assistente gravíssimo e acabou não resistindo, sinto muito senhorita.

 Aquelas palavras foram como facadas em meu coração, não podia ser verdade, meu pai? A pessoa que sempre me deu apoio, que era meu porto seguro? 

- O senhor tem certeza? _perguntei já chorando horrores_

Diretor: tenho certeza sim, e realmente sinto muito.

- O que vai ser de mim sem ele?

Diretor: Aparentemente a senhorita irá viver com sua mãe no Paraná.


Notas Finais


Como será que vai ser ficar no Paraná com a pessoa que mais te odeia?
Veremos.

Obrigada por lerem ❤️
Até o próximo capítulo ✌️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...