História O que é...."amor"? - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Haikyuu!!
Personagens Personagens Originais, Shouyou Hinata, Tobio Kageyama
Tags Haikyuu, Hinata Shouyou, Kagehina, Kageyama Tobio
Visualizações 154
Palavras 583
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Esporte, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Todos os devidos créditos para os criadores das imagens que eu coloco de capa. Porém, não sei quem as criou. Se você sabe por favor me fale. Agradecida 💝.

Capítulo 2 - Capítulo 2- amor? Que isso?!


Fanfic / Fanfiction O que é...."amor"? - Capítulo 2 - Capítulo 2- amor? Que isso?!

Hinata

-O-O QUE DIABOS ESTA FAZENDO TOBIO?!- gritei recuando. Aquele moreno quer o que?! Ficou louco?!

-Carinho- ele respondeu como se aquilo não fosse nada, virou sua atenção pro lanche e começou o comer, fingindo que esse ruivo aqui que esta com cara de cu não existe.

-Se quer dinheiro saiba que eu não tenho e que eu não caio nesses golpes não. Sei que sou lindo mais não me toca- uma risadinha saiu da boca de Kageyama. 

- Não quero seu dinheiro Shouyou.

-Quer o que então? 

Kageyama

-Quer o que então?- me virei pro ruivo pra poder encara-lo. Do nada ele ficou com a cara surpresa e um "O" perfeito se formou em seus lábios-ai meu Deus vocês quer meu cu?!- engasguei com o meu lanche.

-CE ACHA QUE EU SOU O QUE? UM ESTUPRADOR?

-Sim- me segurei pra não ir arrancando a cabeça do menor. Ele gosta de me tirar do sério ein!? Suspirei e continuei a comer meu lanche.

-Shouyou...sabe...ja aconteceu que...quando uma certa pessoa fica perto de você seu coração acelera, você começa a gaguejar, e sente um frio na barriga?- um silêncio instalou sobre nós deixando o clima tenso. O ruivo travou no mesmo lugar e comecei a me preocupar.-Oe! Você ta vivo?

-T-to bem- ele voltou ao normal porém corado. Seus olhos castanhos começaram a olhar o gramado como se procurasse algo. E logo franziu a testa.-Kageyama...Você não acha que esse recreio ta demorando demais?-nos entreolhamos e começamos a correr pro pátio. Não tinha ninguém lá. Então corremos pra sala de aula e abri a porta com tudo. 

Todos os alunos estavam ali. Inclusive o professor. Eu não acredito que bateu o sinal e a gente não ouviu.

-GOMEN SENSEI- eu e Hinata falamos alto inclinando nossos corpos levemente em questão de respeito.


--------"""------



Hinata

Me sentei no meu lugar e comecei a copiar a lição. E do nada entrei em meus pensamentos. 

Por que Kageyama esta tão estranho? Será que ele esta apaixonado por alguém? Mas se sim qual será a garota? A Kyoko Senpai? 

A aula toda passou muito rápida pra mim. Também né eu ficava apenas olhando a janela viajando na maionese. 

Comecei a pensar sobre o que Kageyama tinha me perguntado. E logo comecei a pensar também se tem alguma pessoa que quando eu fico perto acaba acontecendo aquelas coisas comigo. Quando foi que o meu coração bateu acelerado? Quando eu suei? Quando eu senti um frio na barriga? E o principal: quem era a pessoa que fazia isso comigo?

E então eu me lembrei de quando isso aconteceu comigo. Foi no fundamental quando eu me encontrei pela primeira vez com Kageyama. Não iriamos jogar um contra o outro. Faz tanto tempo mas para mim era como se fosse ontem.

Mas quando acontece isso o que quer dizer? Que a pessoa ta doente? Ou sera que uma ta fazendo macumba com a outra? Azar? Dor de barriga? Virose?

Agora fiquei curioso....e a única pessoa que pode me responder isso é Kageyama. Ele que encheu minha cabeça com essas coisas loucas.

O sinal bateu indicando o término das aulas. Guardei tudo de qualquer jeito e meio que corri até ele e puxei a manga da sua blusa. Kageyama virou pra mim procurando a pessoa que puxou sua blusa.

-Precisamos conversar!- falei sério e ele logo confirmou com a cabeça. Andamos até o terraço novamente.

-O que você quer falar de tão importante?

- Sabe hoje na hora do recreio? Lembra da sua pergunta? Então a resposta é sim- ele me olhou assustado- mas sabe....-comecei a brincar com os dedos- o que aquilo significa?












-Amor.


Notas Finais


Desculpem o capítulo ser pequeno! Amanhã sai o próximo! E vai ser 1.300 palavras(eu espero).


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...