1. Spirit Fanfics >
  2. O quê eles querem comigo? (BTS hot) >
  3. Será?

História O quê eles querem comigo? (BTS hot) - Capítulo 23


Escrita por:


Capítulo 23 - Será?


Fanfic / Fanfiction O quê eles querem comigo? (BTS hot) - Capítulo 23 - Será?

      *ANTERIORMENTE*

Derrepende sinto a respiração dos dois, um de cada lado do meu pescoço, me fazendo me arrepiar e me sentir excitada

     Nam–Precisamos da nossa bonequinha hoje

      *ATUALMENTE*

Eles passam as mãos em meus seios e jin me pega no colo me levando para meu quarto e Nam acompanhou a gente, quando ele chega no quarto ele me joga encima da cama 

Eles começam a beijar cada parte do meu corpo, mais derrepende sinto algo estranho dentro de mim 

   S/n–Acho melhor não

Digo me sentando na cama 

    Jin–Tá sentindo algo?

    S/n–Apenas uma dor de cabeça 

    Nam–Quer um remédio?

  S/n–Tá tudo bem, só vou tomar um banho

     Jin–Tambem vou

     Nam–Então vamos

Nós fomos para o banheiro e tomamos um banho bem demorado, não fizemos nada, apenas tomamos banho e relaxamos na banheira

Quando terminamos nosso banho, eles foram para seus quartos pegar seus pijamas e eu coloquei apenas uma blusa soltinha e me deitei, logo em seguida eles voltam para o quarto e se deitam comigo

     S/n–Vão dormir comigo?

     Jin–Sim

Apoio a cabeça no ombro do Jin e o Nam me abraça por trás e assim dormimos

No meio da madrugada me acordo com vontade de tomar água, me levanto cuidadosamente para não acordar eles e desço até a cozinha, pego um copo de água mais sinto uma tontura e sem querer caio de lado e o copo de quebra cortando minha mão

     S/n–Poha 

Falo cochichando

    S/n–Que merda, será que eles ouviram?

Me levanto segurando em uma cadeira que havia perto de mim e olho para minha mão, havia um corte não muito fundo mais o suficiente para causar um rio de sangue na cozinha, pego uma vassoura e uma pá para limpar os vidros, com um pouco de dificuldade por conta da tontura mais consigo limpar a cozinha, assim que jogo os pedaços de vidro no lixo sinto minhas pernas ficarem fracas e a tontura aumentar mais sinto alguém me pegar pela cintura Sobrou a onda e a Shiyeon

     Nam–Te peguei

   Jin–O que aconteceu s/n? E essa poça de sangue?

  Nam–Você matou alguém aqui por acaso?

      S/n–Estou um pouco tonta, só isso

     Nam–Sua mão

     S/n–Foi o copo que deixei cair

Jin rapidamente vai na sala e volta um uma pequena maletinha de primeiro socorros

      Jin–Aqui deve ter algo para isso

Ele abre a maletinha e faz um curativo na minha mão

Nam me pega nos braços e me leva para o quarto novamente, ele me deita cuidadosamente na cama e se deita ao meu lado junto com o Jin, ele acaricia meus cabelos 

  Jin–Relaxa pequena, isso vai passar rápido

     S/n–Como assim?

     Jin–Apenas durma

Faço o que Jin falou e vou dormir, mais sinto que tem algo estranho nisso

Na manhã seguinte eu acordo e já estava melhor, mais ainda não havia entendido o que havia acontecido ontem, por hora decido esquecer isso e tomar um banho e fazer minhas higienes

Termino de fazer minhas higienes e coloco um short e uma blusa simples e desço para fazer o café da manhã para os meninos, assim que desço, dou e cara com os meninos na mesa comendo e rindo

      Kook–Oi pequena

      Tae–Bom dia

     Suga–Oi meu amor

     Jimin–Iae gata

      Hope–Bom dia meu sol

     S/n–Bom dia meninos,e bom dia para você também Nam

       Nam–Me desculpa, eu estava olhando para a comida e pensando como algo tão bom pode ter sido feito pelo kook

       S/n–Você que fez o café kook?

     Kook–Eu sou quase um master chef querida

Kook fala em um tom de deboche e todos começamos a rir 

     S/n–Cadê o Jin?

     Jin–Bom dia querida, tô aqui na cozinha

    S/n–Vem comer?

     Jin–Tô limpando aqui, já comi

Meu deus, lembrei de ontem, a poça de sangue

Rapidamente olho para a minha mão e vejo que o curativo tinha saído

       Kook–O que foi isso?

     Nam–Ela apenas caiu, nada de grave

Nam me olha e da uma piscadinha, isso foi o suficiente para saber que ali tinha coisa 

Terminamos de comer e eu vou para meu quarto e pego um pequeno caderno e uma caneta e desço para o jardim, me sento em uma Sakura que tem muitas lembranças lá, abro meu caderno e começo a fazer uma história com coisas que vinha em minha cabeça

Depois de um bom tempo escrevendo eu olho para frente e vejo suga em pé me olhando

      S/n–Oi açúcar

      Suga–Oi

    S/n–Aconteceu algo?

      Suga–Apenas estou entediado

     S/n–Ata

     Suga–Posso ficar aqui com você?

    S/n–Sim

Suga senta no meu lado e deita a cabeça em meu ombro, mais tinha algo nele que me incomodava

     S/n–Quer falar algo?

     Suga–Eu gosto de estar com você, mais você não me fala o mesmo 

    S/n–Docinho, eu gosto muito de ficar aqui com você e ter você ao meu lado, mais sinto que não é isso que quer me falar

   Suga–Desde quando tá tão observadora?

   S/n–Apenas estou sentindo que quer falar algo

    Suga–Por que você não engravida?

Na mesma hora que ele falou isso eu me engasguei com minha própria saliva

    S/n–Ham?

   Suga–Eu já tentei...

    S/n–Já entendi, bem, quando eu era bem mais nova, eu decidi colocar um implante no meu braço, esse implante me impede de engravidar, por isso você não conseguiu

     Suga–Como não dá pra ver?

    S/n–Fica apenas um pequeno buraco aonde ele está, olha

Eu levanto a manga da camisa e mostro a ele aonde estava o implante 

     Suga–Tá

Ficamos sentando ali e o silêncio reinava naquele momento, depois de um tempo ali eu decido quebrar aquilo

     S/n–Bem...Vamos entrar?

    Suga–Ah, sim, lembrei que os meninos querem falar com você mesmo

Suga se levanta e me ajuda a levantar, fomos para dentro de casa      *ANTERIORMENTE*

Derrepende sinto a respiração dos dois, um de cada lado do meu pescoço, me fazendo me arrepiar e me sentir excitada

     Nam–Precisamos da nossa bonequinha hoje

      *ATUALMENTE*

Eles passam as mãos em meus seios e jin me pega no colo me levando para meu quarto e Nam acompanhou a gente, quando ele chega no quarto ele me joga encima da cama 

Eles começam a beijar cada parte do meu corpo, mais derrepende sinto algo estranho dentro de mim 

   S/n–Acho melhor não

Digo me sentando na cama 

    Jin–Tá sentindo algo?

    S/n–Apenas uma dor de cabeça 

    Nam–Quer um remédio?

  S/n–Tá tudo bem, só vou tomar um banho

     Jin–Tambem vou

     Nam–Então vamos

Nós fomos para o banheiro e tomamos um banho bem demorado, não fizemos nada, apenas tomamos banho e relaxamos na banheira

Quando terminamos nosso banho, eles foram para seus quartos pegar seus pijamas e eu coloquei apenas uma blusa soltinha e me deitei, logo em seguida eles voltam para o quarto e se deitam comigo

     S/n–Vão dormir comigo?

     Jin–Sim

Apoio a cabeça no ombro do Jin e o Nam me abraça por trás e assim dormimos

No meio da madrugada me acordo com vontade de tomar água, me levanto cuidadosamente para não acordar eles e desço até a cozinha, pego um copo de água mais sinto uma tontura e sem querer caio de lado e o copo de quebra cortando minha mão

     S/n–Poha 

Falo cochichando

    S/n–Que merda, será que eles ouviram?

Me levanto segurando em uma cadeira que havia perto de mim e olho para minha mão, havia um corte não muito fundo mais o suficiente para causar um rio de sangue na cozinha, pego uma vassoura e uma pá para limpar os vidros, com um pouco de dificuldade por conta da tontura mais consigo limpar a cozinha, assim que jogo os pedaços de vidro no lixo sinto minhas pernas ficarem fracas e a tontura aumentar mais sinto alguém me pegar pela cintura Sobrou a onda e a Shiyeon

     Nam–Te peguei

   Jin–O que aconteceu s/n? E essa poça de sangue?

  Nam–Você matou alguém aqui por acaso?

      S/n–Estou um pouco tonta, só isso

     Nam–Sua mão

     S/n–Foi o copo que deixei cair

Jin rapidamente vai na sala e volta um uma pequena maletinha de primeiro socorros

      Jin–Aqui deve ter algo para isso

Ele abre a maletinha e faz um curativo na minha mão

Nam me pega nos braços e me leva para o quarto novamente, ele me deita cuidadosamente na cama e se deita ao meu lado junto com o Jin, ele acaricia meus cabelos 

  Jin–Relaxa pequena, isso vai passar rápido

     S/n–Como assim?

     Jin–Apenas durma

Faço o que Jin falou e vou dormir, mais sinto que tem algo estranho nisso

Na manhã seguinte eu acordo e já estava melhor, mais ainda não havia entendido o que havia acontecido ontem, por hora decido esquecer isso e tomar um banho e fazer minhas higienes

Termino de fazer minhas higienes e coloco um short e uma blusa simples e desço para fazer o café da manhã para os meninos, assim que desço, dou e cara com os meninos na mesa comendo e rindo

      Kook–Oi pequena

      Tae–Bom dia

     Suga–Oi meu amor

     Jimin–Iae gata

      Hope–Bom dia meu sol

     S/n–Bom dia meninos,e bom dia para você também Nam

       Nam–Me desculpa, eu estava olhando para a comida e pensando como algo tão bom pode ter sido feito pelo kook

       S/n–Você que fez o café kook?

     Kook–Eu sou quase um master chef querida

Kook fala em um tom de deboche e todos começamos a rir 

     S/n–Cadê o Jin?

     Jin–Bom dia querida, tô aqui na cozinha

    S/n–Vem comer?

     Jin–Tô limpando aqui, já comi

Meu deus, lembrei de ontem, a poça de sangue

Rapidamente olho para a minha mão e vejo que o curativo tinha saído

       Kook–O que foi isso?

     Nam–Ela apenas caiu, nada de grave

Nam me olha e da uma piscadinha, isso foi o suficiente para saber que ali tinha coisa 

Terminamos de comer e eu vou para meu quarto e pego um pequeno caderno e uma caneta e desço para o jardim, me sento em uma Sakura que tem muitas lembranças lá, abro meu caderno e começo a fazer uma história com coisas que vinha em minha cabeça

Depois de um bom tempo escrevendo eu olho para frente e vejo suga em pé me olhando

      S/n–Oi açúcar

      Suga–Oi

    S/n–Aconteceu algo?

      Suga–Apenas estou entediado

     S/n–Ata

     Suga–Posso ficar aqui com você?

    S/n–Sim

Suga senta no meu lado e deita a cabeça em meu ombro, mais tinha algo nele que me incomodava

     S/n–Quer falar algo?

     Suga–Eu gosto de estar com você, mais você não me fala o mesmo 

    S/n–Docinho, eu gosto muito de ficar aqui com você e ter você ao meu lado, mais sinto que não é isso que quer me falar

   Suga–Desde quando tá tão observadora?

   S/n–Apenas estou sentindo que quer falar algo

    Suga–Por que você não engravida?

Na mesma hora que ele falou isso eu me engasguei com minha própria saliva

    S/n–Ham?

   Suga–Eu já tentei...

    S/n–Já entendi, bem, quando eu era bem mais nova, eu decidi colocar um implante no meu braço, esse implante me impede de engravidar, por isso você não conseguiu

     Suga–Como não dá pra ver?

    S/n–Fica apenas um pequeno buraco aonde ele está, olha

Eu levanto a manga da camisa e mostro a ele aonde estava o implante 

     Suga–Tá

Ficamos sentando ali e o silêncio reinava naquele momento, depois de um tempo ali eu decido quebrar aquilo

     S/n–Bem...Vamos entrar?

    Suga–Ah, sim, lembrei que os meninos querem falar com você mesmo

Suga se levanta e me ajuda a levantar, fomos para dentro de casa e vejo os meninos na sala conversando sobre uma suposta viagem

     S/n–Então vão viajar de novo?

      Tae–Nós vamos, boneca, todos nós

   S/n–Vou te mostrar o tamanho da boneca

     Kook–Medo

     Nam– Então, vamos todos viajar para o Havaí amanhã, então arrumem suas malas, partiremos pela manhã

      S/n–Já?

     Nam–Sim

Subo para o quarto para arrumar minhas coisas mais jimin bem atrás de mim e me empurra para dentro do quarto

     S/n–O que foi?

   Jimin–Estava com saudade de você, não me deixe por favor

    S/n–Eu nunca vou abandonar nenhum de vocês, não se preocupe 

Ele sela nossos lábios em um beijo calmo e doce mais paramos por falta da ar

     Jimin–Vou deixar você arrumar suas coisas

Jimin dá um beijo em minha testa e sai 

     S/n–Isso tá ficando cada vez mais bizarro, até parece que eu vou morrer .-.

 Termino de arrumar minhas coisas e já estava de noite, então eu desço para pergunta a algum dos meninos se eu poderia levar mais de uma mala, vou no quarto de cada um e nenhum estavam lá, desço e não vejo ninguém até que vou na sala de reuniões e eles estavam lá, olho apenas por uma pequena brecha que havia na porta, assim que vou sair Hope me chama

       Hope–S/n, vem cá, entra 

       S/n–Eu não queria atrapalhar, desculpa

      Hope–Não se preocupe, iríamos falar com você mesmo

       S/n–Tá bem então

Entro meio desconfiada e me sento no único lugar vazio

      Jin–Temos que falar algo importante com você e você não pode negar


Notas Finais


Me desculpem mesmo a demora para postar, meio que quase estou sem tempo mais não se preocupem, jamais irei abandonar vocês
Me desculpem pelo erros e espero que tenham gostado
Tiauzinho 💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...