1. Spirit Fanfics >
  2. O que faltava em mim >
  3. Decisão!

História O que faltava em mim - Capítulo 57


Escrita por:


Notas do Autor


Ento.. dando uma passada bem rápida.
Boa leitura!!!

Capítulo 57 - Decisão!


Fanfic / Fanfiction O que faltava em mim - Capítulo 57 - Decisão!

 

Narrador's POV

Drácula ao ouvir a pergunta da esposa, rapidamente endurece sua postura. Fita Amanda com seus olhos azuis e faz uma cara como se tivesse escutado a coisa mais absurda de todas.

 

 

- O quê? Nunca faria mal a nossa filha, não fiz nada a Lauren, me deixa até magoado você vir e me fazer uma pergunta dessas. - Drácula olha pela última vez a esposa e se dirigi ao guardar roupa, pegando uma manta junto de um travesseiro. - Não gosto de brigar com você Amanda e se eu continuar aqui, neste quarto é o que irá acontecer por isso estou indo dormir na sala.

 

O homem começa a caminhar pelo grande quarto, Amanda só analisa seu marido, ela o conhecia bem, sabia que estava escondendo algo, quase mil anos convivendo com os defeitos e qualidades de Drácula ela sabia quando o mesmo estava mentindo.

 

- Só lhe digo apenas uma coisa meu amado marido, se eu descobrir algo, atravéz de outra pessoa que não seja você, melhor já ir começando a procurar outra esposa.

 

Dito isso Amanda se vira para o lado opostos que o marido estava deixando o mesmo reflexivo olhando para onde sua esposa se deitava.

 

- Não sei o que faz me olhando. Você que disse que dormiria na sala e pelo o que sei, Drácula é homem de apenas uma palavra.

 

Amanda mesmo virada e com os olhos fechados, sabia que seu marido estava fitando ela. Ao terminar de ouvir Drácula agarra a maçaneta da porta a abrindo e saindo com seu travesseiro e manta em mãos.

 

...

 

Lima Ohio

 

Faltavam menos de uma semana para a volta às aulas, Normani e Ally estavam animadas, principalmente que haviam convencido sua melhor amiga a voltar a estudar novamente, Camila perdeu muitas provas, mas nada que uma ajuda especial não resolvessem. Normani dirigia tranquilamente, ouvindo Beyoncé e cantando junto de Allycat, as duas cantarolavam bem alegres, estavam quase chegando a casa de Camila.

 

Estamos na sua rua Mila - Ally

 

Um minutos depois responde sua amiga

 

estou saindo, espero vocês na porta - Camila

 

Assim que ler a mensagem da amiga, Ally abaixa um pouco o volume do carro ganhando um olhar negativo de Normani.

 

- Hey, por que fez isso? Estava na melhor parte Alisson. - Comenta Normani aumentando o volume pelo volante do carro.

 

- Normani estou tentando falar com você, tem como desligar esse som? - Fala Ally desligando o dvd do carro no mesmo momento. - Ótimo, melhor assim.

 

Normani faz um bico - Certo.. O que foi?

 

- Camila está frágil ainda, temos que pegar leve nas saídas, não sei nem como ela decidiu sair com a gente pro shopping.. claro que insistimos bastante, mas quantas vezes nesses meses todo tentamos fazer-la sair de casa sem sucesso? Mila precisa de todo nosso apoio.

 

Assim que sua amiga começa a falar Normani começa a dirigir bem devagar, quase que parando o carro, até encosta-lo no acostamento.

 

- Eu sei.. e não imagina em como estou feliz em vê-la saindo conosco hoje. - Diz Normani com os olhos brilhando. - Sabe a quantos anos somos amigas? Desdo jardim de infância, se algo acontecer a Camila eu não sei o que será de mim. Você e a Mila são minhas irmãs, eu amo vocês.

 

Ally também se encontrava emocionada. Ela tira o seu sinto de seguranca e se levanta do seu banco do passageiro abraçando bem apertado sua amiga.

 

- Também te amo sua chata do caralho. - Fala Ally ganhando uma gargalhada dá amiga.

 

- Eu ouvir bem? Allyson Brooker falando palavrão? ... Aí isso doeu sua maluca.

 

Normani tinha acabado de levar um soco forte no braço, ela começa a alisar o lugar olhando pra amiga com raiva. Ally olhava pra Mani achando graça ao mesmo tempo que escuta seu celular vibrar vendo que se tratava de uma mensagem de Camila.

 

Cadê vocês? - Camila

 

- Vamos andando a Mila já tá Perguntando da gente.

 

- Eu gostaria se meu braço não estivesse quebrado. - Comenta a morena.

 

Ally olha pra amiga indignada.

 

- Ativado o modo drama com sucesso... Meu Deus Mani como a DJ aguenta você?

 

- Da mesma forma que você baby.

 

...

 

As compras no shopping foram legais, as meninas se divertiram bastante, e estavam muito satisfeitas de terem convencido pela segunda vez com que Camila saísse de casa.

 

- Mila eu ia Allycat somos as amigas mais felizes desse mundo, você não tem noção. - Comenta Normani se sentando na mesa da praça de alimentação junto de suas amigas, colocando suas bandejas com o lanche de ambas.

 

Camila assim que senta sorrir para Mani.

 

- Vocês são umas bobas. - Comenta sorrindo levemente, não era algo normal ultimamente ver Camila sorrir.

 

- Olha.. isso não é um presente porque cê vai pra festa conosco, eu ia Ally apenas achamos a sua cara.

 

Ally começa a mexer em uma das tantas sacolas que havia com elas e tira de uma delas um embrulho pequeno fechado com um laço vermelho.

 

- Espero que goste Mila. - Diz Ally entregando a amiga.

 

Camila ao ver um embrulho fofinho, olha com uma cara curiosa para as expressões que suas amigas davam a ela, todas estavam ansiosas.

 

- Vocês são umas manipuladoras sabiá? - Camila começa a abrir o embrulho desatando o lanço e tirando de dentro do mesmo uma caixinha vermelha. - Espero que isso não seja um pedido de casamento meninas.

 

- Ah claro.. porque eu sou sapatao e estou afim de um casamento trisal , me poupe tá Mila. - Fala Ally fazendo Normani quase se engasgar com o refrigerante que tomava. - Aprende a tomar isso direito Mani, plmdds.

 

Normani quase morrendo por está tossindo e ao mesmo tempo querendo rir alto, tenta se conter tomando um pouco da água que havia comprado.

 

- Me..u.. D..e.u.s - Uma pausa para mais um gole de água. - Quem fala PLMDDS ainda ? - Pergunta Normani olhando incredula para a amiga.

 

Camila só observava a interação das amigas e pensava em como estava com saudades dessa briga diária que era entre as meninas. Normani adorava implicar com Ally.

 

...

 

Se olhando no espelho de seu quarto, com uma camisa que havia comprado mais cedo com as amigas, Camila se analisava, via o quanto seus ossos apareciam, quase não tinha carne, estava um saco de ossos ambulante. Ela começa a pensa a quantos meses deveria está dessa forma, em como seus pais a viam dessa forma, em como suas amigas a via, se ela mesmo se assustou agora, imagina eles? Talvez fosse a hora de sair do fundo do poço, lugar onde Lauren a deixou, abandonada, jogada, cortada em centenas de pedaços pequenos, para serem devorados por todo aquele vazio que ela se sentia por dentro, vazio esse que mesmo sendo alimentado, nunca deixaria de ser um vazio, deixaria sim.. se Lauren voltasse.

 

- Por que fez isso comigo? - Pergunta Camila para si mesma atravéz do espelho, como se visse Lauren agora. Uma lagrima começou a deslizar sobre suas bochechas e imediatamente Camila enxugou  ainda fitando seu reflexo. - Eu não posso mais viver assim.. está doendo tanto tudo isso. Queria ter coragem e dizer a mim mesma que não te amo mais, mas como farei isso? Se me engano todos os dias com esperanças de que vai voltar e me dizer que as suas palavras não passaram de um mal entendido? ... Eu só queria conseguir te odiar, só isso Lauren.

 

Vestindo a camisa que estava em suas mãos, Camila toma uma decisão.

 

- Chega de morrer a cada dia por sua causa.

 

Abrindo a porta de seu quarto, aparece Normani com Ally ao lado, todas já arrumadas.

 

- Já tá pronta Mila?

 

Se vendo pela última vez aquela noite no espelho, Camila respira fundo e sorrir de canto para as meninas.

 

 

 

 

 

- Sim... Essa festa que nos aguarde!


Notas Finais


Spoilers do próximos capítulos:
Uma pessoa no ciclo de amizade da Camila vai acabar descobrindo que é um ser sobrenatural, o que vai ocasionar que ela tenha leves flash dos tempos com a Lauren.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...